Criando valor para o acionista - Vale - Ativa

1.076 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada na Ativa sobre o seu desempenho da Vale, suas perspectivas e a estratégia de crescimento da empresa no mercado de mineração para os próximos anos.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.076
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criando valor para o acionista - Vale - Ativa

  1. 1. Criando valorpara o acionista Rio de Janeiro Abril de 2011 1
  2. 2. Disclaimer“Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas em expectativas futuras, e não em fatos históricos, envolvem vários riscos e incertezas. A Vale não pode garantir que tais declarações venham a ser corretas. Tais riscos e incertezas incluem fatores relacionados a: (a) países onde temos operações, principalmente Brasil e Canadá, (b) economia global, (c) mercado de capitais, (d) negócio de minérios e metais e sua dependência à produção industrial global, que é cíclica por natureza, e (e) elevado grau de competição global nos mercados onde a Vale opera. Para obter informações adicionais sobre fatores que possam originar resultados diferentes daqueles estimados pela Vale, favor consultar os relatórios arquivados na Comissão de Valores Mobiliários – CVM, na Autorité des Marchés Financiers (AMF), na U.S. Securities and Exchange Commission – SEC e no The Stock Exchange of Hong Kong Limited, e em particular os fatores discutidos nas seções “Estimativas e projeções” e “Fatores de risco” no Relatório Anual - Form 20F da Vale.” 2
  3. 3. Agenda Uma visão geral da Vale Um desempenho extraordinário Uma perspectiva promissora Estratégia para vencer 3
  4. 4. Uma visão geral da Vale 4
  5. 5. De um exportador brasileiro de minériode ferro ... Vale em 1997 Bélgica EUA Japão China Brasil Legenda Operações Escritórios Exploração mineral Sede 5
  6. 6. ... para uma empresa de mineraçãoglobal diversificada, com escritórios eoperações em todos os continentes Vale em 2011 6
  7. 7. A Vale é a segunda maior empresade mineração do mundo Capitalização de mercado Recorde 16 de maio de 2008 12 de abril 2011 Us$ 200,5 bilhões Us$ 169, 6 bilhões 210 180 150 US$ bilhões 120 90 60 30 0 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011Fonte: Bloomberg 7
  8. 8. A Vale vem consolidando sua posiçãocomo uma das maiores empresas domundo por valor de mercado Posição da Vale no ranking FT 500¹ 500 400 300 200 100 1 31 de março de 2011 20 2010 20 2009 42 2008 25¹ Ranking das 500 maiores empresas no mundo por valor demercado – Financial Times, posição em 31 de março de cada ano 2007 74 2006 117 2005 153 334 2004 275 2002 446 2003 8
  9. 9. A Vale é negociada em todo o mundo,oferecendo 20 horas de negociaçõespor dia Paris New York 2008 2000 Hong Kong 2010 São Paulo 1943 9
  10. 10. A Vale tem aproximadamente 500.000acionistas distribuídos no mundo Paris New York São Paulo 10
  11. 11. A Vale está em 1º lugar entre as grandes mineradoras em geração de valor aos acionistas TSR 10 anos¹ TSR 5 anos¹ 2001-2010 2006-2010 Vale 38,2% Vale 29,5% Par 1 24,4% Par 1 28,3% Par 2 15,0% Par 2 20,3% Par 3 14,2% Par 3 17,0% Par 4 8,7%Fonte: Bloomberg¹ Em US$ 11
  12. 12. Um resultadoextraordinário 12
  13. 13. Um excelente desempenhooperacional Maior produção de 2010 AoA1 todos os tempos Mt % Minério de ferro 308,0 29,4 Pelotas 49,0 105,4 Carvão 6,9 27,1 Bauxita 14,3 15,0 Carajás ultrapassou, pela primeira vez, o limite de 100 Mtpa: 101,1 milhões de toneladas em 2010 Forte recuperação da produção de níquel: 2S10 / 1S10 = + 58,0%1 – ano contra ano 2S10 / 2S09 = + 73,0% 13
  14. 14. Um excelente desempenho financeiro 2010 2008 ∆ US$ bilhões US$ bilhões % Receita 45,293 37,426 21,0% EBIT 21,695 15,698 38,2% Margem EBIT 47,9% 41,9% +600 bps EBITDA 26,116 19,018 37,3% Lucro líquido 17,264 13,218 30,6% Lucro líquido O mais elevado da indústria de mineração 14
  15. 15. A recessão 2008/2009 impactou o resultadode 2009. Apesar disso, tivemos uma rápidarecuperação do desempenho financeiro US$ bilhões EBITDA Lucro líquido2005 6,540 2005 4,8412006 11,451 2006 7,2602007 15,774 2007 11,8252008 19,018 2008 13,2182009 9,165 2009 5,3492010 26,116 2010 17,264 15
