Era uma vez …Ciência e poesia no reino da fantasia                                             (Regina Gouveia)Sugestão de...
VolumeDensidadeLuz                   …uma lua redondinha que se        A3    http://www2.fc.unesp.br/experimentosdefisica/...
Imagens obtidas por                                              opt03.htmreflexão     e     por                          ...
Soluções                Viu montes brancos ao sol.    A9    http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brincSolutos Solvente...
fricção                  ribombavam pelo ar.                 gg_1Agg&feature=relmfuVelocidade do som e                    ...
Era uma vez… o                       ventoCorpos transparentes Embora não o possamos ver        A14e opacos               ...
pela evaporação,                      e4&feature=related               em vapor sobem nos ares.              ciclo da água...
durante a sua viagem,                 o&feature=related           bastava escutar a aragem              ascensão capilar  ...
A avó do Zé Maria contou-lhe,                       que lá na aldeia                       quando findava o dia,          ...
e é mais leve...                        Era uma vez …um                        planetaArco-íris               O céu era se...
uma maravilha,                     http://www.youtube.com/watch?v=y91_0wTD_                       sempre diferente.       ...
Geada           começam a arrefecer            http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brincNeve            e acabam por ...
Geada não é neve, não.                       A neve cai ao de leve,                       nas alturas se formou           ...
e o céu todo estrelado.É um ecoponto engraçado,direi mesmo divertido.Ao todo três contentoresmais um outro pequenito,conju...
Atividade 1São necessários:Uma caixinha (tampa, frasco ou algo equivalente) de material mais denso que a água mas que cons...
•   Pegar num pedacinho de plasticina e moldá-lo com a forma de uma pequena caixa, com um             diâmetro ligeirament...
Esta experiência simula a superfície do mar espelhada e a imagem da lua no mar. É importante a aproveitar para mostrar àsc...
Atividade 5Num copo ou garrafa de secção circular colar exteriormente um peixinho feito em papel autocolante. Deitar água ...
Atividade9Realizar as atividades sugeridas nos vídeos anexosAtividade10Lavar uma batata e cortar dois pedaços de dimensões...
1-Puxar o êmbolo de uma seringa (sem agulha) para fora, até ao limite. Tapar muito bem a extremidade da seringacom um dedo...
Atividade 17      Começar por fazer uma dobra com cerca de 2 dedos de largura, num dos lados de um guardanapode papel. Cor...
Atividade 20A cor do céu e do pôr do sol…Num frasco de vidro deitar água até cerca de ¾ da sua altura. Sobre uma mesa colo...
Atividade 21Como se lança uma nave espacial?      Retirar o êmbolo de uma      seringa,   sem agulha,   e colocar na mesma...
Num copo(2) com água deitar meia colher de sal e mexer. ObservarNum copo(3) com água deitar meia colher de açúcar e mexer....
Após termos colocado nos respectivos contentores os diferentes materiais, estes vão ser tratados em centros de tratamento....
http://mc2h2o.blogspot.pt/http://dererummundi.blogspot.pt/www.cienciahoje.pt/http://cienciapatodos.webnode.pt/
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Era uma vez ...ciência e poesia no reino da fantasia

2.346 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Era uma vez ...ciência e poesia no reino da fantasia

  1. 1. Era uma vez …Ciência e poesia no reino da fantasia (Regina Gouveia)Sugestão de um plano de atividades que podem acompanhar a exploração dos textos incluídos no livroTrata-se de atividades extremamente simples que, por utilizarem materiais ao alcance de qualquer um, podem ser facilmenterealizadas não só por professores mas por pais, jovens e até por crianças, devidamente supervisionadas. Também asexplicações que acompanham algumas atividades são explicações muito elementares dado que se destinam a todo o tipo depúblico. Os vídeos sugeridos nem sempre têm rigor de linguagem, sob o ponto de vista científico, mas ajudam a visualizaralgumas situações.Conhecimento que Texto /Excerto… Activi- Vídeos/sites sugeridospode explorado dade Era uma vez… o marFlutuação Pegou na mesa da sala, pô-la de A1 http://nautilus.fis.uc.pt/spf/velharia/cab/node7.Impulsão pernas para ao ar assim arranjou A2 htmlPeso um barco…. flutuação
