Uma conversa Sobre Livros digitais

783 visualizações

Publicada em

Apresentação que deu suporte a uma conversa sobre livros digitais no Sesc Belenzinho em fevereiro de 2011.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
783
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uma conversa Sobre Livros digitais

  1. 1. “uma conversa sobre livros digitais” Francisco Arlindo Alves
  2. 2. “uma conversa sobre livros digitais” Francisco Arlindo Alves
  3. 3. Licenciamento • “uma conversa sobre livros digitais” de Francisco Arlindo Alves foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição -Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
  4. 4. 3 aspectos
  5. 5. 1
  6. 6. o livro como suporte
  7. 7. “...do códex à tela, o passo é tão importante quantoo que foi dado na passagem do rolo ao códex.”(Roger Chartier)
  8. 8. Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/especial/913_espaco Acesso em 03 demarço de 2010
  9. 9. Memex Vannevar Bush“As We May Think”(1945)
  10. 10. Douglas Engelbart
  11. 11. Desde o início do ano, para cada 100 livrosbrochura que a Amazon vendeu, a empresavendeu 115 livros eletrônicos para o Kindle
  12. 12. 2
  13. 13. o livro como conteúdo
  14. 14. replicação
  15. 15. cópia
  16. 16. pirataria
  17. 17. deslinearização
  18. 18. 3
  19. 19. o livro como fluxo
  20. 20. “Um livro é uma pequena engrenagem numamaquinaria exterior muito mais complexa. Escreveré um fluxo entre outros, sem nenhum privilégio emrelação aos demais, e que entra em relações decorrente, contra-corrente, de redemoinho com outrosfluxos, fluxos de merda, de esperma, de fala, deação, de erotismo, de dinheiro, de política, etc.”(Gilles Deleuze em Conversações)
  21. 21. Cauda Longa
  22. 22. “Curva de Pareto” Final do séc XIX
  23. 23. Vilfredo Pareto
  24. 24. 80% das riquezas tendiam a ficar concentradas em20% da população
  25. 25. Cauda Longa (2004)
  26. 26. Chris Anderson
  27. 27. Deslocamento na distribuição de conteúdos eprodutos.De uma cultura de hits para uma cultura denichos (Anderson, 2004)
  28. 28. 1988
  29. 29. 1998
  30. 30. livraria tradicional ≠ livraria on-line
  31. 31. livraria tradicional limitação de espaço físico
  32. 32. livraria on-line espaçoilimitado
  33. 33. escassez offline x abundância On-line
  34. 34. livros on demand
  35. 35. volume de demanda global dos itens menos populares pode superar a dos livros mais populares
  36. 36. “Deuses Americanos”, de Neil Gaiman, foi disponibilizado online durante um mês.Houve um aumento de 300% nas vendas.
  37. 37. "A maior coisa que a Web está fazendo é permitirque as pessoas ouçam coisas, permitindo que aspessoas a leiam as coisas, permitindo que aspessoas vejam as coisas, nunca poderia ter visto deoutra forma.“ (Neil Gaiman) *tradução livre
  38. 38. 7 redemoinhos com outros fluxos
  39. 39. 1
  40. 40. www.skoob.com.br
  41. 41. 2
  42. 42. www.adoteumparagrafo.pbworks.com
  43. 43. 3
  44. 44. http://books.google.com
  45. 45. 4
  46. 46. www.estantevirtual.com.br
  47. 47. 5
  48. 48. www.dominiopublico.gov.br
  49. 49. 6
  50. 50. www.scribd.com
  51. 51. 7
  52. 52. www.issuu.com
  53. 53. voce é o editor
  54. 54. Livros sob demanda
  55. 55. clubedeautores.com.br
  56. 56. ISBN
  57. 57. www.bn.br
  58. 58. 1.Você cria uma lista dos seus livros que você quer trocar2. Quando outro usuário solicitar algum livro dasua lista, você o envia pelo correio3. Você confirma o envio e ganha 1 crédito parasolicitar 1 livro
  59. 59. www.trocandolivros.com.br
  60. 60. twitter.com/objeto_livro
  61. 61. arlifrancis@yahoo.com.br

×