Página 1
Saimaa Universidade de Ciências Aplicadas
Tecnologia de Lappeenranta
Duplo Programa de Licenciatura em Engenharia...
7.1
Composições retardantes de fogo e substâncias para madeira. Requisitos gerais ..
21
7 .2
Prova methods...................
foi estudado. O principal objetivo foi o de fornecer novas informações sobre o assunto
no contexto do sistema europeu harm...
Exposição ao fogo
Até que ponto a pessoas, animais ou itens são
submetido a condições criadas por fogo
O risco de incêndio...
fogo
Estado do envolvimento total de combustível
materiais de um incêndio
Liberação de calor
A energia térmica que é liber...
material. É renovável, sustentável, energia eficiente para colher e converter para um
utilizável
componente, fácil de trab...
Embora os fabricantes de manter uma mística sobre suas formulações, a chama real
produtos químicos retardantes têm uma lon...
Condições de Uso
O ambiente no qual o retardante de fogo Madeira Tratada (FRTW) está a ser utilizado
tem
grande influência...
uso extensivo de madeira como material de construção. Desta forma, as empresas
favorecem fortemente o
mudar a partir de ma...
Lugares típicos para aplicar BT Madeira ® preservativo são, por exemplo decks,
tapumes exteriores,
postes, cercas e outros...
Fevereiro 2000 que aplica a Directiva 89/106/CEE do Conselho (Ref. JO L 50 de
23.2.2000).
É muitas vezes chamado o sistema...
<
1 2 0
Placas de gesso
(Papel fino),
A lã mineral
B
s
1
, S
2
ou s3
d
0
, D
1
ou
d
2
x
X
<
1 2 0
Placas de gesso
(Papel g...
d
0
, D
1
ou
d
2
-
x
X
<750
Madeira, madeira
painéis baseados
E
-
- Ou d
2
-
-
X
-
Alguns sintético
polímeros
F
-
-
-
-
-
...
calorímetro é apresentado na figura
1
.
Figura 1A imagem esquemática do cone calorímetro. (SINTEF NBL, 2006)
Amostra para ...
16
Page 17
Medição de;
- Aumento da temperatura,
- 0 2 e concetrations CO2.
- Atenuação da luz,
Extração mecânica
dos eflu...
2e C 02 frações molares e diferença de pressão induzida por fluxo.
A liberação de calor é determinada através do consumo d...
desenvolvimento e controlo de qualidade, embora o teste SBI é necessária no real
classificação. Dois métodos para prever o...
forma da curva ao longo de todo o HRR teste SBI é irrealista com este modelo.
No entanto, a fase inicial do teste pode ser...
importância para os valores da taxa de libertação de calor imediatamente após a ignição
do que aqueles
ocorre mais tarde. ...
quadrados de montagem, o valor de m = 0,89 foi seleccionado para o cálculo de como o
IQindex
mostrado no Apêndice do Livro...
o primeiro pico de HRR pode ser previsto relativamente bem. Previsão do primeiro pico
é geralmente
adequado para prever a ...
verticalmente. A amostra de teste é sujeita a bordo e / ou a exposição da superfície a
partir de um gás
chama.
O consumo d...
comportamento exposição de pavimento sistemas. O fluxo radiante imposta simula o
níveis de radiação térmica que possam col...
7. Russos métodos de ensaio e sistema padrão
7.1. Composições retardantes de fogo e substâncias para madeira. Requisitos
g...
ventilação constrangido, recipiente para o tratamento dos espécimes, com uma folha de
alumínio
espessura de 0.014 a 0.018 ...
i-Massa de amostra após o teste, em gramas;
i-
Número de amostras.
| Pav - p | <
3
se pav <9;
(7)
| Pav - Pil <
5
se Pav <...
0 + 5 ° C
• in-tipo gaveta fogão de secagem para 16 horas com temperatura 23 + 5 ° Cwith
nível de umidade relativa do
6
5 ...
a recolher em uma capacidade, misturados uns com os outros, o volume médio de
mistura é
2,25 litros. 0,5 kg de amostra méd...
Filtrada papel
Solvente orgânico
Operação de Teste
Espécimes de madeira antes de maceração são marcados, ar-condicionado c...
A diferença entre os resultados de amostras de madeira que tratam da capacidade em um
teste e
a capacidade de tratamento d...
seguinte equação:
_
(M
3
-M2)-c-
100
,.
Q
1
_ (
3
* J ------,
(14)
V1
Onde, m
2
- Massa da amostra de madeira antes da abs...
• Definir um incêndio, ligue dispositivo cronometrando
• Após 20 segundos de queima com cuidado, para evitar derrubando
a ...
90
Sais Absorvendo kg / m
3
Figura 8 A perda de massa no diagrama de absorção
Usando o valor de absorção acima, a classe d...
70
Eu
2 0
30
II
30
50
multifuncional
III
40
70
O exemplo de um certificado dado ao reagente de proteção com base em testes...
e
Protective-
decorativo
resolubilidade
com
T = 20 ° C, não mais *
0,5
15
15
1
15
15
1
pH
de
água
preparação **
3-12
3-12
...
1 0
5
5
Corrosão
agressão
(Corrosão
rate),
g / m
2
por dia, não
mais
2
4
4
2
4
4
Estabilidade
em
ablação
Estabelecer-se de...
1 0 0 0
1 2 0 0
-
-
Tensão de rotura
de cola conjunta sobre
distorcer ao longo
Força de ruptura admitidos de cola conjunta...
de
madeira
(Em
comparação
com
impregnado),%,
não mais
50
50
50
50
50 * 4
Influência sobre a outra
materiais
e
reagentes Em...
amostras deste lote de produção em laboratório certificado (esquema 7c)
40
Página 41
c)
certificação de unidades de produç...
E1 NACIONAL DO EDIFÍCIO DO CÓDIGO DA FINLÂNDIA "Segurança contra
incêndios de edifícios
Regulamentos e diretrizes "2002
43...
Página 47
WF Relatório n º 161320
Página 3 de 9
CONTEÚDO
PAGE NO.
TEST
DETAILS...............................................
irradiância usando amostras testadas em uma orientação vertical.
Certos aspectos de algumas especificações de teste de fog...
Eu
b
r
e
r
e
Eu
n
f
o
r
c
e
d
r
e
s
Eu
n
g
r
uma
t
Eu
n
g
Resina
Tipo genérico
Resina de poliéster isoftálico
Referência d...
100% de fibra de vidro não-alcalinas
Configuração de reforço
Aleatoriamente dispersas por todo o produto
Detalhes ignífugo...
Página 7 de 9
Resultados do Teste
Número de
amostras testadas
Aplicabilidade do
os resultados dos testes
Validade
Seis amo...
Laboratório Supervisor
Autorizado
C. Dean *
Operations Manager
* Por e em nome de Bodycote Warringtonfire.
Relatório Emiti...
5
2
SIM
Não alcançou
20
NONE
NONE
10
5
3
SIM
Não alcançou
20
NONE
NONE
10
5
4
SIM
Não alcançou
20
NONE
NONE
10
5
5
SIM
Não...
(Segundos)
Extensão da Chama
Propagação
(Mm)
Chamejante
Detritos
Brilhante
Extensão da
Área danificada
(Mm)
Heiqht
Largura...
10
5
6
SIM
Não alcançou
20
NONE
NONE
10
5
Comercial na confiança
Oodycote
Página 54
Apêndice 2
Exemplo de relatório de tes...
TANHZHA
NANTONG 226002
CHINA
Comercial na confiança
Oodycote
Página 57
WF Relatório n º 161319
Página 3 de 10
CONTEÚDO
PAG...
níveis de radiação térmica que possam colidir com os andares de um edifício cuja
as superfícies superiores são aquecidos p...
Descrição dos corpos de prova
A descrição dos espécimes dados abaixo foram elaboradas a partir de informações
fornecidas p...
Tipo genérico
Resina de poliéster isoftálico
Referência do produto
"SUPERFRP-IFR"
Nome do fabricante
Ver Nota 1 abaixo
Det...
o
processo de fabricação
Nota 1 - O patrocinador não estava disposto a fornecer essa informação
Nota 2 - O patrocinador do...
15 centímetros
10,8 kW/m2
274,0% min
23,7%
Validade
A especificação e interpretação de métodos de ensaio de fogo são objec...
Número de amostras
1
2
3
Distância da frente de chama em 10 min (cm)
7
7
7
Distância da frente da chama em 20 min (cm)
12
...
1 Reagente pista
Fair Lawn, NJ 07410
Para mais informações, ligue para: 201-796-7100
Número de Emergência :201-796-7100
Pa...
Crônica: Pode causar efeitos reprodutivos e fetais. Experimentos de laboratório
resultaram em efeitos mutagénicos. Animal
...
Informações Gerais: Usar equipamento de protecção individual, como indicado na
seção 8.
Derramamentos / Vazamentos: Absorv...
Olhos: W ouvido óculos de proteção apropriados ou óculos de segurança química,
como descrito por olho da OSHA e rosto
norm...
antichamas ou ingnifugação aplicação São Paulo (11)98950-3543
antichamas ou ingnifugação aplicação São Paulo (11)98950-3543
antichamas ou ingnifugação aplicação São Paulo (11)98950-3543
antichamas ou ingnifugação aplicação São Paulo (11)98950-3543
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

antichamas ou ingnifugação aplicação São Paulo (11)98950-3543

455 visualizações

Publicada em

serviços antichamas ou ingnifugação aplicação São Paulo (11)98950-3543

Publicada em: Serviços
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
455
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

antichamas ou ingnifugação aplicação São Paulo (11)98950-3543

  1. 1. Página 1 Saimaa Universidade de Ciências Aplicadas Tecnologia de Lappeenranta Duplo Programa de Licenciatura em Engenharia Civil e Construção Ivan Sled Protecção da madeira. Testes de incêndio. Bacharel Tese 2012 Page 2 Conteúdo Abstract.................................................................................................................... 3 1. Básico Terminology.................................................................................................. 4 2. Introduction............................................................................................................. 7 3. Geral information............................................................................................... 4. Informações BT Madeira Empresa .............................................. .............................. 9 5. Europeu Regulations........................................................................................... 11 6 . Retardadores de fogo Testes acordo com os regulamentos europeus ............................... 12 6.1 Cone Calorimeter Teste ............................................... ........................................... 12 6.2 SBI test................................................................................................................... 13 6 .3 Correlação de cone calorímetro e os resultados dos testes SBI .......................................... . 17 6 .4 Previsão da taxa de liberação de calor ............................................ ........................... 18 6 .5 Pequeno chama test...................................................................................................... 19 6 .6 Painel radiante test.................................................................................................. 12 7 . Rússia métodos de ensaio e sistema padrão ............................................ ..... 21
  2. 2. 7.1 Composições retardantes de fogo e substâncias para madeira. Requisitos gerais .. 21 7 .2 Prova methods.................................................................................................... 22 7 .3 Envelhecimento método de teste ............................................... ............................................. 24 7 .4 Métodos de teste de qualidade ............................................... .......................................... 25 7 .5 Diretrizes técnicas comuns para todos os produtos químicos productsrealized em russo ..... 31 Federação 7 0,6 Correspondência Conformação dos produtos accordingto Técnica Federal .. 33 lei da Federação Russa 8 . Conclusion............................................................................................................ 35 Apêndices Apêndice 1 Exemplo de pequena chama relatório os resultados dos testes Apêndice 2 Exemplo de relatório de teste do painel radiante Apêndice 3 Exemplo de Folha de Dados de Segurança da Rússia 2 Página 3 Abstrato Ivan Sled Protecção da madeira. Testes de incêndio. 46 páginas, 3 apêndices Saimaa Universidade de Ciências Aplicadas, Lappeenranta Tecnologia, Licenciatura em Engenharia Civil e Construção Engenharia de Estruturas Instrutores: Timo Lehtoviita, Saimaa Universidade de Ciências Aplicadas, CEO, Timo Reisto, BT Madeira Ltd. Vice-Presidente, Jari Kukkonen, BT Madeira Ltd. O principal objetivo do estudo foi o de dar informações sobre os métodos de teste de fogo e sistema de classificação em Rússia pós-soviética e países da União. Vários aspectos da avaliação da segurança dos produtos de construção relacionados com a iniciação e desenvolvimento de fogo e a determinação de gases de fumaça tóxica
  3. 3. foi estudado. O principal objetivo foi o de fornecer novas informações sobre o assunto no contexto do sistema europeu harmonizado de classificação de fogo, bem como relacionado para aspectos mais gerais de segurança contra incêndio. Dois modelos para predizer os resultados de uma reacção ao fogo Europeia intermediário escala teste, o teste SBI, foram introduzidas. Os métodos de ensaio de fogo e classificação parâmetros do fogo russa e europeia sistemas de classificação de revestimentos de superfície são diferentes. Devido ao sistema de referência comum cenário, os sistemas de classificação são ainda fortemente consistente para a maioria dos produtos. Inconsistências podem ser reconhecidas através da análise do tipo de produto e composição e, considerando as características especiais dos principais testes de fogo utilizadas no classificação. Modelando dos resultados do teste SBI com base no calorímetro de cone dados fornecem uma ligação entre os sistemas de classificação de fogo russos e europeus. Palavras-chave: Teste de fogo, combustão, cone calorímetro, objecto isolado em combustão, painel radiante, classificação, madeira, retardante de fogo 3 Página 4 1. Terminologia Básica Combustível, adj. Capaz de ser queimado Combustível, substantivo Item capaz de combustão Combustão Teaction exotérmica de uma substância com um oxidante Fogo (Controlado) auto-sustentável de combustão que foi deliberadamente disposto para fornecer informação útil efeitos e que é controlada em sua extensão em tempo e espaço Comportamento ao fogo Mudança no físico e / ou químico Propriedades de um item e / ou estrutura exposta a fogo Fogo compartimento Espaço fechado, que pode ser subdividido, separado dos espaços adjacentes no interior da construção de elementos de construção com um resistência ao fogo especificada Efluentes Fogo Totalidade dos gases e / ou aerossóis (incluindo partículas em suspensão) criados pela combustão ou pirólise