  2. 2. VolumeDensidadeLuz …uma lua redondinha que se A3 http://www2.fc.unesp.br/experimentosdefisica/Sombra espelhava no mar…que parecia de opt03.htmReflexão da luz prata. luz e sombra; reflexãoEspelhosImagensFlutuação (…)viu um navio cargueiro e um A4 http://www.youtube.com/watch?v=e6jk54BR6zImpulsão submarino a espreitar, 0Peso Ora afundava e subia, ora ludiãoVolume espreitava e fugia (…)DensidadeLudiãoSubmarinoLei de ArquimedesPressãoCompressibilidadeCorpos transparentes (…)viu peixinhos pequeninos, outros A5 http://www.youtube.com/watch?v=-e opacos grandes de pasmar(…) q7U2uDMT6c&feature=relatedReflexão e refração ópticada luz http://www2.fc.unesp.br/experimentosdefisica/
  3. 3. Imagens obtidas por opt03.htmreflexão e por luz e sombra; reflexãorefraçãoLentesPoluição Aos poucos estão a matar-me, com A6 http://translate.google.pt/translate?hl=pt- tanta poluição — PT&langpair=en|pt&u=http://www.youtube.be/ embarcações a motor, derrames de watch%3Fv%3DXuMisEJxHak%26feature%3Dre petroleiros, causam-me fadiga e lated dor; poluição marinhaArco-íris Nuvens toldavam o céu A7 http://www.youtube.com/watch?v=37vPrNagz8Dispersão da luz por entre um sol hesitante A8 M&feature=relatedLuz branca e eis que então apareceu disco de NewtonEspetro da luz branca um arco-íris gigante http://www.youtube.com/watch?v=u5Px06cVxfEspetroscópio feito de todas as cores w&feature=relatedEspetros espetroscópioCor http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brinc areaprender.asp?fich=arcoiris.xml arco-íris http://www.youtube.com/watch?v=Hdttk xRI-Yw&feature=related cor
  4. 4. Soluções Viu montes brancos ao sol. A9 http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brincSolutos Solventes Neve não podia ser, areaprender.asp?fich=dissolve.xmlDissolução pois era tanto o calor dissoluçãoEvaporação que a neve ia derreter. http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brincCristalização Soube então que eram de sal areaprender.asp?fich=estados.xmlCiclo da água que o sol retirou do mar vaporização quando evaporou a água http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brinc que em vapor foi para o ar. areaprender.asp?fich=fazerchuva.xml condensação http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brinc areaprender.asp?fich=CA.xml cristalizaçãoSoluções De novo se fez ao mar A10 http://www.youtube.com/watch?v=8Khd88fJg9Solutos Solventes e foi ter a um mar salgado 0Dissolução que continha tanto sal flutuação de um ovoImpulsão que nem pôde mergulhar;Poluição só conseguia boiar. Era um mar quase sem vidaTrovoada O céu ficou cor de breu, A11 http://www.youtube.com/watch?v=u9Uwb12nVDescarga elétrica raios cortavam o céu z4&feature=relatedEletrização por e uns horrendos trovões http://www.youtube.com/watch?v=TKa-
  5. 5. fricção ribombavam pelo ar. gg_1Agg&feature=relmfuVelocidade do som e atrações e repulsões eletrostáticasvelocidade da luz http://www.youtube.com/watch?v=ny6_5- OgzZs&feature=related deslocando uma lata http://www.youtube.com/watch?v=klUADgHQD Qk&feature=related eletrização (menos elementar)Bússola Não soube onde foi parar. A12 http://www.eb1-casais-Interações entre Valeu-lhe ter uma bússola lousada.rcts.pt/portefolio/bussola.htmmagnetes para assim se orientar construção de uma bússolaMagnetismo terrestreN e S magnéticosDeformação Afinal estava na praia, A13permanentes e estava deitado no chão,temporárias onde o seu irmão João,Material elástico e tentava os primeiros passosmaterial deixando na areia traços,plástico(plasticina) misturados com pegadas das gaivotas que pousavam e logo a seguir voavam.
