- Pequenas empresas participam mais do
processo de desenvolvimento do Brasil
- Matriz do desenvolvimento não se apoia
apen...
Pequenos negócios são responsáveis por dois
em cada três postos de trabalho criados no
Brasil no setor privado, segundo pe...
As Micro e Pequenas Empresas contribuem de forma
significativa para o desenvolvimento econômico de
um país
Fonte: Sebrae
99%67% 25%
E você? Já
pensou em
iniciar uma
empresa?
Empreender...
• Hoje, o Estado de São Paulo tem 22 habitantes
para cada micro e pequena empresa.
• A expectativa é que em ...
842.004 879.525
953.346
1.019.576
618.622
728.077
995.096
1.291.036
199.039 217.808
261.121
303.727
0
200.000
400.000
600....
MPEs por setores - SP
• Setor/ MPEs %
• Comércio 871.894 42
• Serviços 763.760 37
• Indústria 230.995 11
• Agropecuária 19...
Pensando no futuro
O setor de serviços deverá ultrapassar o comércio,
em número de MPEs, pela primeira vez em 2015.
Atualm...
NÚMEROS DA COPA DO MUNDO
FIFA 2014
A Copa do Mundo de 2014 corresponde a 2 Paradas Gay e 3 Prêmios de Fórmula 1
O valor investido em obras de infraestrutura ...
SETORES MAPEADOS
Madeira
e Móveis
- Acessórios e ferragens
- Componentes para
produção de tubos
e hastes
-Embalagens
Têxti...
SETORES MAPEADOS
Tecnologia da
Informação
-Consultoria em TI
- Processamento
de dados
-Desenvolvimento de
softwares
Turism...
SETORES MAPEADOS
Produção Associada
ao Turismo
-Artesanato
- Atividades artísticas
- Projetos de cenografia
Comércio Varej...
SETORES E NÚMERO DE
OPORTUNIDADES
SETOR NÚMERO DE OPORTUNIDADES
IDENTIFICADAS SP
CONSTRUÇÃO CIVIL 128
MADEIRA E MÓVEIS 39
...
Faixa etária dos empreendedores
• Até 24 anos: 13% dos
empreendedores;
• 25 a 39 anos: 49%
• 40 a 49 anos: 24%
• 50 anos o...
Cheguei aos 50. E agora?
Pessoas com 50 anos ou mais têm uma participação abaixo da média,
no que se refere a trabalhar co...
Perfil do empreendedor de 50 anos
• 59% homens
• 41% mulheres
• 43% têm apenas o ensino médio
• 63% têm ensino médio ou ma...
Em qual ramo atuam?
Comércio
58%
Serviços
39%
Agro
2%
Indústria
1%
Por que empreenderam?
Posso quebrar?
• As chances de sobrevivência no mercado são
similares, independente da faixa etária dos
proprietários. Ass...
27%
A experiência dos
sócios, principalmente
como empregado ou
autônomo no ramo, é
um fator que ajuda a
empresa a se manter no...
O sucesso é uma jornada, não
um destino .
Arthur Ashe
Empreender aos 50: Uma opção de atividade após a aposentadoria
Empreender aos 50: Uma opção de atividade após a aposentadoria
Empreender aos 50: Uma opção de atividade após a aposentadoria
Empreender aos 50: Uma opção de atividade após a aposentadoria
Empreender aos 50: Uma opção de atividade após a aposentadoria
Empreender aos 50: Uma opção de atividade após a aposentadoria
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Empreender aos 50: Uma opção de atividade após a aposentadoria

569 visualizações

Publicada em

A participação dos empreendedores com 50 anos tem se mantido relativamente estável ao longo do tempo. Segundo Bruno Caetano, superintendente do Sebrae-SP, a maturidade de uma empresa independe da idade do empresário "A experiência de um novo negócio é nova tanto para o jovem, quanto para o cinquentão. O aprendizado é constante para ambos".
(Apresentação feita em julho de 2013)

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
569
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Mantido o atual ritmo de crescimento, o número de MPEs passará de 1,8 milhão para 2,2 milhões em 2015 (+ 400 mil MPEs) e para 2,6 milhões em 2020 (+ 800 mil MPEs).
    A taxa de expansão do número de MPEs do setor de serviços é muito expressiva (5,6% a. a.), ante comércio (+1,5%) e indústria (+3).
  • Para você que enxerga a Copa como um bom momento, a Copa já começou! 42% dos empreendedores já se preparam para a Copa das Confederações. São 9 grandes áreas de impacto positivos. Além do Programa “Sebrae 2014”.