  4. 4. Exposição ao fogo Até que ponto a pessoas, animais ou itens são submetido a condições criadas por fogo O risco de incêndio Potencial para ferimentos e / ou danos causados por incêndio Fogo atuação Resposta de um artigo, quando expostos a um específico cf fogo comportamento do fogo. Resistência ao fogo Capacidade de um item para cumprir um prazo de tempo a estabilidade e / ou a integridade exigida e / ou isolamento térmico, e / ou outro dever esperado especificada em um teste padrão fireresistance NOTA "resistente ao fogo" (adjetivo) refere-se apenas ao essa capacidade Retardante de fogo, substantivo Substância adicionada, ou um tratamento aplicado a um de material, a fim de atrasar a ignição ou para reduzir a taxa de combustão Observe o uso de retardadores de fogo não necessariamente suprimir fogo Cenário de incêndio Descrição detalhada das condições, incluindo ambiental, de uma ou mais fases de antes da ignição para depois da conclusão do combustão em um fogo real em um específico local ou em uma simulação em escala real, Chama, substantivo Zona de combustão na fase gasosa, geralmente com emissão de luz Chama, verbo Para submeter-se a combustão na fase gasosa com emissão de luz Frente de chama Limite de combustão flamejante na superfície de um material de propagação através de um ou gasoso mistura Chamejante combustão A combustão em fase gasosa, geralmente com emissão de luz Flash-over A transição para um estado de total envolvimento superfície num fogo de materiais combustíveis dentro de um recinto 4 Page 5 Totalmente desenvolvido
  5. 5. fogo Estado do envolvimento total de combustível materiais de um incêndio Liberação de calor A energia térmica que é liberado pelo combustão de um item sob especificada condições Ignição Iniciação da combustão NOTA: O termo "ignição" em francês tem um muito diferente significando [estado de combustão corpo] Integridade Capacidade de um elemento de separação, quando exposto a fogo de um lado, para impedir a passagem de chamas e gases quentes ou a ocorrência de chamas do lado oposto, por um período de tempo determinado em um teste de resistência ao fogo padrão Pirólise Essa parte da química irreversível decomposição causada somente por um aumento na temperatura Reacção ao fogo Resposta de um material em contribuindo por sua própria decomposição de um incêndio ao qual está exposta, em condições específicas Fumaça Parte visível do efluente fogo Temperaturetime- curva (Normalizado) Variação relacionada com o tempo de temperaturas prescrita de uma maneira específica durante um incêndio padrão teste de resistência 5 Página 6 2. Introdução BT Madeira empresa está interessada em expansão para o mercado da Federação Russa e Países da União pós-soviética com seus produtos. O objetivo desta tese foi fornecer as informações sobre testes de fogo russo, certificação de produtos na Rússia, classificação de produtos químicos utilizados como conservantes de madeira. O escopo do trabalho é apresentaram diferença geral entre métodos e testes da UE e da Federação Russa sistema de certificação. 6 Página 7 3. Informações Gerais Madeira tem muitos excelentes propriedades naturais. A madeira é de construção mais versátil da natureza
  6. 6. material. É renovável, sustentável, energia eficiente para colher e converter para um utilizável componente, fácil de trabalhar, tem poluição ambiental mínimo, quente em uso, esteticamente agradável e tem uma gama de excelentes propriedades físicas e mecânicas. Uso de retardadores de fogo Purpose Uso de madeira pode ser restringida por normas de segurança e regulamentos relacionados com sua inflamabilidade e fogo espalhando características. A seleção cuidadosa do tipo correto de formulação retardante de fogo pode superar este preocupação e permitem uma vasta gama de produtos à base de madeira de retardadores de fogo para cumprir mesmo os regulamentos mais rigorosos, estendendo, assim, o uso desse mais natural do mercado de materiais de construção. Tratamento retardante de fogo de madeira em primeiro lugar pode atrasar a ignição por um tempo significativo e em segundo lugar, reduzir a taxa de liberação de calor após a ignição. Ambos os efeitos juntos fazer afetar fortemente o potencial para espalhar o fogo para além do local de ignição originais. Numa teste de fogo quarto (ISO 9705) isso é visto na seguinte forma: a madeira não tratada vai para flashover em cerca de 3 minutos, mas a madeira FR pode impedir flashover mesmo 20 minutos ou mais. FR Chemicals É relativamente fácil obter um melhor desempenho ao fogo de produtos de madeira. A maioria retardadores de fogo existentes são eficazes na redução diferentes parâmetros de reacção ao fogo de madeira, tais como inflamabilidade, liberação de calor e propagação das chamas. A maior Europeia e classificações nacionais de incêndio para produtos combustíveis pode ser alcançado. No entanto, a alta os níveis de retenção tem que ser utilizada em comparação com os tratamentos de preservação comuns utilizados para proteger a madeira contra a deterioração biológica. Tratamentos ignífugos para madeira são numerosos e podem ser classificados em três classes gerais: • os incorporados integralmente em produtos compostos de madeira durante fabricação 7 Page 8 • aqueles pressão impregnado em madeira maciça, compensados, aglomerados e hardboard industrialmente, mas após o fabrico • as aplicadas, como tintas e revestimentos de superfície, in situ, depois de madeira baseados produtos são instalados Formulações
  7. 7. Embora os fabricantes de manter uma mística sobre suas formulações, a chama real produtos químicos retardantes têm uma longa história de uso para essa finalidade. Estes produtos químicos incluem aqueles com base em fósforo, azoto, boro, sílica e suas combinações onde o comportamento pode ser sinérgico. Exemplos são: • fosfato de mono-amônio • fosfato de di-amónio • ácido orto-fosfórico • sulfato de amônio • bórax / ácido bórico / óxido bórico octoborate / dissódico • fosfato de melamina Efeito Chemicals Produtos químicos retardantes de chama funcionar de várias maneiras. Algumas delas incluem: • promoção da formação de carvão • conversão de gases voláteis para gases não-inflamáveis, como o vapor de água e dióxido de carbono. • formando uma barreira de esmalte na superfície • formar uma barreira de espuma intumescente na superfície • rescisão de radicais livres na fase gasosa Em todos os casos, eles são formulados e aplicados para controlar a ignição, chama espalhou uma superfície de madeira, e para reduzir a taxa de libertação de calor a partir do substrato de madeira com base. Os retardadores de chama não pode fazer a madeira não combustível. 8 Page 9 Fazer uma escolha A escolha da formulação FR química ou, na realidade, que especifica o usuário escolhe ou é dependente de vários factores e é importante discutir estes com algum detalhe fornecedores e fabricantes para que os potenciais problemas da vida de serviço são eliminados. Os fatores incluem: • tipo de substrato de madeira com base • requisito regulamentar para estar satisfeitos • nova construção ou manutenção / atualização • condições de vida de serviço / ambiente • condições de instalação • requisitos de manutenção • efeitos, se houver, do tratamento FR na aparência ou outras naturais ou propriedades intrínsecas do substrato. Produtos de madeira do painel retardador de fogo e madeira com base estão sendo usados em uma ampla variedade de áreas de mercado. O tratamento retardante de fogo, se corretamente especificado, fornece valor acrescentado para os substratos à base de madeira e estende-se o potencial de mais do mercado mundial material de construção natural.
  8. 8. Condições de Uso O ambiente no qual o retardante de fogo Madeira Tratada (FRTW) está a ser utilizado tem grande influência sobre a escolha do tratamento FR e formulações. Alta umidade ou molhado condições podem afetar tanto o desempenho fogo de certos tratamentos e levar a certa efeitos colaterais indesejáveis, tais como redução da resistência, corrosão de fixações metálicas, decadência e problemas com overpainting. Características da FR-formulações: 1 . Tipo sal inorgânico apenas para uso interior seco 2 . humidade resistente tipos químicos para todos os usos interiores e algum tempo usos exteriores protegidas 3. Tipos de polímeros resistentes à lixiviação para situações exteriores totalmente expostas 9 Page 10 Revestimentos intumescentes são geralmente só é adequado para usos interiores secos. Isto aplica particularmente para limpar lacas. Durabilidade de Fogo tratamento retardador O ambiente no qual o retardante de fogo Madeira Tratada (FRTW) está a ser utilizado tem grande influência sobre a escolha do tratamento FR e formulações. Alta umidade ou molhado condições podem afetar tanto o desempenho fogo de certos tratamentos e levar a certa efeitos colaterais indesejáveis, tais como redução da resistência, corrosão de fixações metálicas, decadência e problemas com o excesso de pintura. Características da FR-formulações: a) tipo de sal inorgânico apenas para uso interior seco b) umidade resistente tipos químicos para todos os usos interiores e algum tempo usos exteriores protegidas c) tipos de polímeros resistentes lixiviação para situações exteriores totalmente expostas Revestimentos intumescentes são geralmente só é adequado para usos interiores secos. Isto aplica particularmente para limpar lacas. 10 Página 11 4. BT madeira informações da empresa BT Madeira Ltd é uma empresa de rápido crescimento inovadora especializada no desenvolvimento e comercialização de novos produtos químicos para tratamento de madeira. As operações estão localizados na capital área em Espoo e no norte da Finlândia na cidade de Oulu. O core business é proporcionar às empresas construtoras e fabricantes de madeira com novos produtos químicos sustentáveis e eficientes para o tratamento de madeira, permitindo-lhes, assim,
  9. 9. uso extensivo de madeira como material de construção. Desta forma, as empresas favorecem fortemente o mudar a partir de materiais prejudiciais ao meio ambiente para, baixa de dióxido de carbono sustentável materiais de construção em madeira de emissão. BT Madeira trabalha em uma rede de P & D de largura e está sempre desenvolvendo novas soluções para os clientes da empresa, oferecendo-lhes também consultoria para afinar seus processos industriais para utilizar os novos produtos em um cofre e forma custo-eficiente. BT produtos de madeira: Retardadores de fogo BT Madeira ® Um deles é uma prova de fogo seguro e eficaz em termos de custos para todos os tipos de madeira. Ele pode ser aplicado tanto por métodos de tratamento de superfície ou por impregnação de luz. BT Madeira ® One madeira tratada pode ser depois tratados com um verniz, tinta ou com Brasão ® BT Wood. Este produto destina-se a substituir os retardadores de fogo, que necessitam de processo de impregnação completa (Alto custo) e contêm (por exemplo bórax) compostos anti-fogo tóxicos ou nocivos. BT Madeira ® Um é projetado especialmente para processos de tratamento industrial de rotina, tornando-os fáceis e custo-eficiente. Também resíduos de processo podem ser desolada com segurança. Uma madeira compensada tratada BT Madeira ® tem recentemente uma UE- certificação para uma excelente aula Proteção B fogo. Metas de aplicação óptima são, por exemplo, elementos estruturais em edifícios de madeira, madeira laminada colada, compensados e LVL e abordagens usadas tanto dentro como fora. Conservantes industriais Conservantes Industrialmente infundidas em madeira, madeira compensada e outros produtos à base de madeira adicionar notavelmente anos para a vida útil prevista desses materiais em diferentes 11 Page 12 aplicações. BT Madeira ® industriais Conservantes são aplicados por vácuo, a pressão métodos de imersão-impregnação ou. Uma especialidade polar orgânico, à base de água BT Madeira ® preservativo é um metal pesado livre e químicos não-tóxicos. Ela garante uma proteção de longo prazo contra fungos, mancha azul e ataque de insetos, sem prejudicar o meio ambiente natural. Madeira protegido com BT Madeira Preservativo pode ser ainda tratada com Brasão BT Madeira ® ou outra superfície comercial produtos de tratamento.
