ColdChainBrazil6

445 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
445
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ColdChainBrazil6

  1. 1. BLOCO DE PRODUTIVIDADE SERIALIZAÇÃO E RASTREABILIDADE MESAS REDONDAS PARA DISCUSSÕES APROFUNDADAS MONITORAMENTO E TRANSPORTE EM TEMPERATURA AMBIENTE CONTROLADA PAINEL DE DEBATES SOBRE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS NO BRASIL BLOCO DE GDPS DEMO DRIVE Produtividade • Qualidade • Previsibilidade na sua Cadeia de Frio O maior e mais tradicional encontro nacional sobre estratégias de transporte, manuseio e armazenamento de produtos biológicos em temperatura controlada, está de volta. 28 a 30 de outubro de 2015 – São Paulo Presents: Patrocínio: Tópicos e palestrantes inéditos! Confira: www.ColdChainBrazil.com • enquiryIQPC@iqpc.com Apoio Jair Calixto GMP and Audits Manager SINDUSFARMA Gustavo Carvalho Imports Head LSP Management GSK Luiz Alberto Barberini LatAm External Manufacturing Relationship Associate Director BAYER Rodrigo Alponti Brazil Supply Chain Director SANOFI Leandro Lozano Technical Manager – Regulatory Affairs Clinical Trials, INTERFARMA Victor Lobo, Diretor Técnico, BRL Vacinas Maurício Longo Quality Assurance Manager NOVO NORDISK Elaine Sales Coordenadora de Importação e Exportação, GSK Jorcen Simon de Souza Quality HSE Manager - Supply Chain Brazil SANOFI Luciano Alves Farmacêutico INTERFARMA Últimas GDPs: Jair Calixto e Maurício Longo falarão sobre teoria e práticas internacionais Práticas, processos e tecnologias de monitoramento e manuseio de produtos em temperatura ambiente controlada Melhores práticas de relacionamento com fornecedores e impacto sobre a produtividade Reestruturando todo o supply chain e requalificando fornecedores: entenda por quê e como a Sanofi adotou estratégias que aparentemente vão contra a tendência de mercado Estratégias da Interfarma para garantir a estabilidade de produtos end-to-end Tecnologia e gestão necessárias para atender a 100% da demanda por todo o País. Veja a lista completa de palestrantes na próxima página
  2. 2. www.ColdChainBrazil.com • enquiryIQPC@iqpc.com2 Prezado(a) Executivo(a): A pressão sobre profissionais de supply chain, qualidade e assuntos regulatórios de empresas que lidam com movimentação de produtos vivos não arrefeceu com a estagnação econômica do Brasil. Muito pelo contrário: hoje, além de precisar se atualizar sobre GDPs internacionais e se antecipar às regulamentações da Anvisa, os executivos da área também são cobrados para aumentar a produtividade da empresa, melhorando processos e eliminando gordura e custos desnecessários. Como resultado, cada empresa está adotando medidas próprias para lidar com a realidade interna, e é justamente para compartilhar essas medidas e insights que o Cold Chain Brazil 2015 traz 13 estudos de caso de gestão da logística da cadeia fria de produtos biológicos. Por meio desses cases, os participantes poderão entender as estratégias de grandes empresas de referência para manter qualidade, se enquadrar nas normas, e aumentar a produtividade, de forma a manter todos os stakeholders satisfeitos. Alguns dos temas que serão abordados incluem: ·· Estratégias de aumento de produtividade no supply chain da cadeia fria ·· Serialização e rastreabilidade ·· Monitoramento de temperatura end-to-end ·· Estratégias de controle de produtos em temperatura ambiente controlada ·· Relacionamento com fornecedores Além de compartilhar estratégias, as empresas também discutirão últimas tecnologias e materiais para garantir a estabilidade de temperatura e umidade dos produtos. Algumas dessas soluções ainda não