8ª série A

1.040 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.040
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

8ª série A

  1. 1. HINO NACIONAL BRASILEIRO 100 ANOS 8ª série A EMEF PRESIDENTE KENNEDY DRE ITAQUERA
  2. 2. Após o trabalho realizado com a Professora de Português, em sala, com pesquisa sobre os compositores, a história e a interpretação da letra do Hino Nacional Brasileiro, os alunos das 8ª séries, no Laboratório de Informática, utilizando imagens fornecidas pela Professora de Artes, montaram uma apresentação em PowerPoint em comemoração aos 100 anos do Hino Nacional Brasileiro. Professoras Envolvidas Profª Silvia - Português Profª Betania - Artes Profª Audrey – POIE
  3. 3. 8ª SÉRIE A <ul><li>Bianca e Caroline </li></ul><ul><li>Carlos Henrique </li></ul><ul><li>Fabrício </li></ul><ul><li>Paulo Henrique </li></ul>
  4. 4. Bianca e Caroline
  5. 5. Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heróico o brado retumbante, E o sol da liberdade,em raios fúlgidos, Brilhou no céu da pátria nesse instante Se o penhor dessa igualdade Conseguimos conquistar com braço forte, Em teu seio, ó liberdade Desafia o nosso peito a própria morte!
  6. 6. Ó pátria amada idolatrada salve!salve! Brasil de um amor intenso, um raio vívido de amor e de esperança a terra desce, se em teu formoso céu risonho e límpido a imagem do cruzeiro resplandece. Gigante pela própria natureza És belo,és forte,impávido do colosso E o teu futuro espelha essa grandeza Terra adorada, Entre outras mil, Es tu ,Brasil, Dos filhos deste solo és mãe gentil, Pátria amada, Brasil!
  7. 7. Deitado eternamente em berço esplêndido Ao som do mar a luz do céu profundo, Fulguras ó Brasil florão da América, Iluminado ao sol do novo mundo! Do que a terra mais garrida, Teus risonhos,lindos campos tem mais flores “ Nossos bosques têm mais vida” “ Nossa vida” no teu seio “mais amores” Ó pátria Amada! idolatrada Salve! Salve!
  8. 8. Brasil de amor eterno seja símbolo O lábaro que ostentas estrelados, E diga o verde-louro dessa flâmula -‘paz no futuro e gloria no passado.”
  9. 9. Mas, se ergues da justiça a clava forte, Verás que o filho teu não foge a luta, Nem teme,quem te adora, a própria morte. Terra adorada, Entre outras mil És tu Brasil Ó pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil, Pátria amada, Brasil!
  10. 10. Carlos Henrique
  11. 11. Hino nacional <ul><li>Ouviram do Ipiranga as margens plácidas </li></ul><ul><li>De um povo heróico o brado retumbante, </li></ul><ul><li>E o sol da liberdade, em raios fúlgidos, </li></ul><ul><li>Brilhou no céu da pátria nesse instante. </li></ul><ul><li>Se o penhor dessa igualdade </li></ul><ul><li>Conseguimos conquistar com braço forte, </li></ul><ul><li>Em teu seio,ó liberdade, </li></ul><ul><li>Desafia nosso peito a própria morte! </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Ó pátria amada, </li></ul><ul><li>Idolatrada, </li></ul><ul><li>Salve!Salve! </li></ul><ul><li>Brasil,um sonho intenso,um raio vívido </li></ul><ul><li>De amor e de esperança à terra desce, </li></ul><ul><li>Se em teu formoso céu,risonho e límpido, </li></ul><ul><li>A imagem do Cruzeiro resplandece. