Web 2.0, a nova internet <ul><li>Bernardo Loureiro </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
Web 2.0?  Acho que cheguei atrasado e perdi a primeira “versão”…
O que  (não)  é  web 2.0? <ul><li>Não é um produto </li></ul><ul><li>Não é um software </li></ul><ul><li>Não é uma linguag...
A nova internet preza pela melhor experiência do usuário
Web 2.0  é  uma internet... <ul><li>Simples </li></ul><ul><li>Fácil </li></ul><ul><li>Interativa </li></ul>e...
Colaborativa
O conteúdo na linha do tempo Multilateral: é postado, comentado, avaliado, catalogado, organizado, difundido e muitas veze...
Foi descentralizado o poder de gerar conteúdo e passou a ser gerado e enriquecido por qualquer usuário
Blogs <ul><li>1. O usuário posta o conteúdo </li></ul><ul><li>2. Pode ser comentado  (e enriquecido)  por qualquer usuário...
Não é mais necessário saber HTML, CSS ou qualquer outra tecnologia para poder publicar uma página na internet
Wiki´s <ul><li>Enciclopédias on-line onde qualquer usuário pode inserir, alterar, excluir ou  acrescentar conteúdo </li></...
Folksonomia ou tagsonomia <ul><li>A informação é categorizada pelo criador ou por qualquer usuário após ser postada </li><...
Redes sociais <ul><li>As pessoas procuram: </li></ul><ul><ul><li>Se comunicar </li></ul></ul><ul><ul><li>Interagir </li></...
Chega de ir atrás das notícias, elas que venham até você
RSS – Really Simple Syndication (distribuição realmente simples) <ul><li>O usuário escolhe quais informações (notícias, ar...
Podcast <ul><li>Aproveitaram a onda do RSS com a onda do iPod e criaram o Podcast, um RSS em áudio </li></ul><ul><li>O usu...
E por falar em iPod...
Convergência <ul><li>Os aparelhos como conhecemos estão se misturando e gerando  mutantes high-tech  onde fazem cada vez m...
Porém não adianta ter o mais moderno aparelho da última semana para continuar fazendo as mesmas coisas de sempre...
A internet via celular está crescendo junto a evolução dos aparelhos eletrônicos  (os “mutantes” lembra?)  e o profissiona...
Houve uma mudança na forma de uso pelos usuários e deve haver na forma da criação por parte dos desenvolvedores
Desenvolvendo para web 2.0 <ul><li>A simplicidade e a colaboração também estão contidos nesse momento </li></ul><ul><li>KI...
Web marketing <ul><li>Links patrocinados </li></ul><ul><ul><li>Adwords </li></ul></ul><ul><ul><li>Adsense </li></ul></ul><...
Sua empresa e a web 2.0, um novo modelo de negócio baseado na relação com o seu  cliente
Por que gastar tempo e dinheiro com isso de web 2.0? <ul><li>Suas facilidades podem ser utilizadas para encurtar a distânc...
Aplicativos na web 2.0 funcionam como serviços e podem ser cobrados com uma mensalidade, como uma conta de luz. É um novo ...
O valor do conteúdo <ul><li>Os dados são a  vantagem competitiva , não os serviços </li></ul><ul><li>Suas aplicações devem...
Bons produtos incentivam os usuários a falarem bem de sua marca porque eles já as conhece Você vê algum logotipo? Alguma m...
Ainda falando em negócios... Long Tail “ a receita total de uma multidão de produtos de nicho, com baixos volumes de venda...
Obrigado! <ul><li>Bernardo Loureiro </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Web 2.0, A Nova Internet

1.987 visualizações

Publicada em

Slides de palestra apresentada na Semana de Informática da Estácio de Sá de 2006.

Introdução:

“Na web 2.0 não somos mais nômades caçadores-coletores: temos nome, plantamos conteúdo, colhemos conhecimento e criamos novos mundos.” Rene de Paula Jr

Web 2.0, o assunto do momento dos sites geeks mais badalados às rodas de amigos de faculdade passando por bate-papos de empresários de internet antes de uma reunião. Web 2.0 é uma nova tecnologia? Um novo serviço? Uma nova plataforma? Na verdade, é apenas uma nova forma de fazer internet. Na nova economia mundial, o maior capital de um negócio é o conhecimento, e a internet não ficou pra trás. Web 2.0 é a internet colaborativa, onde os usuários não são mais ouvintes somente e passaram a produzir seu próprio conteúdo. Qualquer um que tenha um computador com internet a mão, pode fazer na internet seu escritório, seu livro, seu jornal, sua roda de amigos, seu telefone, é seu veículo de comunicação com o resto do mundo. Novas tecnologias facilitaram a forma de fazer internet e a transformam, como nunca, em uma rica ferramenta de disseminação do conhecimento. A web 2.0 valoriza conceitos como simplicidade, conteúdo rico e democrático, e a colaboração na produção dos mesmos.