  16. 16. Desempenho financeiro no 2S10:Vale é melhor entre seus pares¹ EBIT US$ 15,0 bilhões EBITDA US$ 17,7 bilhões 100 100 Par 1 99 Par 1 98 Par 2 78 Par 2 83 Par 3 45 Par 3 37 Par 4 25 Par 4 33 Margem EBIT 51,7% Lucro Líquido US$ 12,0 bilhões 100 100 Par 1 84 Par 1 88 Par 2 72 Par 2 71 Par 3 54 Par 3 20 Par 4 44 Par 4 171 Grupo de pares inclui a BHP Billiton, Rio Tinto, Xstrata e Anglo American. Fonte: Relatórios das Empresas 16
  17. 17. Diversificação de mercados e grandeexposição à Ásia Receita por destino de vendas US$ 46,5 bilhões – 2010 Resto do mundo 3,9% América do sul Europa 19,3% 19,2% América do norte 4,4% Outros Ásia 9,0% Japão China 11,3% 33,0% Ásia 52,5% 17
  18. 18. Vendas por produtos Receita por produto US$ 46,5 bilhões – 2010 Outros Carvão 3,8% 1,8% Fertilizantes 3,1% Cobre 3,1% Logística 3,8% Minério de Ferro e Pelotas Alumínio 70,5% 6,5% Níquel 8,3% 18
  19. 19. Nosso grande estoque de caixa, derivado daforte geração de caixa, está permitindo anormalização do índice de alavancagem... Dívida total 2.5 Dívida total / EBITDA¹ 2.4 2.2 Dívida total- US$ bilhões¹ 1.8 Caixa - US$ bilhões ¹,² 1.5 1.3 1.0 1.0 1.0 1.0 25.3 25.3 23.6 24.0 22.9 21.2 19.2 19.5 18.2 18.4 15.3 12.6 12.2 13.0 11.2 11.0 11.1 9.7 9.4 6.2 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 ¹ dos últimos 12 meses a partir do fim do trimestre. ² caixa e equivalentes de caixa. 19
  20. 20. ...e nos permitiu financiar iniciativas decrescimento: investimos US$ 80,7bilhões de 2004 a 2010 Capex1 US$ bilhões Investimento total 24,0 20,6 19,4 Crescimento orgânico 65%Aquisições 12,7 35% 11,0 10,3 5,0 2,1 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011E ¹ Inclui aquisições 20
  21. 21. Distribuição de bons dividendos aosacionistas Distribuição de dividendos – US$ milhões 5.000 2.850 2.724 3.000 20.6 1.300 1.300 787 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011E Remuneração mínima do ano é estabelecida em janeiro de cada ano baseada em projeções de fluxo de caixa 21
  22. 22. Uma perspectivapromissora 22
  23. 23. O mercado de minério de ferro continua aquecido e aqualidade tornou-se o fator chave na competitividadeglobal, como mostra o comportamento dos prêmios Índice Platts IODEX¹ 1% Fe adicional US$/tonelada métrica US$/tonelada métrica 184,5 7200180 6160 5140120 4100 3 80 60 2 out/09 dez/09 fev/10 abr/10 jun/10 ago/10 out/10 dez/10 fev/11 abr/11 Oct-09 Dec-09 Feb-10 Apr-10 Jun-10 Aug-10 Oct-10 Dec-10 Feb-11 Apr-11 ¹ Ïndice Platts Iodex de minério de ferro, correspondente à 62% de teor de Fe Fonte: Platts 23
  24. 24. Lidando com as preocupações daChina: o alto consumo de energia e aselevadas emissões de carbono Uso de minério de ferro de alta qualidade da Vale - Maximiza a eficiência energética, levando a um menor consumo de coque por tonelada de aço. - Cortes nas emissões de CO2. - Aumenta a produtividade dos altos-fornos. - Os efeitos positivos são ampliados pelo uso combinado do minério de ferro e pelotas da Vale. 24
  25. 25. Os preços do níquel têm apresentado tendência dealta, refletindo principalmente a forte demanda detodas as suas aplicações Os preços do níquel US$/tonelada métrica 170 Estoque Níquel - preços 30.000 28.000 160 000 toneladas métricas US$ / tonelada métrica 26.000 150 24.000 140 22.000 130 20.000 120 18.000 110 16.000 fev-10 mar-10 abr-10 mai-10 jun-10 jul-10 ago-10 set-10 out-10 nov-10 dez-10 jan-11 fev-11 mar-11 abr-11Fonte: Bloomberg 25
  26. 26. Os preços dos grãos subiram de forma acentuada, aumentando a rentabilidade da agricultura e estimulando a recuperação da demanda por fertilizantes Milho Soja8 US$/saca* US$/saca* 16 157 146 13 125 11 104 93 8fev-10 abr-10 jun-10 ago-10 out-10 dez-10 fev-11 abr-11 fev-10 abr-10 jun-10 ago-10 out-10 dez-10 fev-11 abr-11Fonte: Bloomberg * Unidade de medida padrão dos contratos futuros de grãos nos Estados Unidos 26
