Ag1 Aula9 2008

649 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
649
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
45
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ag1 Aula9 2008

  1. 1. A importância do contexto na investigação jornalística Agência Noticiosa 1 Professor mestre Artur Araujo (araujofamilia@gmail.com)
  2. 2. Antes, alguns lembretes <ul><li>Na primeira aula discutimos como será o curso e os critérios da avaliação. </li></ul><ul><ul><li>Hoje é o último dia para entrega da terceira reportagem. Quem não entregar terá nota “0” (zero) na prova. </li></ul></ul><ul><ul><li>29 de abril de 2008 - último dia para entrega da quarta reportagem. Falta uma semana . </li></ul></ul><ul><ul><li>Prova teórica – 29 de abril. Falta uma semana . </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalho escrito (seminário) – 13 de maio. Faltam 21 dias. </li></ul></ul><ul><ul><li>O último dia para a entrega de matérias é 27 de maio. Faltam 35 dias. </li></ul></ul><ul><li>Os alunos precisam se inscrever na lista de discussão do curso. </li></ul>
  3. 3. Como será prova? <ul><li>Teremos três provas diferentes (uma para cada aluno). </li></ul><ul><li>A prova é com consulta e dissertativa. </li></ul><ul><li>O que cai na prova? </li></ul><ul><ul><li>Os textos-base (disponíveis no site) </li></ul></ul><ul><ul><li>Os textos de apoio (lidos em sala de aula e disponíveis no site) </li></ul></ul><ul><ul><li>Os slides (apresentados em sala de aula e disponíveis no site). </li></ul></ul>
  4. 4. Recapitulando... <ul><li>Na aula anterior, assistimos o filme “ Todos os homens do presidente ”, onde vimos a importância da observação, da pesquisa documental, da entrevista e da dedicação para o desenvolvimento de um jornalismo de qualidade. </li></ul>
  5. 5. Didatismo: a importância da contextualização <ul><li>Nenhum leitor tem obrigação de saber todos os detalhes de uma história. Ele pode estar chegando ao país depois de longa permanência no exterior, por exemplo. Por isso, é importante sempre contextualizar e rememorar os fatos, especialmente na reportagem que dá prosseguimento a uma anterior. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>
  6. 6. O que diz o Manual do Estadão <ul><li>Todo termo que o leitor não conheça ou lhe possa causar estranheza ou dúvidas deve ser imediatamente explicado entre parênteses, em qualquer área do noticiário (medicina, economia, geral, politica, esportes, direito, etc.). </li></ul><ul><li>Lembre-se de que ninguém é obrigado a conhecer palavras específicas desses setores ou de outros. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação do Estadão </li></ul></ul>Luciano Martins (1939-2008), autor do Manual do Estadão
  7. 7. Como proceder: <ul><li>O Brasil conseguiu a redução do spread (taxa de risco) cobrado pelos bancos estrangeiros. </li></ul><ul><li>A neurofibromatose (doença que aleija, desfigura e mata suas vítimas) é a meta prioritária... </li></ul><ul><li>A cirurgia foi adiada por causa de uma arritmia cardíaca (batimento irregular do coração). </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação do Estadão </li></ul></ul>Luciano Martins (1939-2008), autor do Manual do Estadão
  8. 8. O leitor sabe tudo? <ul><li>Pense ainda: por mais que o leitor de futebol ouça falar sempre em músculo adutor, panturrilha, contratura muscular, tendão de Aquiles, traumatismo craniano ou mesmo a prosaica distensão, saberá ele exatamente o que cada um significa? </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação do Estadão </li></ul></ul>Luciano Martins (1939-2008), autor do Manual do Estadão
  9. 9. Identificação: Estadão <ul><li>A explicação não deve limitar-se a palavras ou expressões estranhas ao leitor, mas pode fornecer-lhe, na maioria dos casos, informações adicionais. Nas notícias sobre pessoas, por exemplo, identifique o personagem com indicações como: O empresário João de Almeida (Grupo Acme). </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação do Estadão </li></ul></ul>Luciano Martins (1939-2008), autor do Manual do Estadão