chegaram ao Brasil, outras chegaram mas ainda são desconhecidas. Nossa conferência servirá justamente de ponto de encontro entre fornecedores e consumidores dessas novas soluções. O Cold Chain Brazil chega a sua 8a . edição completamente reformulado. Anteriormente conhecido como Pharma Logistics Cold Chain, alteramos nome e formato, além de trazer à edição brasileira o padrão global dos eventos de Cold Chain do IQPC. Conheça nossos outros eventos e participe de nossas discussões no ColdChainIQ.com. Junte-se aos principais players em gestão de cadeia fria e leve consigo ideias e lições práticas de aplicabilidade imediata. Os stakeholders de sua empresa agradecerão! Nos vemos em outubro, Beatriz Singer Conference Director IQPC – International Quality Productivity Center n 66% Fabricantes de produtos farmacêuticos n 9% Farmácias e Revendedores n 3% Serviços de Engenharia n 3% Laboratórios n 2% Administração Pública n 2% Tecnologia da Informação n 12% Transportes n 3% Logística e Armazenamento Diretor/Gerente de Logística Diretor/Gerente de Operações Diretor/Gerente de Compras e Suprimentos Gerente de Supply Chain Diretor/Gerente de Distribuição Qualidade Gerente de Projeto CEO/VP/Diretor Executivo Farmacêutico • O IQPC é líder mundial em organização de eventos para altos executivos. O Cold Chain Brazil 2015 oferece uma oportunidade única de fazer networking e gerar novos negócios com os grandes players do mercado brasileiro. • Público-alvo qualificado e em busca de soluções. A altíssima qualidade de conteúdo, com casos práticos de grandes empresas, atrai um público formado por tomadores de decisão em busca de soluções para suas empresas. • Geração de novos negócios. Através de ações direcionadas de marketing, nossos patrocinadores conseguem gerar efetivos leads, potencializando novos negócios. • Oportunidades flexíveis de patrocínio para atingir suas metas mais importantes. PS: Garanta seu desconto na inscrição ao se registrar antecipadamente! Confira na última página as datas-limite para se beneficiar. INDÚSTRIAS: CONFIRA O PERFIL DOS PARTICIPANTES DA ÚLTIMA EDIÇÃO DO COLD CHAIN BRAZIL: CARGOS: 28 a 30 de outubro de 2015 – São Paulo 28 DE OUTUBRO 29 DE OUTUBRO 30 DE OUTUBRO Workshop Day ·· Workshops sobre serialização e rastreabilidade, qualificação de transporte end-to-end, e estratégias para garantir estabilidade e monitorar produtos em CRT (Controlled Room Temperature) Conferência Principal ·· Painéis de discussão ·· Cases inéditos ·· Demo Drive ·· Bloco de GDPs ·· Bloco de Aumento de Produtividade Conferência Principal ·· Roundtables para discussões temáticas ·· Cases inéditos RAZÕES PARA VOCÊ PATROCINAR A 8ª EDIÇÃO DO COLD CHAIN BRAZIL: CONHEÇA O PANORAMA DA AGENDA DO COLD CHAIN 2015: 0 5 10 15 20 25 30 35 0 5 10 15 20 25 30 35
  3. 3. www.ColdChainBrazil.com • enquiryIQPC@iqpc.com3 Conheça os palestrantes e painelistas da edição 2015: Entenda por que você precisa participar: Ricardo Miranda Pharmaceutical Technology Director PFIZER Rodrigo Alponti, Brazil Supply Chain Director SANOFI Luiz Alberto Barberini LatAm External Manufacturing Relationship Associate Director BAYER Jair Calixto GMP and Audits Manager SINDUSFARMA Victor Lobo Diretor Técnico BRL VACINAS Clóvis Avelar Sr Materials Manager ALLERGAN Maurício Longo Quality Assurance Manager NOVO NORDISK 13 estudos de caso de logística e qualidade no transporte de produtos biológicos pela indústria farmacêutica Mesas redondas interativas para discussão aprofundada dos seus principais desafios Painel para discussão de cenários futuros para a regulação e logística da cadeia fria no Brasil Demo Drive: sessão exclusiva para