  6. 6. Era uma vez… o ventoCorpos transparentes Embora não o possamos ver A14e opacos - é transparente - sabemos que à nossa volta está presente.Vento, ar em É assim o vento cuja história A15movimento começou há muito tempo,Energia do vento o vento que não é mais do que o ar em movimento que, lento, faz os veleiros deslizar sobre o mar,Evaporação O vento que empurra A16 http://escolovar.org/ciencia_nuvem_dentro.do.fCondensação as nuvens fofinhas rasco.htmNuvem que parecem de algodão, nuvemCiclo da água feitas de água em gotinhas, http://www.youtube.com/watch?v=31xSqMRNR muito mais que um milhão. Og&feature=related Libertas de rios e mares, http://www.youtube.com/watch?v=jMujwiLt-
  7. 7. pela evaporação, e4&feature=related em vapor sobem nos ares. ciclo da água Lá bem no alto faz frio, um frio de tiritar. O vapor passa a gotinha e as gotinhas, bem juntinhas, formam as nuvens no ar. Cada vez com mais gotinhas as nuvens ficam gordinhas, por vezes ficam escurinhas até que, de tão pesadas, as gotas aprisionadas caem e tombam no chão.Água e vida Eis a chuva desejada A17 http://www.youtube.com/watch?v=39skGQVsXfcapilaridade para a terra ressequida, s onde é esperança de vida. a maior flor do mundo O vento que a transportou, http://pontociencia.org.br/gerarpdf/index.php? pelo caminho experiencia=250 em muitas terras passou, http://www.youtube.com/watch?v=cUeFHzOGw muitas histórias ouviu t8&feature=related e algumas repetiu http://www.youtube.com/watch?v=Yp0l2Fk3hd
  8. 8. durante a sua viagem, o&feature=related bastava escutar a aragem ascensão capilar que passava de mansinho. http://www.youtube.com/watch?v=7WehXCyvB -4&feature=related o vento que não é mais da semente à planta do que o ar em movimento que transporta as sementinhas longe, longe pelo ar e assim se vão espalhar para dar novas plantinhas aqui, ali, mais além, gerando assim novas vidas novos frutos e sabores, novas cores e novas flores que enchem o ar de odores que vão perfumar o vento.Poluição Mas há quem estrague o ar A18 http://www.youtube.com/watch?v=iFbsv_k2X6 com fumos, poluições, M&feature=related são fábricas, são automóveis, alternativas energéticas motoretas, camiões.
  9. 9. A avó do Zé Maria contou-lhe, que lá na aldeia quando findava o dia, nos seus tempos de criança, a luz era da candeia, do lampião ou da vela cuja chama amarela, lentamente oscila e dança enquanto desenha sombras nas paredes e no chão. E nesse lento oscilar lança fuligem para o ar.Ar em movimento Vai buscar lá ao deserto, A19 http://www.youtube.com/watch?v=zO7tkQMT1Ar quente torna-se que nem sempre fica perto, BQmenos denso e sobe um pouquinho de ar quente, ConvecçãoCorrentes de que o Sol de longe aqueceu,convecção para levar àquela gente que está no monte com neve, bem mais pertinho do céu, aonde se diz que o ar é mais puro
  10. 10. e é mais leve... Era uma vez …um planetaArco-íris O céu era sempre A7 http://www.youtube.com/watch?v=37vPrNagz8Dispersão da luz um céu diferente A8 M&feature=relatedLuz branca mas de rara beleza, disco de NewtonEspetro da luz branca ora azul safira, http://www.youtube.com/watch?v=u5Px06cVxfEspetroscópio ora azul turquesa, w&feature=relatedEspetros ora muito escuro, espetroscópioCor ora acinzentado, http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brinc isento de nuvens areaprender.asp?fich=arcoiris.xml ou muito nublado. arco-íris Por vezes cortava-o um arco de cor, era o arco-íris com o seu esplendorDispersão da luz Viram o sol nascente, A20 http://www.feiradeciencias.com.br/sala09/09_0 viram o sol poente, 3.asp
  11. 11. uma maravilha, http://www.youtube.com/watch?v=y91_0wTD_ sempre diferente. 2U&feature=related cor do céu e por do solLançamento de Deram um abraço, A21 http://www.youtube.com/watch?v=33Sp95ctA_naves e foguetões muito apertadinho w&feature=related e o extraterrestre simulação do lançamento de um foguetão lá partiu sozinho na nave redonda, branca às riscas pretas, em busca de estrelas e de outros planetas. Era uma vez …uma gotinha de orvalhoSoluções Quando o sol bate num rio, A22 http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brincSolutos Solventes num regato, lago ou mar, A23 areaprender.asp?fich=dissolve.xmlDissolução dá-se uma evaporação: dissoluçãoEvaporação algumas gotinhas de água http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brincCondensação em vapor vão para o ar. areaprender.asp?fich=estados.xmlNuvem Algumas sobem tão alto vaporização
  12. 12. Geada começam a arrefecer http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brincNeve e acabam por condensar, areaprender.asp?fich=fazerchuva.xmlNevoeiro ficam a formar as nuvens condensaçãoOrvalho que andam por cima a pairar. http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/brincCiclo da água Outras do solo andam perto, areaprender.asp?fich=CA.xml o tempo fica encoberto cristalização por causa do nevoeiro. http://www.youtube.com/watch?v=31xSqMRNR Og&feature=related E ainda há a pairar o http://www.youtube.com/watch?v=jMujwiLt- vapor que anda no ar, e4&feature=related e que até ao solo desce. ciclo da água Quando a noite arrefece, vai ter que se condensar. Forma-se então o orvalho. Se o frio muito apertar, até pode congelar formando assim a geada sobre o solo, uma camada brilhante e esbranquiçada que ao longe parece neve.
