Cirurgia segura salva vidas

9.377 visualizações

Publicada em

Cirurgia segura salva vidas

Publicada em: Saúde e medicina

Cirurgia segura salva vidas

  1. 2. Cirurgia Segura é meta importante para Saude Publica <ul><li>Cerca de 234 milhoes de cirurgias são realizadas pelo mundo / ano </li></ul><ul><li>Uma taxa de 0.4-0.8% de obitos e 3-16% de complicações significa que pelo menos 1 milhão de obitos e 7 milhões de complicações que geram incapacidade a cada ano pelo mundo </li></ul>
  2. 3. 10 Objetivos para Cirurgia Segura <ul><li>O time deve operar o paciente correto no local correto. </li></ul><ul><li>O time usara métodos conhecidos para prevenção de dano pela administração de agentes anestésicos e ao mesmo tempo impedir que o paciente sinta dor. </li></ul><ul><li>O time reconhecera e efetivamente se preparara para risco nos manuseios das vias aéreas ou perda da função respiratoria. </li></ul><ul><li>O time reconhecera eefetivamente se preprarara para grande perda sanguinea. </li></ul><ul><li>O time evitara a indução de reações alérgicas ou efeitos adversos pelo qual o paciente tem risco. </li></ul>
  3. 4. <ul><li>O time usara consistentemente métodos para diminuir os riscos de infecção no sitio operatorio. </li></ul><ul><li>O time previnira o esquecimento de instrumental, gazes ou compressas na ferida operatoria. </li></ul><ul><li>O time identificara todos so precedimentos cirurgicos realizados. </li></ul><ul><li>O time efetivamente se comunicara e trocara informações criticqs para condução segura da operação. </li></ul><ul><li>O Hospital e o Sistema Publico de Saude estabelecera rotina de vigilancia da capacidade cirurgica e seus resultados </li></ul>10 Objetivos para Cirurgia Segura
  4. 5. Qual instrumento para atingir os 10 objetivos?
  5. 6. Checklist Cirurgia Segura <ul><li>Paciente confirmou </li></ul><ul><li>• Identidade </li></ul><ul><li>• Sítio cirúrgico </li></ul><ul><li>• Procedimento </li></ul><ul><li>• Consentimento informado </li></ul><ul><li>Demarcação do Sítio/ Não procede </li></ul><ul><li>Avaliação pré-anestésica completada </li></ul><ul><li>Monitorização adequada e funcionando </li></ul><ul><li>Paciente tem : </li></ul><ul><li>Alergias conhecidas? </li></ul><ul><li>Não </li></ul><ul><li>Sim </li></ul><ul><li>Via aérea difícil / risco de aspiração? Não </li></ul><ul><li>Sim e equipamento / assistência disponível </li></ul><ul><li>Risco de > 500ML de perda sanguínea </li></ul><ul><li>(7 ml/Kg em crianças)? </li></ul><ul><li>Não </li></ul><ul><li>Sim e acesso venoso e flúidos adequados </li></ul><ul><li>Confirmar se toda equipe se apresentou pelo nome e função </li></ul><ul><li>Cirurgião, anestesiologista e enfermagem confirmaram verbalmente </li></ul><ul><li>• Paciente </li></ul><ul><li>• Local cirúrgico </li></ul><ul><li>• Procedimento </li></ul><ul><li>Antecipar eventos críticos </li></ul><ul><li>Revisão cirúrgica: Quais são os passos cirúrgicos críticos ou inesperados , duração da cirurgia, perda sanguínea prevista? </li></ul><ul><li>Revisão anestésica: Presença de </li></ul><ul><li>algum problema específico? </li></ul><ul><li>Revisão do time de enfermagem: Esterilização confirmada (incluindo resultado de indicadores) e existem dúvidas relacionadas com equipamentos ? </li></ul><ul><li>Antibioticoprofilaxia feita nos últimos 60 minutos? </li></ul><ul><li>Sim </li></ul><ul><li>Não aplicável </li></ul><ul><li>Imagem disponível? </li></ul><ul><li>Sim </li></ul><ul><li>Não aplicável </li></ul><ul><li>Enfermeiro confirma verbalmente com equipe: </li></ul><ul><li>Nome do procedimento realizado </li></ul><ul><li>Que instrumentos, gases, compressas e agulhas estão corretas (ou não procedem) </li></ul><ul><li>Se amostras estão etiquetadas com nome do paciente e convênio </li></ul><ul><li>Se há problemas para se resolver relacionados com instrumental </li></ul><ul><li>Cirurgião, anestesiologista, enfermagem revisam os principais aspectos da recuperação e tratamento do paciente </li></ul><ul><li>Transferência para SRA ou CTI </li></ul>ENTRADA TIME OUT SAÍDA
