Pine Flash Note: A continuidade do desaquecimento do crédito

87 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
87
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pine Flash Note: A continuidade do desaquecimento do crédito

  1. 1. Pine Flash Note: A continuidade do desaquecimento do crédito 29 de outubro de 2012 O Banco Central divulgou a nota à imprensa sobre Política Monetária e Operações de Crédito do SFN referente a setembro na sexta passada. O estoque total atingiu R$ 2.237 bilhões, em termos nominais, representando uma alta nominal mensal de 1,1% e anual de 15,8%, ambas abaixo das variações de agosto. No entanto, segundo cálculos do BC, a relação crédito/PIB veio de 47,4% há um ano para 51,5% no mês passado (contra 51,2% em agosto), implicando a piora do desempenho mensal do PIB entre agosto e setembro. Ainda segundo o BC, a greve dos bancários e o menor número de dias úteis (quatro a menos que no mês anterior) contribuíram para a redução das concessões de crédito. Se controlarmos pelo número de dias úteis, a média diária de concessões ampliou-se para R$ 9,6 bilhões/dia útil. Crescimento do estoque total (% a/a) e concessões diárias (média)40% 6,50035% 6,000 5,50030% 5,00025% 4,50020% 4,000 3,50015% % a/a nominal 3,000 jul/12 jan/1210% abr/12 2008 2009 2010 2011 2012 Estoque total (eixo esq.) PJ PF PJ PF Fonte: Banco Central; elaboração: Pine Research Estoque de crédito – Tanto o saldo à PJ quanto o estoque de crédito à PF mantiveram a tendência de desaceleração observada desde maio; a maior influência negativa, no entanto, veio do segmento PJ: sua desaceleração foi puxada pelas operações com recursos direcionados, cuja expansão reduziu-se de 14,9% para 12,4% (ver tabela abaixo). Como veremos mais a frente, boa parte é explicada pelo comportamento do BNDES. O segmento PF, diferentemente, apontou desaquecimento mais expressivo no crédito livre, com destaques para o menor crescimento do crédito para aquisição de veículos, além do crédito pessoal. Crescimento anual do saldo de crédito – novo desaquecimento Variação % a/a jul/12 ago/12 set/12 Saldo de crédito (nominal) 17.7% 17.1% 15.8% Pessoa Jurídica 16.8% 15.6% 14.0% Recursos livre 16.8% 16.1% 15.1% Recursos direcionados 16.8% 14.9% 12.4% Pessoa Física 18.8% 18.7% 18.0% Recursos livres 14.1% 14.1% 12.8% Recursos direcionados 29.8% 16.1% 15.1% Fonte: Banco Central; elaboração: Pine Research
  2. 2. O crédito proveniente do BNDES, diretamente ou via repasses, ainda perde fôlego na esteira da fraca atividade do 1S12 e das incertezas sobre o grau de sua recuperação. Contudo, o segundo gráfico abaixo mostra a retomada das consultas junto ao banco, acompanhada do aumento nos enquadramentos, o que sugere o aumento do apetite das corporações por crédito por meio de intenções mais fortes de produção e investimento e, em um segundo momento, mais dependente do BNDES, a elevação nas suas concessões de crédito. BNDES: desembolso ainda tímido, mas consultas se recuperam70% 490 % a/a jan/03= 100 nominal 44060% 39050% 34040% 29030% 24020% 190 14010% 90 0% 2008 2009 2010 2011 2012 2008 2009 2010 2011 2012 Consultas Enquadramento Direto Repasses Total Aprovação Desembolso Fonte: Banco Central; elaboração: Pine Research Taxas de juros - A taxa média de juros para operações de crédito referenciais para taxa de juros reduziu-se moderadamente para 29,9% ao ano (contra a passagem junho-agosto, que veio de 31,1% para 30,1%) por conta da redução de 0,5 pp da taxa à PJ. A taxa média à PF subiu 0,2 pp. O spread médio, por seu turno, apresentou queda de 0,2 pp com o recuo no spread à PJ (0,4 pp), apesar da alta de 0,2 pp do spread à PF. Desde a primeira queda da Selic em agosto/11, a taxa média tem queda de 9,8pp, enquanto os spreads recuaram 5,5pp. Em linha com o comportamento do juro básico e considerando a defasagem típica entre os juros praticados no crédito e a Selic, a tendência das taxas de empréstimos finais é cadente. Taxas de empréstimos e Spread – cadentes, seguindo a Selic Taxas de empréstimo Spread Spread (p.p.) Selic (% a/a)63 36 34 2758 34 3253 32 22 3048 30 28 1743 26 2838 24 26 1233 22 2428 20 22 7 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 Taxa média (% a.a.) Spread médio (p.p.) Spread médio (p.p.) Selic (% a.a.) Fonte: Banco Central; elaboração: Pine Research
