Resumo
O crédito segue apresentando crescimento moderado (16% a.a. nominal) em linha com a
atividade doméstica, cuja recup...
• Estoque de crédito total
• Recursos livres
• Estoque e fluxo
• Inadimplência
• Taxa de juros e spread
Tópicos
2
• Taxa d...
Estoque de crédito
O saldo PJ tem desacelerado de forma mais pronunciada, com comportamento mais errático.
Diversamente, o...
Recursos livres: estoque e fluxo
O primeiro gráfico aponta a desaceleração contínua e disseminada do saldo de crédito com ...
Recursos livres: inadimplência
A inadimplência da carteira de crédito PJ mostra tendência de queda desde maio/13, após bom...
Recursos livres: taxa de juros e spread
A taxa de captação eleva-se desde fevereiro conforme o BC promove a subida da Seli...
Recursos direcionados
O crédito com recursos direcionados renovou sua participação máxima no crédito total (44%) em agosto...
Saldo por controle de capital do ofertante
Reflexo das incertezas recentes, os bancos privados seguem com crescendo timida...
Saldo por atividade econômica do tomador
Os setores imobiliários e de serviços são os grandes destaques, com estoques de c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Contradições no Mercado de Crédito | Comentários Diários de Economia e Negócios

266 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
266
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Contradições no Mercado de Crédito | Comentários Diários de Economia e Negócios

