Calendário Econômico Pine: Quanto vale 2013 frente a 2014?

321 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
321
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Calendário Econômico Pine: Quanto vale 2013 frente a 2014?

  1. 1. Calendário Econômico Pine: Quanto vale 2013 frente a 2014?08 de Outubro de 2012BRASILReunião do COPOMVamos para nova reunião do Copom com analistas bastante divididos; segundo oúltimo Relatório Focus a mediana do Top 5 de médio prazo espera nova queda de0,25% na taxa Selic, enquanto o curto prazo manteve sua mediana em 7,50%.Entretanto, percebe-se pela média do próprio Top 5 de curto prazo (7,40%) queaproximadamente 40% das casas já trabalham com nova redução com a “máximaparcimônia”.A falta de consenso reside na ausência de sinais contundentes para os dois cenários.Além disso, o entendimento de boa parte do mercado sobre o conteúdo do últimoRelatório de Inflação (RI) vai de encontro ao tom adotado por um dos diretores do BCem aparição pública na semana passada. Vale lembrar que na ocasião do RI3T12argumentamos que os seguintes pontos sinalizavam o fim do ciclo em 7,50%: Segundo o documento, a recuperação tenderia a se intensificar ao longo deste semestre e no próximo ano em resposta aos efeitos dos estímulos já concedidos; sua projeção contempla crescimento do PIB real vindo de 1,6% no 4T12 para 3,3% no acumulado em 4 trimestres no 2T13. A política fiscal teria se deslocando de neutra para “ligeiramente expansionista” com o comitê reafirmando que seu cenário inflacionário depende da manutenção do superávit primário em 3,1% do PIB, hoje em 2,5%; O Copom havia reavaliado o cenário externo de desinflacionário para inflacionário no curto prazo e, da mesma forma, reclassificou o balanço de riscos do ambiente doméstico inflacionário de favorável para neutro. Apesar de reduzir a projeção de administrados de 4,5% para 2,4% em 2013 com as desonerações nas tarifas de energia elétrica, o cenário de referência projeta inflação de 4,9% em 2013, enquanto o cenário de mercado aponta inflação de 4,8%, números apenas 0,1pp abaixo do RI2T12.Mas, na última quinta-feira, o diretor de Assuntos Internacionais do BC deu destaqueà possibilidade de um período de baixo crescimento global por tempo mais extenso(um elemento novo em sua análise). Sendo assim, afirma, seria importante ser capazde ajustar a política monetária de forma a manter sua influência positiva sobre aatividade considerando, por outro lado, os riscos sobre a estabilidade monetária efinanceira.De tal modo, a decisão do colegiado passará essencialmente pela questãoexterna, quão preocupante é sua perspectiva de crescimento e qual seu grau deinfluência sobre nossa economia. Entendemos que manter o juro básico em 7,50% esinalizar sua manutenção por período extenso aumenta a previsibilidade da conduçãoda política monetária, reduz os questionamentos quanto a sustentabilidade dos jurosreais em níveis expansionistas e, da mesma forma, a necessidade de elevação nofuturo próximo. No entanto, em um banco, (nós economistas) agregamos valorquando dizemos o que o BC deve fazer e não o que deveria fazer.Nesta linha, tanto o conteúdo quanto o timing das declarações de Luiz Awazu sãoinformações relevantes e suficientes para alterarmos nossa expectativa para novaqueda de 25 pontos-base nesta reunião. Quando o desempenho anêmico daatividade externa - agora possivelmente ainda mais fraco - desencadear revisõesnegativas para o PIB brasileiro de 2013 (a mediana do Focus trabalha comcrescimento de 4,0%, acima da nossa estimativa de 3,3%) considerando ainda, aosolhos do BC, que o IPCA de 2013 teria espaço para fechar próximo de 4,8%-4,9%(como vimos no RI3T12) e, portanto, dentro de seu intervalo de conforto,entenderemos a opção de Awazu.De qualquer forma, devemos deixar bem claro alguns pontos pertinentes à opção deciclo de queda mais dilatado: (i) uma vez diagnosticada a piora externa, não faria 1