você se interar das últimas tecnologias disponíveis em materiais, embalagens e softwares de supply chain no Brasil e no mundo Renata Cunha Quality Operations Manager ABBOTT Leandro Lozano Technical Manager – Regulatory Affairs Clinical Trials INTERFARMA Luciano Rosado Gerente de Garantia da Qualidade LIBBS Jorcen Simon de Souza Quality HSE Manager - Supply Chain Brazil SANOFI Maurício Ribeiro Miguel Gerente de Garantia da Qualidade INSTITUTO BUTANTAN Luciano Alves Farmacêutico INTERFARMA Saulo de Carvalho Jr. Presidente ANFARLOG Oportunidades diferenciadas de networking com pares e fornecedores ao longo de toda a programação Sessões focadas em GDPs européias e o impacto sobre as regulamentações no Brasil Palestras inéditas sobre monitoramento de ponta a ponta, tanto da cadeia fria quanto de produtos em temperatura ambiente controlada Workshops aprofundados sobre serialização e rastreabilidade, qualificação de transporte end-to-end, e estratégias para garantir estabilidade e monitorar produtos em CRT (Controlled Room Temperature) Sonja Helena Madeira Macedo Diretora ANFARLOG Ana Cristina de Oliveira Supervisora de Logística EUROFARMA Rosana Castineira Gerente da Área de Qualidade MERCK Danilo Araújo Demand Planning and Foreign Trade Coordinator MERCK Gustavo Carvalho Imports Head LSP Management GSK Elaine Sales Coordenadora de Importação e Exportação, GSK Vishal Khushalani, Director of Global Marketing and Business Development, Sonoco ThermoSafe ✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓
  4. 4. www.ColdChainBrazil.com • enquiryIQPC@iqpc.com4 08:00 Recepção e credenciamento para os Workshops 9:00 – Planejamento de Processos e Medidas para Climatização e Monitoramento de Produtos 10:30 em Temperatura Ambiente Controlada Um dos grandes desafios aos profissionais envolvidos com logística e qualidade de produtos em temperatura controlada está na estabilidade de produtos 15 a 25, ou 15 a 30. Num País em que o interior de caminhões pode atingir temperaturas acima de 70 oC, as distâncias são continentais e as estradas precárias, manter a estabilidade sem investimentos astronômicos é para poucos. Este workshop questionará e apresentará maneiras de manter a operação enxuta, e o plano de ação necessário para chegar lá. ■■ Estratégias de controle de custos e estabilização da temperatura na distribuição secundária ■■ Diferenciais de qualificação e validação de perfil de temperatura e estudos de excursão para temperatura ambiente ■■ Embalagens e tecnologias específicas para Controlled Room Temperature (CRT) ■■ Plano de ação para executar um monitoramento de ponta a ponta de maneira efetiva e enxuta Instrutor em definição. Por favor contate beatriz.singer@iqpc.com para indicações ou interesse em palestrar. 10:30 Coffee Break 11:00 – Modalidades de distribuição garantindo a qualidade do produto farmacêutico 13:00 de ponta a ponta no Brasil Este workshop teórico-prático abordará as diferentes modalidades de distribuição de produtos biológicos no Brasil levando em conta infraestrutura, regulamentações e garantia de qualidade do produto de ponta a ponta. Os desafios para garantir a qualidade do produto farmacêutico hoje no Brasil são muito grandes se levarmos em conta o end-to-end. Este workshop abordará em detalhes as diversas modalidades de distribuição no Brasil, os modelos de carga fracionada e de lotação, e ressaltará os impactos das escolhas entre modais rodoviários e aéreos sobre a cadeia fria. ■■ Atual cenário de infraestrutura modal no Brasil ■■ Como efetivamente garantir melhoria de qualidade em toda a cadeia ■■ Desafios e estratégias para distribuição secundária ■■ Remodelagens da cadeia para reduzir custos logísticos ■■ A importância da qualidade da informação ■■ Monitoramento de ponta a ponta Sonja Helena Madeira Macedo, Diretora, ANFARLOG Sonja Helena Madeira Macedo é farmacêutica bioquímica e Mestre em Ciência de Alimentos. Possui quinze anos de experiência em logística farmacêutica e implantação das BPAD em empresas de grande porte. Autora dos livros “Logística Farmacêutica Comentada, 2010” e “Logística Farmacêutica Geral, 2012”. Fundadora da Anfarlog, atualmente exerce o cargo de Diretora Tesoureira. Na Modern Logistics é responsável pelo desenvolvimento de novos negócios em soluções logísticas integrada ao modal aéreo, voltado ao segmento saúde. 13:00 Almoço 14:30 – Rastreabilidade e Serialização: Como a cadeia fria deve se planejar para se 16:30 enquadrar na RDC 54 Este workshop abordará exclusivamente os desafios que a indústria irá enfrentar com a aprovação da RDC 54, que torna mandatório o controle e rastreabilidade de entrega. Saiba como fazer esse acompanhamento, como garantir performance de transportadoras, como desenhar um estudo de excursão adequado e os resultados para a empresa. ■■ RDC 54 em linhas gerais ■■ Produtos disponíveis no mercado para monitoramento e codificação ■■ Novos custos na equação ■■ Relacionamento com fornecedores e clientes Instrutor em definição. Por favor contate beatriz.singer@iqpc.com para indicações ou interesse em palestrar. 16:30 Encerramento do Workshop Day PRIMEIRO DIA: WORKSHOP DAY 28 de outubro de 2015 WORKSHOP A WORKSHOP B WORKSHOP C
  5. 5. www.ColdChainBrazil.com • enquiryIQPC@iqpc.com5 08:00 Recepção e credenciamento 09:00 Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa PAINEL DE DEBATES 09:10 Perspectivas para a Cadeia do Frio no Brasil e possíveis rumos para os quais as empresas devem se preparar ■■ Estratégias para implementar rastreabilidade e serialização na cadeia fria ■■ Desafios para o transporte climatizado em temperatura ambiente ■■ Panorama e perspectivas de infraestrutura portuária, aeroportuária, rodoviária e de pontos de apoio no Brasil ■■ Inserção da cadeia fria de produtos vivos nas previsões econômicas para o Brasil nos próximos anos Ricardo Miranda, Pharmaceutical Technology Director, PFIZER Saulo de Carvalho Jr., Presidente, ANFARLOG Jair Calixto, GMP and Audits Manager, SINDUSFARMA 10:15 Networking Coffee Break BLOCO GDPs Neste bloco falaremos de teoria e prática de GDPs nacionais e internacionais, discutiremos alternativas de tecnologia a ser aplicada para garantir o cumprimento das normas, e apresentaremos um caso prático de roll out de GDPs européias no Brasil, permeando foco do projeto, dificuldades e execução. 10:45 TEORIA: Contextualização de GDPs nacionais e internacionais e tecnologias para o cumprimento das boas práticas Boas práticas de segurança na distribuição e transporte de medicamentos (GDSPs) com visão sobre pontos principais dos GDPs internacionais (EUA e União Européia). Jair Calixto, GMP and Audits Manager, SINDUSFARMA 11:30 PRÁTICA: Case prático sobre projeto de roll out da EU GDP na Europa Apresentação de projeto da Novo Nordisk para cumprimento da EU GDP em suas afiliadas europeias e respectivos operadores logísticos. Maurício Longo, Quality Assurance Manager, NOVO NORDISK 11:50 Debate e sessão de Perguntas e Respostas com os palestrantes 12:15 A dose certa de processos, controle financeiro, administração de estoque, fornecedores, gestão de pessoas e riscos Esta sessão consiste em um case com 14 anos de sucesso, em que podemos visualizar a relevância entre relacionamentos internos, foco financeiro, first class em administração, controle