Trab.final

82 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
82
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trab.final

  1. 1. Política para Construção de Software 1 Renato Nogueira Perez Avila2 Resumo Ao constatar, nos anos de Graduação, que o alto custo de lançamento de umSoftware no mercado era o maior obstáculo que um programador multimídia podiaenfrentar, tomamos como desafio, trazer para realidade cotidiana de um recémformado, os custos de produção, lançamento e distribuição de Softwares Multimídia,Esta adaptação, que nossa Empresa, pioneira na região no que diz respeito aSoftwares Temáticos adotou, com o intuito de diminuir assustadoramente os custos,bem como as reduções dos preços das cópias em relação a produção, e as técnicasempregadas para tornar este mercado acessível ao programador recém formado. Palavras-chave Economia; Multimídia; Informação; Retorno de Investimento; Politics for Construction of SoftwareWhen verifying, in the years of Graduation, that the high cost of release of asoftware in the market was the largest obstacle than a programmer multimedia couldface, we took as challenge the one of bringing for daily reality of a recently formed,the production costs, release and distribution of Softwares Multimídia, Thisadaptation, that our company, pioneer in the area in what concerns ThematicSoftwares adopted, with the intention of reducing the costs, as well as the reductionsof the prices of the copies in relation to production, and the employed techniques toturn this market accessible to the programmer recently graduate.1 Trabalho da Disciplina de Introdução ao Gerenciamento de Sistemas de Informação, Mestrado emTelecomunicações, PUC-Campinas, Prof. Dr. Ettore Bresciani Filho, Abril de 2002.2 Acadêmico do Mestrado em Sistemas de Telecomunicações e Informática da PUC-Campinas
  2. 2. Keywords Economy; Multimedia; Information; Return of Investment1. IntroduçãoDentro da Fundação Universidade Estadual de Londrina - FUEL, foi criado umprojeto que hoje é modelo de referência mundial no que diz respeito àdesenvolvimento de programas de computador, ele funciona como uma incubadorade profissionais e de programas, pois aceita projetos tanto de alunos como deprofissionais não acadêmicos.Ele funciona da seguinte maneira, o programador apresenta a proposta e a partir daí,dá-se o início de um estudo de viabilidade do projeto, uma vez aceito, a equipe passaa receber uma bolsa para trabalhar exclusivamente no projeto, bem como oprograma banca os custos de produção, desenvolvimento, divulgação e lançamentodo produto, possibilitando ao acadêmico ou profissional da área de informática aoportunidade de lançar seu programa com as mesmas chances competitivas deoutros produtos de grandes Empresas do ramo, além de oferecer possibilidade deparcerias, vinculação do trabalho em outros países, participação em feiras,divulgação em meios de comunicação, e também possibilitar boas indicações dereferência junto a Clientes e Organizações interessadas.Quando tive oportunidade de observar este projeto, reparei na grande diferença devalores investidos de um tipo de programa para outro, e que os programas tipoMultimídia, eram sem dúvida os que necessitavam de maior investimento secomparados a outros tipos de Software que o Projeto tratava.Isso sem dúvida me chamou atenção, pois, se foi possível transformar aprogramação convencional de uma maneira que, possibilitou seu uso convencionalno dia-a-dia do profissional de Processamento de Dados, isto também teria queacontecer com os Programas Multimídia, portanto, direcionei todo um trabalho deposturas de contenção de despesas, a fim de baixar drasticamente o valor dedesenvolvimento de programas multimídia, e obtive uma impressionante reduçãodos preços de custo, pois eram necessários na época, dentro do projeto acima citado,uma quantia em torno de R$220.000 para a consolidação de um programa deste tipo,foi obtido o mesmo resultado com uma quantia que representa uma pequena fraçãodesta, possibilitando que o mesmo possa ser realizado por um número maior deprofissionais.
