Página - 2
Círculo Iniciático de Hermes
Introdução
O objetivo deste pequeno curso é permitir ao leitor iniciar seus estudo...
Página - 3
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
A Qabalah
- Tradição Oral, Misticismo Hebraico, Interpretação da Torah e...
Página - 4
Círculo Iniciático de Hermes
Origem Histórica – Merkabah ( carruagem)
Como todas as “ciências e escolas esotéri...
Página - 5
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
As quatro Categorias da Qabalah
1. A Qabalah Prática, que trata da Magia...
Página - 6
Círculo Iniciático de Hermes
Objetivos da Qabalah Teórica
1. Analisar as idéias através da Árvore das Vidas;
2....
Página - 7
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
0. Ain
O Universo, a soma total de todas as coisas. A Causa sem Causa.
S...
Página - 8
Círculo Iniciático de Hermes
prima causa. O Macroposopus (Grande Rosto).
2. Chokmah
Imagem Mágica Uma figura ma...
Página - 9
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
fértil Brilhante. Khorsia, o Trono. Marah, o Grande Mar.
Experiência Esp...
Página - 10
Círculo Iniciático de Hermes
Prisma. O Quarto Vazio. A montanha sagrada de qualquer Raça. Um
Grão de Cereal. A...
Página - 11
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
da Emanação Primordial, a Coroa Mais Elevada, Kether.”
Júpiter. A miser...
Página - 12
Círculo Iniciático de Hermes
Experiência Espiritual Visão da Harmonia das Coisas. Os Mistéri-
os da Crucificaç...
Página - 13
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Vênus. A Vitória. Eternidade e Triunfo. A Beleza e sua extensão. Amor
S...
Página - 14
Círculo Iniciático de Hermes
Cor em Atziluth Índigo
Cor em Briah Violeta
Cor em Yetzirah Púrpura escuro
Cor em...
Página - 15
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Cor em Assiah Negro, rajado de amarelo
Vício Avareza. Inércia.
Símbolos...
Página - 16
Círculo Iniciático de Hermes
As Vinte e Duas Letras
Em hebraico não existem números, mas cada letra do alfabet...
Página - 17
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Beth –
Glifo P Beth. Casa.
Significado Espiritual Mercúrio.
Teoria Mago...
Página - 18
Círculo Iniciático de Hermes
Daleth –
Glifo : Daleth. Porta.
Significado Espiritual Vênus.
Teoria Filha dos Po...
Página - 19
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Vau –
Glifo G Vau. Clava ou Falo.
Significado Espiritual Touro. Taurus....
Página - 20
Círculo Iniciático de Hermes
Cheth –
Glifo R Cheth. Vala ou Buraco.
Significado Espiritual Câncer. O Caranguej...
Página - 21
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Yod –
Glifo W Yod. Mão.
Significado Espiritual Virgem. Virgo.
Teoria Pr...
Página - 22
Círculo Iniciático de Hermes
Lamed –
Glifo L Lamed. Chifre de um Boi.
Significado Espiritual Libra.
Teoria Fil...
Página - 23
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Nun –
Glifo H Nun. Peixe.
Significado Espiritual Escorpião.
Teoria Filh...
Página - 24
Círculo Iniciático de Hermes
Ayin –
Glifo D Ayin. Olho
Significado Espiritual Capricórnio.
Teoria Senhor dos P...
Página - 25
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Tsadde –
Glifo < Tzadde. Anzol.
Significado Espiritual Aquário. O Aguad...
Página - 26
Círculo Iniciático de Hermes
Resh –
Glifo B Resh. Cabeça.
Significado Espiritual O Sol.
Teoria Senhor do Fogo ...
Página - 27
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Tau –
Glifo Z Tau. Tau ou a Cruz
Significado Espiritual Saturno
Teoria ...
Página - 28
Círculo Iniciático de Hermes
Página - 29
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Página - 30
Círculo Iniciático de Hermes
Página - 31
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Página - 32
Círculo Iniciático de Hermes
Página - 33
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Página - 34
Círculo Iniciático de Hermes
Página - 35
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Página - 36
Círculo Iniciático de Hermes
Página - 37
Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
Página - 38
Círculo Iniciático de Hermes
Bibliografia -
Knigth, Gareth - Guia Practica Al Simbolismo Qabalistico,
Luís Cár...
