Por que somos uma vergonha em produtividade?

1.243 visualizações

Publicada em

Por que a eficiência em países como EUA, México, Chile e até mesmo a Argentina é melhor do que a do Brasil?
No mundo corporativo, mesmo pequenas, médias e empresas familiares podem dar um salto de eficiência e produtividade.

Publicada em: Negócios
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
314
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Por que somos uma vergonha em produtividade?

  1. 1. por que somos uma vergonha em produtividade?Novo e-book Exclusivo para quem quer fazer mais com menos Consultoria
  2. 2. o que VOCÊ VERÁ NESTE EBOOK fatos e versões sobre produtividade 1 2 3 4 o posicionamento do Brasil ações concretas para melhorar teste de verificação
  3. 3. 1americano > 5brasileiros • Se tem uma coisa que dá raiva é quando comparamos o quão os americanos são mais produtivos do que os brasileiros. • É comum vermos estudos por aí dizendo que um americano produz o mesmo que cinco brasileiros, e isto é bem óbvio, pois eles investem seis vezes mais que no Brasil produz mais do que Consultoria
  4. 4. US$0 US$25.000 US$50.000 US$75.000 US$100.000 US$22.000 US$100.000 Americanos Brasileiros valor gerado por Brasileiros • Hoje, um trabalhador brasileiro gera cerca de 22 .000 dólares por ano de riqueza. O americano, cerca de 100 .000 dólares. Ou seja, são necessários cinco brasileiros para produzir a mesma riqueza que um americano. Consultoria
  5. 5. Qual o resultado disso?   A produtividade maior gera uma recompensa óbvia para o país: a renda per capita dos americanos é cinco vezes maior que a nossa.  thinkersconsulting.com.br Consultoria
  6. 6. • Nos últimos 3 meses estive em quatro estados norte-americanos a trabalho e é notável que, desde o faxineiro ao atendente ou mesmo os cargos mais altos têm uma coisa em comum: a produtividade é parte da cultura.
  7. 7. • Eles simplesmente estão o tempo todo de olho no que está precisando ser feito. Um atendente de caixa ao ver mesas sujas ou com restos, rapidamente se desloca e limpa tudo, uma garçonete ao ver fila aumentando no caixa, se apresenta rapidamente num outro caixa para diminuir a fila. E assim por diante.
  8. 8. • O Bob Nelson em seu livro: “Faça o que tem que ser feito” já dizia: "É preciso fazer o que tem que ser feito e não o que lhe pedem, pois essa é a marca registrada da excelência profissional. Adote essa postura e você verá a eficiência de seu negócio disparar.” Mas, por que será que isso não funciona pros lados de cá em terra brasilis?
  9. 9. por que será que isso não funciona pros lados de cá em terra brasilis?
  10. 10. a palavra do especialista Um Estudo do professor David Lagakos, da Universidade da California, comparou a produtividade do varejo dos EUA com a de países em desenvolvimento, entre eles o Brasil. Resultado: nosso desempenho equivale a apenas 36% da produtividade americanos – ou seja, quase três vezes menos. Estamos pior do que México, Tailândia e El Salvador. Desencorajador não é mesmo?
  11. 11. Mas, nesta conversa toda, tem uma coisa intrigante: Os brasileiros trabalham muito! E por mais incrível que pareça dedicamos mais horas ao trabalho do que a população da maioria dos países ricos, segundo dados da Organização Internacional do Trabalho e da OCDE, o clube das economias desenvolvidas. Ou seja, há uma paradoxo total: trabalhamos mais e produzimos menos. 
  12. 12. É óbvio que estamos gastando tempo a tarefas improdutivas, como reuniões desnecessárias, viagens que poderiam ser resolvidas em conversas online e deslocamentos infrutíferos, entre outras que não teriam impacto algum caso deixassem de ser realizadas. Além do fato de utilizarmos menos tecnologia para realização das atividades. Compramos os mesmos sistemas (ERPs) que eles americanos e utilizamos planilhas pra absolutamente tudo.  e no mundo corporativo?
  13. 13. causa e efeito Estas são apenas algumas das causas, mas o efeito é nítido: Falta de competitividade e “dinheiros” indo pelo ralo. Além do fato de colocarmos a culpa no governo, nos altos impostos, nos políticos, no "custo Brasil" e no que mais aparecer. Mas, discutimos pouco sobre mudança. Sobre eficiência. 