  13. 13. Geada não é neve, não. A neve cai ao de leve, nas alturas se formou e como neve já tombou. Cai e vai-se acumulando formando um manto branquinho tão bonito, tão fofinho, dá vontade de afagar. Era uma vez …um ecopontoReduzir, reciclar, Esta é a história de um ecoponto A24 http://www.youtube.com/watch?v=TGC11Z7YZreutilizar ali na esquina da rua xc&feature=relatedReciclagem que com o largo confina. http://www.youtube.com/watch?v=aJrelkRtOnYComportamento de Ao sol, à chuva, às geadas, &feature=relateddiferentes materiais respirando ar poluído, http://www.youtube.com/watch?v=UKLrqVFHS fustigado pelo vento, 5w&feature=related lá vai passando o seu tempo. http://www.youtube.com/watch?v=OR_J8KUkX À noite, mais sossegado, MI&feature=related gosta de olhar a lua reciclagem
  14. 14. e o céu todo estrelado.É um ecoponto engraçado,direi mesmo divertido.Ao todo três contentoresmais um outro pequenito,conjunto de quatro cores.O pequeno é vermelhito,há quem lhe chame encarnado,e é para pilhas já gastas.O verde é o vidrão,o azul é o papelãoe falta o amareladopara plástico, metal,mas não todo, por sinal.Convém ler as instruçõespara não haver confusões.
  15. 15. Atividade 1São necessários:Uma caixinha (tampa, frasco ou algo equivalente) de material mais denso que a água mas que consiga boiar na mesma, umcopo transparente (pode ser uma garrafa plástica cortada), de diâmetro ligeiramente superior ao da caixinha, marcador,água.• Deitar água na tina e marcar o nível com o marcador.• Colocar sobre a água da tina a caixinha de modo a boiar. Marcar de novo o nível• Repetir a experiência empurrando a caixa de modo a ir ao fundoEm face do resultado da experiência anterior os alunos justificam que o objeto foi ao fundo porque nele entrou água, o quesendo um facto, pode não ajudar na interpretação.Atividade 2São necessários:Um copo transparente, plasticina. marcador, água.