Curso qabalah
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Curso qabalah

431 visualizações

Publicada em

Bom

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso qabalah

  1. 1. Página - 2 Círculo Iniciático de Hermes Introdução O objetivo deste pequeno curso é permitir ao leitor iniciar seus estudos de cabala com mais facilidade, sem todas as dificuldades características deste tipo de estudo. Explicaremos a vocês como será dividido o curso. Na primeira das quatro partes do curso veremos algumas noções gerais a história da cabala e Adão Kadmon, O Homem Perfeito. Na aula que vem veremos a dez sephiroth e nas duas aulas seguintes veremos o 22 cami- nhos e ainda se possível algumas aplicações da cabala em relação ao Tarot, Astrologia, Alquimia e Magia. Anderson Rosa “Nenhum Estudante jamais realizará qualquer progresso no de- senvolvimento espiritual se saltar de um sistema a outro, utilizando ora algumas afirmações do novo pensamento, ora alguns exercícios de res- piração e posturas meditativas da ioga, para prosseguir depois com al- gumas tentativas nos métodos místicos de oração. Cada um desses siste- mas tem o seu valor, mas esse valor só é real se o sistema é praticado integralmente. O estudante que pretende ser um eclético antes de Ter obtido muita prática jamais será mais do que um diletante. A experiência tem demonstrado com regularidade infalível que os métodos de desenvolvimento psíquico que são efetivos e satisfatórios para o recluso, produzem estados neuróticos e colapsos na pessoa que procura segui-los suportando concomitantemente as tensões da vida mo- derna. A Magia Branca consiste na aplicação de poderes ocultos para fins espirituais e é ela que propicia boa parte do treinamento e do desen- volvimento do aspirante ocidental. A pessoa que tenta renunciar ao ceri- monial trabalha em grande desvantagem. A experiência prova que a Qabalah fornece o melhor plano fun- damental e o melhor sistema para o adestramento do estudante, antes que ele esteja apto a fazer experiências com os sistemas pagãos. “ - Dion Fortune, A Cabala Mística.
  2. 2. Página - 3 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa A Qabalah - Tradição Oral, Misticismo Hebraico, Interpretação da Torah e os Li- vros dos Profetas. A palavra Qabalah quer dizer tradição, assim como Caibalion. O Caibalion é um livro que supostamente foi escrito por adeptos e que ele contem as regras para se conhecer o universo e esse nome Caibalion seja um derivado da palavra Qabalah . Qabalah também quer dizer aquilo que foi recebido e é transmi- tido que na verdade corresponde a palavra tradição que antigamente queria designar a LEI (Torah) que foi implantada por Moisés. Qabalah- Tradição ou aquilo que é recebido. Antigamente – A Lei de Moisés (mosaica) As Duas Escolas : A Qabalah possui duas escolas principais: Primeiro, a escola judaica; Segundo a escola Hermética. A principal diferença entre as duas é que a escola judaica impede que se faça qualquer representação, para impedir a formação de idolatria, e os judeus reconhecem apenas 05 cabalistas. Para eles a Qabalah é uma fer- ramenta de conhecimento intelectual, que os ajuda e decifrar a Torah escrita / Torah shebichtáv e a Torah oral/ Torah shebealpê, é a qabalah quem dá a Torah uma forma una e indivisível. Da mesma forma que o Alcorão, que para cada linha existem 14 traduções possíveis, e no hebraico encontramos onze variantes. Quando pensamos em um livro do tamanho do Pentateuco fica muito difícil, tornando-se quase impossível a sua tra- dução ou interpretação em sua totalidade. E a escola hermética difere principalmente e justamente na liberdade ao utilizar-se ferramentas grá- ficas, como a Árvore das Vidas. Por exemplo, a capa do livro ( conforme ilustração 1 ), que representa o esquema gráfico do jardim do paraíso. Existindo ainda diferenças sutis entre ambas, que poderão ser vis- tas futuramente por cada indivíduo, ao longo de seu estudo