  2. 2. sentido algum reduzir em apenas 25pb a Selic e entender esta “calibragem” como a que faltava para desamarrar os investimentos e, assim, o PIB brasileiro; ao menos não conhecemos nenhuma modelagem de “investimentos por gatilho” (como num passe de mágica, atingido o threshold de 7,25% o espírito animal é despertado no empresariado). Sendo assim, se de fato a Selic for reduzida em 25 pb, preferimos trabalhar com nova queda em novembro, que levaria o juro para 7,00% em 2012 e, mais interessante, reabriria a discussão para as reuniões do 1T13; (ii) o IPCA – que, para 2013, havíamos ajustado de 5,3% para 5,0% com a redução no preço da energia elétrica - tende a deslocar-se para ainda mais longe do centro da meta; pelos nossos cálculos, o índice tende a elevar-se de 0,10% a 0,15% no acumulado de 4 trimestres para cada redução de 25pb da Selic. Ou seja, a opção imprime um custo inflacionário que, para 2014, se transformará em menor atividade com a elevação dos juros. Quão importante é 2014 em relação a 2013? Vendas no varejo (PMC) - agosto Na quinta-feira, o IBGE divulgará os números do varejo referentes a agosto. Nós estimamos uma alta de 0,30% da taxa de crescimento mensal (livre de efeitos sazonais) das vendas no varejo restrito, pouco acima da mediana das expectativas (0,0%). Se estivermos corretos, a desaceleração mensal (vinda de 1,6% e 1,4% em junho e julho, respectivamente) será acompanhada, contudo, pela aceleração da média móvel trimestral, de 0,7% para robustos 1,1%. Da mesma forma, o comércio varejista ampliado deverá apontar elevação expressiva na esteira das vendas de ‘Veículo, Motos, Partes e Peças’ cujas compras responderam à possibilidade de retirada da redução do IPI. Comércio varejista – consistentemente acima de tendência115 115 Nível (média 2003 = 100)110 110105 105100 100 95 95 90 90 85 85 80 80 75 75 70 70 2009 2010 2008 2011 2012 2011 2012 2008 2009 2010 Comércio Varejista Comércio Varejista Ampliado MM12M MM12M Fonte: IBGE; elaboração: Pine Research Nossos números para o mês de agosto baseiam-se nos seguintes fatos: Alta de 0,9% no indicador de atividade do comércio, segundo a Serasa; Elevação de 1,3% na taxa de crescimento das vendas reais dessazonalizadas (descontada a variação do IPCA e os efeitos sazonais do período) dos supermercados, segundo números da ABRAS; Crescimento de 8,9% da expedição de caixas, acessórios e chapas de papel ondulado segundo a ABPO; 2
  3. 3. Diferentemente, observamos nova redução da confiança do consumidor, tanto pelos dados da FGV (-1,0%) quanto pelo levantamento da FECOMÉRCIO (-1,8%); No âmbito das vendas varejistas ampliadas e que dependem da taxa de crescimento do crédito ao consumidor, o recuo de 4,1% no licenciamento de automóveis e comerciais leves visto em julho, segundo a FENABRAVE, foi revertida em agosto com a forte alta de 10,7%;Nós mantemos nossa expectativa de sustentação de taxas moderadas de crescimentonos próximos meses na esteira das já conhecidas medidas contracíclicas adotadaspelo governo, a perspectiva positiva da massa real de salários, o consequentecrescimento do crédito (ainda que desacelerando para taxas nominais de 15% ao ano)e a consolidação da perspectiva de redução da inadimplência PF.Índice de atividade do Banco Central (IBC-Br) – agostoSe a Pesquisa Mensal do Comércio confirmar nossa estimativa de vendas no varejorestrito, o IBC-Br de agosto, a ser divulgado ao longo da semana, deverá apresentaralta de 0,9% frente ao mês anterior (série dessazonalizada), correspondente a umaelevação de 2,70% em relação ao mesmo período de 2011. Com isso, a média móvelde três meses passaria de 0,4% para em 0,3%.Além da alta estimada de 0,3% na PMC, consideramos as elevações de 1,53% e 1,55%na produção de bens de transformação e de insumos típicos da construção civil e de0,68% a carga de energia verificada em julho recuou 0,51% segundo a ONS.O fechamento dos números de agosto desses indicadores implica a nossa estimativade crescimento real do PIB no 3T12 (t/t dessazonalizado) próximo a 1,3%, aindaacima do crescimento observado no 2T12, mas consistente com a fraca expansão realde 1,4% em 2012.Marco Antonio Maciel Marco Antonio CarusoEconomista-chefe EconomistaBanco Pine Banco Pine 3
