Dna1 SAB FUND- Dr2

1.914 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.914
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
903
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dna1 SAB FUND- Dr2

  1. 1. DNA<br />Núcleo gerador Nº 4<br />Dr1<br />CLC<br />
  2. 2. O DNA (em português ADN, que é um acrónimo de ácido desoxirribonucleico)<br />È uma molécula formada por duas cadeias antiparaledas (dupla hélice) ligadas entre si por ligações de hidrogénio entre as bases azotadas.<br />
  3. 3. DNA<br />NÚCLEO<br />CROMOSSOMOS<br />(DNA+PROTEÍNAS)<br />CÉLULA<br />- Informação das proteínas e<br /> RNAs que serão sintetizadas<br /> pelas células do organismo ao<br /> longo da sua vida.<br />-Capacidade de se auto-duplicar<br /> para originar outras células.<br />ORGANISMO<br />NOS SERES HUMANOS<br />
  4. 4. HISTÓRICO<br />1953 – JAMES WATSON e FRANCIS CRICK<br />Descrição da estrutura física do DNA baseando-se nos estudos de difração de raio X de Rosalind Franklin e Maurice Wilkins e em estudos químicos da molécula<br />Modelo da dupla fita proposto foi fundamental para a compreensão do mecanismo de transmissão e execução da informação genética<br />
  5. 5. 1983-1993- Mapeamento da 1ª doença pela técnica de marcadores de DNA (Huntington) localizada no braço curto do cromossomo 4 (alta taxa de recombinação. <br />Outras doenças importante puderam ser mapeadas como em 1986 a Granulomatous Crônica e Distrofia Muscular de Duchenne e em 1989 a Retinoblastia e a Fibrose Cística.<br />A possibilidade da descoberta de doenças despertou nos pesquisadores um grande impulsos, pois as possibilidade que se abriam eram evidentes.<br />Com o mapeamento de gene era possível traçar o perfil da doença, a localização, o padrão de transmissão, mutações correlatas, determinar genes candidato<br />
  6. 6. <ul><li>1953: Watson and Crick</li></ul>Estrutura do DNA<br />
  7. 7. HISTÓRICO<br />1955 – JOE HIN TJIO <br />Definiu como 46 o número exato <br />de cromossomos humanos<br />ARTHUR KORNBERG<br />Isolou a enzima DNA polimerase da bactéria E.coli<br />
  8. 8. Com o desenvolvimento da tecnologia do DNA recombinante (1972) e do seqüenciamento do DNA (1975-77) tornou-se possível isolar e determinar a seqüência de genes dos mais diferentes organismos.<br />Desta forma, com a disponibilidade de novos recursos, vários mecanismos biológicos, como a replicação do DNA e a divisão celular, começaram a ser intensamente estudados.<br />
  9. 9. DNA<br />1. Regulação transcricional<br />2. Regulação no<br /> processamento do<br /> RNA primário<br />HnRNA<br />RETÍCULO <br />ENDOPLASMÁTICO<br />RUGOSO<br />3. Regulação no<br /> transporte do<br /> mRNA para o<br /> citoplasma<br />4. Regulação da<br /> síntese proteíca<br />5. Regulação<br /> pós-síntese<br />Proteína<br />sintetizada<br />A CÉLULA<br />- DIFERENCIAÇÃO<br />- CRESCIMENTO<br />- FUNÇÃO CELULAR<br />- RESPOSTA AO <br /> AMBIENTE<br />
  10. 10. DNA<br />
  11. 11. ESTRUTURA DOS ÁCIDOS NUCLEICOS<br />As moléculas de DNA e RNA são compostas por quatro diferentes nucleotídeos:<br /><ul><li> Adenina, Guanina e Citosina – comum para DNA e RNA
  12. 12. Timina – encontrada somente no DNA
  13. 13. Uracila – encontrada somente no RNA</li></li></ul><li>PROCESSO DE REPLICAÇÃO<br />Os mecanismos celulares responsáveis pela replicação do DNA foram descobertos primeiramente em bactérias.<br />A replicação em eucariotos ocorre através de proteínas análogas e com processos semelhantes à replicação do DNA de E. coli<br />
  14. 14. Analise e Estudo<br />Como fomos analisando anteriormente, ao logo da história muitos foram os cientistas que trabalharam e continuam para a analise do estudo do DNA .<br />Alguns especializaram no estudo cientifico, mapeando cada vez mais amostras de DNA em laboratório.<br /> Por sua vez outros profissionais trabalham na solução para colmatar os erros identificados nas amostras. <br />Exemplos: na doença de trissomia 21, é o exemplo vivo que na formação do ser humano ocorrem erros genéticos no caso da doença acima mencionada, dá-se no par 21 onde em vez de termos um par obtemos um trio dai resultar o nume trissomia 21.<br />Com estudo do DNA neste momento conseguimos identificar o mesmo erro e informar .<br />
  15. 15. Vantagens <br />A incerteza da paternidade é tão antiga quanto a humanidade. <br />A concepção ocorre no interior do corpo da mulher e, assim, não admite testemunhas.<br />A necessidade de se estabelecer relações de paternidade frequentemente acaba na Justiça<br />Nos últimos anos, com os avanços do Projecto Gnoma Humano foi definitivamente comprovado que, com excepção dos gémeos monozigóticos (univitelinos), todos os seres humanos diferem em sua constituição genética, que é absolutamente única<br />
  16. 16. Marco Araújo<br />Micaela Fernandes <br />Carina Costa<br />Conceição Martins<br />Fim???<br />

×