A menina que detestava livros manjusha pawagi

7.511 visualizações

Publicada em

3 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
742
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
345
Comentários
3
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A menina que detestava livros manjusha pawagi

  1. 2. Era uma vez uma menina chamada Mina.
  2. 3. Se procurassem o significado do seu nome, descobririam que significa “peixe” em antigo sânscrito.
  3. 4. Mas Mina não sabia, porque nunca procurava o significado de nada em lado nenhum. <ul><li>MINA DETESTAVA LER E DETESTAVA LIVROS </li></ul>
  4. 5. Mas os livros estavam espalhados por toda a casa. Não apenas nas prateleiras e nas mesinhas - de - cabeceira, onde normalmente há livros, mas em todos os lugares onde geralmente não há livros.
  5. 6. E o pior de tudo era que os pais da Mina estavam sempre a trazer MAIS livros. Eles compravam, traziam livros da Biblioteca e encomendavam por catálogo.
  6. 7. Liam livros ao pequeno-almoço, ao almoço e ao jantar.
  7. 8. E quando os pais lhe tentavam ler um livro, ela tapava os ouvidos e gritava: <ul><li>- EU DETESTO LIVROS! </li></ul>
  8. 9. Havia provavelmente um só ser no Mundo que mais do que a Mina, detestava livros. Era o seu gato Max, isto porque quando era gatinho caiu-lhe um atlas em cima da cauda.
  9. 10. Desde então o gato procurava ficar em cima dos livros em vez de ficar debaixo deles.
  10. 11. Uma manhã, depois de ter tirado todos os livros do lavatório para lavar os dentes, Mina foi à cozinha para preparar o pequeno - almoço para si e para o Max.
  11. 12. - Max, o pequeno - almoço está pronto!
  12. 13. O Max não aparecia. <ul><li>< </li></ul>
  13. 14. Ela procurou, mas só encontrou livros…
  14. 15. Subitamente ouviu… <ul><li>- MIIIIIAAAAUUUUU!!!!!!!! </li></ul>
  15. 16. Ela correu para a sala de jantar e lá estava ele, no cimo da pilha de livros mais alta da casa, sem conseguir descer.
  16. 17. Esta pilha de livros era formada por todos os livros que os pais estavam sempre a comprar-lhe e que ela sempre se recusava a ler.
  17. 18. No fundo da pilha estavam grandes contos ilustrados, do tempo em que a Mina era bebé. No meio havia livros com o alfabeto. Em cima, ao mesmo nível do tecto, havia contos de fadas e histórias de aventuras. Estavam todos cobertos de pó.
  18. 19. De início, foi fácil subir porque os livros tinham capa dura. Mas quando a Mina chegou aos livros de capa mole, faltou-lhe o equilíbrio e começou a escorregar. <ul><li>CATRAPUM! Os livros foram pelos ares. </li></ul>
  19. 20. À medida que os livros iam caindo iam acontecendo coisas estranhas. Pessoas e animais começaram a cair das páginas e a rebolar pelo chão.
  20. 21. Havia príncipes e princesas, fadas, rãs, lobos, os três porquinhos, os trolls… O Humpty Dumpty foi pelos ares e partiu-se ao meio… Havia elefantes, imperadores, avestruzes e uma variedade de macacos emaranhados uns nos outros.
  21. 22. E ainda havia coelhos por todo o lado! Eram selvagens, brancos, de chapéu…
  22. 23. Mina sentou-se no meio daquilo tudo e ficou surpreendida. - Eu pensava que os livros estavam cheios de palavras, não de coelhos! Era enorme a confusão!
  23. 24. - Parem! – gritava a Mina. - Voltem para os vossos livros! <ul><li>Mas ninguém parecia ouvir… </li></ul>
  24. 25. Mina pegou no coelho que estava mais próximo dela e tentou metê-lo dentro de um livro de cozinha. Ele assustou-se e fugiu.
  25. 26. - Já sei. Vou perguntar a todos onde pertencem.
  26. 27. Ela encontrou um lobo a chorar debaixo da mesa de jantar e perguntou-lhe onde pertencia. <ul><li>- Não me recordo, se sou do Capuchinho Vermelho ou dos Três Porquinhos. – disse o lobo a chorar. </li></ul>
  27. 28. Então teve outra ideia. Agarrou no livro que estava mais próximo de si e começou a ler em voz alta. <ul><li>- Era uma vez… </li></ul>
  28. 29. Devagar os animais pararam de saltar, uivar, de falar, de conversar e aproximaram-se dela. Sentaram-se em círculo à sua volta, a ouvi-la ler.
  29. 30. Quando Mina chegou ao cimo da segunda página os porcos que estavam no círculo e deram um pulo. - Somos nós! É a nossa página! <ul><li>- Somos nós! É a nossa página! </li></ul>
  30. 31. Pegou noutro livro. Um a um, os animais encontraram o livro a que pertenciam.
  31. 32. Por fim, ficou apenas um coelhinho vestido com um casaquinho azul. Era A História do Pedro Coelho (The Tale of Peter Rabbit, em inglês). <ul><li>- Talvez possa ficar com este coelho para mim. </li></ul>
  32. 33. Estava a começar a sentir-se sozinha, uma vez que já todos se tinham ido embora. <ul><li>Então a Mina abriu o último livro e o coelho saltou lá para dentro, abanando a sua cauda. </li></ul>
  33. 34. A casa ficou em silêncio. O Max estava sentado em cima de um livro, a lavar a cara. A Mina estava com pena de não voltar a ver os seus amigos coelhos. <ul><li>Em seguida, reparou que os livros ainda lá estavam e começou a sorrir. </li></ul>
  34. 35. Quando os pais chegaram a casa nessa tarde, nem queriam acreditar. Não era pelas cortinas terem desaparecido, pelas pernas da mesa estarem roídas e por os pratos estarem partidos, mas sim porque no meio da sala estava a Mina a ler um Livro .

×