Os Caminhos de uma Administração Electrónica Local

1.830 visualizações

Publicada em

III Seminário Anual, CQM, ISCSP, Lisboa, 15-11-2007

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.830
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Os Caminhos de uma Administração Electrónica Local

    1. 1. Os Caminhos de uma Administração Electrónica Local: O Exemplo das Cidades Digitais IIIº Seminário Anual CQM
    2. 2. Contexto INTERNET Cidades Digitais
    3. 3. Internet <ul><li>Rede de Redes </li></ul>Novo meio de comunicação Novos conceitos Novos paradigmas Nova Era
    4. 4. Internet <ul><li>Rede de Redes </li></ul>Novo meio de comunicação Novos conceitos Novos paradigmas Nova Era www Ciberespaço Netizen R.V buzzw. Netiquete e-mail Comunidades virtuais
    5. 5. Internet <ul><li>Rede de Redes </li></ul>Novo meio de comunicação Novos conceitos Novos paradigmas Nova Era
    6. 6. Contexto INTERNET TICs CMC Cidades Digitais
    7. 8. Contexto INTERNET TICs CMC Potencialidades do Ciberespaço Cidades Digitais
    8. 10. Contexto INTERNET TICs CMC Potencialidades do Ciberespaço Desafios das cidades contemporâneas Cidades Digitais
    9. 12. Contexto INTERNET TICs CMC Potencialidades do Ciberespaço Desafios das cidades contemporâneas Desafios da governação local Cidades Digitais
    10. 14. Contexto INTERNET TICs CMC Potencialidades do Ciberespaço Desafios das cidades contemporâneas Desafios da governação local Cidades Digitais
    11. 15. Génese <ul><li>1994 - DDS ( De Degitale Stad – cidade digital) </li></ul>
    12. 16. Definição? <ul><li>Multiplicidade de projectos e enquadramentos, </li></ul><ul><li>Confusão e uso excessivo e indiferenciado de vários termos, </li></ul><ul><li>Conceito polissémico e em mutação. </li></ul>
    13. 17. Aproximação Conceptual <ul><li>A cidade digital: </li></ul><ul><li>Componente/complemento da cidade física que utiliza as TIC; </li></ul><ul><li>Diversos objectivos; </li></ul><ul><li>Representada por um sítio electrónico ou um conjunto de sítios electrónicos que reproduzem a cidade física on-line; </li></ul><ul><li>Complexidade da sua definição. </li></ul>
    14. 18. O Caso Português <ul><li>1998 - “Programa Cidades Digitais” </li></ul><ul><li>2001 - “Programa Cidades e Regiões Digitais” </li></ul><ul><li>2007 – 28 projectos </li></ul>
    15. 19. O Caso Português <ul><li>Missão: </li></ul><ul><li>“ desenvolver a Sociedade de Informação e do Conhecimento ao nível regional de forma a criar competências regionais aplicadas que criem valor económico para a região, aumentem a qualidade de vida dos seus cidadãos, uma cidadania activa e promovam a competitividade das suas empresas e o seu desenvolvimento sustentado.” </li></ul><ul><li>POSI </li></ul>
    16. 20. www.cidadesdigitais.pt
    17. 21. Estudo de Caso Múltiplo <ul><li>Gaia Global e Aveiro Digital </li></ul><ul><li>Pesquisa Longitudinal (2005-2007) </li></ul><ul><li>Investigação pretende verificar se os projectos contribuem para o reforço da cidadania </li></ul><ul><li>Triangulação Metodológica </li></ul>
    18. 22. Pressupostos <ul><li>Abordagem de complementaridade, </li></ul><ul><li>Imaturidade da temática, </li></ul><ul><li>Necessidade de ligar o virtual ao real e vice versa (espaço de fluxos e o espaço de locais), </li></ul><ul><li>Importância do território, </li></ul><ul><li>Glocalização </li></ul>
