Fisiologia Sistema Reprodutor

77.231 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
18 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
77.231
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
125
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.347
Comentários
0
Gostaram
18
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fisiologia Sistema Reprodutor

  1. 1. Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino e Feminino Espermatogénese e Ciclo Menstrual
  2. 2. Regulação do Sistema Reprodutor Masculino A regulação hormonal do homem é controlada pelo complexo hipotálamo-hipófise através das gonadoestimulinas. Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino Hipotálamo Hipófise Gonadoestimulinas - FSH (Folículoestimulina) - LH (Lúteoestimulina)
  3. 3. Regulação hormonal ao nível dos testículos A LH e a FSH são produzidas na hipófise e vão actuar ao nível dos testículos. A LH estimula a produção de testosterona. A FSH estimula a produção de espermatozóides. Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino ESPERMATOGÉNESE
  4. 4. Hormona Sexual Masculina TESTOSTERONA Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino <ul><li>É produzida nos testículos - Células de Leydig. </li></ul><ul><li>Hormona responsável pelo desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários. </li></ul><ul><li>Estimula a produção de espermatozóides. </li></ul>
  5. 5. Regulação hormonal ao nível dos testículos Mecanismos de retroacção : Aumento da produção de testosterona. Inibem o complexo hipotálamo- -hipófise. Baixa a produção de hormonas hipofisárias. FSH e LH Inibe os testículos. Baixa a produção de testosterona. Estimula o complexo hipotálamo- -hipófise. Aumenta a produção de hormonas hipofisárias. FSH e LH Estimulam os testículos. Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino
  6. 6. ESPERMATOGÉNESE <ul><li>Formação de espermatozóides </li></ul><ul><li>Ocorre nos testículos </li></ul><ul><li>Inicia-se na puberdade e é contínua ao longo da vida do homem </li></ul><ul><li>Ocorre da periferia para o lúmen do tubo seminífero </li></ul>Lúmen Capilar sanguíneo
  7. 7. ESPERMATOGÓNIAS (células germinativas) – Células com 2 cromossomas, que ao sofrerem divisão celular vão originar 4 células com 1 cromossoma – os ESPERMATOZÓIDES . Cabeça – Zona formada pelo núcleo (que contém a informação genética) e pelo acrossoma (que contém substâncias químicas que permitem a perfuração do óvulo). Peça Intermédia – Onde se concentram organitos celulares (mitocôndrias) responsáveis pela produção de energia essencial à deslocação do espermatozóide. Cauda – Formada por um flagelo que permite o movimento do espermatozóide. Cabeça Peça ou segmento intermédio Flagelo Núcleo Cauda Acrossoma
  8. 8. ESPERMATOGÓNIAS (células germinativas) – Células com 2 cromossomas, que ao sofrerem divisão celular vão originar 4 células com 1 cromossoma – os ESPERMATOZÓIDES . CÉLULAS DE LEYDIG – Responsáveis pela produção de Testosterona. CÉLULAS DE SERTOLI – Responsáveis pela protecção e nutrição das espermatogónias. Lúmen Capilar sanguíneo
  9. 9. Fisiologia do Sistema Reprodutor Feminino Regulação do Sistema Reprodutor Feminino A regulação hormonal da mulher é controlada pelo complexo hipotálamo-hipófise através das gonadoestimulinas. Gonadoestimulinas - FSH (Folículoestimulina) - LH (Lúteoestimulina) Hipotálamo Hipófise
  10. 10. - FSH estimula a actividade folicular levando à produção de estrogénios. - LH estimula a formação do corpo amarelo levando à produção de estrogénios e de progesterona. Ovários É nos ovários que se formam os gâmetas femininos – Ovócitos . A produção dos gâmetas femininos inicia-se no 4.º mês de gestação. As células que vão formar os ovócitos já estão presentes na criança recém-nascida e fazem parte de estruturas denominadas folículos ováricos . Os folículos ováricos estão em repouso até à puberdade. Folículo Ovócito
  11. 11. Ciclo Sexual Feminino ( Ciclo Menstrual ) <ul><li>O ciclo sexual é um conjunto de processos cíclicos que compreendem alterações nos ovários e no útero de uma mulher em idade fértil. </li></ul><ul><li>A duração de cada ciclo compreende o período de tempo que decorre desde o primeiro dia de menstruação até à véspera da menstruação seguinte. </li></ul><ul><li>A duração é em média de 28 dias, podendo variar segundo os indivíduos com a idade e com outros factores, como o stress. </li></ul>Ciclo Ovárico Ciclo Uterino
  12. 12. Ciclo Ovárico O ciclo ovárico é caracterizado pela evolução de um folículo que ocorre em três fases: <ul><li>- Fase Folicular </li></ul><ul><li>- Ovulação </li></ul><ul><li>Fase Luteínica </li></ul>Ovócito Corpo amarelo Corpo amarelo degenerado Zona cortical Zona medular