    A Copa deve impactar 300 mil MPEs em São Paulo, sendo 51% no comércio, 30% serviços e 19% indústria. São quase 500 oportunidades de negócios.

    Segundo o estudo da Ernest Young, realizado em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), a Copa do Mundo vai representar um movimento adicional de 142,39 bilhões de reais no Brasil, no período de 2010 a 2014.

    Estimamos que a Copa do Mundo de 2014 corresponda a 2 Paradas Gay e 3 Prêmios de Fórmula 1.
     
    De acordo com o mapeamento do Sebrae, encomendado à Fundação Getúlio Vargas (FGV), haverá possibilidades de negócios para pequenos empreendimentos antes, durante e após o evento esportivo. Alguns exemplos são as agências de viagens emissivas e de receptivo, fornecedores de uniformes, empresas de terraplenagem, restaurantes e outros estabelecimentos de alimentação e bebidas, comércio de reparação e manutenção de equipamentos de comunicação, empresas de Internet e infraestrutura de TI, produção de artesanato, design de produtos e embalagens, fornecedores de material e mobiliário de escritório, entre outras.
  • A intenção deste slide é em uma mesma transparência ressaltar as principais conquistas que o país poderá ter.

    Receita = além da arrecadação de impostos teremos a entrada de divisas por meio dos gastos dos turistas estrangeiros e de investimentos internacionais.

    Legado = toda estrutura física construída e/ou adequada nas cidades sede, como por exemplo: arenas, mobilidade urbana (metrô, monotrilho, trem, ônibus, vias de acesso, aeroportos, portos, rodoviárias, intermodal, sinalização, entre outros), além de, melhoria dos níveis de competitividade, inovação e gestão empresarial – e de aprimoramento da infra estrutura nacional (saúde, comunicação, relações exteriores, tecnologia em geral).

    Social = oportunidades de emprego fixo e temporário, mobilização para voluntariado e mudanças nos hábitos de consumo em decorrência dos 2 itens acima.

    Intangível = além dos itens mencionados no slide ressaltar o fortalecimento do senso de brasilidade (valorização da nossa capacidade de realização com competência, profissionalismo e criatividade).

    Imagem = a realização da copa propiciará uma intensa exposição do nosso país e que deverá se refletir no aumento, pós evento, de investimentos financeiros e de conhecimento, fluxo turístico internacional e realização de negócios.
  • Trabalhar com os participantes a grandeza dos números apresentados demonstrando o poder e a força econômica dos indicadores da cidade de São Paulo (cidade sede da copa) e estabelecendo comparações com os números apresentados anteriormente. Por exemplo: a previsão de turistas estrangeiros chegando no Brasil para a copa é de 600.000 – notem que a cidade de São Paulo recebeu 1,6 milhões de visitantes estrangeiros em 2010 (fonte: SPTuris)
  • Estes são os setores mapeados.
    O SEBRAE-NA esta promovendo a inclusão de um 10º setor conhecido como Economia Criativa, este é um tema bastante atual e que poderá permear os negócios dos outros 9 setores. Na medida em que este setor for implementado por meio do programa SEBRAE 2014, informaremos e divulgaremos as ações específicas a ele.
  • Estes são os setores mapeados.
    O SEBRAE-NA esta promovendo a inclusão de um 10º setor conhecido como Economia Criativa, este é um tema bastante atual e que poderá permear os negócios dos outros 9 setores. Na medida em que este setor for implementado por meio do programa SEBRAE 2014, informaremos e divulgaremos as ações específicas a ele.
  • Estes são os setores mapeados.
    O SEBRAE-NA esta promovendo a inclusão de um 10º setor conhecido como Economia Criativa, este é um tema bastante atual e que poderá permear os negócios dos outros 9 setores. Na medida em que este setor for implementado por meio do programa SEBRAE 2014, informaremos e divulgaremos as ações específicas a ele.
  • Estes números indicam as oportunidades de negócios mapeadas para cada setor no âmbito do estado de São Paulo, na verdade eles representam o número de segmentos onde oportunidades de negócios podem surgir em cada setor.
    Por exemplo:

    Turismo – foram identificadas 74 oportunidades de negócios, ou seja, isto significa que a partir de um segmento do setor turismo se identificou as atividades relativas a ele.