  3. 3. E esse trabalho tem por objetivo de apresentar essa postura desde a concepção doprograma até o acabamento em suas diversas áreas.2. PreparativosNeste tipo de programação, o desenvolvedor encontra seu maior obstáculo no início,na hora de decidir qual o tema abordado, pois disso depende, além do sucesso doprograma, se os recursos técnicos e financeiros serão suficientes para realização domesmo. É nesse estágio também que ocorrerá uma adequação tecnológica de acordocom as necessidades do projeto.Projetar um Multimídia, é tão importante quanto fazer o projeto de uma construção,um erro muito comum, é não planejar com cautela e calma as plantas do projeto,caso isso não seja feito de uma maneira sistemática, a obra finalizada podeapresentar problemas crônicos em sua estrutura, o Multimídia é assim, o tema deveser escolhido com muita atenção e cautela, além de se aplicar pesquisas técnicas emvárias áreas de interesse como: - Busca de produtos similares no mercado; - Definição da clientela a ser atendida; - Verificação da possível aceitação em outras clientelas; - Levantamento de equipamento necessário; - Levantamento de custos de produção; - Contratação de recursos humanos; - Aplicação do plano de trabalho; - Busca de parcerias;A seguir abordaremos esses aspectos citando sua importância e as ações que elescompreendem;Busca de Produtos Similares no Mercado: esta abordagem mostra, além dasituação da concorrência, a viabilidade do produto comparando-o com artigos queestão no mercado, ou que já saíram do catálogo, isso mostra a probabilidade desucesso, pois é através disso que podemos observar se outras empresas obtiveramsucesso com produtos iguais ou similares. Isso também permite que a empresa eviteerros por similaridade de projetos.Definição da Clientela a ser Atendida: é nesse trabalho que se define as técnicasque serão utilizadas de acordo com o tipo de cliente, e isso ajuda também a definir
  4. 4. qual o preço que o produto final terá, pois todo o trabalho deve ser direcionado deacordo com a realidade de quem o compra, pois não adianta investir grandesquantias de dinheiro em tecnologia e industrialização, se o preço do produto finalnão for acessível para o usuário a quem foi destinado.Verificação da Possível Aceitação em Outras Clientelas: este ponto é necessário,pois certos detalhes podem causar uma grande diferença, o produto pode serdirecionado a um nicho mercadológico, porém, nada impede que o mesmo despertecuriosidade na comunidade em geral, citamos como exemplo, a Empresa de umcolega nosso, que, ao lançar um produto contendo programas e exercícios de físicateórica para acadêmicos da área, também acrescentou ao programa, pequenasbiografias de grandes físicos como Bohr, Einstein, Openhaimer, o que causou umgrande interesse em outros setores da Universidade, pois além de todo odepartamento de ciências exatas se interessar pelo programa, os cursos de históriatambém demonstraram interesses, são detalhes como este que diferem os programas.Levantamento de Equipamento Necessário: o primeiro passo do planejamento, éverificação dos equipamentos fundamentais para um bom desenvolvimento doprojeto, essa parte do planejamento verifica primeiramente quais equipamentos quea Empresa possui, é feito um estudo para verificar se esse equipamento temcondições tecnológicas para desenvolver um produto que tenha chances de competirno mercado, e em cima disto, é realizado um trabalho de alteração, atualização etrocas de componentes tanto de Hardware quanto de Software.Uma vez feita as atualizações, e de acordo com o projeto estabelecido, faz-se umalista dos equipamentos e programas que serão acrescentados e que a Empresa aindanão possui, isso é necessário para que os produtos saiam de acordo com asinovações tecnológicas que ainda não existiam, ou não eram viáveis no período daconstrução de programas anteriores, e isso também é definido dentro doplanejamento de cada programa, por exemplo: se o Multimídia usar somente textos,sons e fotos, não haverá necessidade da Empresa adaptar ou readaptar placascoletoras de vídeo, pois os mesmos não serão usados para este programa.Levantamento de Custos de Produção: se a Empresa for nova, ou programadorestiver realizando uma política de contenção de despesas, este é um ponto que devereceber uma grande atenção, pois depende dele as condições do lançamento doprograma no mercado. Os custos de produção incluem um levantamento dos custos na contratação de artefinalistas, custos com direito autoral, gravação e montagem, transporte, enfim todosos custos necessários para que o produto fique pronto e em condições de ser lançadono mercado.