  10. 10. Lugares típicos para aplicar BT Madeira ® preservativo são, por exemplo decks, tapumes exteriores, postes, cercas e outros elementos de madeira estruturais. Soluções de tratamento de superfície Se não for tratada ou até mesmo madeira pressão impregnados, após tempo-exposição, pode rachar e ser danificados por diversos fatores degradantes. Para evitar esses inconvenientes e garantir É necessária uma resistência superior de produtos de madeira proteção. Brasão ® BT Madeira superfície tratada é de fácil limpeza. Adapta-se aos locais onde a durabilidade e boas perspectivas é uma exigência. As características da superfície pode ser modificada pela ajustando o processo de tratamento. Uma camada muito fina de BT Madeira Brasão ® é aplicado por pulverização ou escovação. A superfície revestida pode também ser colorida num procedimento de pré-tratamento ou de pré-tratados com por exemplo, BT Madeira ® retardante Um incêndio ou BT Madeira ® cupins. Brasão BT Madeira ® é a escolha ideal, por exemplo, em painéis de madeira, placas, portas de madeira e quadros, corrimãos, bancos, etc Agente anti-cupim Se não for tratada ou até mesmo madeira pressão impregnados, após tempo-exposição, pode rachar e ser danificados por diversos fatores degradantes. Para evitar esses inconvenientes e garantir É necessária uma resistência superior de produtos de madeira proteção. Brasão ® BT Madeira superfície tratada é de fácil limpeza. Adapta-se aos locais onde a durabilidade e boas perspectivas é uma exigência. As características da superfície pode ser modificada pela 12 Página 13 ajustando o processo de tratamento. Uma camada muito fina de BT Madeira Brasão ® é aplicado por pulverização ou escovação. A superfície revestida pode também ser colorida num procedimento de pré-tratamento ou de pré-tratados com por exemplo, BT Madeira ® retardante Um incêndio ou BT Madeira ® cupins. Brasão BT Madeira ® é a escolha ideal, por exemplo, em painéis de madeira, placas, portas de madeira e quadros, corrimãos, bancos, etc 13 Página 14 5. Regulamentos Europeus Um novo sistema de classificação para a reação às propriedades de construção civil fogo produtos foi introduzida na Europa por decisão da Comissão (2000/147/CE), de 8
  11. 11. Fevereiro 2000 que aplica a Directiva 89/106/CEE do Conselho (Ref. JO L 50 de 23.2.2000). É muitas vezes chamado o sistema Euroclass e consiste em dois sub-sistemas, um para produtos de construção, excluindo pavimentos, por exemplo, parede e revestimentos de superfície do teto, consulte o tabela a seguir, e um outro sistema semelhante para pavimentos. Ambos os sub-sistemas têm classes A para F de que as classes A1 e A2 são produtos não combustíveis. O novo sistema é substituição dos sistemas de classificação nacionais anteriores, que formaram obstáculos à comércio. Tabela 1 sistema Euroclass, produtos de construção. Euroclass Fumaça classe Queimando gotículas Requisitos de acordo com EN fogo testes FIGRA produtos típicos classe Non. pente SBI Pequeno chama W / s A1 - - x - - - Stone, de concreto A2 s 1 , S 2 ou s3 d 0 , D 1 ou d 2 X x
  12. 12. < 1 2 0 Placas de gesso (Papel fino), A lã mineral B s 1 , S 2 ou s3 d 0 , D 1 ou d 2 x X < 1 2 0 Placas de gesso (Papel grosso), Fire madeira retardador C s 1 , S 2 ou s3 d 0 , D 1 ou d 2 - x x <250 Revestimentos em placas de gesso D s 1 , S 2 ou s3
  13. 13. d 0 , D 1 ou d 2 - x X <750 Madeira, madeira painéis baseados E - - Ou d 2 - - X - Alguns sintético polímeros F - - - - - - No desempenho determinado SBI = objecto isolado em combustão, principal teste para a reação de classes para produtos de construção fogo; FIGRA = Taxa de crescimento de fogo, principal parâmetro para a classe principal de incêndio de acordo com o teste SBI. 14 Page 15 6. Retardadores de fogo testes de acordo com os regulamentos europeus. 6.1. Teste Cone calorímetro Este capítulo é baseado em informações, que é dado em padrão. (ISO 5660-1) O cone calorímetro teste ISO 5660-1 é um método de teste de fogo banco escala para avaliar a contribuição que o produto testado pode fazer com a taxa de libertação de calor durante seu envolvimento no incêndio. Os principais componentes do aparelho são uma radiante em forma de cone aquecedor eléctrico com um controlador de temperatura, um dispositivo de ignição de faísca, uma célula de pesagem, numa Porta-amostra, e um sistema de gases de escape. Um diagrama esquemático do cone
  14. 14. calorímetro é apresentado na figura 1 . Figura 1A imagem esquemática do cone calorímetro. (SINTEF NBL, 2006) Amostra para teste O corpo de prova tem uma área de 100 milímetros * 100 mm e uma espessura máxima de 50 mm. Em um teste padrão, o modelo do suporte da amostra é posicionado sob o cone aquecedor em forma na célula de pesagem. A orientação do corpo de prova pode ser tanto horizontal ou vertical, a orientação horizontal sendo mais comum em testes padrão. Os produtos de combustão fluir através da abertura de topo do aquecedor para dentro do capuz e o duto de exaustão a partir do qual uma amostra de gás é retirado para análise de gás. 15 Page 16 As principais medições do teste são os seguintes: • Tempo de ignição • A perda de massa • Taxa de liberação de calor (com base no consumo de calorimetria de oxigênio) • Calor efetivo de combustão A irradiância altamente uniforme em toda a superfície da amostra e a possibilidade de medindo quantidades por unidade de área e de massa do material testado fazer o cone calorímetro um excelente instrumento para determinar parâmetros do material e por outro fins científicos. Naturalmente, os efeitos em grande escala de produtos e estruturas não podem ser revelada em testes calorímetro de cone devido ao pequeno tamanho da amostra. 6.2. Teste SBI Este capítulo é baseado em informações, que é dado em padrão. (EN 13823:2002) O objecto isolado em combustão (OIC) é um novo método de teste de fogo desenvolvida para o futuro sistema Euroclass por um grupo de laboratórios europeus de incêndio com base em as especificações definidas por um grupo de reguladores europeus de fogo. O desenvolvimento trabalho incluiu o projeto de um protótipo, a instalação de equipamentos de teste, o determinação da precisão do método e na produção de dados necessários para finalizar o sistema de classificação. O teste SBI baseia-se num cenário de incêndio de um único item de queima, por exemplo um cesto de lixo, localizado em um canto entre duas paredes cobertas com o revestimento de superfície a ser testado. O aparelho de teste SBI é mostrado esquematicamente na Figura 2. Medições
  15. 15. 16 Page 17 Medição de; - Aumento da temperatura, - 0 2 e concetrations CO2. - Atenuação da luz, Extração mecânica dos efluentes V298 = 0,6 m3-1 1,5 m 0,5 n Chama de difusão em um queimador de areia, propano, RHR queimador = 30kW alcançando desta borda por a chama via lateral, propagação Passe critérios com / falha Observação de chamas gotículas e partículas Figura 2 A SBI (queima item único) teste quadro esquemático. (Sandwichbau, 2000) Amostra para teste Os corpos de prova SBI estão instalados em um suporte da amostra constituída por dois verticais asas feitas de placa não combustível. As asas porta-espécime de tamanhos 1,0 m * 1,5 m e 0,5 m * 1,5 m forma uma configuração de canto em ângulo recto. A exposição térmica sobre a superfície da amostra é produzido por uma em forma de triângulo propano queimador de gás colocado no canto formado pelas asas de amostra. O calor saída do queimador é de 30 kW, resultando em uma exposição ao calor máxima média de cerca de 40 kW/m2 em uma área de aproximadamente 300 centímetros 2 . O queimador simula uma única queima item. O consumo de materiais durante o teste • Teste completo, 3 testes o 5 amostras de teste com a dimensão 1,00 mx 1,50 m (longa asa) o 5 amostras com a dimensão 0,49 mx 1,50 m (curto asa) • teste indicativo, um teste o 1 amostra de teste com a dimensão 1,00 mx 1,50 m (longa asa) o 1 amostra com a dimensão 0,49 mx 1,50 m (curto asa) 17 Page 18 O teste SBI é realizada sob um capuz. Os gases de combustão são atraídos para uma duto de exaustão equipado com sensores para medir a temperatura, a atenuação de luz, 0
  16. 16. 2e C 02 frações molares e diferença de pressão induzida por fluxo. A liberação de calor é determinada através do consumo de oxigênio calorimetria. A produção de fumo é medida em função da atenuação da luz pela gases de combustão. Além disso, a propagação de chamas lateral e a ocorrência de gotículas ou partículas de fogo são observado visualmente. Conclusão Os parâmetros de classificação do teste SBI são: • índice de taxa de crescimento Fogo (FIGRA), • Lateral propagação das chamas (IFT), • liberação total de calor durante os primeiros 600 segundo do teste (THR600s). Classificação adicional é definida: • índice de taxa de crescimento Smoke (SMOGRA) • A produção total de fumo ( s) • gotículas e partículas accordingto theiroccurrence e tempo de combustão durante os primeiros 600 segundos de teste. Para determinar FIGRA, os valores medidos da taxa de libertação de calor está dividida pela tempos de medição correspondente. FIGRA é o valor máximo deste quociente. Para evitar ruído de sinal no início de o teste de ter um efeito determinante na classificação, FIGRA é calculado a partir de dados suavizados e os valores limite da taxa de liberação de calor (FCR) ea liberação de calor total (THR) são usadas para iniciar o cálculo. Medições 18 Page 19 Modelos de previsão de resultados de testes SBI Uma vez que o desenvolvimento do método de teste SBI, correlações entre o cone calorímetro e SBI resultados dos testes têm sido objecto de interesse crescente. O teste é SBI relativamente dispendiosa para um único teste, mais do que 2 m 2 de amostra de material é necessário, e os custos de funcionamento do aparelho de teste intermediário escala aumentar o preço. O cone calorímetro é um método de teste de fogo em pequena escala bem estabelecidos, necessitando apenas de um pequena peça (0,01 m 2 ) De material de amostra. Assim, os modelos de previsão dos resultados de SBI testes na base de dados do cone calorímetro fornecer ferramentas económicas para produtos
  17. 17. desenvolvimento e controlo de qualidade, embora o teste SBI é necessária no real classificação. Dois métodos para prever os resultados de um produto de construção de testes SBI na base de dados do calorímetro de cone são apresentados abaixo. (Kokkala, 1997) One-dimensional modelo propagação de chama térmica O modelo unidimensional a propagação das chamas térmico para cima chama se espalhou na parede revestimentos podem ser aplicados ao teste SBI. Os dados de entrada do modelo são a taxa de calor As curvas de liberação de testes calorímetro de cone realizados no nível de exposição de calor de 50 kW/m2. O ponto de partida é o cálculo de equação, o unidimensional diferencial equação que descreve a propagação das chamas para cima. A propagação de chamas é determinada , resolvendo o problema do valor inicial da equação. Q () é calculada como a soma da contribuições do queimador e do material. A taxa de libertação de calor do material é Qmat ( 0 = * PoW q '' (t) + / TT = "V '(t - ( 1 ) 1 Lig em que w e x p0 são a largura e altura inicial da área de pirólise, e q "(t) e tig são a taxa de liberação de calor (HRR) curva eo tempo de ignição do cone teste calorímetro, respectivamente. O tempo de ignição é determinado a partir da curva de HRR como o momento em que a libertação de calor taxa por unidade de área chega a 50 kW/m2, que está em boa concordância com visuais observações. Este método para determinar o tempo de ignição, no entanto, é mais objectiva de percepção visual. Para aplicar o modelo para prever os resultados dos testes SBI, a entrada parametersxp 0 , W, kf e foram determinadas e otimizado por examinar as características de o arranjo teste SBI e com base em sintonia modelo. Além disso, os dados de entrada do cone 19 Page 20 testes de calorímetro executados no nível de exposição de 50 kW/m2 foram escalados para níveis mais baixos selecionados com base na experiência prática e ajuste do modelo. O modelo foi otimizado usando painéis de partículas como um material de ajuste. Em sintonia, há eram dois aspectos de grande importância: a forma da curva de HRR previsto eo resultando valor FIGRA determinar a classificação. Verificou-se que a reprodução