    Turismo (setor)> Hospedagem (segmento) > alojamento (atividade) – A oportunidade esta diretamente ligada à atividade identificada. Veja detalhadamente estes desdobramentos nos gráficos setoriais contidos no estudo de mapeamento anteriormente referido.
  • Portanto, o empreendedorismo é uma forma de inserção no mercado de trabalho relevante para as pessoas com 50 anos ou mais.
  • Entre as empresas que permaneceram em atividade, 63% dos proprietários tinham alguma experiência no ramo. Das empresas que fecharam no período, esse índice era de 51%.

  • Por isso, cuido do seu planejamento
  • Empreender aos 50: Uma opção de atividade após a aposentadoria

    1. 1. - Pequenas empresas participam mais do processo de desenvolvimento do Brasil - Matriz do desenvolvimento não se apoia apenas nas grandes empesas, mas no encadeamento de atividaes que envolvem empresas de todos os portes
    2. 2. Pequenos negócios são responsáveis por dois em cada três postos de trabalho criados no Brasil no setor privado, segundo pesquisa de Emprego e Desemprego do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) de 2010.
    3. 3. As Micro e Pequenas Empresas contribuem de forma significativa para o desenvolvimento econômico de um país
    4. 4. Fonte: Sebrae 99%67% 25%
    5. 5. E você? Já pensou em iniciar uma empresa?
    6. 6. Empreender... • Hoje, o Estado de São Paulo tem 22 habitantes para cada micro e pequena empresa. • A expectativa é que em 2020, São Paulo tenha 17 habitantes para cada MPE, aproximando-se de países mais empreendedores, como Espanha e Itália • A população paulista empreendedora deverá ser de 6 milhões no ano de 2020.
    7. 7. 842.004 879.525 953.346 1.019.576 618.622 728.077 995.096 1.291.036 199.039 217.808 261.121 303.727 0 200.000 400.000 600.000 800.000 1.000.000 1.200.000 1.400.000 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 NúmerodeMPEs Comércio Serviços Indústria Número de MPEs, por setor de atividade Fonte: Elaborado pelo SEBRAE-SP, a partir da RAIS/ MTE. Nota: Os dados de 2010 a 2020 são estimativas, com base em expansão de 3,0% a.a., 1,5% a.a. e 5,6 % a.a. , respectivamente para indústria, comércio e serviços. A taxa média para os setores é de 3,2%. Estado de SP – MPEs por Setores Total 2009 1,8 milhão Total 2015 2,2 milhões Total 2020 2,6 milhões
    8. 8. MPEs por setores - SP • Setor/ MPEs % • Comércio 871.894 42 • Serviços 763.760 37 • Indústria 230.995 11 • Agropecuária 197.865 10 • Total 2.064.514 100
    9. 9. Pensando no futuro O setor de serviços deverá ultrapassar o comércio, em número de MPEs, pela primeira vez em 2015. Atualmente, as atividades de alimentação, compostas principalmente por lanchonetes, bares e restaurantes representam a atividade com maior número de empresas de pequeno porte no setor Mais de 140 mil estabelecimentos 260 mil empregos R$2,7 bilhões em pagamentos de salários
    10. 10. NÚMEROS DA COPA DO MUNDO FIFA 2014
    11. 11. A Copa do Mundo de 2014 corresponde a 2 Paradas Gay e 3 Prêmios de Fórmula 1 O valor investido em obras de infraestrutura e organização do País será de R$ 22,46 bilhões. A Copa do Mundo vai representar um movimento adicional de 142,39 bilhões de reais no Brasil, no período de 2010 a 2014. A competição deverá injetar R$ 112,79 bilhões na economia brasileira, com a produção em cadeia de efeitos diretos, indiretos e induzidos. Apenas para o setor de tecnologia da informação (TI), serão necessários investimentos de R$ 309 milhões para acomodar o grande fluxo de dados associado ao megaevento. Calcula-se que o fluxo turístico seria responsável por receitas adicionais de até R$ 6 bilhões para as empresas brasileiras, caso sejam aproveitadas as oportunidades geradas pelo evento Impactos da Copa no Brasil