  16. 16. • Pegar num pedacinho de plasticina e moldá-lo com a forma de uma pequena caixa, com um diâmetro ligeiramente inferior ao do copo.• Deitar água no copo e marcar o nível com o marcador• Cuidadosamente colocar a “caixa” na água, de modo a que flutue. Marcar de novo o nível• De seguida pegar na plasticina anteriormente moldada e fazer uma pequena bola. Voltar a colocá-la na águaEstas experiências mostram que um mesmo objeto pode eventualmente afundar-se ou flutuar. Pretende-se que os alunosapreendam que a possibilidade de flutuação tem a ver não só com o peso dos corpos mas também com o “espaço queocupam”. Por isso podem flutuar os navios, mesmo que contenham muito ferro na sua constituição.Para alunos mais crescidos a explicação deverá já envolver o conceito de densidade.O ar contido nas caixas, tal como nos objetos ocos, faz com que esses objetos ”fiquem menos densos”Atividade 3São necessários:Um taça escura e opaca com água (pode ser uma embalagem de alimentos), uma lanterna. • Colocar a tina com água numa sala escurecida e aproximar da superfície uma lanterna acesa (ou uma lâmpada) orientando-a até que a superfície da água pareça espelhada. Aproximar também um objeto qualquer a fim de o ver espelhado
  17. 17. Esta experiência simula a superfície do mar espelhada e a imagem da lua no mar. É importante a aproveitar para mostrar àscrianças a diferença entre estas imagens obtidas por reflexão e as sombras.Na reflexão a luz ao incidir na superfície espelhada “volta para trás” como se pode ver realizando a experiência ilustrada naimagem, onde também se evidenciam as sombras dos dentes, opacos)Atividade 4Construção de um ludião (ver vídeo)
  18. 18. Atividade 5Num copo ou garrafa de secção circular colar exteriormente um peixinho feito em papel autocolante. Deitar água no copo atéum nível superior ao do peixinho. Observar o peixe diretamente e através da águaAtividade 6Num copo ( garrafa cortada) estreito deitar água, Em seguida juntar azeite ou óleo alimentar. Tal como o azeite fica asobrenadar a água, também o petróleo fica a sobrenadar o mar, impedindo que neste o ar se renove. Este é apenas um dosmuitos perigos dos derrames de petróleos no mar.Atividade 7Olhar para o Sol (não diretamente, pois é perigoso) ou para uma fonte de luz branca (lanterna, lâmpada) através de objetostransparentes, nomeadamente um frasco com água. Orientar os objetos na tentativa de ver as cores do arco-íris.Dispondo de um retroprojetor colocar em cima um copo com água. Ver o “arco íris” projetado no teto da salaAtividade8Construir um disco de Newton e/ou um espetroscópio de acordo com as instruções dos vídeos sugeridos
  19. 19. Atividade9Realizar as atividades sugeridas nos vídeos anexosAtividade10Lavar uma batata e cortar dois pedaços de dimensões idênticas; colocar um em água normal e o outro em água muitosalgada.Atividade11Ver atividade de Ciência para meninos em poemas pequeninos (http://www.slideshare.net/aniger1410/cmpp-atividades-2785449?from=share_email) página 3Atividade12Construir uma bússola conforme as indicações do vídeoAtividade 13Manusear material elástico ( ex. elásticos), material plástico(ex plasticina) e material rígido e descrever as diferenças decomportamentoAtividade 14
  20. 20. 1-Puxar o êmbolo de uma seringa (sem agulha) para fora, até ao limite. Tapar muito bem a extremidade da seringacom um dedo e empurrar o êmbolo. 2-Deitar água numa tina. Puxar o êmbolo da seringa para trás; em seguida, introduzir na água a extremidade fina damesma e empurrar o êmbolo. 3-Encher uma garrafinha comágua e tapá-la com a mão. Comcuidado tentar colocá-la dentro da tinacom a abertura para baixo (ver figura).Seguidamente puxar o êmbolo da seringa para trás, aproximar a extremidade da abertura da garrafa e empurrar o êmbolo.4- Introduzir alguma água na seringa. Com a seringa já fora de água, puxar o êmbolo para fora.Todas estas experiências permitem constatar a presença do ar, embora “não o vejamos “Atividade 15Fazer um barquinho de papel e colocá-lo numa tina com água. Tentar deslocá-lo atingindo-o com o ar que sai de uma seringaquando se empurra o êmbolo.Atividade 16“Fazer uma nuvem” conforme o indicado em http://escolovar.org/ciencia_nuvem_dentro.do.frasco.htm