  18. 18. forma da curva ao longo de todo o HRR teste SBI é irrealista com este modelo. No entanto, a fase inicial do teste pode ser prevista também para vários tipos de materiais. Em geral, a altura e a forma do primeiro pico de HRR no teste SBI determinar o Valor FIGRA. A fase mais interessante da prova é, portanto, a sua parte inicial, incluindo o primeiro grande pico de HRR. THR600s é usado como uma outra classificação liberação de calor quantidade, mas FIGRA determina a classe, na maioria dos casos. Assim, de modelo bem sucedido de o primeiro pico da curva da taxa de libertação de calor SBI é geralmente adequado para prever o classificação de um produto de construção correcta. Em muitos casos, a frente da chama se espalha sobre a superfície de uma amostra de teste SBI tanto verticalmente e lateralmente. O modelo unidimensional aplicada leva em conta apenas o direcção vertical, mas o efeito da propagação da chama lateral pode ser compensado até certo medida pela seleção dos parâmetros de entrada ea forma de usar a curva de HRR do teste de cone calorímetro. Como um resultado de cálculos de acordo com as equações do curvas de taxa de liberação de calor previstos de testes SBI são obtidos. A partir dessas curvas, FIGRA valores que determinam a classificação do produto pode ser calculado. Com base na taxa de libertação de calor e índices de inflamabilidade Modelo Neste método, as previsões FIGRA são calculadas a partir de uma equação de regressão na base de inflamabilidade e taxa de índices de liberação de calor (IIG e QI, respectivamente) obtidos a partir de dados cone calorímetro medidos no nível de exposição ao calor de 50 kW/m2. A equações para os índices são os seguintes: IIG = V tig (2) ■ q = j ; tender ig q "(t) dt (3) onde tig - é o momento de ignição, tendem a hora de término do teste e ma constante. 20 Page 21 O denominador do integrando representa uma função de ponderação, que dá uma mais elevada
  19. 19. importância para os valores da taxa de libertação de calor imediatamente após a ignição do que aqueles ocorre mais tarde. Originalmente, os índices foram desenvolvidos para prever o desempenho de revestimentos de superfície no teste quarto / Canto ISO 9705. Uma vez que os processos de crescimento fogo básicas nas fases iniciais dos testes são semelhantes, a abordagem de índice pode ser aplicado para o previsão dos resultados dos testes SBI. Devido aos diferentes parâmetros a ser previsto, no entanto, a ponderação da curva HRR (ou seja, o valor de m) usado como entrada é diferente. A fim de fundamentar a abordagem índice para o teste SBI em uma ampla gama de ignição e de calor liberação comportamento e em uma quantidade suficiente de dados, um conjunto de mais de 2 0 0 cone artificial ficheiros de dados para os produtos hipotéticos calorímetro foi gerado. A forma do HRR curva foi assumido como sendo de forma q "(t) = q" ma, (t / tma ^ [(> Z w - 1)] (4> onde q'' max é o valor de pico da velocidade de libertação de calor por unidade de área de ocorrência no momento . Esta forma funcional foi escolhido porque uma grande variedade de produtos apresenta esta curva forma na parte inicial da prova cone calorímetro. De forma semelhante ao unidimensional modelo chama térmica spread, tig foi determinado como o momento em que a taxa de libertação de calor por unidade de área chega a 50 kW / m 2 . A selecção de tig define um desvio de tempo para o no início da curva de HRR. Os intervalos para os parâmetros foram 55-700 kW/m2 para max q'', 5-60 s do tmáx, e 5-60 s para tig, correspondendo ao comportamento típico de produtos de construção em testes de calorímetro de cone em uma irradiação de 50 kW / m 2 . Os valores FIGRA para os produtos hipotéticos foram calculados pela previsão do HRR curvas do teste SBI utilizando o modelo de propagação de chama térmica unidimensional descrito acima. Os ficheiros de dados gerados foram utilizados para encontrar uma expressão para FIGRA como um lei de potência de tig, q'' e tmax. Na base dos expoentes encontrados pelo menos 6 iiLClJC
  20. 20. quadrados de montagem, o valor de m = 0,89 foi seleccionado para o cálculo de como o IQindex mostrado no Apêndice do Livro II. Finalmente, outro ataque foi realizado a fim de expressar FIGRA como uma lei de potência do IIG e eu q . A equação de regressão resultante é FIGRA = 2,7 • 1O - 4 l0 G93 QI 85 (5) 21 Page 22 onde o QI é calculado com m = 0,89 de acordo com a equação ea unidade de IIG é min 1. É de notar que as gamas seleccionadas de um'', tmax e t; e limitar o intervalo de validade iiLClJC 6 o modelo. A previsão de acordo com a Equação (16) não deve ser utilizado para produtos fora do intervalo validado devido ao aumento da incerteza do FIGRA previu valores. Os valores-limite THR normalmente utilizados no cálculo FIGRA acordo com prEN 13823 foram ignorados no desenvolvimento do modelo de analogia, porque o cálculo da a taxa do índice de liberação de calor não inclui qualquer limite THR. No entanto, uma equação de regressão correspondente também pode ser encontrado por valores determinados FIGRA usando os limiares THR. 6.3. Correlação de cone calorímetro e os resultados dos testes SBI No parágrafo anterior, dois modelos para prever os resultados do teste SBI na base em dados de cone calorímetro são introduzidos. A chama térmico unidimensional modelo de propagação pode ser utilizado para prever o primeiro pico da curva da taxa de libertação de calor de um produto no teste SBI. As estimativas do valor FIGRA ea classificação pode ser determinada com base na curva prevista. O modelo com base na taxa de calor índices de libertação e de inflamabilidade prevê o valor FIGRA ea classificação usando uma equação de regressão simples. No entanto, o comportamento de libertação de calor de um produto que não pode ser estimada utilizando esta abordagem. 6.4. Previsão da taxa de liberação de calor Uma série de gráficos que comparam as curvas HRR medidos contra os previstos foi obtidos utilizando o modelo de propagação da chama térmico unidimensional. Este modelo é incapazes de reproduzir a forma da curva ao longo de todo o HRR teste SBI, mas
  21. 21. o primeiro pico de HRR pode ser previsto relativamente bem. Previsão do primeiro pico é geralmente adequado para prever a classificação de um produto correctamente, uma vez que a parte inicial do o teste é de grande importância a determinação do valor FIGRA. Investigação das curvas de taxa de liberação de calor modeladas revelou três grupos de produtos: produtos básicos de madeira, produtos de madeira com uma camada superficial, e produtos com uma superfície camadas sobre um substrato não-combustível. 22 Page 23 Para produtos de madeira básicas, o modelo prevê o primeiro pico da curva de HRR razoavelmente bem. As taxas de libertação de calor previstos para os produtos de madeira com uma camada de superfície tendem a ser retardado e alisada em comparação com as medições SBI. Produtos compostos de uma camada de superfície sobre um substrato não-combustível mostram dois tipos de comportamento em função a espessura da camada de superfície. Se a camada de superfície é fina, a curva de HRR calculado exibe um pico acentuado no início do ensaio. No teste SBI, este pico (se observável) é menor e mais suave, e, geralmente, ocorre mais cedo do que o previsto. Se o camada superficial é mais espessa, o pico previsto é tanto mais larga e mais consistente com o Medição SBI. Fora desses grupos existem alguns produtos para os quais a modelagem é bem-sucedida, quer devido às limitações do modelo ou para as diferentes características do SBI e métodos de ensaio cone calorímetro. Para materiais que exibem extensa propagação de chamas, o procedimentos de compensação da unidimensionalidade do modelo são inadequados. O modelo envolve pressupostos para o escalonamento do tempo de ignição e a largura da área de pirólise, que não são ideais para materiais de fogo retardado. Para materiais que derretem, e para os produtos com um revestimento reflexivo, as previsões são um fracasso porque o Equipamento OIC eo cone calorímetro têm diferentes modos de transferência de calor e diferente arranjos de ensaio no que respeita à orientação da amostra e a fonte de ignição. 6.5. Teste de chama Pequeno Este capítulo é baseado em informações, que é dado em padrão. (ISO 11925-2:2010) O aparelho é baseado no método Kleinbrenner Alemão para a determinação inflamabilidade da construção de produtos na orientação vertical, o contato da chama pequena direta sob de zero irradiância impressionado. Figura 3. Uma imagem esquemática do aparelho de teste chama pequena. (ITF, 2011) 23 Page 24 O teste ocorre dentro de uma câmara de teste, onde o corpo de prova é montada
  22. 22. verticalmente. A amostra de teste é sujeita a bordo e / ou a exposição da superfície a partir de um gás chama. O consumo de materiais durante o teste • Teste completo, 12 testes, espécime dimensões 90 milímetros x 250 mm o 9 espécimes em uma direção (por exemplo, direção de produção) o 9 espécimes em direção perpendicular à primeira direção • teste indicativo, 4 ensaios, relações de dimensões 900 milímetros x 250 mm o 2 espécimes em uma direção (por exemplo, direção de produção) o 2 espécimes na direcção perpendicular à primeira direcção Procedimento O teste ocorre dentro de uma câmara de teste, onde o corpo de prova é montada verticalmente. A amostra de teste é sujeita a bordo e / ou a exposição da superfície a partir de um gás chama. Durante o ensaio, o tempo de ignição, as gotas de queima e as chamas se atingir a marcação do corpo de prova dentro de um período de tempo prescrito topo, está registrado. As principais características do aparelho de teste são: • Um conjunto queimador amplamente ajustável, montado em corredores, a permitir que a chama pequena pré-misturada para ser inclinado com um ângulo de 45 ° para o espécime e ofereceu a ele em um movimento fluido. • Porta-amostra capaz de abrigar os espécimes até e incluindo 60 milímetros de espessura. • Um suporte espécime quadro totalmente ajustável facilitando o movimento lateral do suporte da amostra, de modo que a chama pode ser aplicada, quer a espécime posição central, ou em pontos espaçados lateralmente. • Um anemômetro / termômetro digital e um cronômetro para simples, mas medição precisa do fluxo, a temperatura e tempo Medições 24 Página 25 Os dados a seguir são registradas: • tempo de ignição • gotas ardentes 6.6. Teste de painel radiante Este capítulo é baseado em informações, que é dado em padrão. (ISO 9239-1:2010) EN ISO 9239-1:2002 descreve um método de ensaio europeu para avaliar a queima comportamento, propagação das chamas e fumaça desenvolvimento de piso montado horizontalmente abrange sistemas expostos a um gradiente de calor radiante na câmara de ensaio, quando inflamado com uma chama piloto. As medições fornecem uma base para estimar um aspecto de fogo
  23. 23. comportamento exposição de pavimento sistemas. O fluxo radiante imposta simula o níveis de radiação térmica que possam colidir com os andares de um edifício cuja parte superior superfícies são aquecidos por chamas ou gases quentes ou ambos, de um incêndio em uma sala adjacente ou compartimento. Este método é aplicável a todos os tipos de revestimentos para pavimentos, tais como tapete têxtil, cortiça, de madeira, de borracha e de plástico, bem como revestimentos de revestimentos. Os resultados obtidos por este método refletem o desempenho do sistema total revestimento do piso como testado. Modificações do apoio, ligação a um substrato, underlay, ou outras alterações ao sistema pode afetar os resultados do teste. Propagação de chama, a produção de fumo e o fluxo de calor para a superfície do piso que é essencial para a propagação das chamas é medido de acordo com o método de ensaio. O consumo de materiais durante o teste • completos teste 4 testes, dimensões do espécime 230 milímetros x 1050 mm. o 5 espécimes em uma direção (por exemplo, direção de produção) o 5 espécimes na direcção perpendicular à primeira direcção • Indicativo teste 1 teste, dimensões do espécime 230 milímetros x 1050 milímetros o 2 provetes 25 Page 26 Procedimento de teste A amostra de teste é colocada numa posição horizontal abaixo de um painel radiante com gás inclinado a 30 °, onde é exposta a um fluxo de calor definida. Uma chama piloto é aplicada ao extremidade mais quente do espécime. A seguir à ignição, qualquer frente de chama que se desenvolve é anotado e um registo é feito a progressão da frente de chama na horizontal ao longo do comprimento da amostra em termos do tempo que leva para se espalhar para distâncias definidas. Radiante painel Piloto chama Figura 4. Um aparelho de teste esquemática imagem radiante painel. (ITF, 2011) Produção de fumo durante o teste é registrado como transmissão de luz no cano de escape. Uma amostra é testada em uma direção (por exemplo, direção de produção) e um exemplar em a direcção perpendicular ao primeiro teste. O teste que produz os piores resultados é repetido duas vezes no mesmo sentido, ou seja, um total de quatro ensaios.
