Dobras e falhas

1.332 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dobras e falhas

  1. 1. • O movimento das placas litosféricas exerce pressão no material rochoso, provocando tensões a que cada rocha responde de acordo com as suas características.• Nas rochas sedimentares, devido à estratificação observa-se mais facilmente o resultado dessas tensões.
  2. 2. Deformações mais frequentes: dobras e falhas.DOBRAS – são deformações que se traduzem pelo arqueamentodas camadas, ou seja, sofre um enrugamento dando á rocha umaspecto ondulado.-Podem existir a nível macroscópico ou serem microscópicas. microscópicas-Ocorrem quando as forças são aplicadas a rochas que estão num estadoplástico, ou quando o limite de plasticidade não foi ultrapassado.
  3. 3. FALHAS – deformaçõesdescontínuas em que severifica a fractura das rochasacompanhada dedeslocamento dos blocosfracturados um em relaçãoao outro.Ocorrem quando éultrapassado o limite deplasticidade dos materiaisrochosos.
  4. 4. As falhas classificam-se segundo a inclinação do plano de falha e o movimento dos lábios da falha. TIPOS DE FALHAS CARACTERÍSTICAS FALHA NORMAL OU DISTENSIVA O tecto desce relativamente ao muro. Forma-se, geralmente, em regime de deformação distensivo, em zonas de separação de placas tectónicas, continentais ou oceânicas.
  5. 5. Exemplo de falha da Praia de Antromero, Astúrias.
  6. 6. TIPOS DE FALHAS CARACTERÍSTICAS FALHA INVERSA OU COMPRESSIVA O tecto sobe relativamente ao muro. Forma-se, geralmente, em regime de deformação compressivo, em zonas de colisão de placas tectónicas.
  7. 7. Exemplo de falha inversa. inversa
  8. 8. TIPOS DE FALHAS CARACTERÍSTICAS FALHA DE DESLIGAMENTO Os movimentos dos blocos são essencialmente horizontais e paralelos à direcção do plano de falha. Forma-se, geralmente, em regime de deformação de cisalhamento.
  9. 9. Em Portugal, sãonumerosos os exemplos de falhas:

×