Sociedade e Resistência ao Consumo

348 visualizações

Publicada em

Sociedade e resistência ao consumo: Um estudo sobre os hábitos e costumes de pessoas que não gostam de consumir.

UFPR
2014

Publicada em: Estilo de vida
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociedade e Resistência ao Consumo

  1. 1. ALUNA:  MARIA  BEATRIZ  PORTELINHA  SOUSA   ORIENTADOR:  Prof.  Dr.  HERTZ  WENDEL  DE  CAMARGO   SOCIEDADE E RESISTÊNCIA AO CONSUMO: UM ESTUDO SOBRE OS HÁBITOS E COSTUMES DE PESSOAS QUE NÃO GOSTAM DE CONSUMIR
  2. 2. A RESISTÊNCIA AO CONSUMO
  3. 3. A Resistência, segundo a física: “É a propriedade das substâncias em se opor a passagem de corrente elétrica, medindo seu quociente de tensão."
  4. 4. A Resistência, no contexto comportamental: É a oposição a uma energia que ameaça interromper o equilíbrio sujeito-mundo
  5. 5. Estado motivacional de Resistência Manifestações de Resistência
  6. 6. “A Resistência ao Consumo é a ação de não gostar ou não se sentir a vontade em aquirir ou consumir um produto específico.” Fonte: Dicionáro de Cambridge
  7. 7. Craig-Less e Hill (2002) Questões morais, políticas e econômicas. Zavestoski (2002a;2002b) As origens do comportamento: Redução do padrão financeiro e falta de autenticidade no consumo. Rumbo (2002) Evitar o confronto com o padrões de beleza do mercado.
  8. 8. As origens do comportamento: Webster (1992) Desidentificação com as estratégias de marca. Hogg, Bannister e Stephenson (2009) Distanciamento de marcas incongruentes com sua auto-imagem. Gregoire, Laufner e Tripp (2010) A ganância das empresas estimula a raiva dos consumidores.
  9. 9. VSAnticonsumo   Resistência ao Consumo
  10. 10. Anticonsumo   Foca nos fênomenos do consumo que são contra a aquisição, uso e descarte de bens.
  11. 11. Resistência ao Consumo Foca na oposição do consumidor e sua tentativa de escapar de uma força dominante exercida por companhias, empresas e estruturas.
  12. 12. Anticonsumo   Resistência ao Consumo - Rejeição - Restrição - Reutilização - Produtos - Práticas - Parceria com os consumidores Preocupações com o consumo Preocupações com estruturas de poder Fonte:  LEE  et  al  (2011)    
  13. 13. Peñaloza e Price (1993) A resistência se encontra no consumo impositivo realizado pelas grandes corporações, para a ma- nutenção de uma classe dominante. Fournier (1998) Stammerjohan e Webster (2002) Close e Zinkhan (2009) A resistência ao consumo se manifesta de forma contínua, no dia-a-dia, com redução ou ajustes no consumo. A resistência ao consumo é permeada por questões comportamentais, que podem se apresentar no ato da compra ou em um planejamento anterior. Classificações das ações de Resistência ao consumo: Pesquisa de campo de resis- tência ao consumo, avali- ando o consumo no dia dos namorados e, demonstrando preocupações ideológicas e comportamentais dos indiví- duos.
  14. 14. Peñaloza e Price (1993) A resistência se encontra no consumo impositivo realizado pelas grandes cor- porações, para a manutenção de uma classe dominante. 1) Como é feita a organização coletiva da resistência? 2) Qual o nível de intensidade dos objetivos dessa resistência? 3) Quais são as táticas e ações propostas para mudar o marketing? 4) Os consumidores tentam interferir dentro das empresas ou utilizam métodos de distanciação? Classificações das ações de Resistência ao consumo:
  15. 15. Fournier (1998) A resistência ao consumo se manifesta de forma contínua, no dia-a-dia, com redução ou ajustes no consumo. Como o consumidor se comporta em relação a sua resistência? 1) Com comportamento de evasão 2) Com comportamentos de minimização 3) Rebelião Ativa Classificações das ações de Resistência ao consumo:
  16. 16. Classificações das ações de Resistência ao consumo: Stammerjohan e Webster (2002) A resistência ao consumo é permeada por questões comportamentais, que podem se apresentar no ato da compra ou em um planejamento anterior. 1) Atraso 2) Economia 3) Autocontrole 4) Ignorância
  17. 17. Classificações das ações de Resistência ao consumo: Close e Zinkhan (2009) Os autores realizaram uma pesquisa de campo de resistência ao consumo, avali- ando o consumo no dia dos namorados, demonstrando preocupações ideológicas e comportamentais dos indivíduos. Comportamentos percebidos: 1) Resistência a Presentes 2) Resistência ao varejo 3) Resistência ao mercado
