Com professora Camila Eduarda
Tipos de Sujeito
• Simples: O que tem um único núcleo.
• Composto: O que tem dois ou mais núcleos.
• Desinencial: O que po...
Colocando-se o verbo (ou o auxiliar, se
houver locução verbal) na terceira pessoa
do plural.
• “Dizem que o publicitário
g...
Conceitos
• Verbos de ligação: Os verbos de ligação não
indicam ação. Estes verbos fazem a ligação
entre 2 termos: o sujei...
Verbo transitivo e intransitivo
• Verbo transitivo: São aqueles que não trazem
em si a ideia completa da ação, necessitam ...
Vozes do verbo
• Voz ativa: Nela o sujeito é o agente, ou seja,
pratica a ação. Ex.: Marta fez todo o trabalho em
apenas u...
Voz passiva
• Passiva analítica: Estrutura da Voz Passiva
Analítica: Sujeito paciente + verbo ser (aux.) +
verbo particípi...
Acentuação gráfica
• Regras da acentuação gráfica: Baseiam-se na
constatação de que, em nossa língua, as
palavras mais num...
Acentuação gráfica
Proparoxítonas
• Sílaba tônica:
antepenúltima
• As proparoxítonas são todas
acentuadas graficamente.
Ex...
Paroxítonas
• Sílaba tônica: penúltima
• Acentuam-se as paroxítonas terminadas em:
l
n
r
ps
x
us
i, is
om, ons
um, uns
ã(s...
Paroxítonas
• Observações:
• 1) As paroxítonas terminadas em "n" são acentuadas (hífen),
mas as que terminam em "ens", não...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aulão de Revisão-Português 1

347 visualizações

Publicada em

Assuntos:
-Verbos transitivos e intransitivos
-Sujeito
-Vozes do verbo
-Acentuação Gráfica

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
347
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulão de Revisão-Português 1

  1. 1. Com professora Camila Eduarda
  2. 2. Tipos de Sujeito • Simples: O que tem um único núcleo. • Composto: O que tem dois ou mais núcleos. • Desinencial: O que pode ser identificado pela pessoa verbal. O sujeito indeterminado se distingue do desinencial pelo fato de não poder ser identificado.
  3. 3. Colocando-se o verbo (ou o auxiliar, se houver locução verbal) na terceira pessoa do plural. • “Dizem que o publicitário gosta de aparecer.” • Estão dizendo que o publicitário gosta de aparecer. Empregando-se o pronome se com os verbos intransitivos, transitivos indiretos e de ligação na terceira pesoa do singular. • Vive-se muito bem nas cidades do interior. (verbo intransitivo) • Precisa-se de funcionários com experiência. (verbo transitivo indireto) • Não se é feliz sem amigos. (verbo de ligação) Na língua portuguesa, indetermina-se o sujeito de duas formas:
  4. 4. Conceitos • Verbos de ligação: Os verbos de ligação não indicam ação. Estes verbos fazem a ligação entre 2 termos: o sujeito e suas características. Ex.: Maria é bonita. • Núcleo do sujeito: É a palavra mais importante do sujeito. Em "A Maria foi comprar livros." O sujeito é : "A Maria" e o núcleo do sujeito é: "Maria", pois entre o artigo a e o substantivo Maria a palavra mais importante é Maria.
  5. 5. Verbo transitivo e intransitivo • Verbo transitivo: São aqueles que não trazem em si a ideia completa da ação, necessitam de um outro termo para completar o seu sentido. Esse outro termo é chamado de objeto. • Verbo intransitivo: São verbos que não precisam de complementos. • - Ele morreu. - A criança chora. - As folhas caem.
  6. 6. Vozes do verbo • Voz ativa: Nela o sujeito é o agente, ou seja, pratica a ação. Ex.: Marta fez todo o trabalho em apenas um dia. • Voz passiva: Nela o sujeito sofre a ação e por isso é chamado de sujeito paciente. Ex.: Todo o trabalho foi feito em apenas um dia. • Voz reflexiva: Nela o sujeito pratica e sofre a ação ao mesmo tempo, seja sozinho ou reciprocamente com outro indivíduo. Ex.: As crianças deram-se as mãos.
  7. 7. Voz passiva • Passiva analítica: Estrutura da Voz Passiva Analítica: Sujeito paciente + verbo ser (aux.) + verbo particípio + preposição + Agente da passiva. Ex.: A profecia foi cumprida. A janela foi molhada pela chuva. • Passiva sintética: Estrutura da Voz Passiva Sintética: Verbo + se (pronome apassivador) + sujeito (+ agente da passiva). Ex.: Fazem-se unhas. Cumpria-se a profecia.
  8. 8. Acentuação gráfica • Regras da acentuação gráfica: Baseiam-se na constatação de que, em nossa língua, as palavras mais numerosas são as paroxítonas, seguidas pelas oxítonas. A maioria das paroxítonas termina em -a, -e, -o, - em, podendo ou não ser seguidas de "s". Essas paroxítonas, por serem maioria, não são acentuadas graficamente. Já as proparoxítonas, por serem pouco numerosas, são sempre acentuadas.
  9. 9. Acentuação gráfica Proparoxítonas • Sílaba tônica: antepenúltima • As proparoxítonas são todas acentuadas graficamente. Exemplos: • trágico, patético, árvore Oxítonas • Sílaba tônica: última • Acentuam-se as oxítonas terminadas em: • a(s): • e(s): • o(s): • em, ens:
  10. 10. Paroxítonas • Sílaba tônica: penúltima • Acentuam-se as paroxítonas terminadas em: l n r ps x us i, is om, ons um, uns ã(s), ão(s) ditongo oral (seguido ou não de s)
  11. 11. Paroxítonas • Observações: • 1) As paroxítonas terminadas em "n" são acentuadas (hífen), mas as que terminam em "ens", não (hifens, jovens). • 2) Não são acentuados os prefixos terminados em "i "e "r" (semi, super). • 3) Acentuam-se as paroxítonas terminadas em ditongos crescentes: ea(s), oa(s), eo(s), ua(s), ia(s), ue(s), ie(s), uo(s), io(s). • Exemplos: • várzea, mágoa, óleo, régua, férias, tênue, cárie, ingênuo, início

×