Relações humanas no trabalho

10.058 visualizações

Publicada em

0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.058
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
30
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
536
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relações humanas no trabalho

  1. 1. Módulo III RELAÇÕES HUMANAS NO TRABALHO Realização:
  2. 2. Ética e Disciplina no Trabalho: Responda (para você mesmo) as perguntas abaixo: -Você sabe o que é ética? -Ética é o mesmo que moral? -O seu princípio ético auxilia na sua vida? E no seu trabalho? -Você sabe o que é esperado disciplinarmente no seu trabalho? -Você concorda com as regras de disciplina e as segue?
  3. 3. Essas dúvidas podem ser comuns quando falamos em ética e disciplina em qualquer ambiente, mas para respondê-las, temos que entender o que é cada tema envolvido... ... vamos começar com a ética??
  4. 4. Vamos falar um pouco sobre ética... ...ou talvez ouvir o que a filosofia pode dizer: Aperte no quadro acima para ouvir o Dr. Mario Sergio Cortella
  5. 5. Quero? Devo? Posso? Você já se perguntou se o que você quer, o que você deve fazer e o que você pode fazer é o mesmo que a sua equipe de trabalho realiza?
  6. 6. Uma equipe de trabalho funciona como uma unidade... ...portanto, cada membro da equipe é fundamental e tem a sua responsabilidade nos resultados, nos objetivos e nos valores organizacionais. É dever de cada integrante da equipe conhecer os princípios éticos adequados e estabelecidos pela instituição e cabe à cada um o comprometimento no funcionamento, no crescimento e no alcance dos objetivos da equipe e da instituição.
  7. 7. Além de uma ética pessoal que torne possível um querer, um dever e um poder que se complementem... ... no caráter profissional é necessário compreender se a ética pessoal de cada membro da organização é compatível com os valores e princípios organizacionais. Não basta cada integrante da equipe ter princípios pautados em uma moral coerente para cada um, se os princípios individuais não forem adequados aos da instituição e da equipe. O resultado de uma incoerência de princípios pode ser variada, desde sofrimento psíquico ao indivíduo (por fazer parte de algo que não vê sentido), intrigas entre a equipe (por não poder estabelecer empatia ao outro), ou até demissões (pela inadequação dos princípios).
  8. 8. Mas onde a moral entra em toda essa relação?! A moral é a capacidade que cada indivíduo tem de avaliar, decidir, escolher e julgar, pautado em variados fatores, inclusive, nos seus princípios éticos. Todos (exceto pessoas incapazes por determinação judicial e crianças tuteladas que são amorais, portanto, não podem realizar essas faculdades) são capazes de escolher o que fazer, como fazer e se vão seguir princípios éticos próprios ou normatividades institucionais. Para que o cada indivíduo compreenda sua responsabilidade e que atue por uma coerência entre os seus princípios pessoais e profissionais é necessário que essa pessoa tenha total conhecimento das... ...Normas de conduta socialmente adequadas no ambiente de trabalho
  9. 9. ...Você sabe o que é correto e o que não é correto na nossa sociedade? Reflita e responda para você mesmo o que é: Correto! Incorreto!
  10. 10. ...e na empresa em que você trabalha? O que é correto e incorreto? Correto! Incorreto!
  11. 11. Vamos responder algumas perguntas? 1) Caso eu veja um erro de um colega de trabalho, o que é correto fazer? 2) Sei que o meu superior cometeu um erro e o restante da equipe está falando dele sem que haja o conhecimento do mesmo, o que é correto fazer? 3) Caso não fiz uma responsabilidade até o prazo estipulado, mas ninguém me cobrou, o que devo fazer? 4) Não estou concordando com algo que está acontecendo na minha instituição, o que é correto fazer? 5) Vejo que um colega não está de acordo com os princípios e valores da instituição, o que é correto fazer? Você acha que as suas respostas seriam coerentes com os princípios e valores da sua instituição?
