SOCIOLOGIA – REVISÃO 
DE CONCEITOS 
PROF. BIDU
A Sociologia tem 
como objetos de 
estudo a sociedade, a 
sua organização 
social e os processos 
que interligam os 
indiv...
O termo Sociologia foi criado em 1838 (séc. XIX) por 
Auguste Comte, que pretendia unificar todos os estudos 
relativos ao...
•Karl Marx: analisa os indivíduos de acordo com seu 
contexto histórico-social, as classes a que 
pertencem. Há uma consta...
O principal objeto de estudo de Marx era a 
sociedade capitalista europeia do século 
XIX. 
O trabalho realizado pelo oper...
Por fim, temos o modo de 
produção capitalista representado 
pela luta de classes entre a 
burguesia, que detém a 
proprie...
•Max Weber: vê a sociedade a partir do 
indivíduo, através do que chamou de 
“ação social”, ou seja, as relações com os 
d...
Tipos de Sociedade Características Exemplos 
Tradicional Patriarcal e 
patrimonialista. 
Conservantismo 
Clã, tribo, famíl...
• Émile Durkheim: para este a sociedade prevalece 
sobre o indivíduo através de suas instituições e os 
valores determinad...
A Consciência coletiva: 
 Para Durkheim os fatos sociais independem daquilo que indivíduo 
pensa e faz em particular; 
 ...
 Para Durkheim toda sociedade havia evoluído de uma forma social mais 
simples para uma mais complexa. Baseando –se nessa...
Indivíduo e sociedade 
• “Indivíduo” e “sociedade” são diretamente 
associados. A sociedade é justamente o 
fruto da relaç...
• O indivíduo é produto de um sistema complexo de 
interações que de um modo ou de outro ocorre com 
toda a Humanidade. 
•...
AS RELAÇÕES DESTE TIPO PODEM SER: 
CULTURAIS 
ECONÔMICAS 
RELIGIOSAS 
POLÍTICAS 
PEDAGÓGICAS 
FAMILIARES
• O papel da Sociologia como disciplina é nos 
ajudar a percebermos, por exemplo, que 
fatos considerados naturais na soci...
CULTURA
• “ O homem é um animal amarrado a teias de 
significado que ele mesmo teceu, sendo a 
cultura estas teias. Os indivíduos ...
Que elementos fazem parte da 
cultura? 
 Crenças 
 Teorias 
 Construções 
 Objectos 
 Valores 
 Leis 
 Normas 
 Ar...
Características da cultura 
É relativa 
Varia no tempo e no espaço. 
Assim, dizemos que existem culturas. 
DDIIVVEERRSSIID...
Etnocentrismo 
- etnocentrismo é a total rejeição de culturas diferentes 
- o etnocentrista observa a sua cultura em funçã...
• Na década de 1940, Theodor Adorno e Max Horkheimer 
cunharam o conceito de “indústria cultural”. Os autores 
justificam ...
• A indústria cultural, que se consolidou 
durante o século XX, era originalmente 
composta pelo rádio, pelo cinema, pelas...
ATÉ A 
PRÓXIMA 
AULA!!!!
SOCIOLOGIA – REVISÃO DE CONCEITOS
SOCIOLOGIA – REVISÃO DE CONCEITOS
SOCIOLOGIA – REVISÃO DE CONCEITOS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

SOCIOLOGIA – REVISÃO DE CONCEITOS

2.260 visualizações

Publicada em

SOCIOLOGIA – REVISÃO DE CONCEITOS

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.500
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SOCIOLOGIA – REVISÃO DE CONCEITOS

