AMAMENTAÇÃO

13.122 visualizações

Publicada em

AMAMENTAÇÃO- Aula téorica apresentada pela Profª Vanessa Pache , por ocasião do concurso para professor efetivo do Departamento de Pediatria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

0 comentários
21 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.122
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
867
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
21
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AMAMENTAÇÃO

  1. 1. AVALIAÇÃO DIDÁTICA PARA O CARGO DE PROFESSOR AUXILIAR DE PEDIATRIA BÁSICA UFRN VANESSA P. CANO
  2. 2. ALEITAMENTO MATERNO VANESSA PACHE DA ROSA CANO
  3. 3. QUAL DESTAS MAMASPRODUZ MAIS LEITE?
  4. 4. 1 2 3
  5. 5. A ARTE DE “AMAR”MENTAR
  6. 6. INTRODUÇÃO Amamentar é muito mais que nutrir a criança; É um processo que envolve interação profunda entre mãe e filho, com repercussões no seu estado nutricional, na habilidade de se defender de infecções, no seu desenvolvimento e ainda atua na saúde física e psíquica da mãe; É uma prática milenar e a melhor forma de alimentação para os lactentes pelos seus inúmeros benefícios tanto para a mãe quanto para a criança (PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO EM NEONATOLOGIA - SBP/2007)
  7. 7. OBJETIVOS1-Entender o conceito de aleitamento materno;2-Relembrar a anatomia da mama;3-Conhecer o processo de lactogênese;4-Identificar a composição do leite materno (LM) bem como os seus benefícios;5-Conhecer as técnicas corretas do AM para poder intervir quando necessário, colaborando para diminuir os índices de desmame precoce;6-conhecer situações que contra-indiquem o AM;7-Estar ciente sobre os procedimentos de ordenha e conservação do LM.
  8. 8. DEFINIÇÕES O AM costuma ser classificado em:1-Aleitamento materno exclusivo (AME);2-Aleitamento materno predominante (AMP);3-Full breastfeeding ;4-Aleitamento materno(AM);5-Aleitamento materno complementado;6-Aleitamento materno misto ou parcial WHO-2001
  9. 9. DURAÇÃO IDEAL DA AMAMENTAÇÃOA Organização Mundial de Saúde (OMS), oFundo das Nações Unidas para a Infância(UNICEF), o Ministério da Saúde (MS), com oapoio da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP)recomendam amamentação exclusiva poraproximadamente 6 meses e complementadaaté 2 anos ou mais. ... Realidade distante no Brasil!
  10. 10. QUAL A SITUAÇÃO DO BRASIL?1- O Brasil está longe de praticar a duração ótima da amamentação;2-Dados recentes mostram que a duração mediana do AM no Brasil foi de 2,5 meses em 1975, aumentou para 5,5meses em 1989, para 7 meses em 1996 e, finalmente para 10 meses em 1999;3-Já o AME é de apenas 23 dias, muito longe dos 180 dias preconizados pela OMS. MINISTÉRIO DA SAÚDE,2001
  11. 11. ANATOMIA DA MAMA 1-Parede torácica 2-Músculos peitorais 3-Lobo mamário 4-Mamilo 5-Aréola 6-Ductos lactíferos 7-Tecido adiposo 8-Pele
  12. 12. ANATOMIA DA MAMA 25 lobos mamários cada lóbulo= 20-40 lóbulos Cada lóbulo= 10-100 alvéolos