  24. 24. 7. Russos métodos de ensaio e sistema padrão 7.1. Composições retardantes de fogo e substâncias para madeira. Requisitos gerais. Os métodos de ensaio. A classificação de retardadores de fogo Dependendo do conteúdo FR estão divididos nos seguintes tipos: • verniz retardante de fogo • pintura Fire-retardant 26 Página 27 • revestimento resistente ao fogo • drogas Fireproof • composição à prova de fogo Complexo Dependendo das condições de aplicação FR estão divididos em: • condições de uso final externos • espaços não aquecidos próximos • aplicação em espaços aquecidos próximos • significou para outra aplicação condições de uso final de uma menção especial Todos os tipos de anti-fogo mencionadas dependem o n ambiente animado i nfluence são divididos em agentes persistentes e não-persistentes. Dependendo da técnica de aplicação FR é classificado como um tratamento de superfície e tratamento de penetração. Requisitos para o conteúdo da documentação técnica FR Exigências de documentação técnica de acordo com GOST 2.144: • Tipo de aplicação e as condições têm de ser apontado de acordo com afazeres classificação de retardadores de fogo. • valor de eficiência retardante de fogo e vida no recomendada condições têm que ser incluídos na as propriedades básicas e características • controlado variáveis e características, juntamente com a periodicidade de check-out em condições de fabricação e condições de aplicação, que são de qualidade forma definida e características de estabilidade de retardante de fogo • informações sobre o grau, tecnologia de aplicação e aplicação condições de composições adicionais ou especiação se usar é aceitável • Vida útil de armazenamento garantida e vida de serviço garantido é recomendado para ser mostrado na seção de garantia do fabricante 7.2. Os métodos de ensaio Método de definir a eficiência de ignifugação 27 Page 28 O seguinte equipamento é necessário para este teste: aparelho de tubo de cerâmica, pesando sistema (classe de precisão | | |), dispositivo de temporização (classe de precisão | |) capô, queimador de gás, ventilação com
  25. 25. ventilação constrangido, recipiente para o tratamento dos espécimes, com uma folha de alumínio espessura de 0.014 a 0.018 milímetros, o equipamento para o tratamento da amostra usando pulverizador método, compressas e picolés, e xsiceator, nitrato de zinco 6 Aquoso. 9 Plataforma 1-Suporte; 2 - Queimador de gás; 3 - cesto de cerâmica; 4 - Rotâmetro; 5 - A amostra; 5 - Porta-amostras; 6 -Bonnet; 7 - transdutor termelétrica; 8 - Jato superior do capô; 9 - automático potenciômetro Figura 5. O aparelho de teste chamado de "tubo de cerâmica" (GOST 2.144) Espécime para teste As amostras têm de ser feitos de madeira de abeto reta de grãos de ar seco com 8-15% nível de umidade e densidade 400-550 g / na forma retangular com seção transversal 28 Página 29 de 30x60 mm e comprimento ao longo do grão 150 mm, desvio da referência dimensões não devem exceder 1 mm. O teste é feita a partir de um mínimo de 10 espécimes de teste. Classificação A classificação é determinada a partir dos resultados do teste e o seguinte cálculo da massa perda dos espécimes. • A perda de massa <9% - A | classe de eficiência retardador é dado. • 9% <perda de massa <25% - A | | classe de eficiência retardante de fogo é dado. • A perda de massa> 25% - este tratamento não está fornecendo a prova de fogo efeito e não é a prova de fogo. A perda de massa (P,,%) é calculado usando a equação seguinte: O resultado do cálculo é aproximado a 0,1%. Depois de testar o valor médio de 10 amostras testadas foram tobedefined. Pela espécimes que não as desigualdades lineares [7] e [ 8 ] As novas amostras são tomadas e testadas e o valor médio tem de ser definido de novo. ( 6 ) Onde m 1 , - Massa de amostra antes do ensaio, em gramas; m 2
  26. 26. i-Massa de amostra após o teste, em gramas; i- Número de amostras. | Pav - p | < 3 se pav <9; (7) | Pav - Pil < 5 se Pav < 2 5, ( 8 ) Onde - Valor médio de perda de massa a partir de 10 amostras testadas, em percentagem; P, - Valor de perda de massa feita a partir de uma amostra a partir de (10), em cento. 29 Página 30 7.3. Envelhecimento teste método ing A essência deste processo é a definição da conservação de tratamento retardador de fogo eficiência afte r envelhecimento acelerado , como resultado de alterações de temperatura e humidade em modo alternativo, o qual é feito na sequência predeterminada. Espécime As amostras são as mesmas dimensões como no teste anterior. Para o teste 6 espécimes são utilizado. Medições e teste Três deles são chamados de amostras de controlo; eles são tratados com retardadores de fogo como na teste anterior. E a perda de massa dos espécimes é definido como em testes anteriores. É feita a média de perda de massa a partir dos resultados das três amostras (Pk,%). Três amostras principais são o passo-a-passo colocar: • in-tipo gaveta fogão de secagem para 8 horas com a temperatura 6 0 + 5 ° C • em exsiceator por 16 horas, que está cheio de água, com umidade relativa do ar nível de 100% em relação a ele, com temperatura de 23 + 5 ° C • in-tipo gaveta fogão de secagem para 8 horas com a temperatura 6
  27. 27. 0 + 5 ° C • in-tipo gaveta fogão de secagem para 16 horas com temperatura 23 + 5 ° Cwith nível de umidade relativa do 6 5 + 5% Todas essas operações compor um ciclo (48 horas). Método de teste inclui 7 ciclos usando este esquema. Durante o teste de controle fiscalizar é tomado espécimes condições. Em seguida, a perda de massa de amostras principais e a perda de massa média de um deles ( P0, %) têm de ser definidas de acordo com o método de ensaio anterior. Como resultado do ensaio, o diferença P 0 -Pk, aproximadas integrante do número de porcentagens, é aceito. Retardador de fogo aplicado passou o teste de envelhecimento, se sobre a superfície de revestimento de fendas, descamação Não foram observadas espinha e outra destruição. Se a seguinte desigualdade foi aprovada: Po - P k <3 se Pk <9; (9) 30 Página 31 Pfc-P 0 <5 se 9 <P fc <2 5, (10) Onde P 0 - Valor médio de perda de massa de 3 amostras principais,% Perda de massa Pfc valor médio de três amostras de controle,% Métodos de teste 7.4 Qualidade (GOST) 30.704-2001 Amostragem Reagentes de proteção líquido de amostragem Para verificação de preparação de qualidade a única amostra é retirada de um bin usando 1,2 m de vidro tubo. Single "amostra colhida" tem que ser feito para não menos de 10% de unidades de produção. Todas as amostras individuais têm de ser recolhidos em uma capacidade, misturados uns com os outros, o volume médio de mistura é de 2,25 litros. 0,5 kg de amostra média, têm de ser obtido a partir do volume médio. Dispersão reagentes de proteção amostragem Para verificação de dispersão de qualidade das amostras pontuais são tomadas, após a remoção do de membrana e a mistura de estado homogéneo. As amostras são colhidas através de um tubo de vidro com pontas afiladas, diâmetro 10-15 mm e comprimento de 0,9-1,5 m. Todas as amostras pontuais têm
  28. 28. a recolher em uma capacidade, misturados uns com os outros, o volume médio de mistura é 2,25 litros. 0,5 kg de amostra média, têm de ser obtidas a partir do volume médio. Specimen (GOST 30028,3-93) As amostras têm de ser feitos de madeira de abeto reta de grãos de ar seco com 8-15% nível de umidade e densidade 400-550 g / m 3 na forma retangular com seção transversal de 15x15mm e comprimento ao longo do grão 6 mm, desvio das dimensões de referência não deve exceder 0,5 mm. Reagente de protecção é testado com não menos de 5 absorções. Recomendados absorções são 5,10,20,40,80 kg/m3. 31 Página 32 Aparelho de teste Espécimes 1-Madeira, 2 túbulo tratamento, 3 - grade, 4 - anti-flutuar acima do sistema 5 - plugue, 6,7 - torneira, 8 - pode com preparação de reagentes de teste, 9 - medidor de vácuo, 10 - bomba de vácuo Figura 6 Aparelho para embeber os espécimes fl 6 Tubo feito de vidro de quartzo com diâmetro interno 90 mm, "parede" de espessura 5mm e comprimento 800 mm, 2 - espécime de madeira, 3 - agulha para espécime de suspensão, 4 - agulha apoio, 5 - espelho, 6 - Decoração, 7 - amortecedor, 8 - Iluminando a equipamentos, 9 - mangueira com braçadeira, 1 0 - Lata para o espírito Figura 7 Aparelho para espécimes queima Outro equipamento usado no método de teste: - Dispositivo de sincronismo -Secador e secar roupa - Aço recipiente de pesagem com tampa, volume 50 centímetros 3 32 Página 33 -Furador Pratos-Petri -Grade de aço ou a partir de material não corrosivo Peso -Espírito De água
  29. 29. Filtrada papel Solvente orgânico Operação de Teste Espécimes de madeira antes de maceração são marcados, ar-condicionado com temperatura 20 ± 2 ° C e umidade relativa do nível-65 ± 2% até obter o teor de umidade de equilíbrio. Antes de direção amostras são pesadas com tolerância, no máximo, 0005 g. Em todas as fases a cada espécime tem de ser ponderado. Líquido reagente de protecção tem de ser preparada com "peso" ou o método "peso- volume". Água ou outra substância orgânica tem de ser usado como solvente, em função do tipo de reagente de protecção. Teste para cada absorção especificado tem de ser realizado com pelo menos 3 vezes em 10 espécimes. Madeira capacidade de tratar deve ser definido para o cálculo da concentração de proteção reagente líquido. Espécimes de madeira que tratam capacidade é definida de acordo com a solventes não inferior a 3 vezes em 10 espécimes. Espécimes de madeira, tratando de capacidade em um teste de P em quilogramas, em metro cúbico é calculado através da seguinte equação: p _ mx-m _io 3 ( 1 1 ) Onde, m - massa da amostra antes da absorção, g Massa de amostra após a absorção, g V-volume de amostras de madeira, cm3 Pelos resultados o valor da capacidade de tratamento das amostras de madeira em um teste; a média tratamento capacidade Para todos os ensaios é definido pela equação seguinte: 33 Page 34 p = 1cp V V t = 1 r t (12) Onde Px , P2, ■ ■. Pn- amostras de madeira que tratam da capacidade de um teste, kg/m3, n-número de testes.
  30. 30. A diferença entre os resultados de amostras de madeira que tratam da capacidade em um teste e a capacidade de tratamento da média para todos os testes têm que ser inferior a 1 0 %. Concentração de reagente de proteção em maceração líquido C em percentagem é calculada usando a seguinte equação: C = Q -100 • cp (13) Onde, a absorção do reagente de protecção Q-especificado. A absorção das amostras de madeira é realizada utilizando o método de "vácuo" - • pressão absoluta atmosférica em aparelhos (Figura 6 ) Com vácuo básica não menos 0,09 MPa; • duração de 15 ± 1min • duração da imersão em líquido reagente de proteção com pressão absoluta atmosférica é 30 ± 1min. Procedimento de ensaio: Coloque as amostras de madeira (1) no tratamento de túbulo (2), Capa espécimes por grade / grelha (3) Coloque anti-flutuar acima do sistema (4) acima da grade / grid Bung tratamento túbulo por ficha (5) Torneira de bloqueio ( 6 ), Aberto / desbloqueio da torneira (7) Ligue a bomba de vácuo (10) Ao atingir o valor alvo de vácuo, (controlar usando medidor de vácuo (9) Perseverar amostras de madeira no vácuo por um tempo especificado Abrir torneira ( 6 ). Sob a influência do vácuo, a preparação do reagente de teste influxo de tratar túbulo. Bomba de vácuo Desligue, torneira de bloqueio (7) 34 Página 35 • Exponha amostras de madeira na preparação de reagentes para tempo especificado. • No final de absorção, remover amostras de madeira de tratamento túbulo • superfície seca de amostras utilizando papel filtrada • Pesar espécimes com tolerância inferior a 0,005 g. Absorção de reagente protector em quilogramas, em metro cúbico é calculada pelo
  31. 31. seguinte equação: _ (M 3 -M2)-c- 100 ,. Q 1 _ ( 3 * J ------, (14) V1 Onde, m 2 - Massa da amostra de madeira antes da absorção, g m3 de massa de amostra de madeira após a absorção, g Volume IV da amostra de madeira, cm C - concentração da preparação de reagentes de proteção,% O reagente de absorção de desvio de proteção dos resultados de ensaio não deve exceder ± 10% do valor declarado. Amostras pesadas colocar edgeways em pratos de Petri abertas e expor em 2-3 dias temperatura de 20 ± 2 ° nível de humidade relativa de 65 ± 2% de C e Em seguida, as amostras são colocadas em dessecador com preparação saturada de substância para secagem 14 dias, a que proporciona atingir a humidade absorvida nível de espécimes-9 ± 2% Os ensaios devem ser feitos em gabinete com tiragem natural em aparelhos de queima. (Figura 7) Espécime é colocado em recipiente preliminar pesados e pesados com tolerância, só que 0, 2 0 g. Procedimento de ensaio (Figura 7): • amostra de madeira é retirado de navio • Pined em cima da sovela no meio e enforcado na corte extremidade de agulha (3) • agulha está situado no meio do tubo de vidro de quartzo (1) e iluminando equipamentos ( 8 ) • Distância entre a borda da cauda e iluminando equipamento é de 25 mm. • iluminando equipamento é preenchido por álcool desnaturado para o nível menor do que a borda superior em 1 ± 2 mm. • Durante o teste o nível de espírito tem que ser constante 35 Página 36
