Entenda os tipos de cirurgias de obesidade realizadas no Brasil
Cirurgias Restritivas – Banda Gástrica Ajustável
Nesta téc...
Cirurgias Disabsortivas – DUODENAL SWITCH
É uma redução de 80% do volume
do estômago através de uma
cirurgia por vídeo no ...
Laudia Bolzan antes e depois da realização da cirurgia
bariátrica.
Laudia Bolzan, que fez a cirurgia em 2012, perdeu
cerca...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Entenda os tipos de cirurgias de obesidade realizadas

335 visualizações

Publicada em

Redução de Estômago

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
335
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Entenda os tipos de cirurgias de obesidade realizadas

  1. 1. Entenda os tipos de cirurgias de obesidade realizadas no Brasil Cirurgias Restritivas – Banda Gástrica Ajustável Nesta técnica há o impedimento da ingestão de grandes volumes de comida, entretanto, não impede a ingestão de líquidos, mesmo os hipercalóricos, que engordam, como sorvete, leite condensado, refrigerantes, entre outros. Costuma-se perder de 20-30% do peso inicial dentro de 1 ano, podendo falhar em 30% dos casos.
  2. 2. Cirurgias Disabsortivas – DUODENAL SWITCH É uma redução de 80% do volume do estômago através de uma cirurgia por vídeo no qual o estômago é grampeado e cortado ficando com aspecto de um tubo cilíndrico, porém preservando-se a sua função de esvaziamento gástrico natural. Nenhuma parte do intestino é cortada.
  3. 3. Laudia Bolzan antes e depois da realização da cirurgia bariátrica. Laudia Bolzan, que fez a cirurgia em 2012, perdeu cerca de 58kg até hoje. Pra ela a maior dificuldade enfrentada depois do procedimento foi querer comer mais do que podia. “O primeiro mês são só líquidos, tu toma 50 ml de liquido a cada meia hora, nas horas cheias é gelatina, caldo de uma sopa, chá, suco e nas meias horas são 50 ml de água. A partir do segundo mês, durante 15 dias tu faz uma dieta pastosa, tu vai comendo papinha de nenê, é a parte mais legal. Nos outros 15 dias do segundo mês já é uma dieta branda, dai tu pode comer pedaços pequenos de carne, e a entrada do terceiro mês é uma dieta normal”, conta. A jornalista ainda conta que após a cirurgia a sua autoestima e confiança aumentou. “Tu se sente mais confiante, tu te sente mais capaz, o fato das pessoas te tratarem de uma forma diferente tu te acha mais capaz de conseguir fazer outras coisas que tu não faria por medo”.

×