  13. 13. FISIOLOGIA DA LACTAÇÃO A lactogênense possui 3 fases: Fase 1: Preparação da mama para a lactação; Fase 2: após o nascimento; Fase 3: galactopoiese.
  14. 14. FISIOLOGIA DA LACTAÇÃO FASE 1 (DURANTE A GESTAÇÃO): PROLACTINAESTROGÊNIO LACTOGÊNIO PLACENTÁRIOPROGESTERONA GONADOTROFINA CORIÔNICA
  15. 15. FISIOLOGIA DA LACTAÇÃOFASE 2 PROLACTINA OCITOCINA
  16. 16. FISIOLOGIA DA LACTAÇÃO FASE 3 : Também chamada de galactopoiese, perdura por toda a lactação, é de controle autócrino e depende da sucção e esvaziamento das mamas.
  17. 17.  AJUDA  INIBEM Hipófise/posterior •PREOCUPAÇÃO •STRESS•PENSAR NO •DORBEBÊ COM CARINHO occitocina •DÚVIDAS• OUVIR OS SONSDO BEBÊ• OLHAR O BEBÊCONFIANÇA SUCÇÃO
  18. 18. COMPOSIÇÃO DO LEITE MATERNOOs principais aspectos a serem abordados são:1-Homogeneidade quanto à composição na população geral;2-Principais componentes: proteínas, carboidratos e lipídios (variações durante os primeiros dias e durante a mamada);3-Propriedades imunológicas do LM.
  19. 19. COMPOSIÇÃO DO LEITE MATERNO1-A composição não varia com raça , cor ou tipo de alimentação. Apenas as mulheres com desnutrição grave podem ter o seu leite afetado tanto qualitativa como quantitativamente. Portanto é denominado de homogêneo.
  20. 20. COMPOSIÇÃO DO LEITE MATERNO2-O LM sofre algumas variações no decorrer dos dias, logo após o nascimento e durante a mamada. Assim teremos: Colostro/”leite maduro”; Leite anterior/leite posterior; Quantidade: aumenta de cerca de 100ml/dia no início da lactação para aproximadamente 600ml no 4º dia e cerca de 850ml por volta do 6º mês.
  21. 21. QUAL DESTAS MAMA1 PRODUZ MAIS LEITE? 2 3
  22. 22. COMPOSIÇÃO DO LEITE MATERNO3- Propriedades imunológicas do LM: Células protetoras (macrófagos, neutrófilos, linfócitos B e T); IgA secretora; IgM e IgG; Fator bífido; Lactoferrina; Lisozima; Lactoperoxidase;
  23. 23. COMPOSIÇÃO DO LEITE MATERNO Oligossacarídeos; Citoquinas e quemoquinas; Lipase.
  24. 24. EVIDÊNCIAS DA SUPERIORIDADE DO AM ( BENEFÍCIOS)1-Redução da mortalidade infantil;2-Redução da morbidade por diarréia;3-Redução da morbidade por infecção respiratória;4-Redução de alergias;5-Redução de doenças crônicas;6-Redução da obesidade;7-Melhor nutrição;8-Melhor desenvolvimento cognitivo;9-Melhor desenvolvimento da cavidade bucal;
  25. 25. EVIDÊNCIAS DA SUPERIORIDADE DO AM ( BENEFÍCIOS)10-Proteção contra câncer de mama;11-Efeito anticoncepcional;12-Proteção contra diabete tipo 2 na nutriz;13-Economia;14-Promoção do vínculo afetivo entre mãe e filho;15-melhor qualidade de vida.
  26. 26. DINÂMICA DA SUCÇÃO DO SEIO
  27. 27. PONTOS-CHAVE PARA UMA BOA TÉCNICA DE AMAMENTAÇÃOPosicionamento:1-Rosto do bebê de frente para a mama, com nariz em oposição ao mamilo;2-Corpo do bebê próximo ao da mãe;3-Bebê com a cabeça e tronco alinhados (pescoço não torcido);4-Bebê bem apoiado.
  28. 28. PONTOS-CHAVE PARA UMA BOA TÉCNICA DE AMAMENTAÇÃOPega:1-Aréola um pouco mais visível acima da boca do bebê;2-Boca bem aberta;3-Lábio inferior virado para fora;4-Queixo tocando a mama. OMS,2001