  5. 5. - O Arte Finalista: é o profissional que cuidará do design externo do produto, ele irá criar, a marca do título do produto, o desenho da capa, da contracapa, do fundo, realizará diagramação de página do manual de instruções, fará a caixa do produto, seus cartazes, press-releases, folders, e todos os demais componentes gráficos que forem necessários. - Marcas e Patentes: aonde o Programador deverá contratar um escritório especializado em registros para que o mesmo, entre com uma ação de reconhecimento de registro de marcas e patentes, esse escritório irá cuidar do registro provisório, posteriormente do registro definitivo, e de eventuais problemas com direitos autorais a partir do momento em que estes forem ameaçados. - Gravação e Montagem: é aonde a administração do projeto realiza estudo de viabilidade nas várias opções oferecidas para confecção física do programa, nesse ponto entram os gastos com impressão, aquisição de mídias, de caixas de plástico e de lacre.Contratação de Recursos Humanos: neste ponto é estudado a contratação depessoal para que o produto, tenha condições técnicas suficientes para serapresentado ao mercado consumidor, dentro desse assunto, é que são levantadosquais, e que tipos de profissionais são indicados para a elaboração e construção doprojeto, eles podem ser escolhidos de acordo com as necessidades da Empresa deacordo com novas tendências tecnológicas, os tipos de profissionais necessário paraa construção de softwares deste tipo hoje em dia, vão desde Consultores Técnicos,Designers Gráficos, Web Designers, Analistas, Programadores, Pesquisadores,Profissionais da Área de Propaganda, Serviços Gerais, e qualquer outro profissionalnecessário para realização do projeto.Porém esse ponto requer a aplicação de uma projeção de custos com pessoal deacordo com o tempo em que o programa levará para ser concluído, incluindo oscustos com impostos e encargos sociais de acordo com as leis vigentes, isto requermuita atenção, pois se essa projeção não for bem calculada, o produto nem sequerpoderá sair do projeto.Aplicação do Plano de Trabalho: uma vez definidos os custos, a próxima etapa é adivisão do trabalho nas ações de, coletar informações, confeccionar o programa,realizar testes, resolver problemas, lançar a versão de demonstração, industrializar oproduto, e distribui-lo. Daí surge a necessidade da adoção de datas de entrega eplanejamento, para que, além de controlar a produção, possamos também ter umabase de investimento necessário.
  6. 6. Busca de Parcerias: adoção do esquema de terceirização é extremamente viávelnesse ramo, pois ela oferece uma gama de facilidades no que diz respeito àeconomia de produção, entre os vários tipos de Empresas de grande utilidadepodemos citar: - Empresas Gráficas, que em grande escala realizam uma significativa economia associada a melhor qualidade final do produto, pois essas Empresas possuem o equipamento necessário para a confecção de produtos de qualidade superior aos feitos em copiadoras, além de contar com maior diversidade de matérias-primas. - Empresas Distribuidoras, que são fundamentais para levar o produto a um maior número de consumidores, pois além de oferecer o serviço de envio e transporte, essas Empresas podem indicar o produto a seus parceiros e filiais. - Indústrias de Gravação, realizam o serviço industrial completo, padronizando o produto de acordo com as exigências do mercado. - Estúdios de Propaganda, esses oferecem uma varia gama de serviços que vão desde a criação da arte final, cartazes, vinhetas de rádio, anúncios em jornal, comercial em TV, festas de lançamento, e demais meios de divulgação a fim de tornar o produto conhecido. - Escritórios de Marcas e Patentes, que cumprem a parte legal de defesa dos direitos autorais do programa, a contratação deste tipo de serviço oferece o programador a garantia necessária e o auxilio caso as mesmas forem usadas de forma indevida.3. PosturasApós essa pequena apresentação de como seria o padrão de construção de umSoftware Multimídia, nos resta a pergunta, Como viabilizar isto?, e é a partir daí,que entra a nossa experiência em enxugar os custos(sic) e conseguir apresentar aomercado consumidor um produto com a mesma qualidade dos demais.Para isso, a Equipe ou o Desenvolvedor, devem contar com uma grande quantidadede um valor chamado Disposição, pois esta é a única moeda capaz de substituiraquela aceita no mercado.
