Brincando de Pique

337 visualizações

Publicada em

Atividade escolar

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
337
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
174
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brincando de Pique

  1. 1. Brincando de Pique Nomes: Eduarda Agatti Êmily Sbardelotto Shanda A. Cattani Tábata Lerin
  2. 2. Onde ocorre o conto? O conto acontece no planeta Mercúrio.
  3. 3. Personagens Principais  Gregory Powell: aparenta ser calmo; muito preocupado com Speedy; ótimo em deduções;  Mike Donovan: aparenta, principalmente no início do texto, ser animado;  Speedy: um robô moderno, de última geração; que foi enviado a Mercúrio com o objetivo de encontrar selênio;  E os outros 6 robôs, os quais não aparecem o nome: são antigos, enormes e lentos.
  4. 4. ... Citações ... “Uma das citações favoritas de Gregory Powell era de que não se ganha nada com afobação.”
  5. 5. “A única coisa que podia salvá-los era o selênio. A única coisa que podia obter selênio era o Speedy. Se Speedy não voltasse, não haveria selênio. Sem selênio, nada de bancos de fotocélulas. Sem os bancos... Bem, ser cozido lentamente é um dos modos mais desagradáveis de morrer.”
  6. 6. “A cabeça do monstro curvou-se lentamente e seus olhos se fixaram em Powell. Então, numa voz rouca, esganiçada – como o som de um fonógrafo antigo, ele disse: - Sim, mestre!”
  7. 7. “Powell percebeu, a exata magnitude do trabalho realizado pela Primeira Expedição. Eles podiam ter sido um fracasso, mas tinham se saído muito melhor do que os sucessos usuais do resto do Sistema.”
  8. 8. “-Cachorro quente, vamos brincar. Você me pega, eu pego você, nenhum amor pode cortar nossa faca em duas. Eu sou a pequena margarida, suave pequena margarida. Upa!”
  9. 9. “ – Para mim ele está bêbado – declarou Donovan, enfaticamente – e tudo o que eu sei é que ele pensa que ele está brincando. E nós não estamos. É uma questão de vida ou morte bem desagradável.”
  10. 10. “Na escuridão, seus dedos enluvados contaram cada lei. – Nós temos: Um, um robô não pode ferir um ser humano, ou, por inação, permitir que um ser humano seja ferido. – Certo! – Dois – continuou Powell -, um robô deve obedecer às ordens que lhe forem dadas por um ser humano, exceto quanto tais ordens entrarem em conflito com a Primeira Lei. – Certo! – E três: um robô deve proteger sua própria existência, até onde tal proteção não entre em conflito com a Primeira e Segunda Leis.”
  11. 11. “ – Eu sei. Está tudo certo agora. Duzentos e setenta e três graus centígrados abaixo de zero. Não vai ser um prazer? – Estação espacial – disse Donovan. – Aqui vou eu.”

×