    19. 23. Mitos a Desconstruir <ul><li>As cidades digitais substituirão as cidades físicas. </li></ul><ul><li>Visão utópica vs distópica da Internet. </li></ul><ul><li>O ciberespaço pode ser um puro espaço público. </li></ul><ul><li>Informação é conhecimento. </li></ul><ul><li>Acesso é participação . </li></ul>
    20. 24. Vila Nova de Gaia Fonte: http:// www.pbase.com / image /32956803 Fonte: Infopedia
    21. 25. Gaia Global Bárbara Barbosa Neves <ul><li>A cidade digital de Vila Nova de Gaia engloba um conjunto de sítios electrónicos. </li></ul><ul><li>Objectivos: </li></ul><ul><li>Infra-estrutura de Comunicação, </li></ul><ul><li>Dinamização regional, </li></ul><ul><li>Modernização autárquica. </li></ul>
    22. 26. www.gaiaglobal.pt
    23. 27. www.gaiaglobal.pt
    24. 28. Gaia Global - Resultados <ul><li>Criação da cidade digital </li></ul><ul><li>Desenvolvimento de sítios electrónicos de diversos organismos municipais e conteúdos diferenciados direccionados para a comunidade </li></ul>
    25. 31. Gaia Global - Resultados <ul><li>Colocação de conteúdos e serviços on-line; </li></ul>
    26. 32. Gaia Global - Resultados <ul><li>Digitalização do território; </li></ul><ul><li>49 pontos de acesso banda larga livre; </li></ul><ul><li>Espaços Internet; </li></ul><ul><li>Campanhas de promoção e sensibilização; </li></ul><ul><li>Reestruturação dos processos internos dos organismos municipais (intranet urbanísticas, compras electrónicas, etc.); </li></ul><ul><li>Partilha municipal da plataforma GG (ferramentas CRM, gestão de conteúdos, informação municipal, informação geográfica, bilhética, alojamento, segurança). </li></ul>
    27. 33. E-Inquérito <ul><li>E-Inquérito Aplicado aos Utilizadores do Gaia Global www.gaiaglobal.pt : </li></ul><ul><li>Colocado on-line entre 15 de Setembro e 15 de Outubro de 2005. </li></ul><ul><li>40 Inquiridos. </li></ul><ul><li>Limitações metodológicas. </li></ul>
    28. 34. “ O Gaia Global permite-lhe estar mais perto do seu governo local?” “ O Gaia Global permite-lhe estar mais perto das instituições e empresas locais?” N=40 72,5% 17,5% 10% 75% 18% 7%
    29. 35. “ O Gaia Global permite-lhe aceder à informação, bens e serviços de Gaia?” N=40 92,5% 92,5% 7,5%
    30. 36. N=40 “ O Gaia Global permite-lhe resolver assuntos com o seu município mais rapidamente?” “ O Gaia Global permite-lhe esclarecer dúvidas com o seu município mais rapidamente?” 47,5% 37,5% 15% 50% 35% 15%
    31. 37. 22 de Novembro de 2006 Bárbara Barbosa Neves “ O Gaia Global permite-lhe intervir activamente na sua cidade?” 50,3% 30% 19,7% N=40
    32. 38. 22 de Novembro de 2006 “ O Gaia Global permite-lhe exercer a sua cidadania?” 63% 20% 17% N=40
    33. 39. 22 de Novembro de 2006 “ O Gaia Global permite-lhe ter uma melhor qualidade de vida?” 70% 17,5% 12,5% N=40
    34. 40. Região de Aveiro Fonte: AMRia
    35. 41. Aveiro Digital Bárbara Barbosa Neves <ul><li>Motor do desenvolvimento social, económico e cultural. </li></ul><ul><li>Modernização dos serviços e a qualificação das pessoas na região da Associação de Municípios da Ria. </li></ul>