  13. 13. - Fase Folicular - Ocorre durante 14 dias, antes da ovulação. Caracteriza-se pelo desenvolvimento folicular estimulado pela FSH. Apenas um folículo atinge a maturação, degenerando os restantes. Os folículos produzem Estrogénios. - Ovulação - Ocorre no 14.º dia, por aumento da LH. O folículo maduro rompe-se e dá-se a expulsão do ovócito, que entra na trompa de Falópio. - Fase Luteínica - Ocorre durante 14 dias, após a ovulação. A parede do ovário cicatriza e as células folículares transformam-se numa estrutura com um pigmento amarelo – corpo lúteo (corpo amarelo). A hormona LH promove o desenvolvimento do corpo amarelo e este produz hormonas – Estrogénios e Progesterona. Fase Folicular Ovulação Fase Luteínica Ciclo Ovárico
  14. 14. Ovócito <ul><li>Mede cerca de 0,15mm. </li></ul><ul><li>Possui um citoplasma rico em substâncias de reserva que vão servir para a nutrição do embrião nos primeiros dias. </li></ul>
  15. 15. Ciclo Uterino <ul><li>O útero é um órgão de paredes musculares revestidas internamente por um tecido rico em vasos sanguíneos e em glândulas, que constitui a mucosa uterina ou endométrio . </li></ul><ul><li>O endométrio experimenta uma série de transformações durante o ciclo, com o objectivo de criar condições para acolher o ovo ou zigoto. </li></ul>Fase Menstrual Fase Proliferativa Fase Secretora
  16. 16. Fase menstrual – Inicia-se por uma hemorragia devido a uma ruptura dos vasos sanguíneos, no decurso da qual a mucosa uterina se desagrega parcialmente. O sangue, juntamente com os restos de mucosa, formam um fluxo que dura cerca de 5 dias – menstruação . Fase Menstrual Ciclo Uterino
  17. 17. Fase Proliferativa – Tem a duração de cerca de 9 dias. O endométrio regenera e vasculariza até atingir cerca de 5 mm de espessura. Fase Proliferativa Fase Menstrual Ciclo Uterino
  18. 18. Fase Secretora – Tem a duração de cerca de 14 dias, nos quais as glândulas e os vasos sanguíneos desenvolvem-se, ficando o útero preparado para receber o novo ser, caso ocorra a fecundação. Se não ocorrer fecundação, inicia-se uma nova fase menstrual, iniciando-se outro ciclo. Fase Secretora Fase Proliferativa Fase Menstrual Ciclo Uterino
  19. 19. Existe relação entre os ciclos ovárico e uterino? Submeteram-se 4 lotes de ratos fêmeas a diferentes condições experimentais <ul><li>Condições Experimentais: </li></ul><ul><li>Os ovários foram mantidos na sua posição normal. </li></ul><ul><ul><li>Observações: </li></ul></ul><ul><li>Desenvolvimento normal </li></ul><ul><li>do endométrio. </li></ul>Lote A
  20. 20. <ul><li>Condições Experimentais: </li></ul><ul><li>Os ovários foram extraídos. </li></ul><ul><li>Observações: </li></ul><ul><li>O endométrio não se desenvolveu. </li></ul><ul><li>Condições Experimentais: </li></ul><ul><li>Os ovários foram extraídos e de seguida reimplantados sob a pele. </li></ul><ul><li>Observações: </li></ul><ul><li>O endométrio desenvolveu-se de modo normal. </li></ul><ul><li>Condições Experimentais: </li></ul><ul><li>O útero foi extraído. </li></ul><ul><li>Observações: </li></ul><ul><li>Os ovários mantiveram o seu funcionamento normal </li></ul>Lote B Lote D Lote C
  21. 21. <ul><li>Analisando o que aconteceu aos animais do lote B e C, o que concluis sobre a influência do ciclo ovárico sobre o ciclo uterino? </li></ul><ul><li>Da observação do que aconteceu às fêmeas do lote D, o que concluis sobre a influencia do útero no ciclo ovárico? </li></ul><ul><li>Qual o objectivo do lote A? </li></ul>
  22. 22. Regulação hormonal ao nível do ovário - FSH estimula a actividade folicular levando à produção de estrogénios. - LH estimula a ovulação e a formação do corpo amarelo levando à produção de estrogénios e de progesterona. - Progesterona - Estrogénios - FSH - LH
  23. 23. Regulação hormonal ao nível do ovário Mecanismos de retroacção : Aumento da produção de estrogénios e progesterona. Inibem o complexo hipotálamo- -hipófise. Baixa a produção de hormonas hipofisárias. Inibem os ovários. Baixa a produção de estrogénios e progesterona. Estimula o complexo hipotálamo- -hipófise. Aumenta a produção de hormonas hipofisárias. Estimulam os ovários.
  24. 24. Hormonas Sexuais Femininas - Progesterona - Estrogénio
  25. 25. <ul><li>- São produzidos nos folículos. </li></ul><ul><li>- Têm máxima concentração antes da ovulação. </li></ul><ul><li>Levam à proliferação do endométrio. </li></ul><ul><li>Desenvolvem os caracteres sexuais secundários. </li></ul>Estrogénios - Estrogénio - Progesterona
  26. 26. - É produzida pelo corpo lúteo. - Tem máxima concentração depois da ovulação, na fase luteínica. - Induz a complexificação das glândulas uterinas e sua secreção. Progesterona - Estrogénio - Progesterona
  27. 27. Menopausa Entre os 45 e os 55 anos de idade, os ovários deixam de responder às hormonas hipofisárias (FSH e LH)… Termina a libertação de ovócitos e a produção de hormonas… Deixa de ocorrer a menstruação!

×