  27. 27. O histórico dos ciclos de negócios demonstraque fortes recuperações são seguidas dedesaceleração rumo à moderação Produção industrial: recessões globais e recuperações Δ do pico ao fundo da Δ 1o ano Δ 2o ano recessão Mai/1975 -14,0% 11,0% 5,8% Jul/1980 -5,0% 3,3% -3,7% Dez/1982 -5,9% 9,7% 4,6% Mar/1998 -2,1% 2,0% 5,8% Nov/2001 -5,5% 3,7% 2,6% Mar/2009 -16,5% 11,0% 4,2%1 Média: -8,2% 6,7% 3,2%Fontes:Vale, BEA e NBER 27
  28. 28. Crescimento do PIB da China desacelerou deforma a atingir um ritmo mais sustentável. Ocrescimento rápido ainda é o objetivo principal dogoverno chinês Crescimento do PIB da China¹ % 14,7 11,6 11,8 12,0 10,0 8,5 7,8 8,0 6,0 1,0 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 ¹ Saar Fonte: CEIC e estimativas Vale Crescimento trimestral anualizado, com ajuste sazonal 28
  29. 29. Estratégia para vencer 29
  30. 30. Nossa estratégia de crescimento nolongo prazo Disciplina na alocação de capital alocação Maximizar a Maximizar a Projetos Projetos performance performance brownfield brownfield dos ativos dos ativosAtivos existentes Gestão de Gestão de Valor ao acionista Valor ao acionista portfólio portfólioNovos ativos Exploração Exploração mineral mineral Aquisições Aquisições Projetos Projetos greenfield greenfield 30
  31. 31. Excelência na execução de projetos:37 projetos entregues desde 2002 Oman Brucutu Zhuhai Capão Carborough Xavier Downs OnçaSão Luís Taquari- Vassouras Carajás Puma Mo I Rana 100 Mtpy Northern Corridor Additional Capim 20 Mtpy Trombetas Pier III Fábrica Branco I PDM Nova Fazendão UHC 2002 2002 2003 2003 2004 2004 2005 2005 2006 2006 2007 2007 2008 2008 2009 2009 2010 2010 Dalian Vargem Carajás Grande Sossego Aimorés 85 Mtpy CSA Alunorte 3 Alunorte Alunorte 6&7 Southeastern 4&5 Corridor Carajás 70 Capim Funil Mtpy Candonga Branco II Bayóvar Paragominas II Paragominas I Três Valles Samarco III 31
  32. 32. Seis novos projetos entregues em2010 Minério de ferro Carajás adicional 20 Mtpa 20 Mtpa Pelotas Oman 9,0 Mtpa Níquel Onça Puma 53.000 tpa Cobre Tres Valles 18.500 tpa Rocha fosfática Bayóvar 3,9 Mtpa Aço TKCSA 5,0 Mtpa1 1 8,5 Mtpa de minério de ferro e pelotas. 32
  33. 33. Consistentemente com a nossa visão de longoprazo e disciplina na alocação de capitalplanejamos investir US$ 24,0 bilhões em 2011 2011 2011 por categoria por área de negócio Crescimento orgânico Bulk materials 81,3% 42,1% Carvão Minerais Projetos 6,6% ferrosos 73,0% 35,5% Logística 20,9% Outros 5,3%Sustentação P&D Geração de das 8,3% energia operações 3,3% Metais base existentes Fertilizantes 18,0% 18,7% 10,4% 33
  34. 34. A partir de 2011 até 2015, 33 projetos serãoentregues, contribuindo para criação de valorpara os acionistas Minério de ferro/pelotas CSU Niquell CarvãoGreenfield CSP Cobre Biofuels Fertilizantes Logística Salitre Energia Cristalino Aço Teluk Rubiah Karebbe Long-Harbour Estreito Simandou I ALPA Nacala Salobo Serra Leste Konkola North Apolo Moatize Tubarão VIII Rio Colorado Serra Sul (S11D) Ellensfield2011 2012 2013 2014 2015 Totten Carajás 40 Mtpy Conceição Itabiritos Conceição Itabiritos II Bayovar II Vargem Grande Itabiritos CLN S11D CLN 150 Mtpy Cauê Itabiritos Simandou II Moatize IIBrownfield Salobo II 34
  35. 35. Novos ativos de classe mundial deverãogerar alto crescimento da nossa produção Crescimento da produção agregada¹ 400 CAGR 2011E-2015E: 16,3% 350 Em unidade equivalente de minério de ferro 300 Projetos greenfield 250 Projetos brownfield 200 150 100 50 0 2010E 2011E 2012E 2013E 2014E 2015E¹ O indicador inclui a produção de todos os produtos da Vale, base 2003=100 35
  36. 36. Vale: posição sólida para continuarcriando valor para os acionistas Ativos de classe mundial: vida longa e baixo custo. Forte posição financeira. - Posição de caixa sólida: US$ 9,4 bilhões. - Dívida de baixo risco: baixa alavancagem e longa maturação. Excelente histórico de execução de projetos e disciplina na alocação de capital. Múltiplas opções de crescimento no médio e longo prazo. Política de dividendos transparente. 36
  37. 37. www.vale.comrio@vale.com Vale: líder global 37

×