    36. 42. Aveiro Digital <ul><li>O Programa contempla: </li></ul><ul><li>8 Áreas de Intervenção: </li></ul><ul><li>1-Comunidade Digital, </li></ul><ul><li>2-Autarquias e Serviços Concelhios, </li></ul><ul><li>3-Escolas e Comunidades Educativas, </li></ul><ul><li>4- Universidade e Comunidade Universitária, </li></ul><ul><li>5-Serviços de Saúde, </li></ul><ul><li>6- Solidariedade Social, </li></ul><ul><li>7- Tecido Produtivo, </li></ul><ul><li>8-Informação, Cultura e Lazer </li></ul>
    37. 43. Aveiro Digital <ul><li>Resultados: </li></ul><ul><li>77 Projectos, </li></ul><ul><li>327 Entidades Beneficiárias, </li></ul><ul><li>98 Espaços Internet </li></ul><ul><li>24 982 CBTIC </li></ul>
    38. 44. Aveiro Digital <ul><li>Administração Pública Local </li></ul><ul><li>Sistema Integrado de Gestão Cadastral </li></ul><ul><li>Serviços SIG da Região da AMRia </li></ul><ul><li>Planos e SIG de Risco e Segurança para a Região da AMRia </li></ul><ul><li>Planos e SIG do ambiente e da água para a Região da AMRia </li></ul><ul><li>Serviços de BackOffice e de FrontOffice dos Municípios </li></ul><ul><li>Portal Regional da AMRia </li></ul><ul><li>Educação e Comunidade Educativa </li></ul><ul><li>Serviços de Gestão e Administração da Rede Escolar </li></ul><ul><li>Serviços Online para a Comunidade Educativa </li></ul><ul><li>Serviços de Formação à Distância para Professores </li></ul><ul><li>Curricula Digital de Português e de Matemática </li></ul>
    39. 45. Aveiro Digital <ul><li>Universidade e Comunidade Universitária </li></ul><ul><li>Sistema de Aquisição de Bens e Serviços em ambiente electrónico </li></ul><ul><li>Sistema Integrado de Teletrabalho </li></ul><ul><li>Sistema de Contacto Online </li></ul><ul><li>Biblioteca e Arquivo Digital online </li></ul><ul><li>Produtos Pedagógicos para a Educação </li></ul><ul><li>Serviços de Saúde </li></ul><ul><li>Serviços de Telediagnóstico e de Teleconsulta </li></ul><ul><li>Portal Regional de Serviços de Saúde: </li></ul><ul><li>Portal dos Profissionais de Saúde </li></ul><ul><li>Portal do Utente </li></ul><ul><li>Processo Clínico Electrónico </li></ul>
    40. 46. Aveiro Digital <ul><li>Solidariedade Social </li></ul><ul><li>Serviços de Gestão e Administração da Rede de IPSS </li></ul><ul><li>Processo Electrónico do Utente </li></ul><ul><li>Serviços de Apoio a Idosos em Situação de Risco </li></ul><ul><li>Serviços de Oferta e de Procura de Solidariedade </li></ul><ul><li>Centros e Serviços de Infoexclusão </li></ul><ul><li>Produtos Pedagógicos para Crianças com Necessidades Educativas Especiais </li></ul><ul><li>Economia Regional </li></ul><ul><li>Serviços de Informação Turística da Rota da Luz </li></ul><ul><li>Serviços de Localização de Zonas Industriais de Nova Geração </li></ul><ul><li>Serviços de Gestão da Produção OnLine </li></ul><ul><li>Serviços de FrontOffice de Empresas e Associações </li></ul><ul><li>Serviços de BackOffice de Empresas e Associações </li></ul>
    41. 47. Aveiro Digital <ul><li>Informação, Cultura e Lazer </li></ul><ul><li>Digitalização do Espólio e Serviços Pedagógicos do Museu Marítimo (Ílhavo), do Museu Egas </li></ul><ul><li>Moniz (Estarreja) e dos Pólos Museológicos (Aveiro) </li></ul><ul><li>Bibliotecas OnLine de Aveiro, Oliveira do Bairro e Ovar </li></ul><ul><li>Academia de Artes Digitais </li></ul><ul><li>Rede de Painéis Públicos de Informação </li></ul><ul><li>Serviços de Gestão e Reserva de Recintos Desportivos </li></ul><ul><li>Serviços de Gestão e Promoção das Associações da Região </li></ul><ul><li>Arquivo Digital do Juizado de Paz da Murtosa </li></ul>
