Internet Via Rede Elétrica Trabalho de internet

3.495 visualizações

Publicada em

Esse são os slides sobre a internet por rede elétrica

Publicada em: Tecnologia, Negócios
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Olá pessoal,
    Hoje em dia muitas pessoas estão ganhando dinheiro extra trabalhando em casa nas horas livres.
    Eu mesma faço isso, trabalho em casa divulgando o nome da FR Promotora na internet, não vendo nada, apenas divulgo sua imagem e tenho bons ganhos todos os dias.
    Não precisa de experiência, temos total acesso ao curso de divulgação da empresa, onde aprendemos tudo como trabalhar para conseguirmos uma excelente renda extra.
    Para mim a FR Promotora tem o melhor e mais seguro sistema de renda extra da internet.
    Vou deixar meu link da empresa caso alguém queira fazer parte da minha equipe de divulgação onde ajudarei no que for preciso.
    http://www.frpromotora.com/vanessagodoi720503

    meu e-mail: nessadivulgadora@bol.com.br
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.495
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
114
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Internet Via Rede Elétrica Trabalho de internet

  1. 1. Internet via rede elétrica<br />
  2. 2. Introdução<br />Discutido há vários anos, o BPL - Broadband over Power Lines, ou PLC - Power Line Communications é nada mais que a injeção de sinais de alta frequência na fiação elétrica, ou seja, usando uma infra-estrutura já existente – e tudo isso possui seus prós e contras.<br />
  3. 3. Funcionamento<br />O princípio básico de funcionamento das redes PLC é que, como a frequência dos sinais de conexão é na casa dos MHz 91,7 a 30), e a energia elétrica é da ordem dos Hz (50 a 60 Hz), os dois sinais podem conviver harmoniosamente, no mesmo meio. Com isso, mesmo se a energia elétrica não estiver passando no fio naquele momento, o sinal da Internet não será interrompido. A tecnologia, também possibilita a conexão de aparelhos de som e vários outros eletroeletrônicos em rede<br />
  4. 4. Esquema da internet por rede elétrica<br />
  5. 5. Explicando o Esquema<br />O sinal do BPL sai da central, indo para o injetor, que vai se encarregar de enviá-lo à rede elétrica. No caminho, o repetidor tem a função de não deixar com que os transformadores filtrem as altas frequências. Chegando perto da casa, o extrator, que deixa o sinal pronta para uso da casa, chegando até o modem BPL, que vai converter para uso pelo computador, através de uma porta Ethernet ou USB, ou mesmo via Wi-Fi. No penúltimo passo, no caminho poste-casa, há 3 meios: por cabo de fibra óptica, por wireless ou pela própria fiação elétrica, este último mais provável. Como há um repetidor a cada transformador, e nesse sistema com grids inteligentes não se usa mais os atuais “relógios”, descarta-se a desvantagem mais famosa na Internet do uso do PLC - de que os transformadores, por absorver os sinais, impossibilitariam a instalação.<br />
  6. 6. Sistema de Distribuição<br />
  7. 7. Sobre a Distribuição<br />Veja, que é de modo um pouco diferente do outro, adaptado pela empresa Plexeon (http://www.plexeon.com/), porém com a mesma definição. O sinal sai da estação que o “injeta” na linha, indo para a rede de distribuição – primeiramente à órgãos públicos - e depois às casas, sempre passando por um repetidor ao passo que um transformador passa na linha, e um extrator quando finalmente chega na casa. Note que as casas também podem ser conectadas pelo repetidor.<br />
  8. 8. Rede Domestica<br />
  9. 9. Sobre a Rede Domestica<br />Para uma rede doméstica apenas, basta ligar um módulo PLC do roteador na rede elétrica, e o do outro computador também, após isso configurando normalmente, como você está habituado a fazer. Esses módulos têm o nome de &quot;USB PowerLine&quot;, para ligar na porta USB, ou &quot;Bridge Ethernet 10/100 MbpsPowerline&quot; para ligar diretamente na porta  de rede, e é vendido no Brasil por várias empresas, como a Naxos, a Trendnet, Siemens, etc, e pode ser encontrado até noMercado Livre.<br />
  10. 10. Conclusão<br />Bom, e então, o que será do BPL? Apesar de muitas desvantagens, essa nova tecnologia caminha para o mesmo rumo que o maioria: unificação. Transformar a rede de telefonia (através do VoIP), internet e elétrica numa linha só é mais um passo para a evolução. Com relação às desvantagens, podemos dizer que, assim como a tecnologia ADSL, que leva dois tipos de sinais num só fio (dados e voz), e, as interferências podem ser consertadas ao longo do tempo, com novos equipamentos que respeitem essa faixa de frequência, além de outras tecnologias e padrões internacionais que vão sendo naturalmente incorporadas. Ou seja, a maioria dos problemas enfrentados podem ser resolvidos com uma boa dose de tempo. Claro que, essa teoria só é válida se houver interesse muito grande de empresas e principalmente de governos, além de uma cooperação entre companhias de eletricidade, Internet e telefonia. É como a carroça, que pode demorar, mas chega lá. Porém, ela não vai andar se cavalos não a puxarem, muito menos se cada um quiser ir para um lado :-).<br />
  11. 11. Componentes e Bibliografia<br />Componentes<br />Nome:André Luiz Pitta Pimenta Número:01 Turma:2211<br /> Diego Tertuliano 04<br />Hiago Barreto Mendes 08<br /> Joe Sugahara 11<br />Bibliografia<br />http://www.guiadohardware.net/artigos/internet-rede-eletrica/<br />

×