Diu

8.373 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre o Dispositivo Intra uterino

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
176
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diu

  1. 1. S É R G I O G O M E S Métodos contraceptivos <DIU>
  2. 2. O que é o DIU?  DIU é o melhor método contraceptivo que existe e, de entre os todos os métodos contraceptivos existentes este é aquele que mais se aproxima do método ideal.  Trata-se de um dispositivo em forma de “T” que é colocado no interior do útero por um médico.
  3. 3. História  O primeiro DIU apareceu em 1920 e o seu pioneiro foi o Dr. Gräfenberg. Este dispositivo não tinha a forma de T como tem actualmente, em vez disso tinha uma forma circular.  Este anel era composto por fios de seda coberto com fio de prata fina. O metal desse dispositivo causava uma resposta inflamatória no útero, criando assim condições hostis para os espermatozóides.
  4. 4. Mais um pouco de história.  Mais tarde Dr. Gräfenberg descobriu que ao adicionar um pouco de cobre à prata a eficácia aumentava.  Por volta de 1930 este dispositivo caiu em desuso devido ás politicas de higiene da Alemanha, assim Dr. Gräfenberg “fugiu” da Alemanha devido ás suas origens judaicas.
  5. 5.  Em 1958 Lazar C. Margulies desenvolveu o DIU moderno, mas com 1 desvantagem ( tinha grandes dimensões).  Em 1962 Jack Lippes, um ginecologista desenvolveu uma versão mais pequena e feita de plástico .
  6. 6.  Em 1968 Howard Tatum, desenvolveu um DIU ainda mais pequeno, com base em cobre e revestido em plástico, conseguindo assim diminuir o tamanha sem que se perda eficácia.  Pouco tempo depois alguns ajustes foram feitos, e foi criado o DIU que é usado hoje, cuja eficácia é de 99%.
  7. 7. Como actua no organismo?  O Diu pode ser constituído por 2 tipos de materiais:  Plástico: Liberta progesterona, o que torna o muco cervical mais espesso a fim de bloquear a passagem dos espermatozóides.  Cobre: interfere na fecundação e impede a nidação.  Por outro lado o DIU desencadeia no útero uma reacção inflamatória que atrai os glóbulos brancos que libertam substâncias tóxicas para os espermatozóides, eliminando-os.
  8. 8. Vantagens  Alta Eficácia  Não interfere com o metabolismo  Não interfere com o sistema cardiovascular.  Pode ser usado por mulheres hipertensas, diabéticas, varicosas, fumantes, etc.
  9. 9.  Não altera o peso corporal.  Não quebra a espontaneidade da relação sexual.  Não limita a atividade sexual.  Não altera a libido.  É método prático, de longa duração. (não precisa de ser tomado diariamente/mensalmente).
  10. 10.  É reversível.  Pode ser usado em qualquer faixa etária do período reprodutivo.
  11. 11. Desvantagens Aumenta o fluxo menstrual em até 1/3. Custo inicial elevado à maioria das mulheres de classes sócio económicas mais baixas. Aumento das dores menstruais. Com o uso prolongado pode haver a diminuição ou cessão do fluxo menstrual. Não protege contra Doenças Sexualmente transmissíveis (DST). O DIU também pode causar esterilidade na mulher.
  12. 12. Webgrafia  http://www.gineco.com.br/diu/como-funciona- diu.html  http://pt.wikipedia.org/wiki/Dispositivo_intrauteri no  http://www.fwhc.org/birth-control/iudinfo.htm

×