  3. 3. Página - 4 Círculo Iniciático de Hermes Origem Histórica – Merkabah ( carruagem) Como todas as “ciências e escolas esotéricas”, a Qabalah tem uma origem tradicional e uma origem histórica, e necessariamente a origem tradicional não coincide com a histórica, segundo a origem tradicional, a Qabalah foi ensinada pelos anjos a Adão para que Adão, através do estu- do e da utilização cabalística pudesse retornar ao paraíso. Adão passou a Abraão, Abraão levou estes ensinamentos até o Egito eles absorveram parcialmente a Qabalah. Mais tarde Moisés aprendeu esse conhecimento e aprimorou esse conhecimento no deserto, durante os quarenta anos que por lá perambulou. Essa é a origem tradicional, também se dizendo que ele foi ajudado por anjos no deserto, existindo todo um folclore sobre isto. Merkabah - É a carruagem que transportou o trono de Deus ou o Trono do Mundo . A origem histórica da Qabalah vem da criação do que se chama de Merkabah (carruagem), Merkabah é a descrição de Ezequiel em relação ao carro de Deus. É a carruagem que carregava o trono de Deus da esfera celeste. A crença comum é que este carro ia e vinha entre o céu e a terra e tinha um determinado conhecimento místico potencial para explicar o Merkabah. A partir deste momento é que se foram se desenvolvendo ou- tras estruturas como a Árvore das Vidas. A Qabalah não é somente um conjunto de coisas absurdas. Devemos que vê-la como uma chave capaz de elucidar o que nós não podemos responder sozinhos. A Qabalah é chave que abre todas as portas, mas não adianta você Ter esta chave sem conhecimento para usá-la. Ela também não é somente o conjunto de ciên- cias hebraicas , e herméticas. Hoje ela está presente em tudo ao nosso redor, e ela pode nos auxiliar de várias formas. Num experimento de química os cálculos usados são semelhantes aos da Qabalah. Você pode chegar ao resultado de uma experiência ou próximo a ele. Por exemplo: quando você tem um experimento de resultados imprevisíveis com mate- riais nunca antes usados, você pode ter uma prévia do resultado antes de fazer a experiência. “A Qabalah , do ponto de vista histórico, pode ser definida como um produto da interpenetração entre o gnosticismo judaico e o neoplatonismo” Gershon Scholen, Kabalah.
  4. 4. Página - 5 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa As quatro Categorias da Qabalah 1. A Qabalah Prática, que trata da Magia Talismânica, Ce- rimonial e do Tarot; 2. A Qabalah Dogmática, que consiste na literatura Qabalística; 3. A Qabalah Literal, que trata do uso das letras e dos núme- ros; A Qabalah Literal divide-se em três partes: * Gematria, que baseia-se nos valores das palavras; * Notariqon, que baseia-se nas letras de uma palavra que formam as iniciais de outras palavras, formando uma sentença; * Temura, ou permutação, sendo esta a substituição de uma letra por outra que a precede no alfabeto. 4. A Qabalah Não-Escrita, que consiste no conhecimento correto da maneira pela qual os sistemas simbólicos estão dispostos na Árvore das Vidas. O Caminho da Serpente da Sabedoria e o Caminho da Flecha ou Espada Flamejante “O Caminho da Iniciação segue as espirais da Serpente da Sa- bedoria na Árvore; mas o Caminho da Iluminação segue o Caminho da Flecha lançada pelo Arco da Promessa, Qesheth, o arco-íris de cores astrais que se estende como um halo por trás de Yesod. Esse é o caminho do místico, que se distingue do do ocultista; é rápido e direto, e livre do perigo da tentação da força desequilibrada que se encontra nos outros pilares, mas não confere nenhum poder mágico, salvo os do sacrifício em Tiphareth e os do psiquismo em Yesod.” - Dion Fortune, A Cabala Mística O Sepher Yetzirah- O livro da Criação É a pedra angular da literatura qabalística onde a palavra sephiroth aparece pela primeira vez. Mostra a criação do universo com relação as letras do alfabeto hebraico.