Publicada em: Tecnologia
2 comentários
14 gostaram
Estatísticas
Notas
  • O slide 31 é um vídeo explicativo e evangelista criado pela TV1 (www.tv1.com.br) sobre o tema web 2.0. Todos os direitos são reservados a TV1.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • No slide 9, ocorreu um erro de compatibilidade entre o arquivo PPT e o importador do SlideShare, mas acredito não estar afetando o entendimento do mesmo.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.987
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
209
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
14
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Web 2.0, A Nova Internet

  1. 1. Web 2.0, a nova internet <ul><li>Bernardo Loureiro </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
  2. 2. Web 2.0? Acho que cheguei atrasado e perdi a primeira “versão”…
  3. 3. O que (não) é web 2.0? <ul><li>Não é um produto </li></ul><ul><li>Não é um software </li></ul><ul><li>Não é uma linguagem </li></ul><ul><li>Não é uma marca </li></ul><ul><li>Não é uma tecnologia </li></ul><ul><li>Não é uma empresa </li></ul>
  4. 4. A nova internet preza pela melhor experiência do usuário
  5. 5. Web 2.0 é uma internet... <ul><li>Simples </li></ul><ul><li>Fácil </li></ul><ul><li>Interativa </li></ul>e...
  6. 6. Colaborativa
  7. 7. O conteúdo na linha do tempo Multilateral: é postado, comentado, avaliado, catalogado, organizado, difundido e muitas vezes, alterado Bidirecional: é postado e às vezes comentado Meramente expositivo: é postado e lido, só Texto, foto, música, vídeo e o que ainda estiver por vir Essencialmente texto e às vezes imagem Unicamente texto Gerado por qualquer pessoa para qualquer um que tenha acesso aos meios digitais Gerado por profissionais alocados em empresas que possuíam sites e pelos mais geeks (nerds) Gerado por acadêmicos e militares para acadêmicos e militares Internet amadurecida (anos 2000 em diante) Internet jovem (anos 80 e 90) Internet recém-nascida (anos 60 e 70)
  8. 8. Foi descentralizado o poder de gerar conteúdo e passou a ser gerado e enriquecido por qualquer usuário
  9. 9. Blogs <ul><li>1. O usuário posta o conteúdo </li></ul><ul><li>2. Pode ser comentado (e enriquecido) por qualquer usuário </li></ul><ul><li>3. Pode ser classificado por palavras-chave (folksonomia) </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>4. Pode ser “rankeado” recebendo notas (Digg e Technorati) </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>5. Pode ser catalogado em bookmarks on-line (del.icio.us) </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  10. 10. Não é mais necessário saber HTML, CSS ou qualquer outra tecnologia para poder publicar uma página na internet
  11. 11. Wiki´s <ul><li>Enciclopédias on-line onde qualquer usuário pode inserir, alterar, excluir ou acrescentar conteúdo </li></ul><ul><li>Possui um histórico onde é registrado cada mudança </li></ul><ul><li>Existem usuários que pela regularidade e relevância de suas participações, passam a ser moderadores </li></ul><ul><li>É uma nova maneira de trocar informações e idéias em um grupo de trabalhadores envolvidos em um projeto </li></ul><ul><li>Uma ótima ferramenta para gestão do conhecimento corporativo </li></ul>
  12. 12. Folksonomia ou tagsonomia <ul><li>A informação é categorizada pelo criador ou por qualquer usuário após ser postada </li></ul><ul><li>O site del.icio.us de bookmarks on-line, foi o pioneiro no uso de folksonomia, hoje você também encontra no Flickr , Blogger e no YouTube por exemplo </li></ul><ul><li>Palavras-chave, criadas pelos usuários livremente, são associadas a um conteúdo a fim de classificá-lo e catalogá-lo </li></ul>
  13. 13. Redes sociais <ul><li>As pessoas procuram: </li></ul><ul><ul><li>Se comunicar </li></ul></ul><ul><ul><li>Interagir </li></ul></ul><ul><ul><li>Ser notadas e ouvidas </li></ul></ul><ul><ul><li>Encontrar pessoas como elas </li></ul></ul>
  14. 14. Chega de ir atrás das notícias, elas que venham até você
