REFLEXÃO


Visita ao Vivapark


Por volta das 13.30 do dia treze de Outubro de 2009 o grupo de formandos do Curso de
Anima...
Costa, Rosa Lopes, Vanessa Silva e a nossa estimada formadora Luísa Vila. O senhor
António Cardoso explicou-nos a forma co...
Fotos da actividade




Grupo de Animação Sociocultural:


Alice Salgueiro; Carla Henriques; Carmo Henriques; Carmo Olivei...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

RefexãO Do Vivapark(1)

483 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
483
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
114
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RefexãO Do Vivapark(1)

  1. 1. REFLEXÃO Visita ao Vivapark Por volta das 13.30 do dia treze de Outubro de 2009 o grupo de formandos do Curso de Animação Sociocultural de Arões S: Romão levou a cabo mais uma visita de estudo, desta feita, o local de visita foi o Vivapark, situado na Vila de S. Torcato concelho de Guimarães. No âmbito do módulo Animação Ambiental e de Património, nós, grupo de formandos juntamente com a formadora Luísa Vila constatamos que era fundamental para a nossa formação tomarmos conhecimento do funcionamento destes locais de lazer. Logo dão- nos a conhecer mais de perto a importância de existirem regulamentos florestais e fundamentalmente que cada visitante se sinta em segurança quando visitar e praticar actividades. Mas havia ainda mais uma razão pela qual queríamos visitar o parque, como futuros profissionais nesta área da animação, este tipo de parque é para os animadores socioculturais uma oportunidade de emprego. A viagem fez-se e a chegada ao local não demorou mais que quinze minutos, mas como o transporte utilizado não transportou todos de uma só vez tivemos que aguardar que todos chegassem ao Vivapark. Com todo o grupo reunido o responsável do parque, o senhor António falou-nos das actividades que estavam disponíveis, da segurança em torno dessas mesmas actividades, certificou-se das pessoas que iriam participar, como os preços deste tipo de actividades é um pouco dispendioso para alguns, houve quem ficasse de fora, outros não tiveram mesmo coragem, visto sofrerem de vertigens. Encaminhamo-nos todos para a zona da partida onde dava inicio o percurso das pontes, aí os participantes equiparam-se devidamente para que tudo corresse devidamente em segurança prevenindo acidentes graves. Já na entrada da primeira ponte tínhamos os seguintes aventureiros: Goretti Pereira, Carmo oliveira, Alice Salgueiro, Carmo Henriques, Carla Henriques, Marco Araújo, Carina Animadores Sócio Culturais Animação Ambiental e do Património
  2. 2. Costa, Rosa Lopes, Vanessa Silva e a nossa estimada formadora Luísa Vila. O senhor António Cardoso explicou-nos a forma correcta da utilização do equipamento e a distância que deveríamos aguardar uns dos outros. Por entre gargalhadas e incentivos dos formandos que estavam a fazer o registo do acontecimento, a Leandra Leite, o Valdemar Silva, o Martinho Rodrigues, o Humberto Moreira, a Paula Correia e a Micaela Fernandes através de fotografias, puderam apreciar a natureza mais de perto. Os corajosos e aventureiros formandos lá iam caminhando por cima daquelas pontes que para alguns pareciam não ter fim, visto lá de cima às vezes faziam um pouco, só um pouquinho de medo e vertigem! Mas com a força que os nossos colegas nos transmitiam, lá ganhávamos coragem para mais uma aventura, aos poucos os obstáculos iam ficando para traz, foi emocionante, divertidíssimo, confesso ter sido um dos melhores dias da formação. Chegados ao fim das pontes alguns formandos não participaram no slaid pois estavam cansados. Mas aqui juntou-se aos corajosos a Conceição Martins, que era um sonho que tinha já a muito tempo praticar esta actividade, venceu o medo e conseguiu. O slaid é sem dúvida uma actividade que nos dá uma sensação de liberdade total, de adrenalina, mas como em toda a actividade radical, há que ter o cuidado de usar de forma correcta o equipamento, é sempre bom certificarmo-nos que o equipamento está em bom estado, que é usado de forma correcta. Os proprietários dos parques devem ter os seguros em ordem e respeitar todas as regras de segurança. No Vivapark esta tudo em total segurança e monitorizados por técnicos especializados com formação adequada, tema abordado pelo senhor António que encima do penhasco, ia prendendo um a um ao cabo de segurança que iria conduzir cada formando até ao outro funcionário que nos esperava na outra extremidade do cabo com um comprimento do slaid com 400 metros. O dia estava quase a terminar todo o grupo estava feliz e bem-disposto, alguns participantes estavam ansiosos por voltar para repetir a proeza. Efectuados os pagamentos chegou a hora de regressar a Arões e o último grupo chegou à formação por volta das 17.50. Animadores Sócio Culturais Animação Ambiental e do Património
  3. 3. Fotos da actividade Grupo de Animação Sociocultural: Alice Salgueiro; Carla Henriques; Carmo Henriques; Carmo Oliveira; Carina Costa; Conceição Martins; Goretti Pereira; Humberto Moreira; Leandra Leite; Martinho Rodrigues; Marco Araújo; Micaela Fernandes; Paula Correia; Rosa Lopes; Valdemar Silva; Vanessa Silva. Animadores Sócio Culturais Animação Ambiental e do Património

×