Palestra com Ana Paula Peixer Felicidade

796 visualizações

Publicada em

www.anapaulapeixer.com.br

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
796
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra com Ana Paula Peixer Felicidade

  1. 1. anapaulapeixer.com.br | anapaulapeixer@mac.com | 47 8804 7673
  2. 2. MITOS, VERDADES E HISTÓRIA FELICIDADE
  3. 3. O TEMA É ABORDADO PELA PSICOLOGIA POSITIVA • e é alvo de pesquisa nos E.U.A • pesquisa que gerou o documentário Happy
  4. 4. Flow Mihaly Csikszentmihalyi Positive Psychology Jan D. Sinnott
  5. 5. UM POUCO DE HISTÓRIA
  6. 6. A FILOSOFIA REFLEXÕES SOBRE ÉTICA NA GRÉCIA ANTIGA • Tales de Mileto, séc. 7 a.C • É feliz “quem tem corpo são e forte, boa sorte e alma bem formada”
  7. 7. Bom demônio Em grego, felicidade se diz “eudaimonia”, palavra que é composta do prefixo “eu”, que significa “bom”, e de “daimon”, “demônio”, que, para os gregos, é uma espécie de semi-deus ou de gênio, que acompanhava os seres humanos. Ser feliz era dispor de um “bom demônio”, o que estava relacionado à sorte de cada um. Quem tivesse um “mau demônio” era fatalmente infeliz.
  8. 8. Não há dúvida de que, entre os séculos 10 a.C. e 5. a.C, o pensamento grego tende a considerar os maus demônios mais frequentes do que os bons e apresentar uma visão pessimista da existência humana. Daí nasce a tragédia grega.
  9. 9. A filosofia então quer romper com o pessimismo e busca na reflexão uma serenidade e lucidez. Demócrito de Abdera (aprox. 460 a.C./370 a.C.) julgava que a felicidade era “a medida do prazer e a proporção da vida”. Para atingi-la, o homem precisava deixar de lado as ilusões e os desejos e alcançar a serenidade.
  10. 10. SÓCRATES • Sócrates (469 a.C./399 a.C.) deu novo rumo à compreensão da ideia de felicidade, postulando que ela não se relacionava apenas à satisfação dos desejos e necessidades do corpo, pois, para ele, o homem não era só o corpo, mas, principalmente, a alma. • Assim, a felicidade era o bem da alma que só podia ser atingido por meio de uma conduta virtuosa e justa.
  11. 11. UMA FUNÇÃO DA ALMA • Mas o maior discípulo de Sócrates, que efetivamente levou a especulação filosófica adiante de onde a deixara seu mestre, foi Platão (348 a.C./347 a.C.), o qual considerava que todas as coisas têm sua função. • Assim, como a função do olho é ver e a do ouvido, ouvir, a função da alma é ser virtuosa e justa, de modo que, exercendo a virtude e a justiça, ela obtem a felicidade.
  12. 12. Com o fim do mundo helênico e o advento da Idade Média, a felicidade desapareceu do horizonte da filosofia. Como era relacionada à vida do homem neste mundo, ela não interessou aos filósofos cristãos como Agostinho de Hipona (354 d.C./430 d.C.), Anselmo de Canterbury (1033/1109) ou Tomás de Aquino (1225/1274), todos santos da Igreja católica. Para a filosofia cristã, mais do que a felicidade, o que conta é a salvação da alma.
  13. 13. Os filósofos voltaram a se debruçar sobre o tema na Idade Moderna. John Locke (1632/1704) e Leibniz (1646/1716), na virada dos séculos 17 e 18, identificaram a felicidade com o prazer, um “prazer duradouro”. Alguns décadas depois, o filósofo iluminista Immanuel Kant (1724/1804), na obra “Crítica da razão prática” definiu a felicidade como “a condição do ser racional no mundo, para quem, ao longo da vida, tudo acontece de acordo com o seu desejo e vontade”.
  14. 14. JESUS CRISTO MATEUS 5 • O sermão do monte dá um nó nos conceitos de sucesso e felicidade • Bem aventurado é o pobre de espírito, o que tem fome de justiça, o que chora, o manso, os limpos de coração, pacificadores, perseguidos por causa da justiça • Jesus fala várias vezes no N.T - não tenham medo, não estejais ansiosos
  15. 15. TIAGO, O APÓSTOLO AFIRMA EM SUA EPÍSTOLA QUE A VERDADEIRA RELIGIÃO PARA DEUS É NÃO ESQUECER DA VIÚVA E DO ÓRFÃO EM SUAS NECESSIDADES
  16. 16. SIDARTA GAUTAMA • Caminho do meio • Meditação e consciência da mente e da ilusão • Caminho óctuplo
  17. 17. JUDAÍSMO • Obediência aos mandamentos ou pronunciamentos para ser abençoado e próspero
  18. 18. KABBALAH • Somos co-criadores de realidades, somos uma centelha divina • Por isso nossas escolhas e atitudes definem nossos resultados, nossa vida, quem somos • A felicidade está em viver de forma proativa e não reativa
  19. 19. PESQUISAS MOSTRAM • mesmo com mais dinheiro, os americanos não evoluíram na FIB nas últimas décadas • pessoas que ganham uma média de 10.000 dólares por mês são tão felizes ou mais do que as que são milionárias • quanto mais dinheiro mais preocupação em mantê-lo - grau de infelicidade • grau de comparação - Índia X E.U.A - New Jersey/New York
  20. 20. Qual o seu índice de FELICIDADE? Satisfação e bem-estar valem tanto quanto o dinheiro para o sucesso de uma sociedade. Por isso, governos e empresas começam a medir a Felicidade interna Bruta das pessoas, um novo instrumento para traçar políticas públicas e administrativas João Loes (Isto É - 2009)