  1. 1. Resumo O crédito segue apresentando crescimento moderado (16% a.a. nominal) em linha com a atividade doméstica, cuja recuperação se mostra irregular e com sinais contraditórios. Nesse sentido, existe uma clara discrepância entre o crescimento do crédito livre - em desaceleração – e o crédito com recursos direcionados – em tendência ascendente. A mesma incongruência é observada no comportamento dos bancos privados e dos bancos públicos (cujo ganho de market share é notório). Os desempenhos dos spreads e da inadimplência são positivos: 1 De modo geral, os spreads seguem bem comportados a despeito das consecutivas elevações nas taxas de captação, as quais seguem o aperto monetário promovido pelo Banco Central. Da mesma forma, a inadimplência tem tendência de queda há meses, fato que deve permanecer até o final do ano. Contudo, as incerteza sobre a atividade, a manutenção do ciclo de alta dos juros e o cenário inflacionário limitarão o recuo.
  2. 2. • Estoque de crédito total • Recursos livres • Estoque e fluxo • Inadimplência • Taxa de juros e spread Tópicos 2 • Taxa de juros e spread • Recursos direcionados • Estoque por controle de capital dos bancos • Estoque por atividade do tomador
  3. 3. Estoque de crédito O saldo PJ tem desacelerado de forma mais pronunciada, com comportamento mais errático. Diversamente, o crescimento do crédito à PF tem oscilado ao torno de 16,5% há 12 meses. O segundo gráfico deixa clara a dependência dos recursos direcionados para a sustentação do saldo total. As incertezas sobre o panorama doméstico implicam fraco cenário para o saldo livre. 20 Saldo (% a/a) Crescimento do saldo de crédito por diferentes aberturas 28 (% a/a) 3 Fonte: BCB; elaboração: Pine Research 15 16 17 18 19 jan/12 abr/12 jul/12 out/12 jan/13 abr/13 jul/13 Saldo (% a/a) PJ PF Total 8 13 18 23 jan/12 abr/12 jul/12 out/12 jan/13 abr/13 jul/13 Recursos livres Recursos direcionados Total
  4. 4. Recursos livres: estoque e fluxo O primeiro gráfico aponta a desaceleração contínua e disseminada do saldo de crédito com recursos livres. A série reflete as incertezas conjunturais, evidenciadas, por exemplo, na volatilidade dos dados de atividade (a produção industrial é um caso claro) e na queda da confiança. No mesmo período, a média diária de novas concessões manteve-se ao redor de R$ 12B Estoque de crédito com recursos livres: PF e PJ Fluxo de crédito com recursos livres: PF e PJ 20 8 4 Fonte: BCB; elaboração: Pine Research 6 8 10 12 14 16 18 jan/12 abr/12 jul/12 out/12 jan/13 abr/13 jul/13 Saldo recursos livres (% a/a) PJ PF 0 1 2 3 4 5 6 7 jan/12 abr/12 jul/12 out/12 jan/13 abr/13 jul/13 Média das concessões recursos livres (R$ bi) PJ PF
  5. 5. Recursos livres: inadimplência A inadimplência da carteira de crédito PJ mostra tendência de queda desde maio/13, após bom período de estabilidade (em patamares altos) desde o 4T12. A principal contribuição positiva (em termos de redução da inadimplência) veio do capital de giro; diferentemente, a inadimplência de cheque especial e aquisição de bens (ex-veículos) eleva-se no ano. A inadimplência da carteira PF também permanece em queda. As surpresas relativamente positivas com o emprego (claramente descolado do ciclo econômico em geral) sugerem a sua continuidade no curto prazo. As contribuições positivas são disseminadas, com destaques para cartão de crédito, aquisição de veículos e crédito pessoal (não consignado) 9 Inadimplência recursos livres 4,0 Inadimplência recursos livres 5 Fonte: BCB; elaboração: Pine Research 6 7 8 mar/11 jun/11 set/11 dez/11 mar/12 jun/12 set/12 dez/12 mar/13 jun/13 PF 3,0 3,5 mar/11 jun/11 set/11 dez/11 mar/12 jun/12 set/12 dez/12 mar/13 jun/13 PJ
  6. 6. Recursos livres: taxa de juros e spread A taxa de captação eleva-se desde fevereiro conforme o BC promove a subida da Selic; assim, portanto, deve permanecer enquanto o ciclo não for interrompido. Os spreads, contudo, têm se comportado bem desde então. Vemos no primeiro gráfico que, apesar de subir desde junho, o spread no crédito à PJ segue abaixo dos níveis pré-elevação da Selic. No crédito às famílias, a elevação nos custos também não tem sido totalmente repassada. Taxas de juros e spread à Pessoa Jurídica (esquerda) e Física (direita) 12451126 6 Fonte: BCB; elaboração: Pine Research 5 6 7 8 9 10 11 20 25 30 35 40 jan/12 mar/12 mai/12 jul/12 set/12 nov/12 jan/13 mar/13 mai/13 jul/13 set/13 nov/13 PF recursos livres Spread Taxa de Aplicação Taxa de Captação (dir.) 5 6 7 8 9 10 10 12 14 16 18 20 22 24 jan/12 mar/12 mai/12 jul/12 set/12 nov/12 jan/13 mar/13 mai/13 jul/13 set/13 nov/13 PJ recursos livres Spread Taxa de Aplicação Taxa de Captação (dir.)
  7. 7. Recursos direcionados O crédito com recursos direcionados renovou sua participação máxima no crédito total (44%) em agosto, equivalente a 24% do PIB. Boa parte ainda é direcionada às empresas (60%), mas o crédito às famílias cresce a taxas anuais expressivas (25% ao ano). Como vemos à direita, o crédito imobiliário cresce significativos 34% ao ano e já atinge 8% do PIB. Vale lembras que a 5 anos atrás seu patamar era de inexpressivos 2% do PIB Crédito direcionado como % PIB: PJ e PF Crescimento anual das linhas direcionadas 60% % a/a30 Recursos direcionados (% PIB) 7 Fonte: BCB; elaboração: Pine Research 0% 10% 20% 30% 40% 50% 2009 2010 2011 2012 2013 Rural Imobiliário BNDES Total direcionado 0 5 10 15 20 25 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Recursos direcionados (% PIB) PJ PF Total
  8. 8. Saldo por controle de capital do ofertante Reflexo das incertezas recentes, os bancos privados seguem com crescendo timidamente seu estoque de crédito. De fato, comparado com o passado recente, a expansão nominal de apenas 5,5% ao ano é superior apenas ao período pós-subprime, em 2009. Para compensar, o governo deliberadamente abriu as torneiras desde então, com clara ampliação de sua participação em dois momentos: 2009 e desde 2012. Contudo, segundo o noticiário recente, o “papel anticíclico” dos bancos públicos poderá chegar ao fim por decisão do governo, seja não prorrogando o PSI, seja tornando-se mais conservadores. Crescimento e participação no crédito por controle de capital dos bancos 50% % a/a 55% 8 Fonte: BCB; elaboração: Pine Research -20% -10% 0% 10% 20% 30% 40% 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 % a/a Público Privado nacional Estrangeiro 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% 45% 50% 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Participação por controle de capital Público Privado nacional Estrangeiro
  9. 9. Saldo por atividade econômica do tomador Os setores imobiliários e de serviços são os grandes destaques, com estoques de crédito crescendo nominalmente acima do crédito total. O setor público - apesar de ter um saldo equivalente a apenas 5% do estoque de crédito total – tem taxas de crescimento expressivas como vemos à direita. Crescimento annual do estoque de crédito por atividade do tomador: setor privado (esq.) e público (dir.) 70%25% % a/a 80% 90% % a/a 9 Fonte: BCB; elaboração: Pine Research 30% 40% 50% 60% 0% 5% 10% 15% 20% jan/12 abr/12 jul/12 out/12 jan/13 abr/13 jul/13 Indústria Comércio Outros Serviços Total Pessoas Físicas Imobiliário (dir.) 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% jan/12 abr/12 jul/12 out/12 jan/13 abr/13 jul/13 União Estados e municípios Total

×