de inventários e fornecedores compondo uma rede de agregação de valores tanto para clientes quanto para acionistas. Na vanguarda da indústria farmacêutica, a Allergan atende todos os agentes regulatórios nos mercados em que está inserida, como Anvisa, Cofepris, Invima, EMEA e FDA (Food and Drug Administration). Entenda esta cadeia de processos e controles. ■■ Planejando e executando processos e a relevância da cadeia fria ■■ Estudos de controle ■■ Garantindo segurança à operação ■■ Estabelecendo e mantendo parceiros Clóvis Avelar, Senior Materials Manager, ALLERGAN 13:00 Almoço BLOCO AUMENTO DA PRODUTIVIDADE Este bloco que ocupará a tarde toda trará aos participantes palestras e estudos de caso de empresas que conseguiram cortar custos e/ou aumentar a produtividade no manuseio, transporte e armazenagem de produtos vivos. 14:15 Requalificação de fornecedores e reestruturação do Supply Chain para uma gestão de transporte e armazenagem mais produtiva e controlada Neste case, conheça a trajetória de uma empresa que reestruturou o supply chain e adotou um novo modelo de qualificação de fornecedores - aumentando assim consideravelmente a produtividade da área e a capacidade de atender à demanda em alta temporada de vacinas. Se antes os pedidos e entregas eram feitos de forma heterogênea, gerando grande consumo de caixas e elementos frios, hoje a empresa consolidou esses pedidos em “ondas”, focando e aprimorando o service level. O resultado foi a redução no consumo interno e maior satisfação do cliente. Entenda também por que a empresa resolveu tomar para si a gestão do logística e o que pretende com esta mudança. ■■ O conceito de Cold Chain como célula específica dentro da empresa ■■ Unificação de pedidos e organização dos processos ■■ reduzindo cargas fracionadas e aumentando cargas completas ■■ Investindo em excelência interna e em um novo Centro de Distribuição ■■ Avaliação de transportadoras e qualificação de embalagens ■■ Abrangência de testes de estresse Rodrigo Alponti, Brazil Supply Chain Director, SANOFI Jorcen Simon de Souza, Quality HSE Manager - Supply Chain Brazil, SANOFI 15:00 Boas práticas para manter a movimentação de produtos biológicos enxuta Neste case discutiremos boas práticas, indentificaremos gargalos e exporemos planos de ação para mitigar riscos no transporte e armazenamento de produtos biológicos da origem até a SEGUNDO DIA: CONFERÊNCIA PRINCIPAL 29 de outubro de 2015
  6. 6. www.ColdChainBrazil.com • enquiryIQPC@iqpc.com6 Segundo Dia: Conferência Principal chegada no armazém. Falaremos de gargalos reais e medidas tomadas para superá-los. Também falaremos de qualificação de fornecedores. ■■ Planos de ação para lidar com 4 excursões de temperatura e gargalos na armazenagem e transporte de produtos biológicos ■■ Exemplos práticos da importância da comunicação interna e integração com parceiros e fornecedores ■■ Boas práticas de gerenciamento de sistemas logísticos ■■ Qualificação de fornecedores Rosana Castineira, Gerente da Área de Qualidade, MERCK Danilo Araújo, Demand Planning and Foreign Trade Coordinator, MERCK 15:45 Networking Coffee Break Demo Drive – Neste intervalo, visite nossos expositores, recolha carimbos e concorra a prêmios 16:15 Mapeando rotas críticas com fornecedores para diminuir índices de avaria Nesta sessão, abordaremos em detalhes um projeto de mapeamento de rotas críticas de variação de temperatura. O projeto envolve áreas como QA/QC, supply chain, TI, treinamento e fornecedores, para juntos trabalharem de forma mais coesa, gerando assim maior controle sobre a cadeia e redução de avaria. ■■ Colaboração e desenvolvimento de