  21. 21. BUTÃO • PIONEIRO Em 1972, o então rei do Butão, Jigme Singye Wangchuck, criou uma fórmula para medir o bem-estar de seus 600 mil súditos. Nascia a FIB
  22. 22. FRANÇA • ENTUSIASTA Sarkozy, presidente da França, montou uma equipe de ponta para identificar os limites de índices como o PIB
  23. 23. NATURA • EMPRESARIAL Marcelo Cardoso, da Natura: a empresa mediu o grau de satisfação dos funcionários
  24. 24. RESUMINDO • mais do que não ter depressão ou estresse, não é só uma questão fisiológica, mas é também sentir plenitude, senso de propósito na vida • ajudar pessoas libera uma química prazerosa no cérebro • relacionamentos saudáveis devem ser cultivados (vínculos) • cuidado com as pessoas e lugares tóxicos • importe-se menos com o que os outros pensam sobre você • trabalhe com senso de propósito e ame o que faz, invista bem seu tempo, ele não volta mais
  25. 25. Circunstâncias - responsáveis por 8 a 10% do nosso nível de felicidade Variáveis que aumentam o nível de felicidade. Clima, segurança, saúde, estrutura, relacionamentos... Etc… Os escolhidos (70% de influência sobre o nível de felicidade) - democracia rica, instrução, religiosidade, relacionamentos, emoçöes positivas e negativas...
  26. 26. O prazer é importante, sono, descanso, alimentação, sexo - restauram e mantém a homeostase do seu sistema fisiológico, isso mantém seu consciente equilibrado até certo ponto. Mas eles não produzem crescimento psicológico. O prazer e a homeostase mantém as pessoas em “ordem" mas não geram complexidade e reorganização para o consciente. Quando as pessoas são indagadas sobre o que faz as suas vidas serem válidas, elas vão além das memórias de prazer e se lembram de momentos de profunda felicidade, satisfação, gozo… (enjoyment) Este evento “enjoyment" acontece quando se vai além do prazer momentâneo, é quando conseguimos conquistar ou executar alguma tarefa, ou temos alguma experiência que vai além das nossas expectativas e nos sentimos aprendendo algo novo ou com senso de dever cumprido diante de um desafio. Novidade e conquista, realização.
  27. 27. 8 COMPONENTES PRINCIPAIS DO ENJOYMENT (FLOW) • 1 - Quando estamos diante de uma tarefa com começo, meio e fim, ou seja, “completável”… • 2 - Quando somos capazes de nos focar no que estamos fazendo, “mindfulness”… • 3 e 4 - A tarefa tem metas claras e provê feedback imediato • 5 - Ações que incentivem verdadeiro envolvimento e tirem o foco dos problemas do dia-a-dia
  28. 28. • 7 - A noção do “self” (ego) desaparece, mas depois emerge fortemente e modificada depois da experiência de flow (fluir) • 8 - O senso de tempo é alterado, horas passam em minutos e minutos duram horas… • A combinação de todos estes elementos causam uma sensação de profundo prazer, contentamento. • As pessoas gastam energia mas sentem que foi prazeroso, compensador.
  29. 29. Para extrair o máximo das experiências… Habituação - espaçamento dos prazeres físicos Apreciação - formação de memória, autocongratulação, absorção, mindfulness Atenção - mindfullness - plenitude na mente Gratificação - flow
  30. 30. RESUMINDO • aprecie as pequenas coisas e tire o máximo de proveito delas • encontre atividades de flow que te façam bem, dançar, esportes, jogos, música, aulas, conversa, palestras, gastronomia • exercite a gratidão, a meditação e a espiritualidade, pessoas espiritualizadas são mais felizes • com relação as coisas menos “prazerosas” exercite o orgulho de sim mesmo pelo senso de “responsabilidade” … isto é maturidade • qualquer atividade que modifique ou amplie a maneira que encaramos a realidade é prazerosa
  31. 31. E QUANDO SOFREMOS? • O livro Flow cita pessoas que sofreram confinamentos, sequestros, situações de pressão, o que elas fizeram? • Encontraram maneiras criativas de lidar com a pressão • Visualizavam mentalmente o que fariam quando superassem a adversidade, isso dava motivação para persistir • Exemplo - Martha Stewart
  32. 32. MARTHA STEWART • Martha Stewart (Nova Jérsei, 3 de Julho de 1941) é uma apresentadora de televisão e empresária norte-americana. • Em Março de 2005, teve sua prisão decretada por envolvimento com fraude e outros possíveis crimes relacionados a investimentos na ImClone Systems, uma companhia de biotecnologia dirigida por um amigo. Ficou presa cerca de 5 meses. • Ela já comandou o programa de televisão O Aprendiz, numa versão americana, e atualmente mantém-se na apresentação do programa Martha Stewart Living (no Brasil em exibição pelo canal GNT e em Portugal pelo canal Casa Club). • A sua fortuna é atualmente estimada em 970 milhões de dólares, com negócios nos mais variados ramos do comércio e entretenimento nos Estados Unidos.[carec
  33. 33. anapaulapeixer.com.br | anapaulapeixer@mac.com | 47 8804 7673

×