  15. 15. RSS – Really Simple Syndication (distribuição realmente simples) <ul><li>O usuário escolhe quais informações (notícias, artigos, posts, atualizações, etc) deseja receber, as assina em seu agregador de RSS e passa a receber suas informações “em casa”. Simples assim. </li></ul><ul><li>Existem agregadores acessados pela internet (que levam a vantagem de poderem ser acessados em qualquer lugar) ou instalado no seu desktop </li></ul>
  16. 16. Podcast <ul><li>Aproveitaram a onda do RSS com a onda do iPod e criaram o Podcast, um RSS em áudio </li></ul><ul><li>O usuário “recita” seu post, como se fosse programas de rádio, gera um mp3 e o distribui em seu endereço de RSS </li></ul>
  17. 17. E por falar em iPod...
  18. 18. Convergência <ul><li>Os aparelhos como conhecemos estão se misturando e gerando mutantes high-tech onde fazem cada vez mais coisas </li></ul><ul><li>A portabilidade dos sites e aplicativos on-line passou a ser uma regra no desenvolvimento </li></ul>
  19. 19. Porém não adianta ter o mais moderno aparelho da última semana para continuar fazendo as mesmas coisas de sempre...
  20. 20. A internet via celular está crescendo junto a evolução dos aparelhos eletrônicos (os “mutantes” lembra?) e o profissional de internet e todos que a usam como veículo de comunicação de mídia precisam ficar atentos!
  21. 21. Houve uma mudança na forma de uso pelos usuários e deve haver na forma da criação por parte dos desenvolvedores
  22. 22. Desenvolvendo para web 2.0 <ul><li>A simplicidade e a colaboração também estão contidos nesse momento </li></ul><ul><li>KISS (Keep It Simple Stupid) leva a simplicidade como regra primordial </li></ul><ul><li>Getting Real e Agive, manuais de boas práticas de desenvolvimento para web 2.0 </li></ul><ul><li>AJAX (Javascript e XML assíncrono) torna a navegação mais agradável e veloz </li></ul><ul><li>Usuários reportam bugs (falhas) e os desenvolvedores os corrigem o mais rápido possível </li></ul>
  23. 23. Web marketing <ul><li>Links patrocinados </li></ul><ul><ul><li>Adwords </li></ul></ul><ul><ul><li>Adsense </li></ul></ul><ul><ul><li>Yahoo Search Marketing </li></ul></ul><ul><li>SEO – Otimização para mecanismos de busca </li></ul><ul><li>Marketing viral </li></ul><ul><li>Maneiras mais práticas e baratas de divulgar sua marca </li></ul>
  24. 24. Sua empresa e a web 2.0, um novo modelo de negócio baseado na relação com o seu cliente
  25. 25. Por que gastar tempo e dinheiro com isso de web 2.0? <ul><li>Suas facilidades podem ser utilizadas para encurtar a distância entre sua empresa e seus clientes </li></ul><ul><li>Ela não foca na tecnologia, foca nas pessoas , elas e suas necessidades devem ser o centro das atenções </li></ul><ul><li>Ela contém as melhores práticas para criar experiências na web que geram valor </li></ul><ul><li>Melhores aplicações de maneira mais prática com menos dinheiro, pessoas e esforço </li></ul><ul><li>Mas crie seu diferencial ! </li></ul>
  26. 26. Aplicativos na web 2.0 funcionam como serviços e podem ser cobrados com uma mensalidade, como uma conta de luz. É um novo meio de fazer negócio on-line.
  27. 27. O valor do conteúdo <ul><li>Os dados são a vantagem competitiva , não os serviços </li></ul><ul><li>Suas aplicações devem proporcionar uma experiência marcante nos usuários, que vai fazer com que sua marca seja associada ao bem estar e prazer do usuário </li></ul><ul><li>A experiência rica de interagir de maneira rápida e fácil de usar, gera essa sensação no usuário e vai fazê-lo voltar </li></ul>
  28. 28. Bons produtos incentivam os usuários a falarem bem de sua marca porque eles já as conhece Você vê algum logotipo? Alguma marca? Mas você sabe o que é isso não é?
  29. 29. Ainda falando em negócios... Long Tail “ a receita total de uma multidão de produtos de nicho, com baixos volumes de vendas, é igual à receita total dos poucos grandes sucessos de venda” Definição segundo o livro “The Long Tail” de Chris Anderson,Ed. Elsevier Vender pouco para muitos, um fenômeno comercial observado na internet moderna
  30. 30. Obrigado! <ul><li>Bernardo Loureiro </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×