  12. 12. O autor Stephen Covey* elaborou algumas etapas para que as pessoas possam adotar posturas mais adequadas e eficazes ao ambiente de trabalho, são elas: Hábito 1 - Seja proativo! Ser proativo significa tomar a responsabilidade pela sua própria vida – exercitar a habilidade de selecionar sua resposta frente a qualquer estímulo. Isto implica comportar-se segundo sua decisão consciente, baseado nos seus valores, e não nas condições nas quais se encontra, nem na forma como foi criado, nem na sua carga genética. Hábito 2 – Comece com um objetivo em mente! Este é o hábito da liderança pessoal, que indica a necessidade de começar cada dia com um claro entendimento dos seus objetivos e destinos desejados. É necessário entender que todas as coisas são criadas duas vezes. Pense na construção de uma casa – antes de começar a construção, se desenha um plano (a primeira criação). Após isso, enfim alcança o resultado final de construção da casa (a segunda criação). Resumo do programa disponível em versão digital no site - http://www.franklincovey.com.br/uploads/7H_Classico.pdf
  13. 13. Hábito 3 – Primeiro o mais importante! O hábito 3 nos leva ao campo do controle do tempo. Para ser realmente efetivo, é necessário organizar seu tempo ao redor das suas prioridades.  Hábito 4 – Pense Ganha/Ganha! O hábito 4 implica que ambas partes em qualquer acordo devem sair beneficiadas. Está baseado no paradigma segundo o qual a vitória de uma pessoa não necessariamente acontece as custas da derrota de outra. Ganhar/ganhar implica cinco elementos ou dimensões: Algumas dicas de como dar conta das mudanças: 1.- Caráter: é a base do paradigma ganhar/ganhar, desenvolvendo os hábitos de 1 ao 3. Só quando conhece bem os seus valores, saberá o que significa ganhar para Você. Além do mais terá a integridade para manter suas promessas aos outros. 1.-Faça uma lista de todos os seu papéis . (Exemplo: Marido, Pai, Gerente de novos produtos, funcionário em empresa, etc.) 2.- Relações: se constroem sobre a base do caráter. Trabalha desenvolvendo sua credibilidade ao longo do tempo, estará investindo em relações abertas ao sucesso de ambas partes. 2.- Selecione seus objetivos para a próxima semana . Pense em 2 o 3 resultados importantes que queira alcançar para cada um dos seus papéis. Certifique-se de que sejam possíveis, e que estejam ligados aos seus objetivos a longo prazo. 3.- Separe o tempo para trabalhar com cada objetivo . Identifique com precisão seus espaços de tempo, e faça encontros concretos com outras pessoas. 3.- Acordos: os acordos surgem a partir das relações. Devem ter cinco elementos muito explícitos para deixar claras as expectativas: resultados desejados, regras ou parâmetros dentro das quais se obterão esses resultados, recursos disponíveis para conseguir os resultados, medidas para avaliação dos objetivos alcançados e as consequências que perseguem os objetivos. 4.- Sistema: para que os acordos funcionem, o sistema deve estar em capacidade de controlá-lo. Inclui sistemas para capacitação, planificação, comunicação, informação etc. 5.- Processo: Identifique os aspectos e preocupações-chave - Faça uma lista de resultados que consideraria uma solução aceitável - Busque novas opções para obter esses resultado
  14. 14. Hábito 5 – Procure Primeiro Compreender, Depois Ser Compreendido! Este é o hábito da comunicação efetiva. É também o hábito mais emocionante, e que podem colocar em funcionamento de forma imediata. A maioria das pessoas passam sua vida aprendendo a se comunicarem em forma escrita ou falada, mas tem pouco treinamento em escutar – em entender verdadeiramente a outra pessoa desde seu próprio marco de referência. É pouco comum a pessoa que escuta com a intenção de entender. Geralmente se escuta com a intenção de responder. Escutar com empatia é uma ferramenta muito poderosa – lhe proporciona informação exata com a qual trabalhar. Em lugar de filtrar o que a pessoa fala pelo filtro com o qual você olha o mundo (ou mais bem escuta), tem que entender como a outra pessoa o vê. Hábito 6 – Crie Sinergia Hábito 7 – Afine o Instrumento Sinergia significa que o todo é mais do que a soma das suas partes. O hábito de sinergizar implica então a cooperação criativa e o trabalho em equipe. A sinergia é um método para resolver problemas baseado em recursos humanos, em contraposição com o método baseado em relações humanas. Este último é utilizado por pessoas inseguras que tendem a ter em volta gente que pense igual e que constantemente tendem a concordar ou aprovar tudo o que se diga. Confundem uniformidade com unidade. É o hábito da auto-renovação, a manutenção básica necessária para manter os hábitos restantes funcionando adequadamente. Afiar a serra implica a invenção de um programa balanceado, sistêmico, para a auto-renovação em quatro áreas fundamentais. Deve dedicar pelo menos uma hora cada dia trabalhando nelas: Dimensão física; Dimensão Espiritual; Dimensão mental e; Dimensão social/emocional. É o hábito de procurar o aprendizado contínuo.

×