  6. 7. Checklist Cirurgia Segura <ul><li>Paciente confirmou </li></ul><ul><li>• Identidade </li></ul><ul><li>• Sítio cirúrgico </li></ul><ul><li>• Procedimento </li></ul><ul><li>• Consentimento informado </li></ul><ul><li>Demarcação do Sítio/ Não procede </li></ul><ul><li>Avaliação pré-anestésica completada </li></ul><ul><li>Monitorização adequada e funcionando </li></ul><ul><li>Paciente tem : </li></ul><ul><li>Alergias conhecidas? </li></ul><ul><li>Não </li></ul><ul><li>Sim </li></ul><ul><li>Via aérea difícil / risco de aspiração? Não </li></ul><ul><li>Sim e equipamento / assistência disponível </li></ul><ul><li>Risco de > 500ML de perda sanguínea </li></ul><ul><li>(7 ml/Kg em crianças)? </li></ul><ul><li>Não </li></ul><ul><li>Sim e acesso venoso e fluidos adequados </li></ul>ENTRADA
  7. 8. Checklist Cirurgia Segura <ul><li>Confirmar se toda equipe se apresentou pelo nome e função </li></ul><ul><li>Cirurgião, anestesiologista e enfermagem confirmaram verbalmente </li></ul><ul><li>• Paciente </li></ul><ul><li>• Local cirúrgico </li></ul><ul><li>• Procedimento </li></ul><ul><li>Antecipar eventos críticos </li></ul><ul><li>Revisão cirúrgica: Quais são os passos cirúrgicos críticos ou inesperados , duração da cirurgia, perda sanguínea prevista? </li></ul><ul><li>Revisão anestésica: Presença de </li></ul><ul><li>algum problema específico? </li></ul><ul><li>Revisão do time de enfermagem: Esterilização confirmada (incluindo resultado de indicadores) e existem dúvidas relacionadas com equipamentos ? </li></ul><ul><li>Antibioticoprofilaxia feita nos últimos 60 minutos? </li></ul><ul><li>Sim </li></ul><ul><li>Não aplicável </li></ul><ul><li>Imagem disponível? </li></ul><ul><li>Sim </li></ul><ul><li>Não aplicável </li></ul>TIME OUT
  8. 9. Checklist Cirurgia Segura <ul><li>Enfermeiro confirma verbalmente com equipe: </li></ul><ul><li>Nome do procedimento realizado </li></ul><ul><li>Que instrumentos, gases, compressas e agulhas estão corretas (ou não procedem) </li></ul><ul><li>Se amostras estão etiquetadas com nome do paciente e convênio </li></ul><ul><li>Se há problemas para se resolver relacionados com instrumental </li></ul><ul><li>Cirurgião, anestesiologista, enfermagem revisam os principais aspectos da recuperação e tratamento do paciente </li></ul><ul><li>Transferência para SRA ou CTI </li></ul>SAÍDA
  9. 10. London, UK EURO EMRO WPRO I SEARO AFRO PAHO I Amman, Jordan Toronto, Canada New Delhi, India Manila, Philippines Ifakara, Tanzania WPRO II Auckland, NZ PAHO II Seattle, USA O Checklist em 8 cidades…
  10. 11. <ul><li>...e conseguiu reduzir a taxa de complicações pos-operatorias e obitos em mais de um terço! </li></ul>Haynes et al. A Surgical Safety Checklist to Reduce Morbidity and Mortality in a Global Population. New England Journal of Medicine 360:491-9. (2009)
  11. 12. Resultados Haynes et al. A Surgical Safety Checklist to Reduce Morbidity and Mortality in a Global Population. New England Journal of Medicine 360:491-9. (2009 ) Baseline Checklist P value Casos 3733 3955 - Obitos 1.5% 0.8% 0.003 Complicações 11.0% 7.0% <0.001 Infecção no sitio operatorio 6.2% 3.4% <0.001 Reoperações não planejadas 2.4% 1.8% 0.047