  5. 5. Página - 6 Círculo Iniciático de Hermes Objetivos da Qabalah Teórica 1. Analisar as idéias através da Árvore das Vidas; 2. Traçar a relação entre as idéias de todos os tipos; 3. Traduzir qualquer sistema desconhecido por seus próprios meios. As Dez Sephiroth Sephira é a palavra que indica emanação divina, cujo plural é Sephiroth. As Três Qualidades de Uma Sephira 1. Sua própria função; 2. Comprovar a Sephira Anterior; 3. Transmitir sua própria natureza. Os Quatro Mundos 1. Atziluth – O Mundo Arquetípico, ou Mundo das Emanações; Mun- do Divino; 2. Briah – O Mundo da Criação, também chamado Khorsia, o Mun- do dos Tronos; 3. Yetzirah – O Mundo da Formação e dos Anjos; 4. Assiah – O Mundo da Ação; o Mundo da Matéria. Os Pilares Pilar Esquerdo: Feminino. O Pilar da Severidade Pilar Médio: Andrógino. O Pilar do Equilíbrio. Pilar Direito: Masculino. O Pilar da Misericórdia.
  6. 6. Página - 7 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa 0. Ain O Universo, a soma total de todas as coisas. A Causa sem Causa. Segundo o Zohar: “Antes de haver criado nenhuma forma no mun- do, antes de haver produzido nenhuma forma, ele estava só, sem forma, sem assemelhar-se a nada. Quem entenderia como era ele então, antes da criação, já que ele não tinha forma?” “O Ain não pode ser compreendido pelo intelecto nem descrito por palavras, pois não há nenhuma letra nem palavra alguma para representá-lo.” – Azariel Bem Menahen. 1. Kether Imagem Mágica Um Ancião ou Rei Barbudo, de perfil Nome de Deus Eheieh Arcanjo Metraton Ordem de Anjos Chaioth he Qadesh – Santas Criaturas Viventes Chakra Mundano Primum Mobile. Primeiros Movimentos Virtude Consecução. Culminação da Grande Obra. Títulos Existência das Existências. Oculto dos Ocultos. Ancião dos Anciões. O Ponto Liso. O Ponto Primordial. O Mais Alto. O Grande Rosto. A Cabeça Branca. A Cabeça que não É. Macroposopos. Experiência Espiritual União com Deus Cor em Atziluth Brilhante Cor em Briah Branco Puro Brilhante Cor em Yetzirah Branco Puro Brilhante Cor em Assiah Branco Mosqueado de Dourado Vício - Símbolos O Ponto. O Ponto dentro de um círculo. A Coroa. A Suástica. “O primeiro caminho é chamado a Inteligência Admirável ou Oculta, porque é a Luz que dá o poder de compreensão do Primeiro Princípio, que não tem começo. E é a Glória Primária, porque nenhum ser criado pode alcançar sua essência.” A raiz de todas as coisas. Centro de Energia Espiritual, Indivisível. A
  7. 7. Página - 8 Círculo Iniciático de Hermes prima causa. O Macroposopus (Grande Rosto). 2. Chokmah Imagem Mágica Uma figura masculina barbuda Nome de Deus Jehovah, ou Jah Arcanjo Ratziel Ordem de Anjos Aufanim - Rodas Chakra Mundano O Zodíaco Virtude Devoção Títulos Poder de Yetzirah. Ab-Abba. O Pai Supre- mo. Tetragrammaton. Yod de Tetragrammaton. Experiência Espiritual A visão de Deus Face a Face Cor em Atziluth Azul suave puro Cor em Briah Cinza Cor em Yetzirah Cinza perolado irisdescente Cor em Assiah Branco, mosqueado de Vermelho, Azul e Amarelo Vício - Símbolos O Lingam, O Falo. Yod. A Túnica Interior de Glória. A Pedra Erguida. A Torre. Bastão de Poder Elevado. A Li- nha Reta “O Segundo Caminho é chamado a Inteligência Iluminadora. É a Coroa da Criação, o Esplendor da Unidade, igualando-a. Está exaltada acima de todas as cabeças, e é chamada pelos Qabalistas a Segunda Gló- ria.” O reflexo de si mesmo. O Pai. O Zodíaco. A Magia. O Elemento ativo vital da existência. Os quatro Reis. Yod – He – Vau – He. 3. Binah Imagem Mágica Uma mulher Madura. Nome de Deus Jehovah Elohim Arcanjo Tzafkiel Ordem de Anjos Aralim. Tronos. Chakra Mundano Saturno Virtude Silêncio Títulos Ama, a mãe estéril obscura. Aima, a Mãe