  7. 7. Mas essa Disposição não é só a que diz respeito a coragem de trabalhar, o jovemespírito empreendedor deve estar presente em todos os detalhes e para todas asações, acostumar com isso é um pouco difícil, porém, é uma questão de tempo paraque as coisas se desencadeiem de maneira natural, pois tudo nessa vida é questão decostume.Como as dificuldades iniciais são as piores, o desenvolvimento de ProgramasMultimídia não poderia ser diferente, e é o primeiro passo o de maior peso, pois neleé estabelecido o assunto a ser abordado, é claro que o Programador gostaria semprede desenvolver seus Programas com assuntos de seu interesse, mas esta é uma regraque não se aplica a um profissional em nenhum ramo, portanto, torna-se mister queo Programador aprenda a gostar do assunto de seu Programa, que se acostume comele, que pesquise sobre o tema da mesma maneira que faria com assunto de seuinteresse, que tenha Disposição para isso.4. Mãos a ObraA essa altura, o jovem programador já deve ter percebido que ele terá que fazermuita coisa sozinho, pois o gasto com pessoal especializado é muito alto, por isso apostura de tomar a frente nessas atividades da fundamental desde o princípio.A pesquisa de mercado, indispensável, pode ser feita através de abordagens pessoalou por formulário, e pode ser realizado satisfatoriamente dentro do ambienteuniversitário, desde que ela seja feita com pessoas conhecidas e desconhecidas,primeiro por que o fator de amizade pode influenciar na resposta, segundo, éimportante que a pesquisa aborde profissionais de áreas diferentes, comnecessidades e objetivos diferentes.Deve ser feita com calma, assim como a construção do alicerce em uma casa, apesquisa de mercado deve ser tratada com extrema atenção, não adianta fazer umbom produto sobre um tema que não interessa a ninguém, aconselhamos os aosjovens programadores, que eles nunca esqueçam que o produto será vendido.Uma vez definido o assunto, realiza-se uma divisão de ações e o planejamento dasdatas de entrega de cada fase, podemos dividir o tempo de criação de um programamultimídia em: - Coleta de Material: onde se faz a pesquisa para a coleta do conteúdo que será apresentado no software, textos devem ser procurados em livros, pois a Internet não oferece embasamento científico necessário para assegurar a veracidade dos fatos que que nela se encontra, o programador nunca deve
  8. 8. se basear em fatos não comprovados que possam comprometer a credibilidade do produto e a idoneidade da Empresa. Porém a Internet é muito indicada para a coleta de fotos e filmes referentes ao assunto abordado. - Preparação do Material: uma vez coletados dados, surge a necessidade de adaptá-lo para os meios onde serão utilizados, aí começa a busca da qualidade do produto, nessa fase os textos são digitados usando o mesmo programa para que não haja divergências, as fotos são tratadas para que possuam as mesmas qualidades se comparadas umas com as outras, bem como, as músicas e demais sons sofrem uma equalização para que não haja diferença de volume e de qualidade, assim todos os dados ficam prontos para o desenvolvimento de sistema. - Planejamento do Programa: essa fase se inicia com a formulação da planta, aonde os diretórios serão divididos e interligados