  4. 4. EstimativaHorário País Indicador Data Consenso Anterior PINESegunda-feira, 08/10/2012 07:00 Alemanha Produção Industrial (% m/m) ago/12 - - 1,3% 07:00 Alemanha Produção Industrial (% a/a) ago/12 - - -1,4% 07:00 - Indicadores Antecedentes ago/12 - - 100.2 08:00 Brasil IGP-DI set/12 0.80% 0.84% 1.29% 08:00 Brasil IPC-S (1ª Quadrissemana) out/12 - 0.60% 0.54% 12:00 Z. do Euro Reunião dos Ministros da Economia da Z. do Euro - - - - 21:00 - World Economic Outlook - - - - 22:30 - Monitor Fiscal - - - -Terça-feira, 09/10/2012 - - Reunião Anual Banco Mundial e FMI - - - - 05:30 R. Unido Produção Industrial ago/12 - - -0,8% 05:30 R. Unido Balança Comercial ago/12 - - -GBP1,5B 06:00 Grécia Leilão de Títulos (Bills) - - - - 08:30 EUA Confiança do Pequeno Empresário set/12 - - 92.9 10:00 - Coletiva de Imprensa - World Economic Outlook - - - - 11:30 - Coletiva de Imprensa - Monitor Fiscal - - - - 21:00 - Global Financial Stability Report - - - -Quarta-feira, 10/10/2012 04:00 Z. do Euro Painel de debate União Bancária (Europa) - - - - 06:00 Itália Leilão de Títulos (Bills) - - - - 08:00 Brasil IGP-M (1ª prévia) out/12 0.50% 0.50% 0.59% 08:00 EUA Pedido de Hipotecas (Semanal) 5/out - - 16.6% 09:30 EUA Oferta e Demanda Agrícolas Mundiais (Estimativa) - - - - 11:00 EUA Estoques do Atacado ago/12 - 0,4% 0,7% 12:30 Brasil Fluxo Cambial Semanal 7/out - - -USD1,2B 15:00 EUA Livro Bege - - - - - Brasil Reunião do Copom (Taxa Selic) - 7.25% 7.50% 7.50%Quinta-feira, 11/10/2012 02:00 Japão Confiança do Consumidor set/12 - - 40.5 03:00 Alemanha Preços ao Consumidor (Revisão) set/12 - - 2,0% 05:00 Z. do Euro Relatório Mensal out/12 - - - 06:00 Itália Leilão de Títulos - - - - 09:00 Brasil Vendas no Varejo (% m/m) ago/12 0,3% - 1,4% 09:00 Brasil Vendas no Varejo (% a/a) ago/12 9,8% - 7,1% 09:30 EUA Preços de Exportações/Importações set/12 - - - 09:30 EUA Balança Comercial ago/12 - -USD44,0B -USD42,0B 09:30 EUA Jobless Claims 6/out - - 359 Mil 13:30 EUA Discurso de C. Plosser (Fed Filadélfia) - - - - 20:50 Japão Índice Tertiary de Atividade Industrial ago/12 - - -0,8% 21:00 EUA Discurso de J. Bullard (Fed St. Louis) - - - -Sexta-feira, 12/10/2012 - Brasil Feriado: Mercados Fechados - - - - 06:00 Z. do Euro Produção Industrial (% m/m) ago/12 - - 0,6% 06:00 Z. do Euro Produção Industrial (% a/a) ago/12 - - -2,3% 09:30 EUA Preços ao Produtor (% m/m) set/12 - 0,7% 1,7% 09:30 EUA Preços ao Produtor (% a/a) set/12 - 1,8% 2,0% 09:30 EUA Preços ao Produtor - Núcleo (% a/a) set/12 - 2,5% 2,5% 10:55 EUA Confiança do Consumidor (Preliminar) out/12 - 77.5 78.3 4
  5. 5. DisclaimersInformações relevantes1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários erecomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informações e não constituem, nem devemser interpretados como oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro ou de participação emqualquer estratégia de negócios específica, qualquer que seja a jurisdição. As informações contidas nestes comentários erecomendações são consideradas confiáveis na data da divulgação destes comentários e recomendações e foram obtidas apartir de qualquer das seguintes fontes: (i) fontes indicadas ao lado da informação; (ii) preço de cotação no principalmercado regulado do valor mobiliário em questão; (iii) fontes públicas confiáveis; (iv) base de dados do Banco Pine. O BancoPine não declara ou garante, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações.Estes comentários e recomendações não são declarações completas ou resumos dos valores mobiliários, mercados oudesenvolvimentos aqui abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas nestes comentários e recomendaçõesrefletem o atual julgamento do analista de investimento responsável pelo conteúdo destes comentários e recomendações nadata de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. Da mesma forma, as cotações edisponibilidades dos instrumentos financeiros são meramente indicativas e sujeitas a alterações sem aviso prévio. O BancoPine não está obrigado a atualizar, modificar ou corrigir estes comentários e recomendações, nem informar o leitor sobre taisalterações.2. Os analistas de investimento responsáveis pela elaboração destes comentários e recomendações certificam que as opiniõesexpressas nestes comentários e recomendações refletem de forma precisa e exclusiva suas visões e opiniões pessoais arespeito de toda e qualquer empresa analisada ou seus valores mobiliários e foram produzidas de forma independente eautônoma. Uma vez que as opiniões pessoais dos analistas de investimento podem ser divergentes entre si, o Banco Pine podeter publicado ou