  14. 14. ISTO É PRODUTIVIDADE Nestas recentes viagens tive a oportunidade de fazer uma reunião com uma vice presidente de um dos maiores bancos de investimentos do mundo, a agenda já havia sido confirmada duas vezes antes e ao chegar ela estava com três relatórios prontinhos, e com isto a reunião já foi direcionada em cima de dados e não de suposições ou no mundo das ideias, ficamos falando em cima de dados, de informações concretas. Isto é PRODUTIVIDADE
  15. 15. ISTO É PRODUTIVIDADE Em um outro momento estava em um consulado e a fila estava razoavelmente grande, de repente um engravatado lá do fundo saiu de sua mesa e veio perguntando a um por um: Como posso ajudar? E assim, ia direcionando melhor as demandas e em 15 minutos todos estavam sendo atendidos, mesmo que por funcionários que não estavam designados inicialmente para a função. Isto é PRODUTIVIDADE
  16. 16. Mas, se nossos problemas são tão óbvios assim, por que consistentemente estamos tão aquém de uma produtividade aceitável?
  17. 17. Até a revista britânica The Economist, por exemplo, tirou sarro de nós há alguns meses ao sugerir que nossa ridícula produtividade poderia ser atribuída também a fatores culturais: "Poucas culturas oferecem uma receita melhor para curtir a vida”.  Duro ser motivo de chacota não é?
  18. 18. mudança essencial Em outras palavras, ou transformamos a nossa cultura ou ficaremos pra trás por muitos e muitos anos. 
  19. 19. US$ 10,8         A empresa americana de pesquisas Conference Board mostra que os funcionários de empresas brasileiras produziram em 2013 uma média de US$ 10,8 por hora trabalhada. Trata-se da menor média entre países latino-americanos. A chilena foi de US$ 20,8, a mexicana, de US$ 16,8, e a argentina, de US$ 13,9.  Estamos piores do que México, Tailândia, Chile, Argentina e El Salvador.  piores do que los hermanos US$ 13,9 US$ 16,8 US$ 20,8
  20. 20. E ser grande, ou uma das maiores economias do mundo, não resolve muito.  Os seis maiores (EUA, China, Alemanha, Japão, França e Reino Unido), são também os maiores exportadores, e o Brasil amarga a 22º posição.  Nosso PIB é apenas de 3,3% do PIB mundial e nossas exportações representam apenas 1,3% do total. Ou seja, somos mesmo pouco competitivos. Temos muito dinheiro e pouca relevância do ponto de vista de presença mundial no mundo da economia, que faz todas as outras girar. Em outras palavras somos pouco eficientes e competitivos 7ª maior economia
  21. 21. Com esta realidade, nós estamos condenados a permanecer como um país de segunda mesmo. Enquanto isto, os demais países emergentes vão nos ultrapassar e nos deixar comendo poeira. país de segunda
  22. 22. Nos últimos 33 anos, a produtividade do trabalho no Brasil cresceu apenas 0,3% ao ano. Incrível não é?
  23. 23. Alguns desavisados podem questionar que nos falta políticas que possam fazer algo para o aumento da nossa eficiência. Pois bem, há mais de 500 políticas voltadas a elevar a produtividade no Brasil. Segundo a Secretaria de Assuntos Estratégicos. O que falta não é política, é preciso melhorar o acesso, talvez sim, mas o fato é que quem quer, busca e quem busca alcança. não é a falta de políticas
  24. 24. Tem jeito de aliviar o problema e ser mais eficiente?
  25. 25. tem jeito Elencamos algumas coisas que fogem um pouco das ações óbvias pregadas por aí e que podem ser adotadas rapidamente. Aliás, nosso papel é pensar e encontrar caminhos, mesmo que inusitados as vezes, mas, que resolvem. Lá vai:
  26. 26. ação 1 Se no último ano o seu gestor de RH não apresentou nada concreto para aumentar a produtividade da empresa como um todo, de uma forma sênior, madura e com indicadores capazes de medir o que, quando e como as pessoas podem fazer tudo de forma mais eficiente, então está na hora de você colocar outra pessoa no lugar. mude o gestor de rh Um bom gestor de RH deve estar envolvido diretamente na estratégia da empresa e pensar o tempo todo em como aumentar a eficiência operacional.  Uma coisa muito comum de se ver em gestores de RH é o completo desconhecimento sobre como é o funcionamento das rotinas de trabalho. 
  27. 27. Sem conhecer como funciona é impossível saber como melhorar. Pense nisto. 