    42. 48. www.aveiro-digital.pt Aveiro Digital
    43. 49. Matriz de Ishida Gaia Global Aveiro Digital Objectivo <ul><li>Infra-estrutura de Comunicação; </li></ul><ul><li>Dinamização Regional; </li></ul><ul><li>Modernização Autárquica. </li></ul><ul><li>Qualificar as pessoas e as organizações na Região da AMRia. </li></ul>Arquitectura <ul><li>Ligada à cidade física: mapeamento da cidade digital segundo o seu modelo físico (praças); </li></ul><ul><li>Modelo assente nas diversas etapas da vida do indivíduo. </li></ul><ul><li>Muito pouco ligada à cidade física; </li></ul><ul><li>Plataforma que agrega serviços básicos em TIC, informação regional e todos os projectos e entidades beneficiárias. </li></ul>
    44. 50. Matriz de Ishida Gaia Global Aveiro Digital Tecnologia <ul><li>Convergência de tecnologias; </li></ul><ul><li>Infra-estrutura digital assenta em três camadas, na primeira encontra-se o CRM, GIS e GC, na segunda plataforma os serviços, que envolve um conjunto de funcionalidades disponíveis para o desenvolvimento das aplicações da terceira camada, destinada aos cidadãos. </li></ul><ul><li>Infra-estrutura digital que permite criação de contas de e-mail e páginas pessoas; </li></ul><ul><li>Acesso a sistemas de verificação e gestão do projecto. </li></ul>Organização <ul><li>Nível de acompanhamento: Câmara Municipal de Gaia; </li></ul><ul><li>Nível de coordenação e gestão: Energaia, Agência de Energia de Gaia; </li></ul><ul><li>Comité Consultivo. </li></ul>Associação Aveiro Digital e Associação de Municípios da Ria (Governo local, Universidade e empresas), Comissão de Execução Aveiro Digital .
    45. 51. GG vs AD <ul><li>Nível de Informação e Serviços – GG </li></ul><ul><li>Acesso e Participação – AV </li></ul><ul><li>Enraizamento – GG e AD </li></ul><ul><li>Diferenças: </li></ul><ul><li>Objectivos </li></ul><ul><li>Financiamento </li></ul><ul><li>Execução Temporal </li></ul>
    46. 52. Considerações Finais <ul><li>As Cidades e Regiões Digitais são progressivamente: </li></ul><ul><li>instrumentos de apoio à governação, </li></ul><ul><li>novo canal de participação e envolvimento, </li></ul><ul><li>forma de aproximar e integrar a comunidade na Sociedade da Informação e do Conhecimento (info-inclusão). </li></ul>
    47. 53. Considerações Finais <ul><li>É fundamental que: </li></ul><ul><li>as cidades digitais e o governo electrónico se focalizem nos cidadãos e não unicamente na tecnologia; </li></ul><ul><li>as TIC sejam introduzidas como uma mais valia e uma ferramenta no dia-a-dia dos indivíduos e das organizações; </li></ul><ul><li>que se entenda que a democracia e a participação não se fazem pelas TIC; </li></ul>
    48. 54. Considerações Finais <ul><li>que as cidades e regiões digitais não passem de espaço público a um modesto fornecedor de serviços, sendo capital que se tornem um verdadeiro espaço de “ citizenry”; </li></ul><ul><li>que se reconheça que as cidades digitais enfrentam inúmeros desafios, que podem inclusivamente ameaçar o seu futuro. </li></ul>
    49. 55. <ul><li>Muito Obrigado! </li></ul><ul><li>Bárbara Barbosa Neves </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>Centro de Administração e Políticas Públicas </li></ul><ul><li>Fundação para a Ciência e Tecnologia </li></ul>Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Universidade Técnica de Lisboa

    ×