Pilhas

5.638 visualizações

Publicada em

Aula apresentada pelo prof. Ubirajara Neves no cursinho do Colégio Progresso Centro, Guarulhos, SP.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.638
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
621
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
164
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pilhas

  1. 1. Fonte: Marina Hanes. Properly disposing and reusing batteries.Disponível em http://1800recycling.com/2011/02/disposing-reusing-recycling-batteries/ Prof. Ubirajara Neves Eletroquímica professorbira.com
  2. 2. PILHA DE DANIELLEletroquímica
  3. 3. Reação com zincoe cobre Disponível em http://people.bu.edu/straub/courses/demomaster/electroderedox.html• Chapa de zinco – cor cinza• Solução aquosa de sulfato de cobre• A chapa de zinco fica recoberta por um material avermelhado• 0 + 4 → 4 + 0 Fonte: Boston University.
  4. 4. Reação com zinco e cobre 0 + 4 → 4 + 0 2− 2− 0 + 2+ + 4 → 2+ + 4 + 0 0 + 2+ → 2+ + 0 2 −
  5. 5. Reação com zinco e cobre 0 + 2+ → 2+ + 0 0 2+ − Semirreação de → + 2 oxidação 2+ + 2 − → 0 Semirreação de redução
  6. 6. Fonte: Wikimedia Commons.Pilha de Daniell• Dispositivo gerador de eletricidade• Um eletrodo de zinco e um eletrodo de cobre separados por uma porcelana porosa• Daniell substituiu as soluções ácidas por soluções salinas
  7. 7. Pilha de Daniell − Fio condutor − − − − Eletrodo de Zn 0 Ânodo Cátodo 0 Eletrodo de Cu Ponte Salina − + 3 2+ 2− 4 2+ 2− 4 Solução de ZnSO4 Solução de CuSO4
  8. 8. Pilha de Daniell• Após um certo tempo de funcionamento: – A voltagem diminui – A chapa de zinco sofreu corrosão, diminuindo sua massa – A chapa de cobre sofreu deposição, aumentando sua massa – A solução de CuSO4 ficou mais diluída – A solução de ZnSO4 ficou mais concentrada – 0 2+ 2+ 0 25°C
  9. 9. A força eletromotriz (fem) da pilha• Responsável pelo movimento dos elétrons através do condutor externo• É a ddp medida entre os polos da pilha quando não está em funcionamento• Depende: – Da natureza dos metais formadores da pilha – Das concentrações das soluções empregadas – Da temperatura de funcionamento da pilha
  10. 10. Prof. Ubirajara Neves bira@progressocentro.com.br http://professorbira.com http://twitter.com/biraneveshttp://facebook.com/professorbira

×