Guilherme Abbud 14.30 Sala C

817 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
817
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guilherme Abbud 14.30 Sala C

  1. 1. Fundos Multimercados : Evolução do produto e convergência de expectativas Congresso da APIMEC Agosto de 2008 Guilherme Abbud Superintendente de Gestão de Renda Fixa e Multimercados
  2. 2. Algumas frases sobre ativos: <ul><li>Antes da crise: </li></ul><ul><ul><li>Qualquer investidor disciplinado e que tiver coragem de alocar uma grande porção de seus recursos nestes ativos, terá um retorno excepcional! </li></ul></ul><ul><li>Depois da crise: </li></ul><ul><ul><li>A carteira ideal é uma alocada basicamente em Renda Fixa e nada nestes ativos! </li></ul></ul>
  3. 3. Que ativos? <ul><li>As frases anteriores não se referiam a multimercados e sim a aplicações em Renda Variável no início do século passado. </li></ul><ul><li>Frases parecidas foram proferidas inúmeras vezes em diferentes momentos no século passado: </li></ul><ul><ul><li>1929 vs. 1932 </li></ul></ul><ul><ul><li>1948 </li></ul></ul><ul><ul><li>1972 vs. 1974 </li></ul></ul><ul><ul><li>Hoje: consenso de que aplicações em renda variável apresentam retorno esperado ao longo do tempo muito superior à renda fixa, apesar de certo custo em termos de paciência, volatilidade e tolerância a perdas temporárias. </li></ul></ul><ul><ul><li>Existe uma boa possibilidade de que os Hedge Funds ou fundos de retorno absoluto estejam para o fim do século XX e início do XXI como aplicações em ações estavam para o fim do século XIX e início do XX. </li></ul></ul>
  4. 4. Três grandes desafios da Indústria de Hedge Funds (e Multimercados) <ul><li>Mundo todo: fortalecer os conceitos e o acompanhamento quantitativo que fundamentam a teoria de que os fundos de retorno absoluto são fontes potenciais de expansão da fronteira eficiente, busca de descorrelação de retornos e de rentabilidade superior à renda fixa ao longo do tempo. </li></ul><ul><ul><li>Desafio de Gestores e Investidores </li></ul></ul><ul><li>Brasil: desenvolver o produto “Multimercados” para que este sejam de fato produtos de busca de diversificação e retorno absoulto e não apenas formas alavancadas de apostas direcionais. </li></ul><ul><ul><li>Desafio dos Gestores (e reguladores) </li></ul></ul><ul><li>Desenvolver uma maneira de acompanhar e entender tais fundos como produtos de retorno absoluto de fato. </li></ul><ul><ul><li>Desafio dos investidores </li></ul></ul>
  5. 5. Drivers do desenvolvimento da indústria de Hedge Funds <ul><li>Busca por investimentos alternativos (visão dos investidores internacionais) </li></ul><ul><ul><li>Busca de retornos de dois dígitos </li></ul></ul><ul><ul><li>Busca de instrumentos de baixa correlação com a bolsa americana </li></ul></ul><ul><ul><li>Expansão da fronteira eficiente </li></ul></ul><ul><li>Fundos de retorno absoluto: Hedge Funds e Fundos de Private Equity </li></ul><ul><li>Principais características dos Hedge Funds </li></ul><ul><li>(em azul as características que o Brasil ainda precisa desenvolver) </li></ul><ul><li>AUSÊNCIA DE BENCHMARK </li></ul><ul><li>Capacidade de utilizar indistintamente posições compradas e vendidas e operações de valor relativo. </li></ul><ul><li>Utilização de ampla gama de ativos para assumir os benefícios da diversificação e buscar a geração de Alpha </li></ul><ul><li>Possibilidade de utilização de Alavancagem </li></ul><ul><li>Possibilidade de especialização de produtos/estratégias </li></ul><ul><li>Forte perfil de controle de risco </li></ul>
  6. 6. Global Macro Long-Short Equity Short Bias Event Driven Convertible Arbitrage Emerging Markets Arbitragem R. Fixa Outros Market Neutral Equity Hedge Merger Arbitrage Distressed Securities 11,0% 34,0% 23,0% 0,5% 2,0% 6,5% 7,0% 16,0% Global Macro Long-Short Equity Market Neutral Equity Hedge BRASIL
  7. 7. Crescimento de Hedge Funds no Mundo Crescimento de 56X nos últimos 18 anos. Fonte: Hedge Fund Research 1990: USD 39 Bilhões 2008: USD 1,9 Trilhões, crescimento de mais de 50 vezes em menos de 20 anos 1990: alguns fundos 2008: 7.600 fundos
  8. 8. Dados sobre a Indústria de Hedge Funds e Multimercados Multimercados no Brasil: 1996: R$ 10 Bilhões 2008: R$ 174 Bilhões
  9. 9. Rentabilidade acima do CDI, com volatilidade muito inferior à da Renda Variável no longo prazo
  10. 10. Diferenciação Renda Fixa Hedge Funds Renda Variável RISCO Correlação: BOVESPA X IFMM (5 anos) = 0,48 Hedge Funds como intermediários entre RF e RV
  11. 11. Mercados Diferentes -12,0% S&P Mercado Americano (1º semestre 2008) 0,75% Hedge Funds 1,2% Treasury -13,1% Ibovespa Mercado Local (Acumulado no ano) 4,5% IFMMa Multimercados 6,9% CDI Fonte: Bloomberg; The Economist
  12. 12. Conclusões: <ul><li>Fundos de retorno absoluto são boas formas de diversificação, que melhoram da relação de risco retorno e, por isto, mostram um crescimento muito forte, apesar da ciclicalidade, como qualquer classe que envolve risco de mercado. </li></ul><ul><li>Hedge Funds geram polêmica e reações de “amor e ódio” em momentos muito positivos e muito negativos, como ocorreu com os investimentos em Renda Variável no século passado (e ainda ocorrem hoje). A confiança nestes instrumentos continuará crescendo com o aumento de evidências quantitativas sobre seu desempenho ao longo dos anos e de ciclos de altas e baixas, como ocorreu com a classe de Equities. </li></ul><ul><li>No Brasil, os gestores tem o desafio adicional de tornar os fundos Multimercados instrumentos que possam de fato possibilitar as vantagens dos fundos de retorno absoluto, como no exterior: </li></ul><ul><ul><ul><li>Grande gama de operações (diversificação, internacionalização, melhor “Information Ratio”) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Operações mais sofisticadas, uso de opções para captar assimetrias e possibilidades de proteção, valor relativo, operações de evento... </li></ul></ul></ul><ul><li>Os investidores devem buscar entender os fundos de retorno absoluto como uma forma de buscar performance a longo prazo, fugir da comparação com o CDI no curto prazo e encarar os momentos de ciclicalidade da mesma forma como os encaram para a renda variável. </li></ul>

×