Tendências pedagogicas   parte i
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Tendências pedagogicas parte i

em

  • 2,831 visualizações

 

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
2,831
Visualizações no SlideShare
2,099
Visualizações incorporadas
732

Actions

Curtidas
0
Downloads
40
Comentários
0

1 Incorporado 732

http://www.appfoz.com.br 732

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Tendências pedagogicas parte i Presentation Transcript

  • 1. TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS PARTE I
  • 2. TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS
  • 3. Teorias Não-CríticasTeorias Crítico-Reprodutivistas Teorias Críticas
  • 4. Teorias Não-Críticas● Pedagogia Tradicional ou Conservadora;● Pedagogia Escolanovista;● Pedagogia Tecnicista.
  • 5. Pedagogia Tradicional• Duas vertentes: católica e leiga;• Johann Friedrich Herbart (1776- 1841);• Psicologia: Inatista;• Filosofia: Concepção humanista tradicional;
  • 6. Pedagogia Tradicional• Escola: Converter o súdito em cidadão que domine a arte e a retórica;• Conteúdos: Humanísticos e “Enciclopédicos”;• O professor é o centro do processo;• O aluno é passivo, receptivo;
  • 7. Pedagogia Tradicional• Função da avaliação: Classificatória;• Método Expositivo:1.        Preparação;2.        Apresentação;3.        Assimilação;4.        Generalização;5.        Aplicação;
  • 8. Pedagogia Tradicional• Aula expositiva, ênfase nos exercícios, cópias, leituras, repetição e memorização de conceitos e fórmulas.
  • 9. Pedagogia Escolanovista• Dewey (1859-1952); Montessory (1870- 1952); Roger (1902-1987);• Psicologia: Piaget (1896-1980);• Filosofia: Concepção humanista moderna;• Aprender é uma atividade de descoberta. A aprendizagem é uma construção subjetiva do conhecimento;• O ambiente é um meio estimulador;
  • 10. Pedagogia Escolanovista• Escola: Valorizar o conhecimento que o aluno traz; estimular os alunos que são diferentes e necessitam de estímulos diferentes;• Conteúdos: são selecionados a partir dos interesses e experiências vividas pelos alunos;
  • 11. Pedagogia Escolanovista• O professor é um facilitador da aprendizagem, que auxilia o desenvolvimento livre e espontâneo da criança;• O aluno é um ser ativo;• Avaliação: Valorização dos aspectos afetivos (atitudes) / ênfase na auto- avaliação;
  • 12. Pedagogia Escolanovista• Método de Pesquisa ou Método da Descoberta:1.        Atividade;2.        Problema;3.        Levantamento de dados;4.        Formulação de Hipóteses Explicativas;5.        Experimentação;
  • 13. Pedagogia Tecnicista• Skinner, Bloom, Cossete Ramos;• Psicologia: Behaviorista, Comportamentalista, Ambientalista;• Busca-se a “eficiência”, a “eficácia”, a “qualidade”, a “racionalidade”, a “produtividade” e “neutralidade” na escola, que deve funcionar como uma empresa;
  • 14. Pedagogia Tecnicista• Escola: modeladora do comportamento humano; provê a formação de indivíduos para o mercado de trabalho, de acordo com as exigências da sociedade industrial e tecnológica;• Conteúdos de ensino: informações, princípios e leis, organizados em uma seqüência lógica e psicológica, estabelecida e ordenada por especialistas;
  • 15. Pedagogia Tecnicista• O professor é o técnico responsável pela eficiência do ensino, quem administra as condições de transmissão da matéria;• O aluno é um ser fragmentado, espectador que está sendo preparado para “aprender a fazer”;• Avaliação: ênfase na produtividade do aluno / ocorre ao final do processo com a finalidade de constatar se os alunos adquiriram os comportamentos desejados;
  • 16. Teorias Crítico-Reprodutivistas• Teoria do sistema de ensino enquanto violência simbólica;• Teoria da escola enquanto Aparelho Ideológico de Estado;• Teoria da escola dualista.
  • 17. Teoria do sistema de ensino enquanto violência simbólica• P. Bourdieu e J.C. Passeron: “A Reprodução: Elementos para uma teoria do sistema de ensino” (1975);• A escola realiza a (re)produção do habitus;
  • 18. Teoria da escola enquanto Aparelho Ideológico de Estado• L. Althusser: “Ideologia e Aparelhos Ideológicos do Estado” (1969);• A escola é o AIE dominante na sociedade capitalista;• Escola: reprodução da força de trabalho e inculcação ideológica;
  • 19. Teoria da escola dualista• C. Baudelot e R. Establet: “A escola capitalista na França” (1971);• A escola é dividida em duas grandes redes: Rede PP → destinada aos trabalhadores e Rede SS → destinada à burguesia;• A escola é um aparelho ideológico da burguesia e está à serviço de seus interesses;
  • 20. Teorias Críticas• Pedagogia Libertária;• Pedagogia Libertadora;• Pedagogia Histórico-Crítica.