    12. 12. SETORES MAPEADOS Madeira e Móveis - Acessórios e ferragens - Componentes para produção de tubos e hastes -Embalagens Têxtil e Vestuário - Estamparia artesanal - Comércio atacadista de artigos confeccionados - Arremates Agronegócio -Cultivo de plantas para condimentos -Cultivo de flores e Plantas ornamentais - Fabricação de gelo
    13. 13. SETORES MAPEADOS Tecnologia da Informação -Consultoria em TI - Processamento de dados -Desenvolvimento de softwares Turismo - Agências de receptivo - Alimentação e bebidas- -Ensino de Idiomas Serviços - Serviços de fotografia - Execução de projetos de mkt -Serviços de montagem de kits e brindes
    14. 14. SETORES MAPEADOS Produção Associada ao Turismo -Artesanato - Atividades artísticas - Projetos de cenografia Comércio Varejista -Lojas Temporárias - Comércio de roupas - E-commerce Construção Civil -Projetos de arquitetura e urbanismo - Consultori a em normas de meio ambiente -Comércio de material de construção
    15. 15. SETORES E NÚMERO DE OPORTUNIDADES SETOR NÚMERO DE OPORTUNIDADES IDENTIFICADAS SP CONSTRUÇÃO CIVIL 128 MADEIRA E MÓVEIS 39 TEXTIL E VESTUÁRIO 60 TURISMO 74 PRODUÇÃO ASSOCIADA AO TURISMO 65 SERVIÇOS 63 AGRONEGÓCIOS 75 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 80 COMÉRCIO VAREJISTA 122
    16. 16. Faixa etária dos empreendedores • Até 24 anos: 13% dos empreendedores; • 25 a 39 anos: 49% • 40 a 49 anos: 24% • 50 anos ou mais: 13%
    17. 17. Cheguei aos 50. E agora? Pessoas com 50 anos ou mais têm uma participação abaixo da média, no que se refere a trabalhar como empregados: • Participação de pessoas ocupadas que trabalham como empregados: 70,7% • Participação de pessoas ocupadas com 50 anos ou mais, que trabalham como empregados: 49,9% Por outro lado, as pessoas ocupadas com 50 anos ou mais têm uma participação acima da média, no que se refere a ocupações empreendedoras: • Participação de pessoas ocupadas como empreendedores: 20,3% • Participação de pessoas ocupadas com 50 anos ou mais, como empreendedores: 35,9%
    18. 18. Perfil do empreendedor de 50 anos • 59% homens • 41% mulheres • 43% têm apenas o ensino médio • 63% têm ensino médio ou mais • Tempo mediano de afastamento dos estudos: 29 anos. Sete em cada 100 está estudando atualmente. • É tipicamente da classe B1/B2 (64%) • Classes A/B = 79% • Faixa de renda mensal típica: de R$ 2.751 a R$ 4.900. A renda média inferida é R$ 3.826.
    19. 19. Em qual ramo atuam? Comércio 58% Serviços 39% Agro 2% Indústria 1%
    20. 20. Por que empreenderam?
    21. 21. Posso quebrar? • As chances de sobrevivência no mercado são similares, independente da faixa etária dos proprietários. Assim, empresas dirigidas por jovens (pessoas de 18 a 24 anos) ou por aposentados (na faixa a partir dos 50 anos ou mais) não têm chances maiores de fechar prematuramente (de um a cinco anos no mercado).
    22. 22. 27%
    23. 23. A experiência dos sócios, principalmente como empregado ou autônomo no ramo, é um fator que ajuda a empresa a se manter no mercado em seus primeiros anos.
    24. 24. O sucesso é uma jornada, não um destino . Arthur Ashe

    ×