através dos menus aonde será realizada a navegação e sua interligação com o programa executável, também será definido o tamanho do programa, e seus programas auxiliares como o Autorun, e qual a configuração mínima necessária para que o programa rode. - Montagem do Programa: definidos os objetivos, inicia-se a programação, que consiste num conjunto de ações aonde o programa é confeccionado. - Confecção do Produto: uma vez terminado o programa e realizados todos seus testes se inicia fase de produção industrial, aonde a parte física do produto é feita.As datas do planejamento além de dividida nessas fases, deve apresentar tambémuma subdivisão das mesmas, para que exista um acompanhamento da produção,visando a evolução do produto e apresentando uma projeção de custos.É necessário dizer que o tempo para a construção do produto se baseia naexperiência dos programadores e em fatores externos, por isso é muito variável otempo para a conclusão do projeto.5. Coleta de Dados
  9. 9. Para que os custos dessa fase sejam diminuídos, o desenvolvedor deve tomar para sio cargo de consultor técnico até a construção do programa, fica com ele ou com suaequipe a responsabilidade de vasculhar os arquivos sobre o assunto, a pesquisafundamental, ele também deve se dispor a pesquisar a rede por horas a fio na buscade materiais, dessa maneira, a economia é alcançada dispensando um consultortécnico durante a elaboração do projeto, bem como, dispensando programadoresjovens que fariam o trabalho de pesquisa. Porém é necessário frisar a importânciade um consultor técnico no final do programa para corrigir possíveis erros deinformação e interpretação, pois a qualidade do produto não deve ser atingida porposturas de economia.6. Preparação do materialApós a primeira, a parte da busca de dados, é necessário colocar todos componentesdo programa em sincronia, as fotos devem ter a mesma qualidade, os sons devem sertratados para que tenham a mesma qualidade e volume, os vídeos devem ser nomesmo formato, pois é inadmissível que o usuário perceba diferenças grosseiras,pois isso denigre a imagem do produto junto ao usuário.Nesta fase também, é feita verificação ortográfica e gramatical dos textos, e demaisajustes. Portanto é bom que o programador saiba lidar com programas de coleta deimagens, de tratamento de imagens, de coleta de vídeo, de tratamento de vídeo,editores de texto, programas de tratamento e edição de som, e todos os outrosprogramas coadjuvantes da ferramenta de criação de multimídia. É preciso fazerisso com atenção e dedicação, pois gastos com esse tipo de mão-de-obra geralmentesão caros.7. Planejamento & Montagem do ProgramaEste é um item que não oferece muitas possibilidades para a adoção de posturas deeconomia pois este é basicamente o trabalho que ou desenvolvedor irá realizar, poisnessas ações serão definidas as identidades do produto, nesse conjunto de açõesserão decididos, qual o tamanho da definição do programa, quais as configuraçõesmínimas para que o mesmo opere, que tamanho ele terá no total e em quantas partesele será dividido, e todas as demais características do programa.Porém, é bom que o programador também saiba fazer o Autorun, e se necessárioalguns programas necessários, isso pode trazer alguma economia.