soluções com o fornecedor ■■ Capacitação de todos os envolvidos ■■ Estruturando um plano sólido com foco em resultados ■■ Controle da cadeia e redução de avaria ■■ Próximos passos: envolvendo o cliente no processo Luciano Rosado, Gerente de Garantia da Qualidade, LIBBS 17:00 Encerramento do Primeiro Dia de Conferência TERCEIRO DIA: CONFERÊNCIA PRINCIPAL 30 de outubro de 2015 08:00 Recepção 09:00 Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa 9:10 Medidas de monitoramento e mitigação de riscos de produtos em temperatura ambiente controlada Esta sessão tratará de melhores práticas, processos e tecnologias de monitoramento e manuseio de produtos de 16 a 22°C para que a indústria se preparem para as novas regras da Anvisa para produtos em CRT. ■■ Redução de desvios de temperatura ■■ Procedimentos de controle, monitoramento e datalog ■■ Garantindo compliance apresentando todas as documentações necessárias ■■ Lidando com desvios ■■ Potenciais problemas e como mitigá-los Gustavo Carvalho, Imports Head LSP Management, GSK Elaine Sales, Coordenadora de Importação e Exportação, GSK 9:55 Relationship Management: Melhores práticas de relacionamento com fornecedores para aumento da produtividade Com o aumento da terceirização no transporte e armazenagem ao longo da cadeia fria, é imperativo que as empresas farmacêuticas desenvolvam e gerenciem de forma estratégica o relacionamento com fornecedores para garantir maior controle sobre as atividades e sistemas robustos de armazenagem e transporte. Um relationship management conduzido de forma adequada aumenta a produtividade da empresa, reduzindo custos de produção e impacta positivamente nos resultados gerais da empresa. Nesta sessão abordaremos: ■■ Desmistificando o Relationship Management ■■ Fornecedor como parte do meu negócio: Engajamento vs. Comprometimento ■■ Controle de relacionamento e desenvolvimento de parcerias ■■ Estratégias para ganhar confiabilidade ■■ Impacto do Relationship Management sobre a produtividade e na redução dos custos de produção Luiz Alberto Barberini, LatAm External Manufacturing Relationship Associate Director, BAYER Além do evento ser muito bem organizado, contou com palestrantes muito bons que trouxeram muitas informações importantes - F.F., Farmacêutico, Instituto Butantan
  7. 7. www.ColdChainBrazil.com • enquiryIQPC@iqpc.com7 Terceiro Dia: Conferência Principal 10:45 Networking Coffee Break ROUNDTABLES 11:15 Junte-se a cerca de 7 colegas para participar de mesas de discussão sobre questões e desafios de maior urgência em sua empresa no manuseio, transporte e armazenagem de produtos sensíveis a temperatura. Escolha entre os temas: 12:00 Excelência no transporte e armazenamento de ponta a ponta Neste estudo de caso, entenderemos como uma importadora tem alcançado seu objetivo de manter controle de temperatura de medicamentos de ponta a ponta e como estão se preparando para as exigências de maior controle e monitoramento requeridas pela Anvisa. ■■ Monitoramento completo do trajeto ■■ Parcerias para Programas de Uso Compassivo e de Acesso Expandido ■■ Suporte regulatório para demandas da Anvisa sobre importações ■■ Qualificação de fornecedores ■■ Investindo em ambiente controlado automatizado para aumentar a produtividade ■■ Gestão de risco e segurança no armazenamento ■■ Montando laboratórios de análise físico-quimica e microbiológica em conformidade com a RDC 10 Leandro Lozano, Technical Manager – Regulatory Affairs Clinical Trials, INTERFARMA Luciano Alves, Farmacêutico, INTERFARMA 12:45 Almoço 14:15 Tecnologia e gestão para atender a 100% da demanda por todo o País Conheça nesta palestra a