  3. 3. Inadimplência – Setembro, a exemplo de julho e agosto, contou com a estabilidade da taxade inadimplência em 5,9%, a qual representa a máxima histórica desde o início da série emjaneiro de 2002. Aliás, a inadimplência tem se situado perto da máxima desde janeiro aooscilar entre 5,7% e 5,9%. Conforme apontamos anteriormente, sua elevação tem sido puxadaprincipalmente pela inadimplência da PF desde janeiro de 2011, a qual cresceu de formaquase ininterrupta logo após o anúncio das medidas prudenciais (em dezembro/10), quepassaram a valer a partir de agosto de 2011. Entretanto, em nosso relatório anteriordemonstramos que as principais variáveis que explicam o atual ciclo de alta da inadimplênciaapontavam melhora iminente e mais intensa ao longo do 2S12.De qualquer forma, em resumo, levando em consideração as incertezas com relação àretomada da atividade doméstica em um contexto de desalavancagem das instituiçõesfinanceiras ao redor do mundo (tanto pelas novas exigências de regulamentação quantopela instabilidade gerada pela situação europeia), mantemos nossa estimativa para a taxade crescimento nominal do crédito total em 15% até o final do ano. Na verdade, oaumento da participação dos bancos públicos no crédito total brasileiro, principalmenteno segmento de crédito à PF, é a principal variável que responde pela estabilidade danossa estimativa. Esse resultado justifica as nossas projeções para o crescimento do PIBbrasileiro de 1,5% e 3,3% em 2012 e 2013, respectivamente.Marco Antonio Maciel Marco Antonio CarusoEconomista-chefe EconomistaBanco Pine Banco Pine
  4. 4. DisclaimersInformações relevantes1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários e recomendaçõespossuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informações e não constituem, nem devem ser interpretadoscomo oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro ou de participação em qualquer estratégia denegócios específica, qualquer que seja a jurisdição. As informações contidas nestes comentários e recomendações sãoconsideradas confiáveis na data da divulgação destes comentários e recomendações e foram obtidas a partir de qualquer dasseguintes fontes: (i) fontes indicadas ao lado da informação; (ii) preço de cotação no principal mercado regulado do valormobiliário em questão; (iii) fontes públicas confiáveis; (iv) base de dados do Banco Pine. O Banco Pine não declara ou garante, deforma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Estes comentários e recomendaçõesnão são declarações completas ou resumos dos valores mobiliários, mercados ou desenvolvimentos aqui abordados. As opiniões,estimativas e projeções expressas nestes comentários e recomendações refletem o atual julgamento do analista de investimentoresponsável pelo conteúdo destes comentários e recomendações na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas aalterações sem aviso prévio. Da mesma forma, as cotações e disponibilidades dos instrumentos financeiros são meramenteindicativas e sujeitas a alterações sem aviso prévio. O Banco Pine não está obrigado a atualizar, modificar ou corrigir estescomentários e recomendações, nem informar o leitor sobre tais alterações.2. Os analistas de investimento responsáveis pela elaboração destes comentários e recomendações certificam que as opiniõesexpressas nestes comentários e recomendações refletem de forma precisa e exclusiva suas visões e opiniões pessoais a respeito detoda e qualquer empresa analisada ou seus valores mobiliários e foram produzidas de forma independente e autônoma. Uma vezque as opiniões pessoais dos analistas de investimento podem ser divergentes entre si, o Banco Pine pode ter publicado ou vir apublicar outros comentários e recomendações que não apresentem uniformidade e/ou apresentem diferentes conclusões emrelação às informações fornecidas nestes comentários e recomendações. Os analistas de investimento