  28. 28. ação 2 Atmosfera organizacional também conta. Quanto melhor for o ambiente de trabalho, onde as pessoas possam expressar ideias, onde os gestores têm portas abertas e os desafios e remuneração são um pouco acima do mercado, a produtividade da sua empresa tende a ser melhor. melhore a atmosfera Capaz de desenvolver as pessoas e acima de tudo, de envolvê-las em um ambiente positivo, livre de fofocas, de joguinhos corporativos e com visão ampla para atingir as estratégias da empresa.  Se você não tem líderes assim, então não perca tempo em tentar desenvolvê-los.  Se você já deu todas as chances e a visão e até agora eles não apresentaram resultados concretos, está na hora de substituí-los.  E aqui a responsabilidade do RH conta muito pouco. O que conta mesmo é ter líderes de verdade. Gente realmente com vocação para desenvolver ações e iniciativas que promovam um ambiente de trabalho incrível.
  29. 29. Lembre-se, toda organização é o reflexo de sua liderança. 
  30. 30. ação 3 Experiência e educação também contam. Vejo muitas empresas, principalmente de médio porte e empresas familiares, reclamando o tempo todo da rotatividade alta, ou de funcionários não comprometidos e que não entregam. Muito deste problema está fundamentado na “juniorização” da equipe.  Para gastar menos as empresas contratam "amadores" o tempo todo. Gente júnior demais para fazer coisas de gente sênior. Se quer realmente dar um salto de produtividade e eficiência este ano, contrate melhor. Refaça totalmente sua forma como contrata.  melhore a senioridade Jogue fora os procedimentos de recrutamento e seleção vigentes e inove nisto. Aja de forma inusitada, mande a equipe entrevistar o candidato, vá tomar um café com o antigo gestor (mesmo que seja concorrente), peça para o candidato apresentar uma solução para aumentar a produtividade da equipe, ou um pré-projeto para determinado problema real. Peça para ele ou ela passar um ou dois dias com a equipe e depois peça para a equipe fazer uma avaliação formal. Se você acha caro contratar um sênior, lembre-se de quanto prejuízo você já teve ao dar tarefas para um júnior fazer. Re- trabalhos, baixa qualidade, falta de compromisso, e por aí vai …
  31. 31. ação 4 Peça o histórico escolar e veja quais foram as matérias onde ele tirou as melhores notas. Faça um teste MBTI, para avaliar melhor as competências e desvios comportamentais. exija mais atitude Eles  não estão preocupados com o currículo e sim com a atitude.  Estive há dois meses em um projeto na Venezuela, em uma empresa que estava sendo administrada por Chineses, e havia uma dezena de trainees, gente bem jovem mesmo. O CEO chinês me falou: “Eu estive pessoalmente com os pais de cada um desses jovens e me comprometi a cuidar deles, por outro lado, os pais se comprometeram com a dedicação e desempenho deles”. Claro que nossa cultura é bem distante da chinesa, mas que tal fazer algo inusitado assim? Peça para falar com o pai ou a mãe do candidato. 
  32. 32. ação 5 Contrate gente mais velha e desempregada. Sim, isto mesmo! Dê oportunidade a quem já está há algum tempo desempregado, mas que tem muita experiência. contrate os desempregados Se eles estão dispostos a encarar mudanças, então não pense duas vezes, mais vale um funcionário experiente do que dois juniores. Você irá se surpreender como pessoas mais maduras podem contribuir com a produtividade da empresa. Ele trazem experiência e podem inclusive funcionar como formadores de gente mais nova. Conheço um diretor de auditoria que foi demitido porque a empresa estava passando por cortes no orçamento e já tem quase um ano que ele não consegue emprego por estar próximo dos 50 anos. Segundo ele o mercado não aceita bem gente “velha”, mas estou disposto a cargos menores. Uma pena, pois ele tem muita experiência, e é pau pra toda obra. Poderia muito bem ser realocado como gerente ou conselheiro/orientador de equipes. Gente mais velha e há algum tempo sem emprego se dedica mais!
  33. 33. ação 6 Uso intensivo da tecnologia também conta. Até hoje vejo profissionais de TI  engajados em barrar o uso de tecnologia comprovadamente seguras e que melhoram sobre-maneira a eficiência. Como, compartilhamento de arquivos em nuvem, utilização de sistemas de emails mais “magrinhos” e completamente integrados com aplicativos de Tarefas, ou com pacotes Office. Isto tudo em nome da “segurança” da informação.  Precisamos entender uma coisa sobre segurança, ela é uma ilusão. Por mais segura que seja a tecnologia, qualquer funcionário pode imprimir dados confidenciais e espalhar pelo mundo a fora, ou simplesmente falar por aí sobre as estratégias da empresa.  melhore a tecnologia Se houver gente má intencionada então a segurança não pode fazer quase nada. O fator segurança precisa ser repensado imediatamente. Esta ilusão de que os sistemas de tecnologia protegem alguma coisa é uma balela enorme, caso contrário os emails da presidente do Brasil, da presidente da Alemanha, os sistemas da Petrobrás não estariam expostos como foram há pouquíssimo tempo. Sem contar com os recentes vazamentos realizados pelo Edward Snowden ou pelo Julian Assange.
