Universidade Federal de Goiás <ul><li>EDUCAÇÃO ESPECIAL </li></ul><ul><li>Beatriz Santos Trudes Viana da Silva </li></ul><...
A Educação Especial   Sandra Zákia Lian Sousa e Rosângela Gavioli Prieto <ul><li>Maria da Glória Gohn fala sobre a  Promul...
Não Educação Especial <ul><li>Sistema de Ensino, Profissionais Mal Qualificados, Falta de Procedimentos Diagnósticos adequ...
O que é “ ESPECIAL” na Educação? <ul><li>Especial:  Condição requerida por alguns alunos. </li></ul><ul><li>O que alguns a...
Movimentos Internacionais e nacionais: Algumas referências <ul><li>Declaração Universal dos direitos do homem, de 1948 afi...
<ul><li>No Brasil, movimentos que buscam seus direitos sociais, tendo como referência registro de Bieler. </li></ul><ul><l...
A Educação Especial na Constituição Federal  <ul><li>Durante a Constituição de 1988, com o objetivo de garantir direitos e...
O que dispõe a LDB <ul><li>Artigo 58: </li></ul><ul><li>O que é a educação especial? </li></ul><ul><li>Serviços de apoio e...
<ul><li>Artigo 59: </li></ul><ul><li>Currículos, métodos e técnicas. </li></ul><ul><li>Terminalidade específica. </li></ul...
Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica (2001) <ul><li>Professores capacitados </li></ul><ul><li>...
<ul><li>Artigo 60: </li></ul><ul><li>Apoio técnico e financeiro as instituições privadas. </li></ul><ul><li>Ampliação do a...
Primeira Lei de Diretrizes e Bases <ul><li>A educação de excepcionais deve, no que for possível, enquadrar-se no sistema g...
Lei nº 5.692, de 1971 <ul><li>Art. 9º -  Os alunos que apresentam deficiências físicas ou mentais, os que se encontram em ...
O discurso da “Inclusão” e a implementação das Políticas Educacionais
O discurso de inclusão:   <ul><li>Acesso de todos as mesmas condições. </li></ul>
<ul><li>Esse discurso no Brasil: </li></ul><ul><li>Minimizador dos efeitos da desigualdade social . </li></ul><ul><li>Polí...
<ul><li>Princípio da inclusão. </li></ul><ul><li>Condições e Recursos confrontando com a cultura da organização escolar – ...
Duas realidades: <ul><li>Ampliação de vagas; </li></ul><ul><li>Dificuldades:  </li></ul><ul><li>Falta de investimento na f...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A educação especial

590 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
590
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A educação especial

