Áreas Protegidas

3.760 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.760
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
68
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Áreas Protegidas

  1. 1. Escola Básica do 2º e 3º Ciclos Dr. Manuel de Brito Camacho - Aljustrel<br />Berlengas<br />Trabalho realizado por:  Soraia Diogo, nº19<br />8ºA<br />
  2. 2. Índice<br /><ul><li>Introdução …………………………………………3
  3. 3. Reserva Natural da Berlenga………………….......4
  4. 4. Símbolo de reserva natural………………………..5
  5. 5. História…………………………………………….6
  6. 6. Farol……………………………………………….6
  7. 7. Fortaleza das Berlengas…………………………..8
  8. 8. Fauna……………………………………………...9
  9. 9. Flora……………………………………………...14
  10. 10. Características geográficas e biofísicas…………16</li></li></ul><li>Introdução<br />Este trabalho surgiu no âmbito da disciplina de Ciências Naturais, tem como finalidade mostrar aos nossos colegas alguns dos parques naturais.<br />
  11. 11. Reserva Natural da Berlenga<br />O arquipélago da Berlenga, formação granítica muito antiga, dista cerca de 15 quilómetros do continente, demorando cerca de meia hora de barco para se chegar lá. É constituído por três grupos de ilhéus: a Berlenga Grande e seus recifes, as Estelas e os Farilhões. <br />
  12. 12. A Reserva Natural da Berlenga é extremamente rica do ponto de vista biológico, constituindo um dos locais mais importantes de nidificação de aves da Península Ibérica. <br />O airo, símbolo da Reserva Natural<br /> da Berlenga, é uma das espécies mais ameaçadas da nossa fauna. <br />A ilha da Berlenga, está dividida em Reserva Integral, Reserva Parcial e Área de Recreio. Existe ainda um Trilho de Natureza que se deve percorrer para conhecer a ilha.<br />
  13. 13. …<br />História<br />Farol<br />O Farol da ilha foi construído em 1841, o Farol foi baptizado Duque de Bragança.<br />O Farol utiliza a energia acumulada durante o dia (através de vários painéis solares), com 29m de altura. A sua luz é visível até cerca de 50 km de distância.<br />A ocupação humana da Berlenga Grande (única habitável) remonta à Antiguidade. Mais tarde chamada de ilha de Saturno. Posteriormente foi visitada por navegadores Muçulmanos, Vikings, corsários Franceses e Ingleses.<br />Em 1513, com o apoio da rainha D. Leonor, monges da Ordem de São Jerónimo com o propósito de oferecer auxílio à navegação e às vítimas dos frequentes naufrágios naquela costa atlântica, invadida por corsários, fundando o Mosteiro da Misericórdia da Berlenga, no local onde, desde 1953, se ergue um restaurante. <br />
  14. 14. Farol Duque de Bragança<br />
  15. 15. Com doze salas ou quartos onde funcionavam as dependências de serviço (Casa do Comando, Quartéis de Tropas, Armazéns, Cozinha e outros) e mais oito compartimentos no interior das muralhas. Um corredor sem iluminação dá acesso internamente aos vários pontos da estrutura.<br />Fortaleza das Berlengas<br />
  16. 16. Fauna<br />Destacam-se a lagartixa-de-bocage e o sardão, esta última espécie ameaçada pelas populações de gaivotas, coelhos-bravos e ratos-pretos. Existem várias espécies de aves, marinhas e não-marinhas, que nidificam neste ponto isolado do litoral, tais como:<br /><ul><li>Airo (ave símbolo da Reserva Natural das Berlengas);
  17. 17. Cagarra;
  18. 18. Corvo-marinho-de-crista;
  19. 19. Gaivotas (gaivota-de-patas-amarelas e gaivota-d'asa-escura);
  20. 20. Pardela-de-bico-amarelo;
  21. 21. Roque de Castro.</li></li></ul><li>Airo<br />Cagarra<br />
  22. 22. Corvo-marinho-de-crista<br />
  23. 23. Gaivota-de-patas-amarela<br />Gaivota-d'asa-escura<br />Pardela-de-bico-amarelo<br />
  24. 24. Roque de Castro<br />
  25. 25. Flora<br />Existem cerca de uma centena de espécies botânicas na área, incluindo:<br /><ul><li> Lobularia marítima
  26. 26. Frankenia laevis
  27. 27. Echium rosulatum
  28. 28. Thapsia villosa
  29. 29. Pulicaria microcephala
  30. 30. Papoila
  31. 31. Malmequer-amarelo
  32. 32. Anagallis monelli
  33. 33. Silene
  34. 34. Herniara berlengiana</li></li></ul><li>
  35. 35. Características geográficas e biofísicas<br /> Arquipélago oceânico, composto por numerosas ilhas e rochedos de contorno irregular, com encostas escarpadas, dispostas em três grupos: a Berlenga, as Estelas e os Farilhões-Forcadas. O arquipélago fica situado na Plataforma Continental da fachada oeste da Península Ibérica, cerca de 6 milhas para ocidente do Cabo Carvoeiro, junto da cidade de Peniche.<br /> Clima de características marcadamente oceânicas, dominado por influências Atlânticas, em especial nas encostas viradas a Norte e a Oeste. Também se nota uma forte componente Mediterrânica, mais visível nas encostas voltadas a Sul.<br />
  36. 36. Conclusão<br />Com este trabalho aprendemos e demos a conhecer aos nossos colegas algumas das reservas naturais em Portugal, como o parque natural das Berlengas. É de salientar que na recolha de informações surgiram algumas dificuldades. Espero que gostem do meu trabalho.<br />
  37. 37. Bibliografia<br /><ul><li> http://bicharada.net/animais/parques.php?id=21
  38. 38. http://pt.wikipedia.org/wiki/Berlengas
  39. 39. http://www.lifecooler.com/Portugal/natureza/ReservaNaturaldaBerlenga
  40. 40. http://campus.fct.unl.pt/afr/ipa_9899/grupo0017_natureza/escrita.htm
  41. 41. http://portal.icnb.pt/ICNPortal/vPT2007-AP-Berlengas/?res=1366x768</li></li></ul><li>Fim !!!<br />

×