  34. 34. ação 6 Outro dia um colega consultor israelense agendou uma reunião com um vice-presidente de uma multi-nacional e entrou na empresa com identidade falsa, e com um pequeno dispositivo eletrônico bloqueou todos os celulares num raio de 200 metros e na sequência bloqueou a rede. Isso mesmo, ninguém conseguiu mandar sequer um e-mail para pedir socorro. Obviamente que ele saiu da reunião com um contrato para melhorar a segurança da empresa.  Não estou dizendo que não devemos utilizar tudo ao nosso alcance para melhorar a segurança da informação, estou dizendo que, a despeito disso, devemos pensar em EFICIÊNCIA. E a equipe de TI tem que ter exatamente este pensamento.  Essa coisa de proibir a utilização de redes sociais como Facebook, Twitter, etc. é outra balela sem tamanho. Quase todos acessam e passam horas ao celular conversando e trocando experiências na rede. Se você tem uma equipe sênior, que é centrada na entrega, então acredite, isto não será problema.  melhore a tecnologia
  35. 35. ação 7 Desburocratizar os processos também conta. Se tem uma coisa pela qual temos o maior orgulho é quando somos chamados para desburocratizar empresas. Tem tanta gente que adora ser o senhor-mor dos três carimbos que é de enlouquecer.  Outro dia fomos em uma empresa que para aprovar um pagamento era necessário simplesmente 8 assinaturas em um papel. Isso porque eles tinham o SAP e um módulo de workflow de aprovação totalmente automatizado, além é claro, do fato da requisição, da cotação e do pedido terem sido aprovados anteriormente. Um absurdo de burocracia não é? As empresas têm que entender de uma vez por todas que o fluxo de pagamento está ligado a um bom orçamento de compras, seguido de uma boa sistemática de aprovações via workflow. desburocratizar tudo No final do dia, a aprovação do pedido, que está amarrado ao orçamento e cotações, é o mesmo que aprovar o pagamento.
  36. 36. Todo o gestor tem que se perguntar o tempo todo: como posso fazer os processos menos burocráticos.
  37. 37. ação 7 Vemos empresas dos mais diversos seguimentos fazendo o fechamento mensal lá pelo dia 10 ou dia 15 do mês seguinte, isto é simplesmente inaceitável nos dias de hoje. Ninguém toma decisões acertadas sem informações quentes. Dez ou quinze dias depois é o mesmo que ler um jornal de ontem, não serve pra muita coisa.  Fazer uma revolução para desburocratizar os processos deve ser o papel central de cada gestor.  desburocratizar tudo obs.: Data do fechamento contábil é em sim um indicador de eficiência
  38. 38. ação 8 Gestão do tempo é algo top-down. Não adianta cobrar isto da equipe se o gestor é um desorganizado crônico. Não sabe eleger prioridades, não sabe delegar direito e vive sempre pela hora da morte.  O bom gestor tem que ser um ninja. Ele vive pensando o tempo todo como melhorar a qualidade da entrega, como melhorar o relacionamento com o cliente, como inovar para deixar a concorrência vendo poeira e principalmente, não se meter o tempo todo em tarefas operacionais.  Uma coisa que vemos o tempo todo é um monte de gerente micro-gerenciando tarefas, atolados em planilhas e emails. Um verdadeiro desperdício de energia e inteligência. seja exemplo exija o exemplo O bom gestor é um exemplo constante. Chega cedo e sai cedo e briga com unhas e dentes pra todos fazerem o mesmo.
