 Devido à abundância e à diversidade de seres vivos, foi necessário
ordená-los e organizá-los.
 Foi necessário criar um ...
Agrupamentos de seres vivos de acordo
com seu interesse ou utilidade para o
homem.
Venenosos ou não, comestíveis ou não.
CaravaggionoséculoXVI
• Baseia-se em poucos critérios .
• Algumas se baseavam na morfologia externa (forma), outras no hab...
Usada por mais de 20 séculos
Critérios taxonômicos
dicotômicos.
Criou três Reinos:
Reino Vegetal
 Reino Animal
 Reino...
Chaves Biológicas
Existem vários tipos de chaves, mas a mais comum e mais fácil chama-se chave
dicotómica.
A palavra dicot...
Classificou-as em:
Ervas
Arbustos
Subarbustos ou Arvoretas
Árvores
Descreveu 500 espécies de Plantas.
Classificou animais em:
 ÚTEIS
 NOCIVOS
 INDIFERENTES.
 Agrupou espécies em gêneros;
 Poucos gêneros com muitas espécies;
 Segundo nome descritivo, diagnose;
Botânico, zoólo...
Carl Von Linné (1707-1778):
 Propõe um sistema de nomes para animais e
plantas, o qual é o sistema de nomenclatura
zoológ...
Sistema Binomial
Narcissus Indicus Liliaceus saturato colore purpurascens
Narcissus Indicus è rubro croceus flore liliaceo
Narcissus Indicu...
Amaryllis belladonna
Categoria taxonômica
 O QUE É Táxon?
Reinos:
 Monera;
 Protista;
 Fungi;
 Plantae;
 Animalia.
A estabilidade: necessidade de regras
Código internacional de nomenclatura zoológica:
Objetivo do código :
“ Promover a es...
HOMONÍMIA X SINONÍMIA
 Homonímia: quando um mesmo nome é aplicado a dois ou
mais taxas do mesmo grupo.
 Sinonímia: quand...
Lei de prioridade
 De dois ou mais sinônimos ou homônimos vale o mais
antigo.
 O sinônimo mais antigo será o nome válido...
Tipificação
 Holótipo
 Parátipo
 Neótipo
 Síntipo
 Paralectótipo
Sistema Binomial
Categoria taxonômica
Reinos:
 Monera;
 Prostista;
 Fungi;
 Plantae;
 Animalia.
Georges Louis Leclerc, o conde de
Buffon (1707-1788)
 Naturalista francês
 Questionou a idade da terra
 Percursor da te...
36 volumes em vida
8 pôs sua morte
Buffon e a teoria da degeneração das
espécies animais na América
 IX volume de Histoire naturelle
 Comparação das espéci...
Linneu
X
Buffon
Charles Darwin (1809-1822)
 Trabalhos científicos
realizados na ilha Galápagos;
 Desenvolvimento da teoria da
seleção na...
Jean Baptiste Lamarck (1744-1829)
 Lei do uso e desuso;
 Lei da transmissão dos caracteres
adquiridos;
 Incremento de c...
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica  de George Louis Leclerc
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica de George Louis Leclerc

266 visualizações

Publicada em

Biologia ==> A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica de George Louis Leclerc

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
266
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A sistemática de Carl Von Linné e a filosofia biológica de George Louis Leclerc