história de uma empresa que distribui vacinas há 30 anos e atende a todos os pedidos no Brasil, sem limite mínimo e independentemente de quão remoto é um munícipio. Entenda a logística e a adaptação às constantes mudanças regulatórias, bem como a gestão de relacionamento com fornecedores para garantir que todos os clientes sejam atendidos com o mesmo nível de qualidade. ■■ Gestão de relacionamento com dezenas de fornecedores ■■ Investimento em sistema de monitoramento online de 24h e em aplicativos de logística para smartphones ■■ Logística de importação e exportação de vacinas ■■ Novas tecnologias para embalagens Victor Lobo, Diretor Técnico, BRL VACINAS 15:00 Melhores práticas e estratégias para lidar com reclamação de clientes Nesta sessão, discutiremos melhores práticas de prevenção e remediação de reclamação de clientes. Abordaremos um caso prático de medidas e processos para lidar com reclamações, como fazer este trabalho de forma global, e como atuar junto ao fabricante e ao cliente. ■■ Boas práticas de prevenção de reclamações: reavaliações constantes ■■ Processos e estratégias em casos de reclamação ■■ Trabalhando com o fabricante para fazer análises de riscos ■■ Tratativa e parecer ao cliente: exemplos reais Renata Cunha, Quality Operations Manager, ABBOTT 15:45 Networking Coffee Break 16:15 Gestão de Risco e previsão de problemas na cadeia fria Nesta sessão, falaremos de um modelo de previsão de problemas que praticamente zera o risco do processo de distribuição de produtos sensíveis a temperatura. Abordaremos: ■■ Avaliação de pior caso: distância, estação do ano, rotas e embalagens ■■ Parceria com fornecedores ■■ Segurança da cadeia fria Maurício Ribeiro Miguel, Gerente de Garantia da Qualidade, INSTITUTO BUTANTAN 17:00 Encerramento do 8º Cold Chain Brazil Nos dois dias de congresso pude conhecer pessoas novas que trabalham no mesmo ramo de atividade e, assim, discutir idéias e problemas comuns entre nós. Além disso, as apresentações me trouxeram excelentes idéias para colocar em prática, em longo e médio prazo, na empresa onde trabalho. Mesmo com relação as apresentações que não são focadas no mesmo perfil de empresa onde trabalho, pude tirar boas informações e aprender bastante. - L.F., Supervisor Farmaceutico, Raia Drogasil S/A MESA E: Relacionamento com Fornecedores MESA D: Segurança do manuseio, transporte e armazenamento de produtos vivos MESA C: Escolhendo a embalagem certa para cada produto e situação Moderador: Vishal Khushalani, Director of Global Marketing and Business Development, Sonoco ThermoSafe MESA B: Estratégias de monitoramento de produtos em CRT Moderadora: Ana Cristina de Oliveira, Supervisora de Logística, Eurofarma MESA A: Práticas para implementação de serialização e rastreabilidade
  8. 8. www.ColdChainBrazil.com • enquiryIQPC@iqpc.com8 INSCREVA-SE AGORA MESMO!Investimento Web: www.coldchainbrazil.com Email: enquiryIQPC@iqpc.com Phone: 1-800-882-8684 Fax: 1-800-882-8684 Alteração do Programa - Possíveis mudanças no programa da conferência podem acontecer por motivos alheios ao IQPC. Em caso de impossibilidade de comparecimento por parte de algum palestrante, o IQPC fará tudo o que estiver ao seu alcance para substituí-lo por outro profissional qualificado a proferir sobre o assunto proposto. Entretanto, o IQPC não garante a substituição. Salientamos que disponibilizaremos para download apenas as apresentações previamente autorizadas pelos palestrantes. Atenção: ·· O IQPC se reserva o direito de determinar quem se encaixa na categoria “Profissionais da Área”. ·· Todos os valores com desconto requerem pagamento à vista, no ato da inscrição