  39. 39. ação 9 Diminua radicalmente os emails na sua empresa. Determine três novas leis:  ▪ email de 5 linhas no máximo e só em casos de exceção, como de vida e morte, alguém pode escrever mais. Vemos em algumas empresas pessoas escrevendo verdadeiros compêndios em um único email. ▪ não copie mais ninguém, a não ser em casos em que realmente a pessoa copiada esteja diretamente relacionada no assunto. Não copie mais o gerente, ou o chefe só pra forçar a barra ou achar que com isto estará fazendo alguma pressão. Atue como um sênior, saiba resolver as coisas que lhe são confiadas. ▪ e por último a mais difícil, determine que os gestores só podem abrir seus emails após as 10:00hs da manhã. Em geral quando propomos isto somos praticamente expulsos da sala, mas pedimos para fazer um teste por 4 semanas, e é impressionante como a produtividade da empresa aumenta substancialmente. Tente aí na sua e depois conte-nos a história. declare o fim do email
  40. 40. ação 10 Se sua empresa faz quase tudo via excel, como orçamento, controles de contas a pagar e receber, conciliações, fluxo de caixa, etc. Então lamento informá-lo, nada disso vai mudar simplesmente por um passe de mágica e a baixa produtividade está corroendo sua empresa. Incrivelmente empresas que investiram milhares de Reais em um sistema de gestão (ERP), até hoje utilizam o Excel para controlar informações vitais para a empresa.  O Excel é uma invenção genial, versátil e fácil de usar. Mas, também é uma ferramenta escravizadora e cheia de riscos.  declare o fim do excel É difícil para usar em conjunto e fácil, muito fácil de cometer erros. Excel é bom apenas como suporte, não como ferramenta essencial. Faça um inventário de todos os arquivos em Excel permanentes utilizados na empresa, você vai se surpreender, depois peça às pessoas para dizerem quanto tempo gastam para produzi-los, você vai levar um susto.  Transfira tudo para o sistema integrado. Utilize o Excel apenas como simulador e para análises rápidas. O ERP deve ser sua única fonte de informações para tomada de decisões.
  41. 41. Resumidamente, só tem um jeito de darmos um salto na eficiência, nós precisamos ter um choque nas nossas rotinas de trabalho e promover uma cultura de alto desempenho.
  42. 42. Você tem clientes insatisfeitos com os resultados do negócio? Apesar das atividades serem conhecidas de todos, o desempenho e o tempo gasto estão inadequados, tanto em relação à quantidade de pessoas, quanto à qualidade final dos trabalhos? Não estão claros os papéis e responsabilidades? É comum ver profissionais colocando a culpa uns nos outros de atividades que deveriam ser feitas? Não há manuais de operação e padrões de funcionamento do negócio? Equipes de departamentos diferentes não estão afinadas no fluxo de trabalho? Há erros constantes, re-trabalhos e desentendimentos? Seus custos estão crescendo mais rápido do que as receitas? Você está perdendo clientes e muitas vezes não estão claros os motivos? Suas ações anteriores para crescer e estabilizar seu negócio não mostraram receitas sustentáveis? Você não consegue estabelecer uma cultura organizacional focada na colaboração e num ambiente agradável de trabalho, com um clima melhor? Você não tem um plano de cargos e salários ou um plano de carreira, e não sabe exatamente como isso se encaixa a realidade do negócio? Você não tem pessoas mais motivadas e engajadas com o propósito do negócio? teste Colocamos aqui uma lista de verificação que pode dizer a quantas anda sua produtividade geral:
  43. 43. Se 4 ou mais respostas as questões acima foram confirmadas, então você realmente está em maus lençóis. A produtividade da sua equipe reflete diretamente os resultados da sua empresa. Ela poderia estar em um patamar diferente em termos de qualidade versus rentabilidade. respostas
  44. 44. A solução é reverter a situação imediatamente, com gente sênior, que sabe desenvolver um bom plano de ação, que faz acontecer e principalmente, que é comprometida com a eficiência. Durante todo o tempo.  Ter  uma equipe que opera o tempo todo no alto-desempenho deve ser considerado algo normal. Não uma exceção.
  45. 45. • Getting Things Done - David Allen • Zen to Done - Leo Babauta • The “one minute” To Do List - Michael Linenberger • 168 Hours - Laura Vanderkam • Control Your Day - Jim MacCullen • Master Your Day Now - Michael Linenberger • Making It All Work - David Allen • To Do List Makeover - Steve Scott • 18 minutes - Peter Bregman • How to be a productivity ninja - Graham Allcott • Ready for Anything - David Allen referênciasLivros que lemos e recomendamos que você e sua equipe também leiam, por que produtividade e eficiência, também se aprende.
  46. 46. thinkersconsulting.com.br facebook.com/thinkersconsulting contato@thinkersconsulting.com.br Ser absolutamente útil no pensamento estratégico e na solução de problemas COMPARTILHE SIGA A GENTE CONTATO

×