Oficina de Construção de Aprendizagem

535 visualizações

Publicada em

Metodologia de Aprendizagem Corporativa - Treinamentos de Resultados

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
535
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oficina de Construção de Aprendizagem

  1. 1. Oficina de Construção da Aprendizagem Metodologia Integrada para Treinamentos Corporativos de Resultados
  2. 2. POR QUE OCA? A Oficina de Construção de Aprendizagem – OCA é uma metodologia de potencialização e aceleração da aprendizagem. Surgiu da nossa experiência de mais de duas décadas com Educação Corporativa. Durante esse tempo, prestamos serviços de treinamento e capacitação para empresas dos mais variados portes e ramos de atividades, perseguindo a efetividade e a agilidade da aprendizagem técnica e comportamental.
  3. 3. 3 Promovem o desenvolvimento das competências, a aquisição e a utilização dos conhecimentos e as mudanças de comportamentos desejadas 1São alinhados com as estratégias da organização Sabemos que uma empresa garante retorno do investimento em desenvolvimento de seu pessoal quando os treinamentos atendem a alguns requisitos: 2 Estimulam os treinandos a se envolverem no processo de aprendizagem
  4. 4. P ara atender a essas exigências, investigamos e experimentamos diversas teorias e métodos de ensino e aprendizagem. Finalmente, elaboramos uma metodologia a partir de estratégias e táticas que se integram para potencializar a aquisição de habilidades técnicas e comportamentos, e que visa a: ENVOLVER ENGAJAR CONECTAR MOBILIZAR os participantes, para que a aprendizagem se converta nos resultados esperados pela Organização. A sinergia entre atividades é construída para acelerar e garantir o aprendizado das competências essenciais ao incremento da produtividade e da competitividade das Organizações
  5. 5. CONCEITO DE BASE Os princípios que norteiam a construção e a aplicação dos conteúdos dos programas de treinamento são os da Andragogia. Os profissionais aprendem efetivamente quando são emocionalmente estimulados, intelectualmente desafiados e recebem instrumentos para utilização imediata. SENTIR CONHECERFAZER
  6. 6. TÉCNICAS DE INSPIRAÇÃO Ao lado de algumas ferramentas criadas especificamente para a aprendizagem organizacional, e de conceitos consolidados nas universidades, algumas práticas referenciadas na publicidade e técnicas de planejamento que revolucionaram as áreas de Qualidade nas Indústrias, dentre outros, constituem os alicerces da OCA.
  7. 7. O QUE É A metodologia prevê etapas integradas e complementares, cada uma com um objetivo diferente, para garantir eficácia para os treinandos, para o RH e para as áreas demandantes:
  8. 8. ETAPA A - PLANEJAMENTO Objetivos de Aprendizagem e Indicadores Em conjunto com o RH e/ou áreas demandantes, são determinados os resultados que a Empresa espera obter do programa de treinamento, em termos de aquisição de conhecimentos e habilidades e de mudança de comportamentos . A partir dessa compreensão, são determinados os objetivos específicos de aprendizagem e os indicadores – que servirão como subsídio para a ETAPA B, em que serão desenvolvidas as ferramentas para mensuração e controle do alcance dos resultados. Só então os conteúdos são identificados e customizados.
  9. 9. Antes de um módulo presencial, Os treinandos recebem caso para estudo: uma narrativa em que os personagens enfrentam desafios semelhantes àqueles encontrados no exercício das suas atribuições nas organizações. Para preparar o caso devem responder a perguntas significativas, que os conduzem a refletir sobre os desafios aproveitando sua própria experiência profissional. Essa etapa é construída de maneira mobilizar os participantes e criar predisposição para participar do Programa. A mesma narrativa é tema para as atividades das outras etapas do programa, garantindo identidade e mobilizando as várias dimensões envolvidos no aprendizado. APLICAÇÃO ETAPA 1 - ENGAJAMENTO Estudo de Caso – Situações- Problema
  10. 10. Primeira atividade dos encontros presenciais, é constituída por discussões estruturadas, em grupos de treinandos, que analisam cada um dos problemas apontados na narrativa, revezando-se em diversas rodadas. Dessa maneira todos compartilham opiniões e vivências sobre os desafios propostos. Envolve os integrantes pelo respeito às experiências individuais. ETAPA 2 - ENVOLVIMENTO Cooperação Experiencial
