Auxogramas para Portadores de Sídrome de Down

1.874 visualizações

Publicada em

Auxogramas para Portadores de Síndrome de Down- Projeto de Intervenção- Internato em Pediatria I - UFRN -Natal, Brasil

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.874
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
968
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Auxogramas para Portadores de Sídrome de Down

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE INTERNATO EM PEDIATRIA I PROJETO DE INTERVENÇÃOAuxogramas para Portadores de Síndrome de Down Andressa Camilo Jocélio Ramalho Juliano José Raehana Reis Thalita Trindade Orientadora: Natal – RN Dra.Edinilma 2012.1.3
  2. 2. INTRODUÇÃO Síndrome de Down  Trissomia do 21  Anormalidade cromossômica mais frequente  Ocorrência mundial de um a dois casos para cada 1.000 nascidos vivos
  3. 3. INTRODUÇÃO  As manifestações fenotípicas mais comuns são:  Características faciais  Malformações congênitas  Baixa estatura  Comprometimento intelectual
  4. 4. JUSTIFICATIVAO processo de crescimento na Síndrome deDown difere muito da população geral  Reduzida velocidade de ganho estatural/ Baixa estatura final  Tendência à obesidade  Frequente a ocorrência de condições e/ou malformações, que podem desviar e comprometer ainda mais esse padrão de crescimento O crescimento pôndero-estatural é um dos mais importantes indicadores de saúde da criança.
  5. 5. JUSTIFICATIVA Crianças com Padrão Populacional Trissomia do 21 de crianças com a Síndrome Comparar para evitar erros de interpretação
  6. 6. JUSTIFICATIVA Realizado um painel com Auxogramas para portadores de Síndrome de Down:  Auxiliar os profissionais na interpretação dos dados de crescimento dos pacientes que frequentam o ambulatório  Avaliar o surgimento de doenças adicionais e do sobrepeso/obesidade.
  7. 7. METODOLOGIA O painel com os auxogramas para portadores da Síndrome de Down foi realizado no programa Microsoft Power Point. Baseado no artigo de revisão das Curvas de crescimento pôndero-estatural em crianças com síndrome de Down ( Bravo-Valenzuela N., Passarelli M, Coates M.V) e complementado com as curvas de perímetro cefálico do autor Zan Mustacchi. Para incentivar os pais sobre as potencialidades dos filhos portadores da síndrome foram adicionadas imagens de indivíduos portadores de Down que se destacaram em sua carreira profissional.
  8. 8. RESULTADOS E DISCUSSÃO
  9. 9. RESULTADOS E DISCUSSÃO
  10. 10. RESULTADOS E DISCUSSÃO
  11. 11. RESULTADOS E DISCUSSÃO
  12. 12. RESULTADOS E DISCUSSÃO
  13. 13. RESULTADOS E DISCUSSÃO
  14. 14. CONCLUSÃO A avaliação do crescimento e desenvolvimento das crianças com Síndrome de Down deve levar em consideração as suas peculiaridades, portanto o uso das curvas específicas para a população com Trissomia do 21 pode ajudar a reconhecer patologias associadas e/ou obesidade incipiente.
  15. 15. REFERÊNCIAS Bravo-Venezuela NJM et al. Curvas de crescimento pôndero-estatural em crianças com síndrome de Down: uma revisão sistemática. Rev Paul Pediatr 2011;29(2):261-9. World Health Organization (WHO). World Atlas of Birth Defects. Geneva: WHO Library Cataloguing-in- publication data; 2003. Disponível em: http://www.who.int/genomics/about/en/ downsynd.pdf Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Birth defects. Disponível em: http://www.cdc.gov
  16. 16. OBRIGADO!!!

×