  • 21. Pedagogia Libertária• Freinet (1896-1966);• Antiautoritarismo e auto-gestão;• Rejeitam toda forma de governo;• Escola: Desenvolver mecanismos de mudanças institucionais e no aluno, com base na participação grupal, onde ocorre a prática de toda aprendizagem;
  • 22. Pedagogia Libertária• Conteúdos: são colocados à disposição dos alunos, porém não são exigidos – a apropriação dos conteúdos somente tem sentido quando convertidos em prática;• O professor é um orientador, catalisador que realiza reflexões em comum com os alunos;
  • 23. Pedagogia Libertária• A avaliação ocorre nas situações vividas, experimentadas, portanto incorporadas para serem utilizadas em novas situações;
  • 24. Pedagogia Libertária• A auto-gestão é o conteúdo e o método, resume tanto o objetivo pedagógico, quanto o político;• A participação grupal deve ser obtida através de assembléias, conselhos, eleições, reuniões, associações, de tal forma que o aluno leve para a escola e para a vida cotidiana o que aprendeu;
  • 25. Pedagogia Libertadora• Paulo Freire, Moacir Gadotti;• A educação é sempre um ato político;• Educação problematizadora, conscientizadora;• A categoria pedagógica da conscientização preocupa-se com a formação da autonomia intelectual do sujeito para intervir na realidade;
  • 26. Pedagogia Libertadora• Escola:Formação da consciência política dos sujeitos para atuar e transformar a realidade;Problematização da realidade, das relações sociais do homem com a natureza e com os outros homens, visando a transformação social;
  • 27. Pedagogia Libertadora• Conteúdos: extraídos da problematização da prática de vida dos educandos;• Relação professor-aluno: O professor é o coordenador de debates, que estabelece uma relação horizontal, adaptando-se às características e necessidades do grupo / aluno é sujeito participante do/no grupo;
  • 28. Pedagogia Libertadora• Avaliação: prática emancipadora;• Método Dialógico: ativo, dialogal, crítico;• A problematização da situação permite aos educandos chegar a uma compreensão mais crítica da realidade, através de troca de experiências em torno da prática social;• Dispensam-se programas previamente estruturados, bem como aulas expositivas, assim como qualquer tipo de verificação direta da aprendizagem;
  • 29. Pedagogia LibertadoraAssim, o método de alfabetização implica:1. Levantamento do universo vocabular dos alunos do grupo com quem se trabalha;2. Escolha das palavras geradoras;3. Criação de situações existenciais típicas do grupo que será alfabetizado;4. Criação de fichas-roteiro;Elaboração de fichas com a decomposição das famílias fonéticas que são utilizadas para a descoberta de novas palavras;
  • 30. Pedagogia Histórico-Crítica• Demerval Saviani, Jamil Cury, Gaudêncio Frigotto, Luiz Carlos de Freitas, Acácia Zeneida Kuenzer, José Carlos Libâneo (Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos);• Influências de autores como: Marx, Gramsci, G. Snyders, M. Manacorda, Makarenko, Suchodolski;
  • 31. Pedagogia Histórico-Crítica• Psicologia: Corrente sócio-histórica: Vygotsky, Lúria, Leontiev e Wallon;• Filosofia: Materialismo Histórico-dialético;• A prática pedagógica propõe uma interação entre conteúdo e realidade concreta, visando a transformação da sociedade;• Enfoque no conteúdo como produção histórico-social de todos os homens;
  • 32. Pedagogia Histórico Crítica MARXMaterialismoHistórico Prática Teoria Prática (Práxis)Dialético VIGOTSKI Zona dePsicologia Zona de Zona de Desenvolvimen DesenvolvimenSócio Histórica Desenvolvimen to Imediatoda Atividade to Atual (Real) (Proximal) to Atual (Real) SAVIANI ProblematizaçãPedagogia oHistórico Prática Social Instrumentaliza Prática SocialCrítica ção Catarse
  • 33. Pedagogia Histórico-Crítica• Escola:Valorização da escola como espaço social responsável pela apropriação do saber universal;Socialização do saber elaborado às camadas populares, entendendo a apropriação crítica e histórica do conhecimento enquanto instrumento de compreensão da realidade social e atuação crítica e democrática para a transformação desta realidade;
  • 34. Pedagogia Histórico-Crítica• Conteúdos: Conteúdos culturais universais incorporados pela humanidade (clássicos), permanentemente reavaliados face às realidades sociais;• Professor → autoridade competente, direciona o processo pedagógico; interfere e cria condições necessárias à apropriação do conhecimento, enquanto especificidade da relação pedagógica;
  • 35. Pedagogia Histórico-Crítica• Avaliação: Prática emancipadora; diagnóstica; pressupõe tomada de decisão;• Método da Prática Social:1. Prática social (ponto de partida);2. Problematização;3. Instrumentalização;4. Catarse;5. Prática social (ponto de chegada);