A Maria Castanha

2.966 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.966
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
99
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
149
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Maria Castanha

  1. 1. O céu estava cinzento e quase nunca aparecia o sol. Mas enquanto não chovia os meninos iam brincar para o jardim. O jardim era muito grande e bonito, com uma vedação pintada de verde onde as crianças brincavam à vontade. Uns andavam nos baloiços e nos escorregas;outros metiam os pés por entre as folhas secas e faziam-nas estalar debaixo das botas; outros corriam de braços abertos. E mesmo sem haver sol, os meninos sentiam os pés quentinhos e ficavam com as bochechas encarnadas de tanto correr e saltar. Era bom ir ao jardim.
  2. 2. Um dia apareceu no jardim uma menina diferente: não tinha as bochechas encarnadas, mas tinha uma carinha redonda, castanha, com dois grandes olhos escuros e brilhantes. Perguntaram-lhe o nome e ela respondeu que se chamava Maria, Maria Castanha. As crianças acharam o seu nome engraçado e convidaram-na para brincar.
  3. 3. Foram brincar à apanhada. A Maria Castanha corria mais do que os outros, ninguém conseguia apanha-la. Ela corria tanto que nem viu o carrinho do vendedor de castanhas que estava à porta do jardim, e foi contra a ele. Pimba! O saco das castanhas caiu e espalharam-se todas pelo chão. A Maria Castanha caiu e ficou sentada no meio das castanhas.
  4. 4. O vendedor de castanhas gritou todo zangado com ela. Mas a Maria Castanhas e os outros meninos prontificaram-se a explicar que foi sem querer e puseram-se todos de joelhos a apanhar as castanhas caídas. Ficaram as castanhas apanhadas num instante. O vendedor de castanhas perguntou a Maria Castanha pelo os pais dela.
  5. 5. Ela disse-lhe que eles foram à procura de emprego e ela estava à procura de amigos. O vendedor de castanhas disse que ele também gostaria de ser amigo deles. Num gesto carinhoso, pôs a mão nos cabelos da Maria que eram frisados e fofinhos como a lã dos carneirinhos. Então para celebrar as novas amizades resolveram fazer uma festa de castanhas já que a Maria Castanha nunca tinha comido castanha.
  6. 6. O vendedor deitou castanhas e sal dentro do assador e pó-las em cima do lume. Daí a pouco as castanhas estalavam..tau! tau! A Maria Castanha assustou-se pensou que eram tiros, porque ela vinha de uma terra onde havia guerra. Mas o vendedor e os meninos disseram-lhe que eram as castanhas a estalar com o calor. Depois das castanhas estarem assadas o vendedor deu à Maria Castanha e aos amigos castanhas quentinhas.
  7. 7. Ria-se a Maria Castanha a trincar as castanhas assadas e quentinhas.  A partir daquele dia a Maria Castanha passou a ajudar o vendedor a vender castanhas assadas. É ela quem enrola o papel de jornal para fazer cartuchinhos onde o vendedor mete as castanhas que vende aos fregueses à porta do jardim.
  8. 8. Uma, duas três castanhas Uma, duas três castanhas, eu te vou dar, Uma, duas três castanhas, para brincar Castanhas quentinhas ao lume a estalar nós vamos assá-las até nos fartar, nós vamos assá-las até nos fartar.
  9. 9. Uma, duas três castanhas Uma, duas três castanhas, eu te vou dar, Uma, duas três castanhas, para brincar Castanhas quentinhas ao lume a estalar nós vamos assá-las até nos fartar, nós vamos assá-las até nos fartar.

×