  18. 18. Peñaloza e Price (1993) A resistência se encontra no consumo impositivo realizado pelas grandes corporações, para a ma- nutenção de uma classe dominante. Fournier (1998) Stammerjohan e Webster (2002) Close e Zinkhan (2009) A resistência ao consumo se manifesta de forma contínua, no dia-a-dia, com redução ou ajustes no consumo. A resistência ao consumo é permeada por questões comportamentais, que podem se apresentar no ato da compra ou em um planejamento anterior. Classificações das ações de Resistência ao consumo: Pesquisa de campo de resis- tência ao consumo, avali- ando o consumo no dia dos namorados e, demonstrando preocupações ideológicas e comportamentais dos indiví- duos.
  19. 19. O CON SU MO
  20. 20. O Consumo e o Trabalho: Evolução dos Meios de Produção Trabalho = acumulação de capital Ascensão Burguesa Trabalho é sinônimo de possibilidades O Aumento da produção facilitou e democratizou a posse de bens Dissociação do trabalho com a sobreviência Energia das pessoas utilizadas em outras atividades, como o consumo Valorização do Travalho = Valorização do Consumo
  21. 21. O Consumo e o Trabalho: Novas Tecnologias Maior fluxo de informação Maior circulação de mercadorias Diversidade de produção
  22. 22. 1929 Capitalismo de Produção -> Capitalismo de Consumo *** ***
  23. 23. O Consumo e o Marketing
  24. 24. Para Featherstone (1995), o Markting possui 3 perspectivas: 1 Um dos objetivos do consumo é a expansão da produção capitalista de mercadorias 2 O uso e a satisfação do consumo são usados como diferenciação social ou para criar vínculos 3 A aquisição de bens incentiva o imeaginário, o sonho, desejo, romance e exotismo.
  25. 25. O Hiperconsumidore o narcisismo no consumo -  Mais informado -  Reflexivo -  Remodela seu tempo -  Infiel as marcas -  Hedonista
  26. 26. A DES iLU ZÃO DO CONSUMO
  27. 27. Rousseau O Luxo e o consumo corrompiam os costumes e as virtudes. Racionalistas Crítica ao desperdício da sociedade de abundância. Marxistas O Consumo é o novo “ópio das massas”, uma ferramenta de impor falsas necessidades
  28. 28. O Consumo nunca é completamente satisfatório. Grandes espectativas geram grandes decepções.
  29. 29. Metodologia
  30. 30. Comportamentos de Resistência ao consumo: Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos Sustentabilidade Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária) Economia de dinheiro para outros fins Descontentamento no momento da compra Falta de desejo em consumir
  31. 31. Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos Sustentabilidade Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária) Economia de dinheiro para outros fins Descontentamento no momento da compra Falta de desejo em consumir Comportamentos de Resistência ao consumo: Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos
  32. 32. Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos Sustentabilidade Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária) Economia de dinheiro para outros fins Descontentamento no momento da compra Falta de desejo em consumir Comportamentos de Resistência ao consumo: Sustentabilidade
  33. 33. Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos Sustentabilidade Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária) Economia de dinheiro para outros fins Descontentamento no momento da compra Falta de desejo em consumir Comportamentos de Resistência ao consumo: Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária)
  34. 34. Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos Sustentabilidade Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária) Economia de dinheiro para outros fins Descontentamento no momento da compra Falta de desejo em consumir Comportamentos de Resistência ao consumo: Economia de dinheiro para outros fins
  35. 35. Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos Sustentabilidade Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária) Economia de dinheiro para outros fins Descontentamento no momento da compra Falta de desejo em consumir Comportamentos de Resistência ao consumo: Descontentamento no momento da compra
  36. 36. Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos Sustentabilidade Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária) Economia de dinheiro para outros fins Descontentamento no momento da compra Falta de desejo em consumir Comportamentos de Resistência ao consumo: Falta de desejo em consumir
  37. 37. Comportamentos de Resistência ao consumo: Rejeição aos hábitos de consumo e comunicação impostos Sustentabilidade Adoção de outro estilo de vida (Simplicidade Voluntária) Economia de dinheiro para outros fins Descontentamento no momento da compra Falta de desejo em consumir Considerações Finais
  38. 38. Muito Obrigada!

×