  12. 13. Mudanças nos obitos e complicações por gravidade * p<0.05 Haynes et al. A Surgical Safety Checklist to Reduce Morbidity and Mortality in a Global Population. New England Journal of Medicine 360:491-9. (2009) Mudança nas Complicações Mudança nos obitos Maior gravidade 10.3% -> 7.1%* 0.9% -> 0.6% Menor ou média gravidade 11.7% -> 6.8%* 2.1% -> 1.0%*
  13. 14. Quais os problemas o check list tenta resolver? <ul><li>Paciente, cirurgia e local operatorio corretos </li></ul><ul><ul><li>Ha pelo menos 1500 a 2500 incidentes de cirurgias em locais errados a cada ano nos EUA.¹ </li></ul></ul><ul><ul><li>Entre 1050 cirurgiões de mão, 21% relatou ter realizado algum procedimento em local errado pelo menos uma vez em suas carreiras.² </li></ul></ul>¹ Seiden, Archives of Surgery, 2006. ² Joint Commission, Sentinel Event Statistics, 2006.
  14. 15. <ul><li>Anestesia e reanimação seguras </li></ul><ul><ul><li>Em analise de 1256 incidentes envolvendo anestesia geral na Australia, o uso de oximetria de pulso poderia ter detectado 82% deles.¹ </li></ul></ul>Quais os problemas o check list tenta resolver? ¹ Webb, Anaesthesia and Intensive Care, 1993.
  15. 16. <ul><li>Diminuir os riscos de infecção </li></ul><ul><ul><li>Administrar antibioticos uma hora antes da incisão cirurgica pode reduzir o risco de infecções em 50%¹ , ² </li></ul></ul><ul><ul><li>Nos 8 pontos de avaliação, houve falha no horario de administração de antibioticos em pelo menos metade dos pacientes cirurgicos que poderiam se beneficiar da intervenção </li></ul></ul>¹ Bratzler, The American Journal of Surgery, 2005. ² Classen, New England Journal of Medicine, 1992. Quais os problemas o check list tenta resolver?
  16. 17. <ul><li>Efetividade da rede de trabalho </li></ul><ul><ul><li>Comunicação é a causa raiz de cerca de 70% dos eventos relatados pela Joint Commission de 1995-2005.¹ </li></ul></ul><ul><ul><li>Uma ação do time no pré-operatorio foi associada com melhora na escolha e tempo adequado da antibioticoprofilaxia e manutenção apropriada da temperatura e glicemia intra-operatorias.² , ³ </li></ul></ul>¹ Joint Commission, Sentinel Event Statistics, 2006. ² Makary, Joint Commission Journal on Quality and Patient Safety, 2006. ³ Altpeter, Journal of the American College of Surgeons, 2007. Quais os problemas o check list tenta resolver?
  17. 18. Por que adotar o Checklist? <ul><li>É uma recomendação primaria nas novas diretrizes da Organização mundial da saude para Cirurgia Segura </li></ul><ul><li>O Checklist tem sido usado por cerca de 200 organizações cirurgicas, anestesiologicas e de enfermagem por todo o mundo </li></ul><ul><li>Pelo menos 3 paises ja incluiram o Checklist em todos os centros cirurgicos </li></ul>
  18. 19. Vantagens para o uso do Checklist <ul><li>Padronizar necessidades locais </li></ul><ul><li>Evita uso de modismos </li></ul><ul><li>Validado por evidencias cientificas e consensos </li></ul><ul><li>Avaliados por diferentes setores em todo o mundo </li></ul><ul><li>Assegura aderencia a praticas seguras </li></ul><ul><li>Recursos minimos necessarios para alcançar intervenções seguras </li></ul>
  19. 20. O que voce pode fazer? <ul><li>Registro do Hospital como participante na OMS </li></ul><ul><li>Implementar o Checklist de Cirurgia Segura </li></ul><ul><li>Mensurar resultados como mortes e complicações e acrescentar sua experiencia pessoal frente ao processo </li></ul>

×