  8. 8. Página - 9 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa fértil Brilhante. Khorsia, o Trono. Marah, o Grande Mar. Experiência Espiritual Visão do Pesar Cor em Atziluth Carmesim Cor em Briah Negro Cor em Yetzirah Marrom Escuro Cor em Assiah Cinza, Mosqueado de Rosa Vício Avareza Símbolos O Yoni. O Kteis. A Copa ou o Cálice. A Túnica Exterior do Ocultamento. “O Terceiro Caminho é chamado a Inteligência Santificada ou Funda- mento da Sabedoria Primordial. É chamado também de Criador da Fé, e suas raízes estão em Amém. É o autor da Fé, de onde emana a Fé.” Saturno. A Compreensão, a Mãe. O Poder construtivo que executa. A Ilusão (Maya). O Grande Mar. O Veículo de cada fenômeno possível. A última Sephira antes do Abismo (Daath). Yod – He – Vau – He. Abismo. Daath Imagem Mágica Uma cabeça com duas faces, olhando a ambos os lados Nome de Deus Uma conjunção de Jehovah e Jehovah Elohim Arcanjo Os Arcanjos dos Pontos Cardeais Ordem de Anjos Serpentes Chakra Mundano Sothis ou Sírius, a Estrela Cão Virtude Desapego. Perfeição da Justiça, e a aplica- ção das Virtudes não corrompidas por considerações da Personalidade. Confiança no Futuro. Títulos A Sephira Invisível. A Mente Cósmica Es- condida ou Não Revelada. A Sephira Mística. A Habitação Superior. Experiência Espiritual Visão através do Abismo Cor em Atziluth Lilás Cor em Briah Cinza Prateado Cor em Yetzirah Violeta Puro Cor em Assiah Cinza Mosqueado de Dourado Vício Dúvida do Futuro. Apatia. Inércia. Covar- dia (Medo do Futuro). Orgulho (Conduz ao Isolamento e a Desintegra- ção). Símbolos A Cela do Condenado. O
  9. 9. Página - 10 Círculo Iniciático de Hermes Prisma. O Quarto Vazio. A montanha sagrada de qualquer Raça. Um Grão de Cereal. A Ausência completa de símbolos. Conhecimento. O Abismo. Daath é a esfera de onde toma forma a força pura. É portanto a forma mais elevada do mundo das formas. Daath, considerado como Sephira, é uma concepção relativamente moderna. É mencionada nos primeiros escritos qabalísticos, mas é considerado como a conjunção dos princípios masculino/feminino de Deus, Chokmah e Binah. Real- mente, os textos antigos estabelecem de maneira mais explícita que há dez Santos Sephiroth, não nove e não onze, senão dez. Sem dúvida, a investigação moderna conduziu a evidências suficientes como que para justificar que se considere uma Sephira por direito próprio, ainda que de modo especial. É denominada portanto, de Sephira Invisível, e Crowley sugeriu que poderia ser considerado anterior, como em outra dimensão, com relação aos demais Sephiroth. 4. Chesed Imagem Mágica Um Rei poderoso, coroado e em seu trono Nome de Deus El Arcanjo Tzadkiel Ordem de Anjos Chasmalim. Brilhantes. Chakra Mundano Júpiter Virtude Obediência Títulos Gedulah, Amor. Majestade, Magnificência. Experiência Espiritual Visão do Amor. Cor em Atziluth Violeta Profundo Cor em Briah Azul Cor em Yetzirah Púrpura Profundo Cor em Assiah Azul Profundo, Mosqueado de Amarelo Vício Intolerância, Hipocrisia, Glutonice, Tirania. Símbolos A Figura Sólida. O Tetraedro. O Orbe. A Vara. O Cajado. “O Quarto Caminho é chamado a Inteligência Receptiva porque contém todos os Santos Poderes. E dela emanam todas as Virtudes espirituais com as mais exaltadas essências. Elas emanam uma da outra por virtude