  10. 10. <ul><li>Os personagens precisam ser todos identificados e sua relação com o assunto, esclarecida. Todas as informações relacionadas com o assunto central precisam ser resumidas a cada vez, mesmo porque o leitor as esquece. Essa contextualização pode ser feita em arte ou box com título do tipo Para entender o caso . O texto deve ser extremamente conciso. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>Identificação: Folha
  11. 11. Nada “à clef ” <ul><li>A menos que se trate de casos de absoluto domínio público, as alusões ou citações, mesmo de forma velada, devem transmitir ao leitor uma idéia daquilo a que a notícia se está referindo. Quando você escreve que há algo de novo no ar além dos aviões de carreira, todos se lembrarão de que se trata de uma frase do Barão de Itararé? </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação do Estadão </li></ul></ul>Luciano Martins (1939-2008), autor do Manual do Estadão
  12. 12. Nada “à clef ” <ul><li>Procure não fazer referências isoladas na matéria sem complementá-las com indicações que permitam sua melhor identificação. Você evitará que, no fim elas se tornem frases de efeito em circuito fechado. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação do Estadão </li></ul></ul>Luciano Martins (1939-2008), autor do Manual do Estadão
  13. 13. Identifique os personagens <ul><li>Mesmo em reportagens sem seqüência, a contextualização é de grande utilidade. Por exemplo, quando uma cidade aparece no noticiário, convém esclarecer onde ela fica, quantos habitantes tem, quais as suas principais atividades econômicas e assim por diante. </li></ul><ul><li>Quando morre uma atriz conhecida, é importante lembrar filmes em que ela trabalhou (em um quadro, por exemplo), resumir sua biografia, analisar sua carreira etc. Muitas informações que podem parecer óbvias para o jornalista não o são para o leitor. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>
  14. 14. Um mundo heterogêneo <ul><li>Não se esqueça de que o universo de leitores do jornal é vasto e heterogêneo. Se um leitor acha que não precisa ler certas informações de contexto que o jornal publica, ele simplesmente salta o texto. O leitor que não conhece ou não se lembra dessas informações vai ficar agradecido. </li></ul><ul><li>A informação vale também, obviamente, para rádio, tv e internet. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>
  15. 15. Custos, por exemplo <ul><li>Informe sempre o custo de promoção, projeto, evento ou realização que seja objeto de reportagem. Quando se tratar de projetos ou obras públicas, os contribuintes, que as financiam com o pagamento de impostos, têm o direito de saber o seu custo. Informe também se há verba prevista no orçamento. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>
  16. 16. Faça comparações <ul><li>Não deixe de contextualizar os valores envolvidos através de comparações: O custo da linha Campos do Jordão-Guarujá do metrô, prometida pelo candidato Gastão Malaquias, equivale a três vezes o orçamento do governo estadual. Daria para comprar 2 milhões de automóveis Chevette. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>
  17. 17. Faça comparações <ul><li>Não deixe de contextualizar os valores envolvidos através de comparações: O custo da linha Campos do Jordão-Guarujá do metrô, prometida pelo candidato Gastão Malaquias, equivale a três vezes o orçamento do governo estadual. Daria para comprar 2 milhões de automóveis Chevette. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>
  18. 18. Nas fotos... <ul><li>É responsabilidade do repórter fotográfico elaborar legenda informando data, local, horário e contexto de cada foto de sua autoria, assim como identificar os personagens que nela aparecem. </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual de redação da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>
  19. 19. Próxima aula: prova
  20. 20. Citação do dia “ Tentar ser um repórter de excelência na média dos jornais norte-americanos é como tocar a Paixão de São Mateus de Bach em um uquelele” Ben Haig Bagdikian (*1920), 88 anos, jornalista, ex-ombudsman do Washington Post e professor norte-americano da atividade

×