  32. 32. • Definir um incêndio, ligue dispositivo cronometrando • Após 20 segundos de queima com cuidado, para evitar derrubando a chama da amostra ( 2 ), Cobrir o equipamento iluminando utilizando amortecedor (7) • Observe a combustão de amostras de madeira. Use tempo dispositivo para fixar a duração da combustão e latente de espécime. Após o fim da combustão não queimados restos de amostras de madeira com cuidado, sem perdas, são tomadas a partir da borda da agulha e para dentro do recipiente. Resfriamento de amostra de madeira restos não leva menos de 30 min. Pesagem das amostras descansa tem que ser feito usando navio, com tolerância menor do que 0, 2 0 g. Redução de dados de teste A perda de massa da amostra de madeira durante a combustão (nM) em percentagem é calculada usando a seguinte equação: n m _ ^ ^, (15) m4-m 0 Onde - Massa da amostra de madeira com vaso antes da combustão, g - Massa da amostra de madeira com vaso após a combustão, g - Massa da embarcação, g A perda de massa média das amostras sob absorção com a mesma especificada ingerir é definido como a média aritmética dos três resultados de testes. O desvio em relação a perda de massa permitiu em cada espécime da perda de massa média é ± 1 0 %. Absorção, que proporciona 25% de perda de massa de amostras de madeira durante a combustão, é definida utilizando a seguinte diagrama (Figura 8 ). 36 Página 37 para ______________ 30 SO TO
  33. 33. 90 Sais Absorvendo kg / m 3 Figura 8 A perda de massa no diagrama de absorção Usando o valor de absorção acima, a classe de protecção de incêndio é dado a testada reagente de protecção. (Ver tabela 1) Classe de proteção Tabela 2 Fogo no valor de absorção Absorção de reagente de protecção, Isso proporciona a perda de massa de 25%, kg / m 3 Fogo classe de proteção de proteção reagente Menos de 30 Eu Mais do que 30, menos do que 50 II 50 e mais III De acordo com a duração de auto-combustão da amostra de madeira, o tipo de protector reagente na capacidade de proteção contra incêndio é dado. (Ver tabela 3) Tabela 3 Tipo de reagente de proteção da capacidade de proteção contra incêndio Classe de fogo protetora capacidade Duração de de madeira amostras auto-combustão, s, e não menos Tipo de proteção on-fogo capacidade de protecção contra o fogo chama brilho Eu 2 0 Não II 30 especificada Chama-raios III 40 Eu Não 30 II especificada 50 Anti-carranca III
  34. 34. 70 Eu 2 0 30 II 30 50 multifuncional III 40 70 O exemplo de um certificado dado ao reagente de proteção com base em testes, consulte o Apêndice 1 . 37 Página 38 7,5 diretrizes técnicas comuns para todos os produtos químicos realizados em russo federação (GOST 13645) Diretrizes para propriedades permitidos de reagentes protecção têm de corresponder a pontiaguda fora características. (Ver tabela 4). Tabela 4 Nome característica Diretrizes Valor dependendo de proteção natureza reagente de ação biodefe nse Fire- biodefe nse Fogo água defens e Bio umidade Defesa Fire- defens e Fire- moistur e- defens e Moistur e- defens
  35. 35. e Protective- decorativo resolubilidade com T = 20 ° C, não mais * 0,5 15 15 1 15 15 1 pH de água preparação ** 3-12 3-12 3-12 3-12 3-12 3-12 3-12 Eficácia de molde fungos e tinta fungos Alta efficien cy eficaz Alta efficien cy mic effic DLE- iency eficaz Eficácia para padrão selo Coniophora molde puteana (Liminar absorção), % em massa de madeira, não mais ^ *** 1 0
  36. 36. 1 0 5 5 Corrosão agressão (Corrosão rate), g / m 2 por dia, não mais 2 4 4 2 4 4 Estabilidade em ablação Estabelecer-se de acordo com a funcionalidade do reagente protector Absorção, que fornece 25% massa perda de espécimes de madeira durante a combustão 38 Página 39 Para impregnar composto, kg/m3 - 40 45 - 30 35 - - Para superfície reagentes, g / m 2 - 1 1 0 0 1300 -
  37. 37. 1 0 0 0 1 2 0 0 - - Tensão de rotura de cola conjunta sobre distorcer ao longo Força de ruptura admitidos de cola conjunta sobre um cisalhamento mais de 15% ong o grão não é O grão de madeira impregnados (Em comparação com impregnado) A resistência à tração de woos impregnados (Em comparação com impregnado) Valor de redução admitidos resistência à tração não mais de 20% Penetrante em madeira (Tratando coeficiente), não menos 0,4 0, 6 0, 6 0,4 0, 6 0, 6 Efeito nocivo sobre humana e da natureza Não consistem em unfixable em substâncias da madeira de I Classe de perigo de acordo com GOST 12.1.007 Pintura de madeira Estabelecer-se de acordo com a funcionalidade de madeira tratada Cheiro Settle dependendo funcionalidade de madeira tratada, mas não extremamente odor irritante e acre Obras de acabamento em madeira tratada Estabelecer-se de acordo com a funcionalidade de madeira tratada Água absorção
  38. 38. de madeira (Em comparação com impregnado),%, não mais 50 50 50 50 50 * 4 Influência sobre a outra materiais e reagentes Em direto contato Estabelecer-se de acordo com a funcionalidade de madeira tratada 39 Página 40 7.6 Correspondência conformação dos produtos de acordo com a técnica lei federal da Federação Russa Existem esquemas de certificação de produto: 1) para os produtos produzidos em lotes: Declaração-Correspondência de relator com base na própria evidência (Esquema 1d); Declaração de produtor (vendedor)-Correspondência com base na própria provas e testes de produto típico exemplar em testes de certificação laboratório (esquema 2d); -Fabricante declaração correspondência com base na própria evidência, teste de produto típico espécime em laboratório de testes e certificados certificação de controle de qualidade aplicado à produção do item (esquema 3d) -Product certificação com base na análise de condições de fabricação e teste de produto típico espécime em laboratório de testes certificado (Esquema 4-D) -Product de certificação com base em testes de produto típico espécime em laboratório de testes certificado com o seguinte controle assessor (esquema 3c) -Product certificação com base na análise de condições de fabricação e teste de produto típico espécime em laboratório de testes certificada com o seguinte controle assessor (esquema 4-C) -Certificação de Produto baseado em testar o produto típico espécime em laboratório de testes certificados e certificação de controle de qualidade com seguinte controle assessor (esquema 5-C) 2) para lote limitado de produto a) declaração do fabricante (vendedor) com base na própria evidência, amostras representativas do lote de produção em testes de laboratório certificado (Esquema 6c) b) a certificação do lote de produção com base em testes de representante
  39. 39. amostras deste lote de produção em laboratório certificado (esquema 7c) 40 Página 41 c) certificação de unidades de produção com base em testes da unidade de produção em laboratório de testes certificado (esquema 7c) 3) testar as amostras amostragem representativa para correspondência atestado de produtos de acordo com exigências de segurança contra incêndio é definida de acordo com a Russian Legislação da Federação. 4) Esquemas and5d 1d são aplicados para o produto correspondente atestado de acordo com materiais e matéria regulamentos de segurança contra incêndio, além de: a) materiais de construção; b) os agentes antiderrapante acabamento para material rolante de transporte ferroviário e ferroviária metropolitana; c) as questões de extinção de incêndio e de proteção contra incêndio. 41 Página 42 8. Conclusão O objetivo principal desta tese foi fornecer informações sobre testes de fogo em Países da UE e na Federação Russa. O sistema de classificação da UE tem sido mostrado. Dois modelos de previsão do objecto isolado em combustão têm sido observados. O seguintes testes foram estudados: teste Cone Calorimeter, teste de chama Pequeno, Simples Queimando teste Item, teste Painel Radiante, teste tubo de cerâmica, teste de envelhecimento, teste de qualidade. A lei federal russo para a certificação de produtos foi inspecionado. Comum diretrizes técnicas para produtos realizados em Rússia foi mostrado. Os resultados de pesquisa são dadas a BT Madeira Companhia como primeiro e informações gerais sobre certificação e testes de fogo obrigatórias. A informação que é dada para que o relatório pode ser utilizado para estimar a quantidade de materiais necessários para os testes (número de espécimes, volume de amostras, o volume de tratamento e outros materiais necessários). Uso de que informações, também, pode ajudar na definição do esquema ideal em certificação de produtos. 42 Página 43 Referências GOST 2.144 GOST 30.028,4-2006 GOST 30495-2006 GOST 16712-95 GOST 28184089 Tuula Hakkarainen "Estudos sobre a avaliação da segurança dos produtos de construção" Esko Mikkola "aulas europeias para a reação ao desempenho dos produtos de madeira"
  40. 40. E1 NACIONAL DO EDIFÍCIO DO CÓDIGO DA FINLÂNDIA "Segurança contra incêndios de edifícios Regulamentos e diretrizes "2002 43 Página 44 Apêndice 1 Exemplo de pequena chama relatório os resultados dos testes 37 Página 45 Dodycote BS EN ISO 11925-2: 2002 Inflamabilidade do edifício Produtos sujeitos a Impacto direto de Chama WF Número Relatório: 161320 Data: 2ndMarch 2007 Teste Sponsor: NanTong Super Composto Material Company Limited Warringtonfire '' global de segurança 0249 Página 46 WF Relatório n º 161320 Página 2 de 9 Teste Warringtonfire Bodycote Relatório n º 161320 BS EN ISO 11925-2: 2002 Ensaios de reacção ao fogo - Inflamabilidade De produtos de construção sujeitos a Impacto direto Of Flame - Part 2: Test Fonte-chama Único Patrocinado por NANTONG SUPER COMPOSTO MATERIAL COMPANY LIMITED NO. 188 MIANJI ROAD TANHZHA NANTONG 226002 CHINA Comercial na confiança Oodycote
  41. 41. Página 47 WF Relatório n º 161320 Página 3 de 9 CONTEÚDO PAGE NO. TEST DETAILS............................................................................................................................ ............4 DESCRIÇÃO DO ENSAIO SPECIMENS................................................................................................... 5 TEST RESULTS........................................................................................................................... ............ 7 SIGNATORIES................................................................................................................. .......................8 Tabela 1 ......................................................................................................................................... 9 Tabela 2 ......................................................................................................................................... 9 Comercial na confiança Oodycote Página 48 WF Relatório n º 161320 Página 4 de 9 Detalhes de teste Finalidade do teste Âmbito de teste Estudo de teste de fogo group / EGOLF Instrução para teste Prestação de teste espécimes Condicionamento espécimes Substrato Chama tempo de aplicação Para determinar o desempenho de amostras de um produto, quando eles são sujeito às condições do ensaio especificadas no BS EN ISO 11925-2:2002 "Reacção ao fogo testes - inflamabilidade da construção de produtos sujeitos a Direta Invasão de Flame - Parte 2: Single Chama teste Fonte ". O teste foi realizado de acordo com o procedimento previsto no BS EN ISO 11925-2:2002 Ensaios de reacção ao fogo - Inflamabilidade de Building Products submetido a impacto direto da chama - Parte 2: Single Chama Testar fonte, e este relatório deve ser lido em conjunto com a BS EN ISO padrão. BS EN ISO 11925-2 especifica um método de ensaio para determinar a inflamabilidade de produtos de construção por impacto direto chama pequena abaixo de zero impressionado
  42. 42. irradiância usando amostras testadas em uma orientação vertical. Certos aspectos de algumas especificações de teste de fogo são abertos a diferentes interpretações. O Teste de Grupos de Estudos Fogo e EGOLF identificaram um número de áreas e concordaram resoluções que definem comum acordo de interpretações entre os laboratórios de teste de fogo que são membros dos Grupos. Quando tais resoluções são aplicáveis a este teste que eles têm foi seguido. O teste foi realizado no dia 27 de Janeiro de 2007, a pedido de NanTong Super Composite Material Company Limited, o patrocinador do teste. Os espécimes de grade foram fornecidos pelo patrocinador do teste. Bodycote Warringtonfire não estava envolvido em qualquer seleção ou procedimento de amostragem. Bodycote Warringtonfire forneceu o substrato de partículas. As amostras foram recebidas no dia 19 de Janeiro de 2007. Antes de testar as amostras foram armazenadas durante oito dias num padrão atmosfera, tal como definido no BS EN 13238:2001 procedimentos de condicionamento e Regras gerais para a seleção de substratos até foi alcançado massa constante. Os espécimes foram testados através de uma espessa série 18 milímetros não retardante de chamas substrato de partículas. A chama foi aplicada por 15 segundo Comercial na confiança Oodycote Página 49 WF Relatório n º 161320 Página 5 de 9 Descrição dos corpos de prova A descrição dos espécimes dados abaixo foram elaboradas a partir de informações fornecidas pelo Patrocinador do teste. Todos os valores indicados são nominais, a menos que as tolerâncias são dadas. Descrição geral A grade retardante de chamas, de resina reforçado com fibra grade Referência do produto "SUPERFRP-IFR" Espessura 15 milímetros Peso por unidade de área 12,0 kg/m2 Referência Cor "Grey" Nome do fabricante NanTong Super Composite Material Co., Ltd. Diagrama de ralar 32 milímetros - »] *-6mm Nota: Não está à escala F