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Gigante pela própria natureza, </li></ul><ul><li>És belo,és forte,impávido colosso, </li></ul><ul><li>E o teu futuro espelha essa grandeza. </li></ul><ul><li>Terra adorada </li></ul><ul><li>Entre outras mil, </li></ul><ul><li>És tu,Brasil, </li></ul><ul><li>Ó pátria amada! </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Dos filhos deste solo és mãe gentil, </li></ul><ul><li>Pátria amada </li></ul><ul><li>Brasil! </li></ul><ul><li>Deitado eternamente em berço esplêndido, </li></ul><ul><li>Ao som do mar e à luz do céu profundo, </li></ul><ul><li>Fulguras,ó Brasil,florão da América, </li></ul><ul><li>Iluminado ao sol do novo mundo! </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Do que a terra,mais garrida, </li></ul><ul><li>Teus risonhos,lindos campos têm mais flores; </li></ul><ul><li>“ Nossos bosques têm mais vida”, </li></ul><ul><li>“ Nossa vida” no teu seio “mais amores.” </li></ul><ul><li>Ó Pátria amada, </li></ul><ul><li>Idolatrada, </li></ul><ul><li>Salve!Salve! </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Brasil,de amor eterno seja símbolo </li></ul><ul><li>O lábaro que ostentas estrelado, </li></ul><ul><li>E diga o verde-louro dessa flâmula </li></ul><ul><li>-“paz no futuro e glória no passado.” </li></ul><ul><li>Mas,se ergues da justiça a clava forte, </li></ul><ul><li>Verás que um filho teu não foge à luta, </li></ul><ul><li>Nem teme,quem te adora,a própria morte. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Terra adorada, </li></ul><ul><li>Entre outras mil, </li></ul><ul><li>És tu,Brasil, </li></ul><ul><li>Ó Pátria amada! </li></ul><ul><li>Dos filhos deste solo és mãe gentil, </li></ul><ul><li>Pátria amada, </li></ul><ul><li>Brasil! </li></ul>
  18. 18. Fabrício
  19. 19. Hino Nacional Brasileiro
  20. 20. <ul><li>Ouviram do Ipiranga as margens plácidas </li></ul><ul><li>De um povo heróico o bravo retumbante </li></ul><ul><li>E o sol da liberdade em raios fúlgidos </li></ul><ul><li>Brilhou no céu da pátria nesse instante </li></ul><ul><li>Se o penhor dessa igualdade </li></ul><ul><li>Conseguimos conquistar com braço forte, </li></ul><ul><li>Em teu seio , ó liberdade </li></ul><ul><li>Desafia o nosso peito a própria morte </li></ul><ul><li>Ó pátria amada, </li></ul><ul><li>Idolatrada </li></ul><ul><li>Salve! Salve! </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Brasil, um sonho intenso um raio vívido </li></ul><ul><li>De amor e de esperança a terra desce, </li></ul><ul><li>Se em teu formoso céu, risonho e límpido </li></ul><ul><li>A imagem do cruzeiro resplandece </li></ul><ul><li>Gigante pela própria natureza </li></ul><ul><li>És belo, es forte , impávido colosso, </li></ul><ul><li>E o teu futuro espelha essa grandeza. </li></ul><ul><li>Terra dourada </li></ul><ul><li>Entre outra mil , </li></ul><ul><li>És tu, Brasil </li></ul><ul><li>Ó pátria amada! </li></ul><ul><li>Dos filhos deste solo és mãe gentil, </li></ul><ul><li>Pátria amada, </li></ul><ul><li>Brasil! </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Deitado eternamente em berço esplendido </li></ul><ul><li>Ao som do mãe e a luz do céu profundo, </li></ul><ul><li>Fulguras, ó Brasil, florão da América </li></ul><ul><li>Iluminando ao sol do Novo mundo! </li></ul><ul><li>Do que a terra, mais garrida, </li></ul><ul><li>Teus