  10. 10. E quando o programa começar a ser desenvolvido, cabe ao programador tomar parasi a responsabilidade de realizar os testes operacionais necessários para que oprograma consiga funcionar em outras máquinas, isso pode ser feito através de testessimples em outras máquinas, e com lançamento de versões de demonstração.8. Confecção do ProdutoÉ nessa etapa do projeto que tudo o que você fizer fará diferença, todas as ações têmque ser muito bem planejadas por que a partir do fim do desenvolvimento é que oscustos aumentam assustadoramente, porém as posturas de economia aumentam namesma proporção.A primeira coisa a fazer é o registro, este pode ser feito através de escritóriosespecializados em registro de marcas e patentes, os preços variamconsideravelmente, mais de 200% de um escritório para o outro, portanto se forfazer dessa maneira é necessário uma pesquisa de preço, pois o serviço ofertado ésempre o mesmo. O registro de software é tirado internacionalmente com validadede 50 anos, e o uso desses escritórios traz uma vantagem muito grande, que é aassessoria caso os direitos autorais forem invadidos. Porém você mesmo poderegistrar o seu produto gratuitamente, mas o trabalho é custoso, demorado ecansativo, e pode porventura possuir falhas.Uma vez registrado o produto, se inicia os gastos com parte gráfica, poisindependente do produto ser feito artesanalmente ou industrialmente, haveránecessidade da presença de fotolitos, um bom arte finalista custa muito caro,principalmente se você procurar um estúdio de propaganda, nunca faça isso, se oprogramador tiver boas noções de designer gráfico, ele mesmo pode fazer as artesreferente aos cartazes, embalagens, capa, contracapa , e qualquer objeto visual dedivulgação, mas se o resultado não sair satisfatório, é recomendado veemente que seprocure um arte finalista freelance, desde que este não esteja vinculado a estúdios depropaganda, pois esses cobraram preço com base aos preços cobrados nessesestúdios, procure profissionais ligados a diagramação, a pequenos informativos,guias de roteiros social, esses cobram barato, mas acompanhe o andamento doprojeto sempre focalizando a qualidade antes da economia, é preciso ter umequilíbrio entre esses dois itens. E quando for transformar arte em fotolito, pesquisenovamente o mercado, ou converse com o profissional que você contratar, pois essepessoal tem mais facilidade ao acesso de preços promocionais.Definidas as artes que serão usadas, o programador possui dois caminhos, primeiro,ele pode fazer o serviço artesanalmente em casa, gravando CDs em seu gravador,encomendando cópias heliograficas a laser, caixinhas e demais artigos e montando o
  11. 11. produto em casa, isso é recomendado caso a quantidade de cópias for baixa, pois ocusto desse processo é de R$4,50, mas se a quantidade acima de 1000 cópias, érecomendado a procura de Empresas especializadas no ramo, elas executam agravação e impressão da mídia, a parte gráfica a partir do fotolito, a montagem e olacre do produto a um custo de R$2 por cópia.Indico ao jovem programador que adote as duas posturas, faça artesanalmente umnúmero baixo de cópias e lance no mercado, e se for viável , é só enviar a cópiaMaster e o fotolito que em três semanas a edição industrial está em sua casa, useessas primeiras cópias artesanais para cortesias para jornais, universidades,Empresas do ramo abordado pelo produto, revistas e também para a venda.É ponto vital o contato com uma boa rede de distribuidores e representantes, quepossam apresentar seu programa para boas Empresas e possibilitem uma distribuiçãomais ampla do produto. Entre em contato com jornalistas, e discuta com eles apossibilidade da vinculação do seu programa através de matérias jornalísticas, ecorra atrás de apoio e patrocínio.É necessário frisar mais uma vez que todos cuidados devem ser tomados para que aqualidade do seu produto seja equivalente a dos que se encontram no mercado, poisnão adianta fazer o produto barato e não vender nada, pois seria prejuizo do mesmojeito, adotar uma postura de economia significa diminuir custos e não qualidade.9. ConclusãoAtravés da adoção de algumas posturas administrativas, é possível a construção deprogramas Multimídia temáticos ou do tipo projeto de pesquisa, dentro da realidadede um recém-formado, assim como o desenvolvimento de programas pode serrealizado a um custo relativamente baixo, programas Multimídia também podem serlançados no mercado de uma maneira competitiva a um custo de produção acessívela qualquer desenvolvedor de sistemas desde que o mesmo desde dedique os esforçosnecessários.Referências BibliograficasO conteúdo deste trabalho é resultado de experiência profissional. Porém possoindicar alguns livros que tratam do assunto.
  12. 12. GONZALES, Julio Francisco P.;Director 8.5 – Criando aplicativos;1º edição, Ed.Berkeley-Brasil; 2001;TATIZANA, Celso; Visual Class 5.0 - Multimídia, Software para Criação;1ºedição; Ed. Erica; 2000;PEREIRA, Valéria; Multimídia Computacional;1º edição; Ed. Visual Books; 2001;AVILA, R.N.P.; renato@ld.directlink.com

×