  43. 43. Eu b r e r e Eu n f o r c e d r e s Eu n g r uma t Eu n g Resina Tipo genérico Resina de poliéster isoftálico Referência do produto "SUPERFRP-IFR" Nome do fabricante Ver Nota 1 abaixo Detalhes de composição Ver Nota 2 Abaixo Nome comercial de retardante de chamas Ver Nota 1 abaixo Tipo genérico de retardante de chamas Ver Nota 1 abaixo Quantidade de retardador de chama (%) Ver Nota 2 Abaixo Reforçar -Mento Tipo genérico Fibra de vidro Referência do produto "100% fibergalss" Nome do fabricante Ver Nota 1 abaixo Detalhes de composição
  44. 44. 100% de fibra de vidro não-alcalinas Configuração de reforço Aleatoriamente dispersas por todo o produto Detalhes ignífugos Ver Nota 1 abaixo Reforço Percentagem (em peso) Ver Nota 1 abaixo Resina de taxa de armadura (em peso) Ver Nota 1 abaixo Substrato Referência do produto Particle Board Espessura total 18 milímetros Densidade 680 50 Kg/m3 Detalhes ignífugos Não retardador de chama presente Breve descrição do processo de fabricação fibra reforçar resina grade Produto moldado. O patrocinador não forneceu qualquer mais informação relativo para o processo de fabricação Nota 1 - O patrocinador não estava disposto a fornecer essa informação Nota 2 - O patrocinador do teste forneceu essa informação, mas a pedido específico do patrocinador, esses detalhes foram omitidos no relatório e em vez disso são realizadas em o arquivo confidencial relacionada com esta investigação Comercial na confiança Oodycote Página 50 WF Relatório n º 161320 Página 6 de 9 A descrição das amostras apresentadas acima não é tão completo como seria normalmente o caso as descrições incluídas na Bodycote Warringtonfire relatórios de ensaio, bem como a descrição não cumprem integralmente os requisitos da norma. Em todos os outros aspectos, No entanto, os testes foram conduzidos em total acordo com os requisitos da padrão e os resultados do teste são válidos. Comercial na confiança Oodycote Página 51 WF Relatório n º 161320
  45. 45. Página 7 de 9 Resultados do Teste Número de amostras testadas Aplicabilidade do os resultados dos testes Validade Seis amostras foram testadas, cada uma das quais foram submetidos a superfície de exposição ao fogo com uma das duas faces idênticas expostas. Seis amostras foram testadas, cada uma das quais foram submetidos a exposição a borda chama com uma das duas faces idênticas expostas. Os resultados do ensaio relacionam-se ao comportamento das peças de ensaio de um produto sob as condições específicas do teste, eles não se destinam a ser a única critério para avaliar o risco potencial de incêndio do produto em uso. Os resultados dos testes referem-se apenas aos exemplares do produto na forma em que foram testados. Pequenas diferenças na composição ou na espessura de o produto pode afetar significativamente o desempenho durante o teste e pode portanto, invalidar os resultados do teste. Cuidados devem ser tomados para garantir que qualquer produto que é fornecido ou utilizado é totalmente representado pelos espécimes que Foram testados. Os resultados das análises das amostras individuais, em conjunto com as observações feitas durante o teste e os comentários sobre as dificuldades encontradas durante o teste são dadas nas Tabelas 1 e 2. Em cada conjunto de seis espécimes que foram testados, a dica chama não fez alcançar uma distância de 150 milímetros antes do fim do ensaio. A especificação e interpretação de métodos de ensaio de fogo são objecto de contínuo desenvolvimento e refinamento. Mudanças na legislação associada poderá também podem ocorrer. Por estas razões, recomenda-se que a importância do teste relatórios mais de cinco anos de idade devem ser consideradas pelo usuário. O laboratório que emitiu o relatório será capaz de oferecer, em nome do proprietário legal, uma revisão dos procedimentos adotados para um teste especial para garantir que eles são consistentes com as práticas correntes, e se necessário pode aprovar o relatório de ensaio. Este relatório só pode ser reproduzido na íntegra. Extractos ou súmulas não deve ser publicado sem a permissão do Bodycote Warringtonfire. Comercial na confiança Oodycote Página 52 WF Relatório n º 161320 Página 8 de 9 Signatários Oficial Responsável DJ Owen * Aprovado I. Moore *
  46. 46. Laboratório Supervisor Autorizado C. Dean * Operations Manager * Por e em nome de Bodycote Warringtonfire. Relatório Emitido em: 02 de março de 2007 Esta versão do relatório foi produzido a partir de um arquivo pdf eletrônico. Formato que foi fornecido por Bodycote Warringtonfire ao patrocinador do relatório e só deve ser reproduzido na íntegra. Extractos ou súmulas de relatórios não devem ser publicadas sem permissão do Bodycote Warringtonfire. A versão original em papel assinado deste relatório, que inclui assinaturas em tinta azul, é a única versão autêntica. Versões em papel original só deste relatório suportar assinaturas autênticas da responsável Warringtonfire Bodycote pessoal. Comercial na confiança Oodycote Página 53 WF Relatório n º 161320 Página 9 de 9 Tabela 1 Teste Chama Aplicação Position - superfície de uma das duas faces idênticas Espécime Não. Ignição Sim / Não Tempo desde o início da teste para a ponta chama a chegar a 150 milímetros (Segundos) Extensão da Chama Propagação (Mm) Chamejante Detritos Brilhante Extensão da Área danificada (Mm) Altura Largura 1 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10
  47. 47. 5 2 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 3 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 4 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 5 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 6 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 Tabela 2 Posição Teste Chama Aplicação - borda de uma das duas faces idênticas Espécime Não. Ignição Sim / Não Tempo desde o início da teste para a ponta chama a chegar a 150 milímetros
  48. 48. (Segundos) Extensão da Chama Propagação (Mm) Chamejante Detritos Brilhante Extensão da Área danificada (Mm) Heiqht Largura 1 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 2 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 3 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 4 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 5 SIM Não alcançou 20 NONE NONE
  49. 49. 10 5 6 SIM Não alcançou 20 NONE NONE 10 5 Comercial na confiança Oodycote Página 54 Apêndice 2 Exemplo de relatório de teste do painel radiante 38 Página 55 Dodycote BS EN ISO 9239-1: 2002 Os testes de fogo para Determinação da Queimando Comportamento Pavimentos WF Número Relatório: 161319 Data: 2ndMarch 2007 Teste Sponsor: NanTong Super Composto Material Company Limited Warringtonfire global de segurança Página 56 WF Relatório n º 161319 Page 2 of 10 Teste Warringtonfire Bodycote Relatório n º 161319 BS EN ISO 9239-1: 2002 - Reacção Para Fogo testes para pavimentos - Parte 1: Determinação da queima Comportamento Usando uma fonte de calor radiante Patrocinado por NANTONG SUPER COMPOSTO MATERIAL COMPANY LIMITED NO. 188 MIANJI ROAD
  50. 50. TANHZHA NANTONG 226002 CHINA Comercial na confiança Oodycote Página 57 WF Relatório n º 161319 Página 3 de 10 CONTEÚDO PAGE NO. TEST DETAILS............................................................................................................................ ............ 4 DESCRIÇÃO DO ENSAIO SPECIM ENS.................................................................................................. 6 TEST RESULTS........................................................................................................................... ............ 8 SIGNATORIES................................................................................................................. ....................... 9 Tabela 1 .....................................................................................................................................10 Comercial na confiança Oodycote Página 58 WF Relatório n º 161319 Página 4 de 10 Detalhes de teste Finalidade do teste Âmbito de teste Estudo de teste de fogo group / EGOLF Instrução para teste Prestação de teste espécimes Para determinar o desempenho de amostras de um produto, quando eles são submetido às condições do procedimento de ensaio definido no documento BS EN ISO 9239-1:2002 - reacção ao fogo testes para pavimentos - Parte 1: Determinação da queima Comportamento Usando um Radiant fonte de calor. O teste foi realizado de acordo com o procedimento definido no BS EN ISO 9239-1:2002 e este relatório deve ser lido em conjunto com a Padrão. BS EN ISO 9239-1:2002 descreve um método de ensaio europeu para avaliar o comportamento ao fogo, propagação das chamas e desenvolvimento de fumaça horizontalmente sistemas floorcovering montados expostos a um gradiente de calor radiante em um teste câmara, quando inflamado com uma chama piloto. As medições fornecem uma base para estimar um aspecto de exposição ao fogo comportamento de sistemas revestimento do piso. O fluxo radiante imposta simula o
  51. 51. níveis de radiação térmica que possam colidir com os andares de um edifício cuja as superfícies superiores são aquecidos por chamas ou os gases quentes, ou ambos, a partir de um incêndio numa sala adjacente ou compartimento. Este método é aplicável a todos os tipos de pavimentos, tais como tapete têxtil, cortiça, madeira, borracha e plástico revestimentos, bem como revestimentos. Os resultados obtidos por este método reflectir o desempenho de todo o sistema de revestimento de pavimentos, como testado. Modificações do apoio, ligação a um substrato, underlay, ou outro mudanças no sistema podem afetar os resultados do teste. O ensaio é concebido para fins de regulamentação, a aceitação de especificação, projeto finalidades, classificação, ou de desenvolvimento e pesquisa. Certos aspectos de algumas especificações de teste de fogo são abertos a diferentes interpretações. O Teste de Grupos de Estudos Fogo e EGOLF identificaram um número de áreas e concordaram resoluções que definem comum acordo de interpretações entre os laboratórios de teste de fogo que são membros dos Grupos. Quando tais resoluções são aplicáveis a este teste que eles têm foi seguido. O teste foi realizado no dia 27 de Janeiro de 2007, a pedido de NanTong Super Composite Material Company Limited, o patrocinador do teste. Os espécimes de grade foram fornecidos pelo patrocinador do teste. Bodycote Warringtonfire não estava envolvido em qualquer seleção ou procedimento de amostragem. Bodycote Warringtonfire forneceu o substrato de partículas. Comercial na confiança Oodycote Página 59 WF Relatório n º 161319 Página 5 de 10 Condicionamento espécimes Número de amostras testadas Face exposta Substrato As amostras foram recebidas no 19 de janeiro de 2007 Antes de testar as amostras foram condicionadas a massa constante numa temperatura de 23 ± 2 ° C e uma humidade relativa de 50 ± 5%. Um total de três amostras foram testadas. Uma das duas faces idênticas dos espécimes foi exposta ao calor radiante o teste quando as amostras foram montadas na posição de teste. As amostras foram testadas com uma espessura de grau 18 milímetros não retardante de chamas substrato de partículas presentes. Comercial na confiança Oodycote Página 60 WF Relatório n º 161319 Página 6 de 10
  52. 52. Descrição dos corpos de prova A descrição dos espécimes dados abaixo foram elaboradas a partir de informações fornecidas pelo Patrocinador do teste. Todos os valores indicados são nominais, a menos que as tolerâncias são dadas. Descrição geral A grade retardante de chamas, de resina reforçado com fibra grade Referência do produto "SUPERFRP-IFR" Espessura 15 milímetros Peso por unidade de área 12,0 kg/m2 Referência Cor "Grey" Nome do fabricante NanTong Super Composite Material Co., Ltd. Diagrama de ralar 32 milímetros - ► «-6mm Nota: Não está à escala F Eu b r e r e Eu n f o r c e d r e s Eu n g r uma t Eu n g Resina
  53. 53. Tipo genérico Resina de poliéster isoftálico Referência do produto "SUPERFRP-IFR" Nome do fabricante Ver Nota 1 abaixo Detalhes de composição Ver Nota 2 Abaixo Nome comercial de retardante de chamas Ver Nota 1 abaixo Tipo genérico de retardante de chamas Ver Nota 1 abaixo Quantidade de retardador de chama (%) Ver Nota 2 Abaixo Reforçar -Mento Tipo genérico Fibra de vidro Referência do produto "100% fibergalss" Nome do fabricante Ver Nota 1 abaixo Detalhes de composição 100% de fibra de vidro não-alcalinas Configuração de reforço Aleatoriamente dispersas por todo o produto Detalhes ignífugos Ver Nota 1 abaixo Reforço Percentagem (em peso) Ver Nota 1 abaixo Resina de taxa de armadura (em peso) Ver Nota 1 abaixo Substrato Referência do produto Particle Board Espessura total 18 milímetros Densidade 680 50 Kg/m3 Detalhes ignífugos Não retardador de chama presente Breve descrição do processo de fabricação fibra reforçar resina grade Produto moldado. O patrocinador não forneceu qualquer mais informação relativo para