  11. 11. Ao apresentar as teorias, técnicas e métodos consagrados, o especialista resgata as análises e conclusões dos treinandos e fornece ferramentas para a superação dos desafios propostos e para a aquisição eficaz das competências. A assimilação é reforçada por exposição teórica participativa, dinâmicas de grupo, simulações, exercícios e filmes. ETAPA 3 - CONHECIMENTO Construção Teórica
  12. 12. Para consolidar o aprendizado de forma lúdica e memorável, os treinandos executam uma dinâmica de grupo em forma de Jogo de Empresa, que proporciona o emprego prático dos conteúdos. O jogo promove a materialização e o contato com situações de aplicação prática dos conceitos, teorias e técnicas, reforçando a assimilação e a transposição para a realidade. ETAPA 4 - CONCRETIZAÇÃO Prática – Jogo de Empresa
  13. 13. O facilitador promove discussão estruturada sobre possibilidades e dificuldades de aplicação das ferramentas e comportamentos, de maneira a instrumentalizar os treinandos para sua utilização . A atividade diminui resistências conscientes e inconscientes para mudança de hábitos. ETAPA 5 - CONEXÃO Action Group – Discussão de Aplicação
  14. 14. ETAPA 6 - COMPROMETIMENTO Plano de Ação Por meio de processo estruturado, Os treinandos determinam atividades a serem executadas nas suas rotinas diárias. Assim, o aprendizado se solidifica e as competências são efetivamente instaladas, com a incorporação dos novos hábitos.
  15. 15. ETAPA 7 - CONSOLIDAÇÃO Acompanhamento e Reforço Após os blocos de treinamento presencial, os participantes recebem material de leitura complementar, guia para aplicação dos conceitos e exercícios de reforço. Após a implementação, se oportuno, voltam para encontro presencial a fim de compartilharem e discutirem a aplicação, seus sucessos e dúvidas, darem continuidade e realizarem eventuais alterações nos Planos de Ação.
  16. 16. indicadores e objetivos determinados. Esta etapa encerra o processo e dá à Organização uma visão apurada dos resultados obtidos, permitindo a avaliação do retorno do investimento realizado. ETAPA B - CONTROLE Avaliação de Indicadores São fornecidos instrumentos para que se possa medir a aprendizagem, com base nos
  17. 17. As atividades do processo são concebidas e aplicadas para estimular, de maneira agradável e produtiva, o desenvolvimento consistente das competências. O material é construído com identidade visual e de comunicação exclusiva e orgânica em relação à metodologia e ao conteúdo de cada programa. O espaço dos encontros presenciais é organizado de forma a criar um ambiente semelhante a uma reunião entre amigos e servir à vivência e às atividades desenvolvidas. O guia de participação é feito para promover a geração de ideias e soluções criativas, AMBIENTE CRIATIVO
  18. 18. O processo e suas atividades são conduzidas por profissionais homologados para a aplicação da Metodologia, com significativa experiência organizacional, sólida formação acadêmica e reconhecida competência didática. O compartilhamento de conhecimentos na metodologia estruturada potencializa a capacidade de tomada de decisão em equipe e a resolução de problemas.. Os especialistas facilitam o desenvolvimento das competências criando um clima propício à proposição e análise de ideias e soluções inovadoras. Promovem a construção dos conceitos teóricos e a troca de experiências. Oferecem feedbacks e estimulam sua prática. Estimulam o comprometimento dos treinandos ao conectar os conteúdos à sua realidade. A metodologia assim aplicada conduz à aprendizagem acelerada e efetiva. FACILITAÇÃO ESTRUTURADA
  19. 19. Escola de Negócios dedicada a ajudar empresas e pessoas a potencializar resultados, capacitando equipes para atuar em ambiente competitivo e complexo Desde mais de treinandos algumasempresas QUEM SOMOS
  20. 20. NOSSA ARTE SOLUÇÕES DE APRENDIZAGEM Cursos de atualização e aprofundamento Consultoria em Educação Corporativa Didatização de Conteúdo Palestras e Eventos StoryTraining- Aprendizagem pela história Ateliê de Liderança Ateliê deVendas Ateliê de Excelência Ateliê de Multiplicação Ateliê Jovens Talentos Ateliê de Comunicação Programas de formação e educação continuada
  21. 21. CONTATO Fone: 11 5078 8540 atelie@ateliecorporativo.com.br www. ateliecorporativo.com.br

×