Isoladas: Iluminismo e Independencias

2.542 visualizações

Publicada em

ILUMINISMO
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA INGLESA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.542
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.997
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Isoladas: Iluminismo e Independencias

  1. 1. ISOLADAS DE HISTÓRIA PROF. BIDU ILUMINISMO INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA INGLESA INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
  2. 2. De acordo com os filósofos iluministas, esta forma de pensamento tinha o propósito de jogar luzes nas trevas em que se encontrava grande parte da humanidade.
  3. 3. • Os Iluministas defendiam a liberdade de pensamento e eram contrários aos dogmas religiosos e ao absolutismo • O pensamento cientifico era caracterizado como o mais importante entre as formas de pensar.
  4. 4. PPrriinnccííppiiooss ddoo IIlluummiinniissmmoo • Universalidade- visava a todos os seres humanos sem barreiras nacionais ou étnicas. • Individualidade- cada um é único. • Autonomia- os homens são aptos a pensar por si mesmos sem a interferência da religião ou da ideologia (crenças, tradições, mitos)
  5. 5. Enciclopédia Coordenada por D'Alembert e Diderot, "Encyclopédie" foi elaborada entre 1751 e 1780. Com base nos ideais iluministas, filósofos pretendiam, através do saber, criar o "cidadão esclarecido". Empreendeu uma crítica das concepções cientificas, intelectuais, políticas e sociais vigentes na Europa.
  6. 6. Economistas Liberais Os pensadores do séc. XVIII pregaram o fim da intervenção do Estado na vida particular dos indivíduos e na vida pública. Promoveram a crítica ao mercantilismo, propondo o fim da intervenção do Estado na Economia.
  7. 7. Liberalismo Adam Smith • Adam Smith afirmava que o trabalho era a verdadeira fonte de riqueza. • Acreditava que certa interferência governamental na economia eram toleráveis, desde que se destinasse a prevenir a injustiça e a opressão ou a incentivar a educação e proteger a saúde pública.
  8. 8. Despotismo esclarecido Forma de Estado absolutista que dominou certos países da Europa, no século XVIII. Caracterizou-se por utilizar os ensinamentos propostos pelas teorias Iluministas, mas sem abrir mão do absolutismo na prática política.
  9. 9. Despotismo esclarecido Os países ligados ao Despotismo apresentavam problemas estruturais: suas economias baseavam-se nos princípios mercantilistas, tinham sociedades pouco diversificadas, sem capital, sem pessoal técnico, e, com uma burguesia emergente.
  10. 10. Importância do movimento: Influenciou uma série de movimentos na Europa e fora dela que abalam definitivamente o Antigo Regime ao longo dos séculos XVIII e XIX, como por exemplo a Independência dos EUA e a Revolução Francesa; Base do pensamento contemporâneo em muitas sociedades ocidentais, no que diz respeito a organização política, econômica e social.
  11. 11. Seus ideais deflagraram importantes processos revolucionários de seu tempo como : ---> A independência das treze colônias Norte-americanas que formariam os Estados Unidos ---> A derrubada da Monarquia Absolutista e dos privilégios da nobreza e do clero da Revolução Francesa ---> A luta pela libertação das colônias latino americanas ---> Os movimentos de libertação do Brasil em relação a Portugal como a Inconfidência Mineira
  12. 12. Independência dos EUA
  13. 13. As Treze Colônias • A região das treze colônias se organizou sem muita influência do governo inglês. Na região norte o trabalho era livre com predomínio de pequenas e médias propriedades. • Nessa região um mercado interno acabou se desenvolvendo, devido inclusive ao desinteresse inglês sobre o que se. • Na política, onde o governador das províncias era escolhido pela Inglaterra, o convívio era tranqüilo e os impostos eram mínimos. 19
  14. 14. A Guerra dos Sete Anos • Ocorrida entre 1756 a 1763, apesar da vitória dos Ingleses sobre os Franceses, a guerra consumiu grande parte dos recursos financeiros da Inglaterra. • A guerra serviu para libertar o Canadá dos franceses e ajudar a dominar os índios do Oeste americano. • Para os ingleses era hora então dos colonos contribuírem com impostos aos cofres da metrópoles, já que seriam também privilegiados com essa vitória. 20
  15. 15. QQuueessttããoo ddooss IImmppoossttooss 21
  16. 16. Lei do Açúcar • Em 1764 o açúcar foi taxado. Para as colônias era uma péssima idéia, pois ele era usado para produzir o rum que era trocado por escravos. 22
  17. 17. Lei do Selo • Em 1765 tudo o que era impresso deveria ter um selo, mas logo foi revogada. 23
  18. 18. Imposto do Chá • Criado no ano de 1773 causou grande revolta sobre os colonos, que em uma atitude radical, disfarçados de índios, invadiram as embarcações com chá no porto de Boston e jogaram o carregamento ao mar. 24
  19. 19. Lei de Quebec • Impedia a expansão colonial para região do Canadá. 25
  20. 20. Massacre de Boston • Em 1770 uma multidão que provocou um grupo de soldados ingleses acabou sendo alvejada, o que resultou na morte de cinco pessoas. 26