  54. 54. o processo de fabricação Nota 1 - O patrocinador não estava disposto a fornecer essa informação Nota 2 - O patrocinador do teste forneceu essa informação, mas a pedido específico do patrocinador, esses detalhes foram omitidos no relatório e em vez disso são realizadas em o arquivo confidencial relacionada com esta investigação Comercial na confiança Bodycote Página 61 WF Relatório n º 161319 Página 7 de 10 A descrição das amostras apresentadas acima não é tão completo como seria normalmente o caso as descrições incluídas na Bodycote Warringtonfire relatórios de ensaio, bem como a descrição não cumprem integralmente os requisitos da norma. Em todos os outros aspectos, No entanto, os testes foram conduzidos em total acordo com os requisitos da padrão e os resultados do teste são válidos. Comercial na confiança Oodycote Página 62 WF Relatório n º 161319 Página 8 de 10 Resultados do Teste Os resultados do ensaio relacionam-se ao comportamento das peças de ensaio de um produto sob as condições particulares de teste; eles não se destinam a ser a única critério para avaliar o risco potencial de incêndio do produto em uso. Os resultados dos testes referem-se apenas aos exemplares do produto na forma em que foram testados. Pequenas diferenças na composição ou na espessura de o produto pode afetar significativamente o desempenho durante o teste e pode portanto, invalidar os resultados do teste. Cuidados devem ser tomados para garantir que qualquer produto que é fornecido ou utilizado é totalmente representado pelos espécimes que Foram testados. A distância entre a frente de chama e do ponto zero em intervalos de 10 minutos juntamente com as observações registradas durante os testes em relação a cada amostra testada, estão apresentados na Tabela 1. De acordo com o procedimento definido no BS EN ISO 9239-1:2002, a seguintes resultados foram obtidos: Média distância máxima frente de chama = Média de fluxo radiante crítico = Desenvolvimento média dos fumos = Média atenuação máxima luz =
  55. 55. 15 centímetros 10,8 kW/m2 274,0% min 23,7% Validade A especificação e interpretação de métodos de ensaio de fogo são objecto de contínuo desenvolvimento e refinamento. Mudanças na legislação associada poderá também podem ocorrer. Por estas razões, recomenda-se que a importância do teste relatórios mais de cinco anos de idade devem ser consideradas pelo usuário. O laboratório que emitiu o relatório será capaz de oferecer, em nome do proprietário legal, uma revisão dos procedimentos adotados para um teste especial para garantir que eles são consistentes com as práticas correntes, e se necessário pode aprovar o relatório de ensaio. Este relatório só pode ser reproduzido na íntegra. Extractos ou súmulas não deve ser publicado sem a permissão do Bodycote Warringtonfire. Comercial na confiança Bodycote Página 63 WF Relatório n º 161319 Página 9 de 10 Signatários Oficial Responsável DJ Owen * Aprovado I. Moore * Supervisor Senior Laboratory w r Autorizado C. Dean * Operations Manager * Por e em nome de Bodycote Warringtonfire. Relatório Emitido em: 02 de março de 2007 Esta versão do relatório foi produzido a partir de um arquivo pdf eletrônico. Formato que foi fornecido por Bodycote Warringtonfire ao patrocinador do relatório e só deve ser reproduzido na íntegra. Extractos ou súmulas de relatórios não devem ser publicadas sem permissão do Bodycote Warringtonfire. A versão original em papel assinado deste relatório, que inclui assinaturas em tinta azul, é a única versão autêntica. Versões em papel original só deste relatório suportar assinaturas autênticas da responsável Warringtonfire Bodycote pessoal. Comercial na confiança Oodycote Página 64 WF Relatório n º 161319 Page 10 of 10
  56. 56. Número de amostras 1 2 3 Distância da frente de chama em 10 min (cm) 7 7 7 Distância da frente da chama em 20 min (cm) 12 12 12 Distância da frente de chama em 30 min (cm) 15 15 15 Fluxo radiante aos 10 minutos, Rfi0 (kW/m2) > 11,2 > 11,2 > 11,2 Fluxo radiante aos 20 minutos, RF 2 o (kW/m2) > 11,2 > 11,2 > 11,2 Fluxo radiante aos 30 minutos, RF30 (kW/m2) 10,8 10,8 10,8 Observações da queima as características da exposição espécimes Purina A Testing Nenhum. Comercial na confiança Bodycote Página 65 Apêndice 3 Exemplo de Folha de Dados de Segurança da Rússia 39 Página 66 ACC # 91791 Ficha de Dados de Segurança M aterial Álcool Etílico. 70% Seção 1 - Identificação do Produto e da Empresa MSDS Nam e: Álcool Etílico, 70% Números de catálogo: S75119I S75120, S556CA4 Sinônimos: álcool etílico; Etílico hidratado; Ethyl Hidróxido; Fermentação alcoólica; Álcool de cereais; Methylcarbinol; Melaço de álcool; Espíritos de vinho. Pany de identificação: Fisher Scientific
  57. 57. 1 Reagente pista Fair Lawn, NJ 07410 Para mais informações, ligue para: 201-796-7100 Número de Emergência :201-796-7100 Para obter assistência CHEMTREC, ligue :800-424-9300 Para obter assistência Internacional CHEMTREC, ligue :703-527-3887 Seção 2 - Composição e Informações sobre os Ingredientes CAS # Nome Químico Por cento EINECS / ELINCS 64-17-5 Álcool etílico 70 200-578-6 7732-18-5 Água 30 231-791-2 Símbolos de perigo: F Frases de Risco: 11 Seção 3 - Identificação de Perigos VISÃO GERAL DE EMERGÊNCIA Aparência: líquido transparente incolor. Ponto de fulgor: 16,6 º C. Flamm líquido capaz e vapor . Pode causar nervoso central depressão do sistema. Provoca irritação ocular grave. Provoca irritação do trato respiratório. Provoca irritação cutânea moderada. Esta substância tem causado efeitos reprodutivos e fetais adversos em seres humanos. Aviso! Pode causar fígado, rins e danos ao coração. Órgãos alvo: rins, coração, sistema nervoso central, fígado. Efeitos potenciais à saúde Olhos: Provoca irritação ocular grave. Pode causar sensibilização dolorosa à luz. Pode causar conjuntivite química e de córnea dano. Pele: Provoca irritação cutânea moderada. Pode provocar cianose das extremidades. Ingestão: Pode causar irritação gastrointestinal com náuseas, vômitos e diarréia. Pode causar toxicidade sistêmica com A acidose. Pode causar depressão do sistema nervoso central, caracterizada por excitação, seguida por dor de cabeça, tonturas, sonolência e náusea. Estágios avançados podem causar colapso, inconsciência, coma e possível morte devido a insuficiência respiratória. Inalação: A inalação de altas concentrações pode causar efeitos no sistema nervoso central, caracterizada por náuseas, dor de cabeça, tonturas, inconsciência e coma. Provoca irritação do trato respiratório. Pode causar efeitos narcóticos em alta concentração. Os vapores podem causar tonturas ou asfixia.
  58. 58. Crônica: Pode causar efeitos reprodutivos e fetais. Experimentos de laboratório resultaram em efeitos mutagénicos. Animal estudos têm relatado o desenvolvimento de tumores. A exposição prolongada pode causar danos ao fígado, rim, coração e danos. Seção 4 - Medidas de Primeiros Socorros Olhos: Lavar imediatamente os olhos com bastante água por pelo menos 15 minutos, erguendo as pálpebras andlower superiores. Obter ajuda médica. Levante suavemente as pálpebras e lavar continuamente com água. Pele: Obter ajuda médica. Lavar a pele com bastante água por pelo menos 15 minutos, enquanto remoção contaminatedclothing e sapatos. Lave as roupas antes da reutilização. Lavar a pele com bastante água e sabão. Ingestão: NÃO provocar o vómito. Se a vítima estiver consciente e alerta, dê 2-4 copos de leite ou água. Nunca dê nada por via oral a uma pessoa inconsciente. Obter ajuda médica. Inalação: Retirar da exposição e passar para o ar fresco imediatamente. Se não estiver respirando, aplique respiração artificial. Se Página 67 respirar com dificuldade, forneça oxigênio. Obter ajuda médica. Não use respiração boca-a-boca. Notas para o médico: Tratar sintomaticamente e supportively. Pessoas com doenças de pele ou olhos ou fígado, rim, crônica doenças sytem nervoso doenças respiratórias, ou centrais e periféricos podem estar em maior risco de exposição a este substância. Antídoto: Substituir fluidos e eletrólitos. Seção 5 - Medidas de Combate a Incêndio Informações Gerais: Os recipientes podem acumular pressão se expostos ao calor e / ou fogo. Como em qualquer incêndio, usar um auto-suficiente aparelho de respiração de pressão, MSHA / NIOSH (aprovado ou equivalente) e equipamentos de proteção integral. Os vapores podem formar uma mistura explosiva com o ar. Os vapores podem viajar para uma fonte de ignição e flash back. Vai queimar se envolvido em um incêndio. Líquido inflamável. Pode liberar vapores que formam misturas explosivas a temperaturas acima do ponto de inflamação. Use água spray para manter os recipientes expostos ao fogo. Recipientes podem explodir com o calor de um incêndio. Extinção M EDIA: Para pequenos incêndios, use pó químico seco, dióxido de carbono, água pulverizada ou espuma resistente ao álcool. Para grande incêndios, use spray de água, névoa ou espuma resistente ao álcool. Use água pulverizada para arrefecer os recipientes expostos ao fogo. W ater pode ser ineficazes. Não use fluxos retas de água. Ponto de fulgor: 16,6 º C (61,88 graus F) Temperatura de auto ignição: 363 º C (685,40 graus F) Limites de explosão, inferior: 3,3 % vol Superior: 19,0% vol Classificação NFPA: (estimado) Saúde: 2; Flam m capacidade: 3; Instabilidade: 0 Seção 6 - Medidas de Liberação Acidental
  59. 59. Informações Gerais: Usar equipamento de protecção individual, como indicado na seção 8. Derramamentos / Vazamentos: Absorver o derramamento com material inerte (vermiculite, areia ou terra), em seguida, coloque em recipiente adequado. Remova todos os fontes de ignição. Use uma ferramenta à prova de faísca. Providenciar ventilação. Uma espuma supressora de vapor pode ser usado para reduzir os vapores. Seção 7 - Manuseio e Armazenamento Manuseio: Lavar bem após o manuseio. Use apenas em áreas bem ventiladas. Recipientes terra e títulos quando transferir o material. Use ferramentas à prova de faísca e equipamento à prova de explosão. Evitar o contacto com os olhos, pele e roupas. Os recipientes vazios retêm resíduos do produto (líquido e / ou vapor), e pode ser perigoso. Manter o recipiente bem fechado. Evite o contato com calor, faíscas e chamas. Evitar a ingestão e inalação. Não pressurizar, cortar, soldar, solda, solda, perfurar, triturar ou expor estes recipientes vazios ao calor, faíscas ou chamas. Armazenamento: Manter afastado do calor, faíscas e chamas. Manter longe de fontes de ignição. Guarde em um recipiente bem fechado. Evite contato com materiais oxidantes. Armazenar em local fresco, seco, bem ventilado e longe de substâncias incompatíveis. -Área Inflamáveis. Não armazenar perto de percloratos, peróxidos, ácido crômico ou ácido nítrico. Seção 8 - Controle de Exposição e Proteção Pessoal Controle de Engenharia: Usar equipamento à prova de explosão. Instalações que armazenem ou usem este material devem ser equipados com um lavador de olhos e chuveiro de emergência. Use ventilação adequada por exaustão geral ou local para manter no ar concentrações abaixo dos limites de exposição permitidos. Exposição Limits_________________________________________________________________ _____________________ Nome Químico ACGIH NIOSH OSHA - PEL finais | Álcool etílico TWA 1000 ppm TWA 1000 ppm; 1900 mg/m3 TWA 3300 ppm IDLH 1000 ppm TW A 1900 mg/m3 TWA | Água nenhum listado nenhum listado nenhum listado OSHA PEL Vago: Álcool etílico: 1000 ppm TWA; 1900 mg/m3 TW A água: não há PEL OSHA vagas são coletados para este química. Equipamento de Proteção Individual
  60. 60. Olhos: W ouvido óculos de proteção apropriados ou óculos de segurança química, como descrito por olho da OSHA e rosto normas de proteção em 29 CFR 1910.133 ou EN166 padrão europeu. Pele: ouvido luvas de protecção adequadas W para evitar a exposição da pele. Vestuário: W ouvido vestuário de protecção adequado para evitar a exposição da pele. Respiradores: um programa de proteção respiratória que atenda OSHA de 29 CFR 1910.134 e requisitos ANSI Z88.2 ou Norma Europeia EN 149 deve ser seguido sempre que as condições do local de trabalho justifiquem o uso de um respirador. Seção 9 - Propriedades Físicas e Químicas Página 68 Seção 9 - Propriedades Físicas e Químicas Estado físico: Líquido transparente Aparência: incolor Odor: suave, bastante agradável, como o vinho ou whis pH: Não disponível. Pressão de Vapor: 59,3 mm Hg @ 20 ° C Densidade de vapor: 1,59 Taxa de evaporação: Não disponível. Viscosidade: 1.200 cP @ 20 º C Ponto de ebulição: 78 º C Congelamento / Ponto de fusão: -114,1 º C Decomposição TemperatureNot disponível. Solubilidade: Miscível. Densidade / Densidade: 0,790 a 20 ° C FormulaC2H50H Molecular Peso Molecular: 46,0414 Seção 10 - Estabilidade e Reatividade Chem Estabilidade iCal: Estável sob temperaturas e pressões normais. Condições a evitar: Materiais incompatíveis, fontes de ignição, o excesso de calor, oxidantes. Patibilities Incom com outros materiais: Agentes oxidantes fortes, ácidos, metais alcalinos, amoníaco, hidrazina, peróxidos, de sódio, anidridos de ácidos, hipoclorito de cálcio, cloreto de cromilo, nitrosilo perclorato, bromo, pentafluoreto perclórico ácido, nitrato de prata, nitrato de mercúrio, o potássio-terc-but óxido de potássio, perclorato de magnésio, cloretos de ácido, platina, urânio Hexafluoreto de óxido de prata, iodo heptafluoride, brometo de acetil, disulfuryl difluoride, tetraclorosilano + água, acetil cloreto, ácido permangânico, ruténio (VIII), óxido de uranilo perclorato, dióxido de potássio. Produtos de Decomposição ro P du CTSC uma rb em monóxido de carbono, fumos e gases irritantes e tóxicos, o dióxido de carbono. Polimerização perigosa: Será que não ocorre. Seção 11 - Informação Toxicológica RTECS #: CAS # 64-17-5: KQ6300000 CAS # 7732-18-5: ZC0110000 LD50/LC50: CAS # 64-17-5:

×