  29. 29. PONTOS-CHAVE PARA UMA BOA TÉCNICA DE AMAMENTAÇÃO
  30. 30. POSIÇÃO A CAVALEIRO
  31. 31. ESTÍMULOMAMILAR
  32. 32. MANEIRAS DE OFERECER A MAMA: CORRETA INCORRETA
  33. 33. POSIÇÕES ANÔMALAS
  34. 34. SITUAÇÕES DE RISCO1-Início; DESMAME2-Frequência das mamadas; PRECOCE3-Duração das mamadas;4-Uso de complementos;5-Uso de chupeta;6-Cor do leite;7-Alimentação da nutriz;8-Dificuldades anatômicas da mama/mamilos;9-Patologias mamárias.
  35. 35. INÍCIO PRECOCE (SALA DE PARTO)
  36. 36. SITUAÇÕES DE RISCOTIPOS DE MAMILOS
  37. 37. SITAÇÕES ESPECIAIS: O PREMATURO1-Recomenda-se fornecer-lhes leite materno fresco;2-O leite da própria mãe é considerado o alimento ideal para estes RNs;3-As alterações sofridas pelo LM durante o crescimento do RNPT;4-Adequação do LH para o RNPT;5-Introdução de dieta enteral mínima para o RNPT.
  38. 38. AMAMENTAÇÃO E DOENÇAS INFECCIOSAS DA GESTAÇÃODOENÇA MATERNA VIRAL CONDUTA VARICELA AMAMENTAR, EXCETO SE A INFECÇÃO FOR ADQUIRIDA ENTRE 5 DIAS ANTES E DOIS DIAS APÓS O HERPES SIMPLES PARTO AMAMENTAR, EXCETO SE AS LESÕES FORE NA MAMA CITOMEGALOVÍRUS AMAMENTAR RUBÉOLA AMAMENTAR CAXUMBA AMAMENTAR SARAMPO AMAMENTAR HIV NÃO AMAMENTAR HTLV-1 E HTLV-2 NÃO AMAMENTAR HEPATITE A AMAMENTAR HEPATITE B AMAMENTAR HEPATITE C AMAMENTAR
  39. 39. PROCEDIMENTOS DE ORDENHA E CONSERVAÇÃO DO LM HIGIENE com as mãos e utensílios que serão usados para a ordenha.Situações em que a ordenha se faz necessária:1-Prevenção de ingurgitamento mamário/mastites;2-Mães de RNPT muito baixo peso;3-Bebês de alto risco que não conseguem sugar diretamente no seio;4-Bebês internados;5-Mães que trabalham fora de casa.
  40. 40. PROCEDIMENTOS DE ORDENHA E CONSERVAÇÃO DO LMARMAZENAMENTO:1-O LH cru deve ser estocado em temperatura ambiente por um tempo mínimo possível;2-O LH ordenhado cru pode ser estocado em refrigerador por um período máximo de 12 horas, a uma temperatura de até 5°C;3-O LH ordenhado cru pode ser estocado em congelador ou freezer por um período máximo de 15 dias, a uma temperatura de -10°C ou inferior;
  41. 41. PROCEDIMENTOS DE ORDENHA E CONSERVAÇÃO DO LM4-Uma vez descongelado, o LH deve ser consumido o mais rápido possível, não sendo permitido novo armazenamento.
  42. 42. TÉCNICA DEORDENHA
  43. 43. PROCEDIMENTOS PARA DEGELO/ AQUECIMENTO1-Não aquecer ou ferver o leite;2-Não descongelar o leite diretamente ao fogo;3-Não recongelar o leite;4-Não manter o leite em banho-maria após o degelo;5-Não manter o leite em temperatura ambiente. PORTAL BANCO DE LEITE HUMANO/BRASIL (BLH-BR) – MINISTÉRIO DA SAÚDE, DISPONÍVEL EM WWW.FIOCRUZ.BR/REDEBLH
  44. 44. “ A partir do momento em que uma mãe levapela primeira vez o recém-nascido ao peito, ela passa a saber, instintivamente, que as mensagens amorosas que acompanham aamamentação são tão importantes, para o bemestar do bebê, quanto o próprio leite. E ela tem razão. Sem essas mensagens, o alimento não bastaria para estimular o desenvolvimento emocional – e até mesmo físico – da criança.” T. Berry Brazelton
  45. 45. OBRIGADA!!!!

×