  21. 21. Atividade 17 Começar por fazer uma dobra com cerca de 2 dedos de largura, num dos lados de um guardanapode papel. Cortar pela marca de dobragem e enrolar a tira menor fazendo um rolinho de papel bemapertado, mais solto numa extremidade de modo a parecer uma flor Colocar água num copo e adicionar uma gostas de corante alimentar. Introduzir o rolinho de papelna água colorida (ver figura). Aguardar alguns minutos. Substituir o rolinho de guardanapo por uma cravo branco e aguardar umas horasAtividade 18Acender uma vela e por cima, próximo da chama, colocar um azulejo branco, uma tampa metálica branca, um prato branco…Formar-se-á negro de fumo (partículas de carbono) resultante da combustão incompleta da vela e que constitui uma formade poluição do ar.Atividade 19Suspender uma hélice de papel , presa por um fio, por sobre uma vela acesa mas de modo a não tocar para não se incendiar(ver vídeo)O ar aquecido torna-se menos denso e sobe
  22. 22. Atividade 20A cor do céu e do pôr do sol…Num frasco de vidro deitar água até cerca de ¾ da sua altura. Sobre uma mesa colocar, aoalto e apoiada em qualquer objeto, uma embalagem branca que vai servir de alvo. Acenderuma lanterna e iluminar o frasco lateralmente (ver figura)Observar o alvo e também o aspecto da água no copo. Com um conta gotas, deitar gota agota, umas gotas de leite na água, mexer e olha de novo para o alvo; observar também oaspecto da água vista lateralmente. Continuar a adicionar leite até surgir no alvo uma manchaavermelhada e a cor do líquido ficar azulada.A experiência pode ser melhorada como se pode ver aquihttp://www.feiradeciencias.com.br/sala09/09_03.asp
  23. 23. Atividade 21Como se lança uma nave espacial? Retirar o êmbolo de uma seringa, sem agulha, e colocar na mesma um pedacinho de pastilhaefervescente( 1/8 de pastilha deve ser suficiente). Colocar o êmbolo, empurrar até quase ao fim e aspirarum pouco de água. Colocar a seringa na vertical, com a extremidade para baixo (ver figura) e segurando aseringa (e não o êmbolo) tapar a extremidade com um dedo. A pastilha reage com a água, há uma libertação gasosa fazendo subir o êmbolo que acaba por saltar. No lançamento de naves e foguetões ocorrem reações químicas muito mais complexas e a formaçãode gases vai “obrigar” a nave a subirAtividade 22Colocar água quente num frasco e tapar a boca deste com película aderente. Colocar algodão molhado sobre a película.Ver-se-á nesta a formação de gotículas de água provenientes da condensação do vaporAtividade 23Num copo (1)com água deitar meia colher de açúcar e mexer. Observar.
  24. 24. Num copo(2) com água deitar meia colher de sal e mexer. ObservarNum copo(3) com água deitar meia colher de açúcar e mexer. ObservarO resultado da atividade não foi o mesmo para todos os materiais.Como recuperar o sal, o açúcar e a areia na água ?Num pires deitar o conteúdo do copo 1, colocar o pires no parapeito de uma janela e aguarda até a água desaparecerNum outro pires deitar o conteúdo do copo 2 e proceder do mesmo modo.Deitar o conteúdo do copo 3 num coador e recuperar a areiaAtividade 24IntroduçãoNos ecopontos temos contentores para diferentes materiais recicláveis.Os símbolos anexos ajudam-nos a identificar os materiais recicláveis, os já reciclados, bem como os que são reutilizáveis Reciclável Reutilizável Reciclado
  25. 25. Após termos colocado nos respectivos contentores os diferentes materiais, estes vão ser tratados em centros de tratamento.Assim, no caso dos materiais contidos nos contentores amarelos, os plásticos vão ser separados dos metais.Posteriormente os metais ferrosos vão ser separados dos outros metais tendo em conta o seu comportamento com osímanes e os plásticos, numa primeira fase, vão ser separados conforme flutuam ou não na água.A partir destas fases, seguem-se outras mais complexas que vão permitir separar vários tipos de plásticos e metaisProcurar, em diversas embalagens os símbolos indicativos dos contentores onde devem ser colocadasVerificar como se comportam perante um íman, materiais não metálicos e diferentes metais.Verificar que nem todos os plásticos flutuam em águaOUTRAS ATIVIDADESSugere-se a leitura dos livros da colecção “Ciência a Brincar”, edição Bizâncio e Sociedade Portuguesa de FísicaSugerem-se, entre outros, os siteshttp://educa.fc.up.pt/http://clubefq.com.sapo.pt/experiencias.htmhttp://www.iestiemposmodernos.com/diverciencia/http://pagciencia.quimica.unlp.edu.ar/experqui.htmhttp://ciencianet.com/experimentos.htmlhttp://www.mocho.pt/Ciencias/Quimica/Laboratorio/
  26. 26. http://mc2h2o.blogspot.pt/http://dererummundi.blogspot.pt/www.cienciahoje.pt/http://cienciapatodos.webnode.pt/

×