  1. 1.  Devido à abundância e à diversidade de seres vivos, foi necessário ordená-los e organizá-los.  Foi necessário criar um sistema de classificação.  Sistemática: ciência dedicada a descobrir, organizar e interpretar biologicamente a diversidade A ciência que classifica os seres vivos chama-se taxonomia. 4
  2. 2. Agrupamentos de seres vivos de acordo com seu interesse ou utilidade para o homem. Venenosos ou não, comestíveis ou não.
  3. 3. CaravaggionoséculoXVI • Baseia-se em poucos critérios . • Algumas se baseavam na morfologia externa (forma), outras no habitat (aquático, terrestre e aéreo) e até na sua utilidade (úteis, nocivos e indiferentes). • Formam grupos muito heterogêneos.
  4. 4. Usada por mais de 20 séculos Critérios taxonômicos dicotômicos. Criou três Reinos: Reino Vegetal  Reino Animal  Reino Mineral COM sangue SEM sangue Ervas Arbustos Árvores Agrupou os seres vivos, conforme tinham ou não locomoção.
  5. 5. Chaves Biológicas Existem vários tipos de chaves, mas a mais comum e mais fácil chama-se chave dicotómica. A palavra dicotómica significa dividida em dois. Esta chave consiste em pares de afirmações a respeito de uma característica observável de um organismo.
  6. 6. Classificou-as em: Ervas Arbustos Subarbustos ou Arvoretas Árvores Descreveu 500 espécies de Plantas.
  7. 7. Classificou animais em:  ÚTEIS  NOCIVOS  INDIFERENTES.
  8. 8.  Agrupou espécies em gêneros;  Poucos gêneros com muitas espécies;  Segundo nome descritivo, diagnose; Botânico, zoólogo e naturalista Historia plantarum Época das expedições, novas descobertas; Época das expedições, novas descobertas.
  9. 9. Carl Von Linné (1707-1778):  Propõe um sistema de nomes para animais e plantas, o qual é o sistema de nomenclatura zoológica válido na atualidade;  O nome genérico é o elemento mais importante na nomenclatura linneana, e sempre consiste em uma única palavra;  “nomen est”
  10. 10. Sistema Binomial
  11. 11. Narcissus Indicus Liliaceus saturato colore purpurascens Narcissus Indicus è rubro croceus flore liliaceo Narcissus Indicus latofolio narcissino, flore rubro, liliaceo.
  12. 12. Amaryllis belladonna
  13. 13. Categoria taxonômica
  14. 14.  O QUE É Táxon?
  15. 15. Reinos:  Monera;  Protista;  Fungi;  Plantae;  Animalia.
  16. 16. A estabilidade: necessidade de regras Código internacional de nomenclatura zoológica: Objetivo do código : “ Promover a estabilidade e a universalidade dos nomes científicos dos animais e assegurar que o nome de cada táxon seja único e distinto.”
  17. 17. HOMONÍMIA X SINONÍMIA  Homonímia: quando um mesmo nome é aplicado a dois ou mais taxas do mesmo grupo.  Sinonímia: quando um táxon tem dois ou mais nomes distintos.
  18. 18. Lei de prioridade  De dois ou mais sinônimos ou homônimos vale o mais antigo.  O sinônimo mais antigo será o nome válido e se chama sinônimo sênior, os demais serão sinônimos juniores que deverão ser descartados.  Em caso de homonímia, o táxon que possui o homônimo júnior deverá receber um novo nome.
  19. 19. Tipificação  Holótipo  Parátipo  Neótipo  Síntipo  Paralectótipo
  20. 20. Sistema Binomial
  21. 21. Categoria taxonômica
  22. 22. Reinos:  Monera;  Prostista;  Fungi;  Plantae;  Animalia.
  23. 23. Georges Louis Leclerc, o conde de Buffon (1707-1788)  Naturalista francês  Questionou a idade da terra  Percursor da teoria do evolucionismo  Percursor dos estudos atuais de anatomia comparada  Teoria da degenerescência  Histoire naturelle, générale et particulière
  24. 24. 36 volumes em vida 8 pôs sua morte
  25. 25. Buffon e a teoria da degeneração das espécies animais na América  IX volume de Histoire naturelle  Comparação das espécies do Velho e Novo mundo  Uma geografia dos seres vivos  Dégénération des animaux
  26. 26. Linneu X Buffon
  27. 27. Charles Darwin (1809-1822)  Trabalhos científicos realizados na ilha Galápagos;  Desenvolvimento da teoria da seleção natural;
  28. 28. Jean Baptiste Lamarck (1744-1829)  Lei do uso e desuso;  Lei da transmissão dos caracteres adquiridos;  Incremento de complexidade;  Origem da vida.

×