  21. 21. Atos ou Leis Intoleráveis • A reação contra o ataque ao porto de Boston foi dura. O porto de Boston seria fechado, um governo militar seria imposto, prédios poderiam ser requisitados e os culpados deveriam ser julgados na Inglaterra. 27
  22. 22. Atos ou Leis Intoleráveis Leis Intoleráveis: • 1. O fechamento do porto de Boston até que todo o prejuízo do lançamento do carregamento de chá ao mar fosse indenizado • 2. A suspensão de todos o benefícios anteriormente concedidos ao estado de Massachusetts. 28
  23. 23. Atos ou Leis Intoleráveis • 3. O impedimento de toda e qualquer manifestação pública contra a metrópole. • 4. Que todos os julgamentos de crimes cometidos em território americano fossem, a critério das autoridades inglesas em suas propriedades. • 5. Que os colonos estavam obrigados a proporcionar alojamento e estada de soldados ingleses em suas propriedades. • 6. A redução das colônias norte-americanas em favor da ampliação do território canadense 29
  24. 24. Ideologias • O ideal iluminista permeava o pensamento dos colonos. Destacaram-se os escritos de John Locke, o “Bill of Rights” • Em 1774 foi convocado o congresso da Filadélfia que exigia o fim das leis intoleráveis e firmaram uma “declaração dos direitos dos colonos”. 30
  25. 25. CONFLITOS • O governo inglês não cedeu. Uma série de conflitos se deu entre a metrópole e os colonos. • O lema “morrer livre a viver escravos” resumia o ideal. Então, foi convocado o segundo congresso que aprovou a declaração da Independência dos EUA, no dia 4 de julho de 1776, com um documento escrito por Thomas Jefferson. 31
  26. 26. Guerra da Independência • Na luta pela independência se destacaram George Washigton, Thomas Jefferson, Benjamin Franklin e John Adams. 32
  27. 27. Guerra da Independência • Durante os primeiros anos os colonos sofreram diversas derrotas. Com a vitória de 1777 em Saratoga os colonos passaram a receber apoio financeiro e militar dos Franceses, Holandeses e Espanhóis. 33
  28. 28. Guerra da Independência • A Batalha de Yorktown marca a derrota dos ingleses em 1781. • A paz acabou sendo firmada em 1783 com o Tratado de Versalhes quando os ingleses reconheceram a independência dos EUA. 34
  29. 29. A primeira constituição • Em 1787 a primeira constituição foi aprovada. Estabeleceu a tripartição do poder, a existência de duas câmaras. As liberdades civis estavam vinculadas as posses privadas, sendo excluídos escravos e mulheres. 35
  30. 30. Independências das nações latino-americanas: • Processo de libertação das colônias espanholas. • Quando: Aproximadamente entre 1810 e 1830. • Fatores externos: – Crise geral do Antigo Regime (enfraquecimento das potências coloniais). – Iluminismo (base ideológica). – Independência dos EUA (exemplo). – Guerras napoleônicas (ESP invadida sem condições de controlar as colônias). –Revolução Industrial (pressão inglesa para abertura de mercados). –Doutrina Monroe: “A América para os Americanos” (auxílio dos EUA)
  31. 31. •Fatores internos: –Pacto colonial retardando desenvolvimento das colônias. –Desigualdades sociais
  32. 32. A SOCIEDADE COLONIAL ESPANHOLA: (aproximadamente 20 milhões de pessoas). CHAPETONES e CLERO: Espanhóis, altos cargos, privilégios. CRIOLLOS: Descendentes de espanhóis nascidos na América. Elite colonial, grandes proprietários e comerciantes. Integrantes dos Cabildos (Câmaras Municipais) MESTIÇOS: capatazes e artesãos que serviam aos criollos. ÍNDIOS e NEGROS: explorados como escravos ou “semi-escravos” (Mita ou Repartimiento – trabalho forçado nas minas/ Encomienda – trabalho servil nos latifúndios agroexportadores, também chamados de haciendas ou plantations) 1% 13,5% 27,5% 58%
  33. 33. SIMÓN BOLÍVAR (republicano) e SAN MARTIN (monarquista) – principais líderes. BOLÍVAR SAN MARTIN
  34. 34. • Apoio da ING e dos EUA, ambos interessados em novos mercados. • BOLIVAR – libertação da Venezuela em direção ao Peru (norte para o sul). • SAN MARTIN – libertação da Argentina em direção ao Peru (sul para o norte). • Apoio popular. • Libertação de escravos. • BOLIVARISMO: ideal de unidade territorial do continente (oposição da ING, EUA e elites rurais locais). LA GRAN COLOMBIA
  35. 35. A AMÉRICA INDEPENDENTE: MÉXICO – 1821 REPÚBLICA CENTRO AMERICANA – 1821 EQUADOR – 1830 PERU – 1821 HAITI – 1804 VENEZUELA – 1830 NOVA GRANADA – 1831 BOLÍVIA – 1825 BRASIL – 1822 PARAGUAI – 1811 URUGUAI – 1828 CHILE – 1818 ARGENTINA – 1810
  36. 36. • Fragmentação territorial. • Exclusão do indígena e manutenção das desigualdades sociais. • Influência dos interesses ingleses e norte-americanos.
  37. 37. •Consequências: –Fragmentação territorial em várias repúblicas. –Instabilidade política (lutas internas pelo poder). –Dependência econômica (Sul – ING, Centro – EUA). –Estrutura econômica inalterada (América permanece como fornecedora de matéria-prima e consumidora de manufaturados). –CAUDILHISMO – tipo de governo característico da América Latina do período, com líderes autoritários, paternalistas e conservadores, representantes das elites locais. –Desigualdades sociais – mestiços, índios e negros ainda marginalizados.
  38. 38. FILMES

×