risonhos, lindos campos tem mais flores </li></ul><ul><li>Nossos bosques tem mais vida </li></ul><ul><li>Nossa vida no teu seio mais amores </li></ul><ul><li>Ó pátria amada </li></ul><ul><li>Idolatrada </li></ul><ul><li>Salve! Salve! </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Brasil, de amor eterno seja símbolo </li></ul><ul><li>O lábaro que ostenta estrelado </li></ul><ul><li>E diga o verde-louro dessa flâmula </li></ul><ul><li>Paz no futuro e gloria no passado. </li></ul><ul><li>Mas se ergues da justiça a clava forte </li></ul><ul><li>Verás que um filho teu não foge a luta </li></ul><ul><li>Nem teme, quem te adora, a própria morte </li></ul><ul><li>Terra dourada! </li></ul><ul><li>Entre outras mil, </li></ul><ul><li>És tu Brasil, </li></ul><ul><li>Ó pátria amada! </li></ul><ul><li>Dos filhos desde solo és mãe gentil, </li></ul><ul><li>Pátria amada, </li></ul><ul><li>Brasil! </li></ul>
  24. 24. Paulo Henrique
  25. 25. Hino Nacional <ul><li>Parte I </li></ul><ul><li>Ouviram do Ipiranga as margens plácidas </li></ul><ul><li>De um povo heróico e retumbante </li></ul><ul><li>E o sol da liberdade, em raios fulgidos, </li></ul><ul><li>Brilhou no céu da pátria nesse instante </li></ul><ul><li>Se o penhor dessa igualdade </li></ul><ul><li>Conseguimos conquistar com braço forte </li></ul><ul><li>Em teu seio, ó liberdade. </li></ul><ul><li>Desafio nosso peito a própria morte </li></ul><ul><li>Ò pátria ama Idolatrada </li></ul><ul><li>Salve! Salve! </li></ul><ul><li>Brasil um sonho intenso um raio vivido </li></ul><ul><li>De amor e de esperança a terra desce </li></ul><ul><li>Se em teu formoso céu risonho e límpido </li></ul><ul><li>A imagem do cruzeiro resplandece </li></ul><ul><li>Gigante pela própria natureza </li></ul><ul><li>És belo, é forte impávido colosso. </li></ul><ul><li>Em teu futuro espelha essa grandeza </li></ul><ul><li>Terra adorada </li></ul><ul><li>Entre outras mil és tu Brasil a pátria amada </li></ul><ul><li>Dos filhos desse solo és mãe gentil </li></ul><ul><li>Pátria amada </li></ul><ul><li>Brasil </li></ul>
  26. 26. Hino Nacional <ul><li>Parte II </li></ul><ul><li>Deitado eternamente em berço esplendido </li></ul><ul><li>Ao som do mar e a luz do céu profundo </li></ul><ul><li>Fulguras o Brasil florão da América </li></ul><ul><li>Iluminado o sol do novo mundo </li></ul><ul><li>Do que a terra, mais garrida. </li></ul><ul><li>Seus risonhos e lindos campos têm mais flores </li></ul><ul><li>“ Nossos bosques tem mais vida” </li></ul><ul><li>“ Nossa vida” em teu seio “mais amores” </li></ul><ul><li>Ó pátria amada </li></ul><ul><li>Idolatrada </li></ul><ul><li>Salve! Salve </li></ul><ul><li>Brasil de eterno seja símbolo </li></ul><ul><li>O lábaro que ostentas estrelado </li></ul><ul><li>E diga o verde-louro dessa flâmula </li></ul><ul><li>“ Paz no futuro e gloria no passado” </li></ul><ul><li>Mas, se ergues da justiça clava forte. </li></ul><ul><li>Veras que um filho teu não foge a luta </li></ul><ul><li>Nem teme quem te adora a própria morte </li></ul><ul><li>Terra adorada </li></ul><ul><li>Entre outras mil </li></ul><ul><li>És tu Brasil </li></ul><ul><li>ó pátria amada </li></ul><ul><li>Dos filhos deste solo és mãe gentil </li></ul><ul><li>Pátria amada </li></ul><ul><li>Brasil </li></ul>

×