  1. 1. Universidade Federal de Goiás <ul><li>EDUCAÇÃO ESPECIAL </li></ul><ul><li>Beatriz Santos Trudes Viana da Silva </li></ul><ul><li>Lilian Ribeiro Camargo </li></ul><ul><li>Lorrany Lindria </li></ul><ul><li>Paula Lorrayne de O. e Silva </li></ul><ul><li>Wanessa Andrade de Oliveira </li></ul>
  2. 2. A Educação Especial Sandra Zákia Lian Sousa e Rosângela Gavioli Prieto <ul><li>Maria da Glória Gohn fala sobre a Promulgação das LEIS </li></ul><ul><li>CF 88 e LDB – Lei 9.394/96 para a Educação Especial </li></ul><ul><li>Legislação garante Educação a TODOS! </li></ul><ul><li>Qual o motivo da implantação da Educação Especial? </li></ul>
  3. 3. Não Educação Especial <ul><li>Sistema de Ensino, Profissionais Mal Qualificados, Falta de Procedimentos Diagnósticos adequados: </li></ul><ul><li>Profissionais da educação que dizem: </li></ul><ul><li>Alunos que fracassam/ Crianças com problema </li></ul><ul><li>Índice de fracasso escolar x Alunos Especiais??? </li></ul>
  4. 4. O que é “ ESPECIAL” na Educação? <ul><li>Especial: Condição requerida por alguns alunos. </li></ul><ul><li>O que alguns alunos precisam para incluírem-se em uma Instituição Escolar? </li></ul><ul><li>Materiais e equipamentos específicos; </li></ul><ul><li>Eliminação de barreiras arquitetônicas e de mobiliário; </li></ul><ul><li>Boa comunicação e sinalização; </li></ul><ul><li>Professores especializados . </li></ul>
  5. 5. Movimentos Internacionais e nacionais: Algumas referências <ul><li>Declaração Universal dos direitos do homem, de 1948 afirma: </li></ul><ul><li>“ Todo homem tem direito à instrução”. </li></ul><ul><li>Integração e igualdade de direitos, visando promover participação ativa na sociedade. </li></ul><ul><li>Declaração da Salamanca é a principal referência no desenvolvimento das políticas educacionais em âmbito internacional e nacional. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>No Brasil, movimentos que buscam seus direitos sociais, tendo como referência registro de Bieler. </li></ul><ul><li>Deficientes mentais representados por pais foram excluídos do movimento, por terem sido classificadas como “para” os deficientes, sendo que o objetivo era a criação de associações “de” deficientes. </li></ul><ul><li>“ Os pais têm sido uma importante força para as mudanças no atendimento aos portadores de deficiência” (MAZOTTA) </li></ul>
  7. 7. A Educação Especial na Constituição Federal <ul><li>Durante a Constituição de 1988, com o objetivo de garantir direitos e deveres das pessoas com deficiência, na Constituição Brasileira houve grande mobilização; </li></ul><ul><li>LDB nº 9.394/96, que se dirigem especificamente a “EDUCANDOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS” </li></ul><ul><li>Constituição Federal de 1946 estabelece a obrigatoriedade de criação, em cada Sistema de Ensino, de “SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA EDUCACIONAL QUE ASSEGURASSEM AOS ALUNOS NECESSITADOS CONDIÇÕES DE EFICIÊNCIA ESCOLAR” </li></ul>
  8. 8. O que dispõe a LDB <ul><li>Artigo 58: </li></ul><ul><li>O que é a educação especial? </li></ul><ul><li>Serviços de apoio especializado </li></ul><ul><li>Atendimento educacional </li></ul><ul><li>Oferta da educação especial </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Artigo 59: </li></ul><ul><li>Currículos, métodos e técnicas. </li></ul><ul><li>Terminalidade específica. </li></ul><ul><li>Professores especializados (nível médio e superior). </li></ul><ul><li>Educação especial para o trabalho. </li></ul><ul><li>Acesso igualitário aos benefícios sociais. </li></ul>
  10. 10. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica (2001) <ul><li>Professores capacitados </li></ul><ul><li>Formação no nível médio ou superior. </li></ul><ul><li>Capacidade de: </li></ul><ul><li>Perceber as necessidades dos alunos; </li></ul><ul><li>Flexibilizar a ação pedagógica; </li></ul><ul><li>Avaliar continuamente a eficácia do processo educativo; </li></ul><ul><li>Atuar em equipe. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Artigo 60: </li></ul><ul><li>Apoio técnico e financeiro as instituições privadas. </li></ul><ul><li>Ampliação do atendimento aos educandos com necessidades especiais na rede pública, independentemente do apoio as instituições privadas. </li></ul>
  12. 12. Primeira Lei de Diretrizes e Bases <ul><li>A educação de excepcionais deve, no que for possível, enquadrar-se no sistema geral de educação, a fim de integrá-los na comunidade. </li></ul><ul><li>Toda iniciativa privada eficiente receberá apoio do Poder Público. </li></ul>
  13. 13. Lei nº 5.692, de 1971 <ul><li>Art. 9º - Os alunos que apresentam deficiências físicas ou mentais, os que se encontram em atraso considerável quanto à idade de matrícula e os superdotados deverão receber tratamento especial, de acordo com as normas fixadas pelos competentes Conselhos de Educação. </li></ul>
  14. 14. O discurso da “Inclusão” e a implementação das Políticas Educacionais
  15. 15. O discurso de inclusão: <ul><li>Acesso de todos as mesmas condições. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Esse discurso no Brasil: </li></ul><ul><li>Minimizador dos efeitos da desigualdade social . </li></ul><ul><li>Políticas de ações afirmativas </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Princípio da inclusão. </li></ul><ul><li>Condições e Recursos confrontando com a cultura da organização escolar – ruptura com a lógica seletiva e classificatória. </li></ul>
  18. 18. Duas realidades: <ul><li>Ampliação de vagas; </li></ul><ul><li>Dificuldades: </li></ul><ul><li>Falta de investimento na formação de professores; </li></ul><ul><li>Falta de condições de trabalho; </li></ul><ul><li>Falta de investimento no espaço físico; </li></ul><ul><li>Elevado número de alunos em sala entre outros. </li></ul>

×