O Convento De Mafra

28.905 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre o Covento de Mafra

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
28.905
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
179
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
277
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Convento De Mafra

  1. 1. Trabalho realizado por: Dinis 6ºD Nº8
  2. 2. <ul><li>Mandado construir por D. João V, o Real Convento de Mafra é o mais importante monumento do barroco português. O conjunto arquitectónico desenvolve-se simetricamente a partir de um eixo central, a basílica, ponto principal de uma longa fachada ladeada por dois torreões, localizando-se na sua zona posterior o recinto conventual da Ordem de São Francisco da Província da Arrábida. A direcção da obra coube a João Frederico Ludovice, ourives alemão, com formação de arquitectura em Itália. As obras iniciaram-se em 1717. A 22 de Outubro de 1730, dia do 41º aniversário do rei, procedeu-se à sagração da basílica. O Palácio-Convento possui uma das mais importantes bibliotecas portuguesas, constituída por cerca de 40 000 livros, e numerosas obras artísticas encomendadas pelo monarca no país, em França, Flandres (de onde procedem os dois carrilhões de 92 sinos) e Itália. Durante o reinado de D. José criou-se a Escola de Escultura de Mafra, dirigida pelo italiano Alessandro Giusti, e por onde passou Machado de Castro. </li></ul>
  3. 4. <ul><li>A maior parte dos livros foi encomendada por D. João V  e versam temas diversos como Direito Civil e Eclesiástico, Medicina ou Física Experimental. </li></ul><ul><li>Existem cerca de 38.000 exemplares. Para a sua conservação  contribuem os  morcegos que aqui habitam, os quais não permitem que as traças destruam as obras. </li></ul>
  4. 6. <ul><li>  Aqui se encontra a melhor colecção de estátuas italianas existentes em Portugal do segundo quartel do século XVIII.  Possui um conjunto sonoro de seis órgãos , únicos no mundo, para os quais existem partituras que só aqui podem ser executadas. </li></ul><ul><li>Os Carrilhões, encomendados por D.JoãoV, são considerados como os melhores do mundo. Tocam valsas e contradanças. Têm em conjunto 92 sinos e pesam cerca de 217 toneladas </li></ul><ul><li>No total, a Basílica possui 11 capelas com 450 esculturas de mármore, 45 tribunas e é servida por 18 portas. </li></ul><ul><li>Todas as cerimónias da Basílica eram acompanhadas de canto Gregoriano. D.JoãoV, apreciador da mesma arte, reunia-se com frequência com os frades, chegando a cantar com eles no coro da Basílica. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  5. 8. <ul><li>O Mosteiro reflecte bem o estilo de vida dos monges franciscanos, mito humilde, apenas com o essencial. Possuindo uma cozinha,  a botica, o hospital ( dentro de uma capela,  e uma série de celas com abertura para um corredor central, onde se colocavam as camas dos doentes durante os ofícios religiosos), as celas dos monges, onde os artefactos de autopunição, para expiação do pecado, o que era uma constante Estes Frades Franciscanos mantinham a Biblioteca composta por 36 mil volumes raros. </li></ul>
  6. 10. <ul><li>A Tapada Real foi na monarquia um couto de caça real. Trata-se de um espaço muito rico em flora, com pinheiros mansos e bravos, sobreiros, carvalhos, plátanos e salgueiros, entre muitos outros, e em fauna: veados, gamos, javalis, raposas, lobos, águias, açores, mochos, etc. </li></ul>

×