Alegoria da ave brilhante

1.522 visualizações

Publicada em

Alegoria para auxiliar na pesquisa de informação

Publicada em: Tecnologia, Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
420
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alegoria da ave brilhante

  1. 1. BibliotecaÁlvaro Gomes<br />A avebrilhanteumaalegoriapara a resolução de problemas<br />Produzidopor Brian Armour (Redlands Independent College)<br />
  2. 2. A avebrilhante<br />Há muito tempo, um casal de aves brilhantes vivia na floresta.<br />Muitas pessoas vinham de longe só para as observar.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  3. 3. O problemadaavebrilhante<br />Infelizmente, um dia a ave brilhante bateu com a cabeça numa árvore enquanto voava e sofreu uma fractura craniana.<br />Ela perdeu o instinto para fazer ninhos e isso é um grave problema para uma ave.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  4. 4. Agora as boas notícias...<br />1. Procura compreender o problema.Definição do problema<br />2. Identifica fontes de informação. Pesquisa de informação<br />3. Recolhe informação relevante. Localização e acesso<br />4. Encontra uma solução. Uso da informação<br />5. Integra as ideias num produto.Síntese<br />6. Examina o resultado. Avaliação<br />Felizmente, nem tudo eram más notícias. A ave conseguia agora pensar logicamente, como um ser humano.<br />Assim, na Primavera, quando chegou o momento de fazer um ninho, ela tentou utilizar uma estratégia para resolver o problema.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  5. 5. 1. Definição do Problema<br />Ela imaginou as necessidades básicas a que um ninho devia responder.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />A ave brilhante pensou profundamente no problema<br />Ninho (Forte+Seguro+Abrigado+Aconchegado)<br />= Ninhadasaudável<br />
  6. 6. 2. Estratégias de Pesquisa<br />… mas… como fazer um ninho que satisfizesse estas necessidades?<br />Ela pensou: “Por que não vou ver como as outras aves constroem os seus ninhos?”<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  7. 7. 3. Localização e Acesso<br />A ave brilhante estudou o ninho do corvo. Reparou que era constituído por pauzinhos entrelaçados e que estava colocado no alto de uma árvore, longe dos predadores terrestres.<br />Mas, como poderia este emaranhado pouco seguro suportar ventos fortes? <br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  8. 8. 3. Localização e Acesso<br />Elagostou do sólidoninhodaandorinha, feito de terra lamacenta.<br />Maspareciaóbvioque a lama se dissolveria com umachuvadamais forte.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  9. 9. 3. Localização e Acesso<br />O ninho do pássaro-tecelão impressionou-a pelo seu entrançado de restos de erva e pêlo de animal.<br />O ninho parecia macio e aconchegante, mas ao mesmo tempo sólido.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  10. 10. 4. UsodaInformação<br />NINHO DE CORVO<br />Alto, afastado dos predadores<br />Pauzinhos entrelaçados<br />Precisa de construção cuidadosa<br />NINHO DE ANDORINHA<br />Lama firme<br />Precisa de estar abrigado<br />NINHO DE PÁSSARO-TECELÃO<br />Macio e aconchegante <br />Fortemente entrançado<br />Preso a um ramo<br />A ave brilhante observou dez tipos de ninhos, mas baseou a sua solução nos ninhos do corvo, da andorinha e do pássaro-tecelão.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  11. 11. 5. Síntese<br />A ave brilhante recolheu estas ideias e integrou-as, juntamente com as suas, no produto final:<br />UM NINHO QUE CORRESPONDIA ÀS SUAS NECESSIDADES<br />Folhagemparaabrigo<br />Forrado com<br />erva e pêlo<br />Preso a<br />um ramo<br />Pauzinhosfixos com lama<br />Ramo alto<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  12. 12. 5. Síntese<br />Para mostrar que tinha aproveitado ideias de outros, a ave brilhante acrescentou uma pena de corvo, de andorinha e de pássaro-tecelão ao ninho.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  13. 13. 6. Avaliação<br />Quandoacabou de fazer o ninho, a avebrilhanteexperimentou-o.<br />Elaaconchegou-se no seumacioninho e sentiu-se segura e confortável - tudoaquilo de que as suascriasiriamprecisar!<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  14. 14. 6. Avaliação<br />A avebrilhante, muitosatisfeita com o ninho, estavaorgulhosa do seutrabalho.<br />Elaanunciouaoseucompanheiroquetudoestava pronto parareceber as suascrias.<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />
  15. 15. SUCESSO!<br />Agora, hámuitasavesbrilhantesnafloresta. <br />Aindabemque a avebrilhante era tão boa a resolver problemas e a utilizarfontes de informação.<br />FIM<br />Biblioteca Álvaro Gomes<br />

×