vir a publicar outros comentários e recomendações que não apresentem uniformidade e/ou apresentemdiferentes conclusões em relação às informações fornecidas nestes comentários e recomendações. Os analistas deinvestimento declaram que não mantêm qualquer vínculo com qualquer indivíduo que mantenha relações comerciais dequalquer natureza com as empresas analisadas nestes comentários e recomendações e que não recebe qualquer remuneraçãopor serviços prestados, nem mantêm relações comerciais com empresas ou pessoa natural ou jurídica, fundo ouuniversalidade de direitos, que represente os interesses das empresas analisadas nestes comentários e recomendações. Oanalista de investimento, seu cônjuge ou companheiro não detém, direta ou indiretamente, posições em valores mobiliáriosemitidos pelas empresas analisadas nestes comentários e recomendações em sua carteira de investimentos pessoal, não têminteresse financeiro e não estão pessoalmente envolvidos na aquisição, alienação ou intermediação de tais valores nomercado. O analista de investimento, seu cônjuge ou companheiro não atua como administrador, diretor ou membro doconselho consultivo das empresas analisadas nestes comentários e recomendações.3. A remuneração do analista de investimento é determinada pelos diretores do Banco Pine. Como todos os funcionários doBanco Pine e suas empresas afiliadas, a remuneração dos analistas de investimento é influenciada pelo resultado geraldesta(s) companhia(s). Sendo assim, a remuneração do analista de investimento pode ser considerada indiretamenterelacionada a estes comentários e recomendações, entretanto o analista de investimento responsável pelo conteúdo destescomentários e recomendações garante que nenhuma parcela de sua remuneração esteve, está ou estará, direta ouindiretamente, relacionada a quaisquer recomendações ou opiniões específicas contidas nestes comentários erecomendações ou ligada a precificação de quaisquer dos valores mobiliários discutidos nestes comentários erecomendações.4. O Banco Pine, suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle comum podem possuir participaçãoacionária, direta ou indireta, igual ou superior a 5% (cinco por cento) do capital social das empresas analisadas nestescomentários e recomendações, e podem estar envolvidas na aquisição, alienação ou intermediação de tais valores nomercado. O Banco Pine, suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle comum declaram que recebem, oupretendem receber,remuneração por serviços prestados para as empresas analisadas nestes comentários e recomendações oupara pessoas a ela ligadas.5. Os instrumentos financeiros discutidos nestes comentários e recomendações podem não ser adequados para todos osinvestidores. Estes comentários e recomendações não levam em consideração os objetivos de investimento, situaçãofinanceira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeiraindependente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento baseada nasinformações contidas nestes comentários e recomendações. Caso um instrumento financeiro seja expresso em uma moedaque não a do investidor, uma alteração nas taxas de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade doinstrumento financeiro e o leitor destes comentários e recomendações assume quaisquer riscos de câmbio. A rentabilidade deinstrumentos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode, direta ou indiretamente, aumentar oudiminuir. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros, e nenhuma declaração ougarantia, de forma expressa ou implícita, é feita nestes comentários e recomendações em relação a desempenhos futuros. OGrupo Pine se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer dautilização destes comentários e recomendações ou de seu conteúdo.6. Estes comentários e recomendações não podem ser reproduzidos ou redistribuídos para qualquer pessoa, no todo ou emparte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito do Banco Pine. Informações adicionais sobre osinstrumentos financeiros discutidos nestes comentários e recomendações estão disponíveis sob consulta.Certificação de analistasOs analistas responsáveis pela elaboração deste relatório de análise são certificados de acordo com a regulamentaçãobrasileira. 4

×