e antes da data final estabelecida para cada desconto. ·· Qualquer desconto oferecido (incluindo desconto para grupos) também requer pagamento à vista no momento da inscrição. ·· Descontos não são cumultativos. ·· Favor conferir nossa política de inscrição para informações completas relativas a pagamentos, cancelamento, substituição, descontos e adiamentos. ·· Para inscrições via cartão de crédito enviadas sem os dados completos do cartão no formulário de inscrição, uma taxa administrativa de US$99 será acrescida ao valor total. Descontos para Grupos: Para mais informações sobre os descontos disponíveis para grupos, favor contactar o IQPC Customer Service 1-800882-8684. Cada inscrito tem direito a desfrutar de apenas 1 desconto. Descontos especiais: Um número limitado de descontos está disponível para empresas sem fins lucrativos, organizações governamentais e acadêmicas. Para mais informações, favor entre com nosso Customer Service 1-800-882-8684 Dados para pagamento via transferência bancária ou EFT (transferência eletrônica de fundos): Banco: JP Morgan Chase Co. Nome da Conta: Penton Learning Systems LLC dba IQPC Número da Conta: 937-332641 ABA/Routing: 021000021 Referência:IQPC: 24809.001 Política de pagamento: Os pagamentos são realizados no momento da inscrição e incluem alimentos e bebidas. Sua inscrição não será confirmada até que o pagamento seja processado. Para informações sobre cancelamento, adiamento e substituição, favor visitar o site www.iqpc.com/cancellation 2014 IQPC. Todos direitos reservados. O formato, diagramação, conteúdo e arranjo deste folheto constituem uma marca registrada da IQPC. *OBS: TODOS OS VALORES SERÃO COBRADOS EM DÓLARES, OS VALORES EM REAIS SERVEM APENAS PARA REFERÊNCIA E NÃO CORRESPONDEM À CONVERSÃO EXATA. Profissionais da indústria farmacêutica INSCREVA-SE ATÉ: 30 DE JULHO DE 2015 Preço Padrão: Conferência US$ 899 (R$ 2,740)* US$ 1,599 (R$ 4,875)* Conferência + 3 Workshops US$ 1,299 (R$ 3,960)* US$ 1,999 (R$ 6,095)* Workshop (cada) US$ 199 (R$ 605*) Provedores de soluções para Cadeia Fria INSCREVA-SE ATÉ: 30 DE JULHO DE 2015 Preço Padrão: Conferência US$ 2,099 (R$ 6,400)* US$ 2,599 (R$ 7,920)* Conferência + 3 Workshops US$ 2,599 (R$ 7,920)* US$ 2,999 (R$ 9,145)* Workshop (cada) $249 (R$ 760*) Inscreva: Receba um desconto adicional de: 3 – 4 pessoas 10% 5 + pessoas 15% Pricing Registration LOCAL DO EVENTO SOBRE OS ORGANIZADORES Golden Tulip Paulista Plaza, São Paulo, SP, Brasil Alameda Santos 85 - Jardins, São Paulo - SP, 01419-000, Brazil Visite o site do hotel +55 11 2627-1000 O IQPC é uma multinacional de informação empresarial, com sede nos EUA e escritórios em 10 países. A partir do escritório de Nova York, nossa equipe brasileira segue a missão do grupo de levar conteúdo atrativo e atualizado para executivos, promovendo, assim, o desenvolvimento de diversos setores da economia. A elaboração de nossos produtos é baseada na imparcialidade e na qualidade do conteúdo, respeitando as expectativas e as necessidades de informação de cada mercado. Para mais informações e para conhecer nossos eventos, visite o site: www.iqpc.com Cold Chain IQ é uma central mundial de recursos para profissionais envolvidos com controle de temperatura de produtos biológicos. O website se compromete a prover a seus membros informações independentes, atuais e relevantes, através de análises dos principais experts no assunto em nível global, vídeos e podcasts exclusivos, entrevistas e apresentações com palestrantes de renome, entre outros benefícios. Você pode tornar-se um membro da comunidade gratuitamente! Inscreva-se agora mesmo: www.ColdChainIQ.com

×