Rebeldes comCausaBeatriz Moraes Ago/2014
JovensReferências e insights sobre perfil e comportamento da chamada “Geração Z”.
Representam aproximadamente 30% da população brasileira 
(IBGE –2010) 
Influenciam 80% das decisões de compra da família. ...
(Digital Kids andTweens-2014) 
São nativos digitais que não diferenciam One Off. A tecnologia é uma premissa, não mais uma...
Um dos maiores desejos dessa geração é se comunicar melhor com os pais: ter uma relação mais aberta, com diálogos frequent...
Esses jovens valorizam privacidade e autenticidade. Por isso, participam ativamente de redes sociais novas que fogem da id...
Não são multitarefa, mas multidispositivos. 
A realização de tarefas não ocorre em uma ordem linear, segue uma lógica de r...
92% dos jovens brasileiros se consideram felizes, fator determinante para a autoconfiança. 
Encaram a realidade com positi...
Embora enxerguem o 
mundo de maneira confiante, a relação com o próprio corpo é conflituosa. 
Em pesquisa, 70% das meninas...
A autoconfiança está ligada diretamente ao processo de cognição. As taxas de reprovação e baixo desempenho nas escolas est...
Entre os adolescentes, a educação formal tradicional está perdendo a importância. Essa geração acredita menos em diplomas ...
ReferênciasIBGECenso 2010Digital Kids andTweens2014National ReportontheStateofSelf-EsteemSparks & HoneySurveyMcCrindle Res...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desk Research sobre Jovens e Autoconfiança.

274 visualizações

Publicada em

Desk Research sobre Jovens e Autoconfiança. Tópicos para gerar insights sobre o assunto.

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
274
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Desk Research sobre Jovens e Autoconfiança.

  1. 1. Rebeldes comCausaBeatriz Moraes Ago/2014
  2. 2. JovensReferências e insights sobre perfil e comportamento da chamada “Geração Z”.
  3. 3. Representam aproximadamente 30% da população brasileira (IBGE –2010) Influenciam 80% das decisões de compra da família. (Digital Kids andTweens-2014) Movimentam um mercado de mais de 90 bi/ano. (Digital Kids andTweens-2014)
  4. 4. (Digital Kids andTweens-2014) São nativos digitais que não diferenciam One Off. A tecnologia é uma premissa, não mais uma hipótese. É a espinha dorsal do comportamento dessa geração.
  5. 5. Um dos maiores desejos dessa geração é se comunicar melhor com os pais: ter uma relação mais aberta, com diálogos frequentes. (National ReportontheStateofSelf-Esteem) Os pais dessa geração estão inseridos no universo digital, mas não percebem que sua presença repele esses jovens para redes sociais alternativas. (Sparks & HoneySurvey)
  6. 6. Esses jovens valorizam privacidade e autenticidade. Por isso, participam ativamente de redes sociais novas que fogem da ideia de superexposição e possibilitam a manutenção de círculos “exclusivos”. Snapchat, Whatsapp, WeChat, Line, Twoo, POF, etc. (Revista TodateenAgosto/2014)
  7. 7. Não são multitarefa, mas multidispositivos. A realização de tarefas não ocorre em uma ordem linear, segue uma lógica de relevância emocional. Esses jovens não se permitem ficar entediados. (McCrindle Research)
  8. 8. 92% dos jovens brasileiros se consideram felizes, fator determinante para a autoconfiança. Encaram a realidade com positividade, acreditam que são capazes de conseguir realizar todas as vontades através de esforço. São confiantes, pés no chão, protegidos e priorizam o “nós” em detrimento do “eu”. (Kids ofTodayandTomorrow)
  9. 9. Embora enxerguem o mundo de maneira confiante, a relação com o próprio corpo é conflituosa. Em pesquisa, 70% das meninas afirmam deixar de praticar atividades do dia a dia quando não estão se sentindo bonitas. Enquanto isso, com meninos, 40% afirmaram praticar exercícios com o único objetivo de ganhar massa muscular. (Unilever BiAe New York Times)
  10. 10. A autoconfiança está ligada diretamente ao processo de cognição. As taxas de reprovação e baixo desempenho nas escolas estão relacionadas a jovens inseguros e com baixa autoestima. Para desenvolver a autoconfiança é preciso, necessariamente, de um ambiente socializante. As relações sociais (família, escola, amigos) constroem também a maneira como o indivíduo se enxerga. (Pedagogia ao Pé da Letra)
  11. 11. Entre os adolescentes, a educação formal tradicional está perdendo a importância. Essa geração acredita menos em diplomas e títulos e mais na capacidade de criação e produção de cada um. Diferente da geração anterior, a educação para eles não é um validador, mas um capacitadorfuncional. (Sparks & HoneySurvey) iTunesU e Khan Academy: representantes da tendência de descentralizaçãodo ensino.
  12. 12. ReferênciasIBGECenso 2010Digital Kids andTweens2014National ReportontheStateofSelf-EsteemSparks & HoneySurveyMcCrindle ResearchKids ofTodayandTomorrowKids ofTodayandTomorrow(Viacom CCSP) Unilever 'Brands in Action -Dove'New York TimesPedagogia ao Pé da Letra

×