Arcadismo em portugal

643 visualizações

Publicada em

Escola literária do século XVIII

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
643
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
67
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arcadismo em portugal

  1. 1. ARCADISMO / NEOCLASSICISMO
  2. 2. PORTUGAL INICIO: 1756 Fundação da Arcádia Lusitana TÉRMINO: 1825 Início do Romantismo
  3. 3. ARCADISMO → Movimento de rebeldia contra os exageros do Barroco; → Se contrapõe ao Barroco, movimento literário ligado ao conflito, a confusão, ao choque; → O Arcadismo busca uma vida mais simples amena, ao natural, campestre;
  4. 4. ARCADISMO O NOME ARCADISMO, É UMA REFERÊNCIA À ARCÁDIA, REGIÃO CAMPESTRE DO PELOPONESO, NA GRÉCIA ANTIGA, TIDA COMO IDEAL NA INSPIRAÇÃO POÉTICA.
  5. 5. CONTEXTO HISTÓRICO (MUNDO) • ILUMISNISMO (SÉC. DAS LUZES) • REVOLUÇÃO FRANCESA (1789) • REVOLUÇÃO INDUSTRIAL • INDEPENDÊNCIA AMERICANA (1776)
  6. 6. O ILUMISNISMO O Iluminismo é determinado pela revolução intelectual ocasionada por volta dos séculos XVII e XVIII, o qual trazia como lema: liberdade, igualdade e fraternidade, o que influenciou os pensamentos artísticos da época na Europa, e principalmente, a Revolução Francesa, a independência das colônias inglesas da América, e no Brasil, a Inconfidência Mineira.
  7. 7. PENSAMENTOS DA ÉPOCA • Iluminismo → propõe o uso da razão como meio para satisfazer as necessidades do homem. • Laicismo → Estado e Igreja devem ser independentes, e as funções do Estado, como a política, a economia, a educação, exercidas por leigos. • Empirismo → corrente filosófica que atribui à experiência sensível a origem de todo conhecimento humano. • Liberalismo → ideologia política que defende os sistemas representativos, os direitos civis e a igualdade de oportunidades para os cidadãos.
  8. 8. CONTEXTO HISTÓRICO (Portugal) Primeira metade do século → O reinado de D. João V vive as grandes riquezas do ciclo do ouro de Minas Gerais; → Desperdício, obras monumentais; → Manutenção da Inquisição; → Influência aristocrática e clerical; → Monarquia absolutista; A partir de 1750 →Marquês de Pombal, expulsa os jesuítas dos domínios portugueses. O que acelera a marginalização do clero, e estabelece o fim da influência e do ensino jesuítico;
  9. 9. CARACTERÍSTICAS DO ARCADISMO → Busca da Simplicidade; → Imitação da Natureza; → Imitação dos Clássicos; → Ausência de Subjetividade; → Amor Galante; → Bucolismo; → Pastoralismo;
  10. 10. Expressões em Latim Alguns termos do latim aparecem, como: → Locus amoenus: lugar agradável, lugar ameno; → Fugere urbem: fugir da cidade; → Carpe Diem: aproveitar o dia, colher o dia; → Aurea mediocritas: mediania de ouro, situação de equilíbrio; → Inutilia truncat: truncar o inútil;
  11. 11. CARACTERÍSTICAS QUANTO A FORMA → Vocabulário Simples; → Frases em ordem direta; → Ausência quase total das figuras de linguagem; → Manutenção do verso decassílabo, do soneto e de outras formas clássicas;
  12. 12. princIpAl AutOR MANUEL MARIA BARBOSA DU BOCAGE BOCAGE
  13. 13. BOCAGE Pseudônimo: Elmano Sadino → Foi na lírica, em especial nos sonetos, que o autor atingiu o ponto alto de sua obra, embora também tenha se destacado como poeta satírico e erótico.
  14. 14. Bocage é considerado o melhor escritor do século XVIII e, ao lado de Camões e de Antero de Quental, um dos maiores sonetistas da literatura portuguesa. A obra de Bocage, em sua totalidade , não é árcade nem romântica: é uma obra de transição , que apresenta simultaneamente os dois movimentos literários, por isso sua obra é dividida em duas fases: Arcádica e Pré-romântica. Arcádica → poesia convencional, presa aos lugares-comuns do Arcadismo; Pré-romântica → poesia de tom confessional e extremamente pessimista;
  15. 15. TEMAS DA POESIA PRÉ-ROMÂNTICA DE BOCAGE → O amor deixa de ser expresso pelos suaves idílios campestres; → O desespero amoroso; → Na última fase da sua vida, é frequente, e quase obsessivo, o tema do arrependimento, chegando a renegar seus versos satíricos e pornográficos;
  16. 16. PROFª: ANDRÉIA PEIXOTO LICENCIADA EM LETRAS VERNÁCULAS/ PÓS-GRADUADA EM LITERATURA

×