  1. 1. SOCIOLOGIA – REVISÃO DE CONCEITOS PROF. BIDU
  2. 2. A Sociologia tem como objetos de estudo a sociedade, a sua organização social e os processos que interligam os indivíduos em grupos, instituições e associações.
  3. 3. O termo Sociologia foi criado em 1838 (séc. XIX) por Auguste Comte, que pretendia unificar todos os estudos relativos ao homem — como a História, a Psicologia e a Economia. Mas foi com Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber que a Sociologia tomou corpo e seus fundamentos como ciência foram institucionalizados.
  4. 4. •Karl Marx: analisa os indivíduos de acordo com seu contexto histórico-social, as classes a que pertencem. Há uma constante luta de classes entre a “burguesia” (donos dos meios de produção) e o “proletariado” (trabalhadores que vendem sua força de trabalho).
  5. 5. O principal objeto de estudo de Marx era a sociedade capitalista europeia do século XIX. O trabalho realizado pelo operário garante-lhe uma remuneração, o salário, que possibilita a satisfação de suas necessidades materiais por um certo período de tempo. Isso exige que ele continue a trabalhar para que possa permanecer existindo. Como o salário sustenta sua existência, o operário tem a impressão de que foi corretamente remunerado pelo burguês, mas isso, de acordo com Marx, é um equívoco. A remuneração paga corresponderia apenas a uma pequena parte do valor do trabalho. A maior parte ficaria com o burguês. É a partir disso que o empresário extrairia seu lucro. > “MAIS-VALIA”
  6. 6. Por fim, temos o modo de produção capitalista representado pela luta de classes entre a burguesia, que detém a propriedade privada dos meios de produção, e o proletariado, classe de trabalhadores livres diretamente explorados pela burguesia.
  7. 7. •Max Weber: vê a sociedade a partir do indivíduo, através do que chamou de “ação social”, ou seja, as relações com os demais que compõem a sociedade.
  8. 8. Tipos de Sociedade Características Exemplos Tradicional Patriarcal e patrimonialista. Conservantismo Clã, tribo, família, sociedade medieval Carismática Personalista, mística e arbitrária. Revolucionária Grupos revolucionários, partidos políticos, nações em revolução Legal, racional ou burocrática Racionalidade dos meios e dos objetivos Estados modernos, grandes empresas, exércitos
  9. 9. • Émile Durkheim: para este a sociedade prevalece sobre o indivíduo através de suas instituições e os valores determinados por ela. Para ele o conflito só existe quando há algum problema nas normas e valores sociais.
  10. 10. A Consciência coletiva:  Para Durkheim os fatos sociais independem daquilo que indivíduo pensa e faz em particular;  “consciência individual” X “consciência coletiva” Consciência Coletiva: “ conjunto das crenças e dos sentimentos comuns à medida dos membros de uma mesma sociedade” que “ forma um sistema determinado com a vida própria” Obs.: A consciência coletiva não se baseia na consciência de indivíduos singulares ou de grupos específicos, mas está espalhada por toda sociedade. A consciência coletiva define o que é “imoral” ou “ criminoso”.
  11. 11.  Para Durkheim toda sociedade havia evoluído de uma forma social mais simples para uma mais complexa. Baseando –se nessa idéia diz que o “motor” da evolução das sociedades era a passagem da solidariedade mecânica para a solidariedade orgânica. Solidariedade Mecânica: Solidariedade orgânica: Predominava em sociedades pré-capitalistas, onde os indivíduos se identificavam por meio da família, da religião, da tradição e dos costumes, permanecendo em geral independentes e autônomos em relação à divisão social do trabalho. A consciência coletiva exerce aqui todo seu poder de coerção sobre os indivíduos. É típico da sociedade capitalista, em que, pela acelerada divisão do trabalho social, os indivíduos se tornavam inter-dependentes. Essa inter-dependência garante a união social, em lugar dos costumes e das tradições ou das relações sociais estreitas, como ocorre nas sociedades contemporâneas. Nas sociedades capitalistas, a consciência coletiva se afrouxa, ao mesmo tempo em que os indivíduos tornam-se mutuamente dependentes, cada qual se especializa numa atividade e tende a desenvolver maior autonomia pessoal.
  12. 12. Indivíduo e sociedade • “Indivíduo” e “sociedade” são diretamente associados. A sociedade é justamente o fruto da relação entre os indivíduos que a formam.”
  13. 13. • O indivíduo é produto de um sistema complexo de interações que de um modo ou de outro ocorre com toda a Humanidade. • Assim, as pessoas influenciam e sofrem influencias de outras pessoas. • A isso, chamamos de INTERAÇÃO OU RELAÇÃO SOCIAL
  14. 14. AS RELAÇÕES DESTE TIPO PODEM SER: CULTURAIS ECONÔMICAS RELIGIOSAS POLÍTICAS PEDAGÓGICAS FAMILIARES
  15. 15. • O papel da Sociologia como disciplina é nos ajudar a percebermos, por exemplo, que fatos considerados naturais na sociedade, como a miséria de muitos, o enriquecimento de poucos, os crimes, os suicídios, enfim, a dinâmica e a organização social podem não ser tão naturais assim, como o Sol que a cada manhã “nasce” naturalmente.
  16. 16. CULTURA
  17. 17. • “ O homem é um animal amarrado a teias de significado que ele mesmo teceu, sendo a cultura estas teias. Os indivíduos sentem, percebem,raciocinam, julgam e agem sob a direção destes símbolos. A experiência humana é assim uma sensação significativa,interpretada e aprendida”. (Clifford Geertz)
  18. 18. Que elementos fazem parte da cultura?  Crenças  Teorias  Construções  Objectos  Valores  Leis  Normas  Artes  Costumes
  19. 19. Características da cultura É relativa Varia no tempo e no espaço. Assim, dizemos que existem culturas. DDIIVVEERRSSIIDDAADDEE CCUULLTTUURRAALL
  20. 20. Etnocentrismo - etnocentrismo é a total rejeição de culturas diferentes - o etnocentrista observa a sua cultura em função da sua própria cultura, olhando para a sua cultura como uma cultura melhor, uma cultura padrão, uma cultura superior a todas as restantes - o etnocentrista tenta ao máximo distanciar-se das restantes culturas e tenta não contactar com elementos de outras culturas, pois não aceita outra cultura que não a dele, não compreende aspectos culturais diferentes e fecha-se na sua própria cultura, originando algumas posturas claramente negativas como a xenofobia, o racismo e o chauvinismo.
  21. 21. • Na década de 1940, Theodor Adorno e Max Horkheimer cunharam o conceito de “indústria cultural”. Os autores justificam o emprego desse novo conceito porque os meios de comunicação de massa são instrumentos técnicos, ou seja, custam caro e são, como qualquer outra máquina, parte do capital. Quem não os possui está impedido de transmitir sua mensagem, ou seja, apenas os proprietários de tais meios podem fazer isso. Para tanto, eles empregam produtores culturais assalariados, que produzem a cultura estipulada e planejada pelos donos desses meios
  22. 22. • A indústria cultural, que se consolidou durante o século XX, era originalmente composta pelo rádio, pelo cinema, pelas editoras de história em quadrinhos e de revistas sensacionalistas, além da imprensa em geral. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, ela incluiu também um novo meio, a televisão.
  23. 23. ATÉ A PRÓXIMA AULA!!!!

×