declaram que não mantêmqualquer vínculo com qualquer indivíduo que mantenha relações comerciais de qualquer natureza com as empresas analisadasnestes comentários e recomendações e que não recebe qualquer remuneração por serviços prestados, nem mantêm relaçõescomerciais com empresas ou pessoa natural ou jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que represente os interesses dasempresas analisadas nestes comentários e recomendações. O analista de investimento, seu cônjuge ou companheiro não detém,direta ou indiretamente, posições em valores mobiliários emitidos pelas empresas analisadas nestes comentários erecomendações em sua carteira de investimentos pessoal, não têm interesse financeiro e não estão pessoalmente envolvidos naaquisição, alienação ou intermediação de tais valores no mercado. O analista de investimento, seu cônjuge ou companheiro nãoatua como administrador, diretor ou membro do conselho consultivo das empresas analisadas nestes comentários erecomendações.3. A remuneração do analista de investimento é determinada pelos diretores do Banco Pine. Como todos os funcionários do BancoPine e suas empresas afiliadas, a remuneração dos analistas de investimento é influenciada pelo resultado geral desta(s)companhia(s). Sendo assim, a remuneração do analista de investimento pode ser considerada indiretamente relacionada a estescomentários e recomendações, entretanto o analista de investimento responsável pelo conteúdo destes comentários erecomendações garante que nenhuma parcela de sua remuneração esteve, está ou estará, direta ou indiretamente, relacionada aquaisquer recomendações ou opiniões específicas contidas nestes comentários e recomendações ou ligada a precificação dequaisquer dos valores mobiliários discutidos nestes comentários e recomendações.4. O Banco Pine, suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle comum podem possuir participação acionária,direta ou indireta, igual ou superior a 5% (cinco por cento) do capital social das empresas analisadas nestes comentários erecomendações, e podem estar envolvidas na aquisição, alienação ou intermediação de tais valores no mercado. O Banco Pine,suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle comum declaram que recebem, ou pretendemreceber,remuneração por serviços prestados para as empresas analisadas nestes comentários e recomendações ou para pessoas aela ligadas.5. Os instrumentos financeiros discutidos nestes comentários e recomendações podem não ser adequados para todos osinvestidores. Estes comentários e recomendações não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ounecessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base emsuas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento baseada nas informações contidas nestes comentáriose recomendações. Caso um instrumento financeiro seja expresso em uma moeda que não a do investidor, uma alteração nas taxasde câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade do instrumento financeiro e o leitor destes comentários erecomendações assume quaisquer riscos de câmbio. A rentabilidade de instrumentos financeiros pode apresentar variações e seupreço ou valor pode, direta ou indiretamente, aumentar ou diminuir. Os desempenhos anteriores não são necessariamenteindicativos de resultados futuros, e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita nestes comentários erecomendações em relação a desempenhos futuros. O Grupo Pine se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos,diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização destes comentários e recomendações ou de seu conteúdo.6. Estes comentários e recomendações não podem ser reproduzidos ou redistribuídos para qualquer pessoa, no todo ou em parte,qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito do Banco Pine. Informações adicionais sobre osinstrumentos financeiros discutidos nestes comentários e recomendações estão disponíveis sob consulta.Certificação de analistasOs analistas responsáveis pela elaboração deste relatório de análise são certificados de acordo com a regulamentação brasileira.

×