  10. 10. Página - 11 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa da Emanação Primordial, a Coroa Mais Elevada, Kether.” Júpiter. A misericórdia. A Matéria. As quatro direções do Espaço. Majes- tade e Grandeza. A Inteligência Receptiva. 5. Geburah Imagem Mágica Um poderoso Guerreiro em sua carruagem Nome de Deus Elohim Gibor Arcanjo Khamael Ordem de Anjos Serafim, Serpentes de Fogo Chakra Mundano Marte Virtude Energia, Coragem Títulos Pachad, Temor. Din, Justiça Experiência Espiritual Visão do Poder Cor em Atziluth Laranja Cor em Briah Vermelho Escarlate Cor em Yetzirah Escarlate Brilhante Cor em Assiah Vermelho Mosqueado de Negro Vício Crueldade. Destruição. Símbolos O Pentágono. A Rosa de Cinco Pétalas. A Espada. A Lança. O Látego. A Algema. “O Quinto Caminho é a Inteligência Radical porque se assemelha a Uni- dade, unindo-se com Binah, o Entendimento, que emana das profundida- des primordiais de Chokmah, a Sabedoria.” Marte. Reflexo de Binah. Fortaleza ou Poder. “O Homem é a Paz, a Mu- lher o Poder”. Nephtis. A Queda. Perseverança. A Vontade. 6. Tiphereth Imagem Mágica Um Rei, Um Menino. Um deus sacrificado. Nome de Deus Jehovah Aloah va Daath Arcanjo Rafael Ordem de Anjos Malachin, Reis Chakra Mundano O Sol Virtude Devoção à Grande Obra Títulos Zoar Anpin, o Rosto Menor, Melekh o Rei
  11. 11. Página - 12 Círculo Iniciático de Hermes Experiência Espiritual Visão da Harmonia das Coisas. Os Mistéri- os da Crucificação. Cor em Atziluth Salmão Vivo Cor em Briah Amarelo Cor em Yetzirah Salmão Vivo Cor em Assiah Âmbar Dourado Vício Orgulho Símbolos O Lâmem. A Rosa-cruz. A Cruz do Calvário. A Pirâmide Truncada. O Cubo. “O Sexto Caminho é a Inteligência Mediadora, porque nela estão multi- plicados os influxos das Emanações; pois faz que essa influência flua a todos as reservas das bençãos com as quais estão unidas.” O Sol. Beleza e Harmonia. Apolo. “A mais alta manifestação da vida ética, a soma de tudo o que é bom, em resumo, o ideal.” O Equilíbrio entre o Espírito e a Matéria. A Fênix e o Pelicano. A Acácia. Yod – He – Vau – He. 7. Netzach Imagem Mágica Uma bela mulher nua Nome de Deus Jehovah Tzabaoth Arcanjo Haniel Ordem de Anjos Elohim, deuses Chakra Mundano Vênus Virtude Generosidade Títulos Firmeza, valor Experiência Espiritual Visão da Beleza Triunfante Cor em Atziluth Âmbar Cor em Briah Esmeralda Cor em Yetzirah Verde amarelo brilhante Cor em Assiah Oliva, Mosqueado de dourado Vício Impudícia, luxúria Símbolos Lâmpada. Cinto. Rosa. “O Sétimo Caminho é a Inteligência Oculta porque é o esplendor reful- gente das virtudes intelectuais que são percebidas pelos olhos do inte- lecto e as contemplações da fé.”
  12. 12. Página - 13 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa Vênus. A Vitória. Eternidade e Triunfo. A Beleza e sua extensão. Amor Sexual. Hathor. A Rosa. A Inteligência oculta. O Sândalo é utilizado para as doenças de Vênus. 8. Hod Imagem Mágica Um Hermafrodita Nome de Deus Elohim Tzabaoth Arcanjo Mikael Ordem de Anjos Beni Elohim, Filhos dos deuses Chakra Mundano Mercúrio Virtude Veracidade Títulos - Experiência Espiritual Visão do Esplendor Cor em Atziluth Violeta Púrpura Cor em Briah Laranja Cor em Yetzirah Vermelho Cor em Assiah Negro amarelado, mosqueado de branco Vício Falsidade. Desonestidade. Símbolos Nomes e Versículos. Mandil. “O Oitavo Caminho é chamado a Inteligência Absoluta ou Perfeita, por- que é o Instrumento da Primordial, que não tem raízes pela qual pene- trar e descansar, salvo nos lugares escondidos de Gedulah, de onde ema- na sua essência idônea.” Mercúrio. O Esplendor. Hermes. Comércio e Boa Sorte. Plano Inferior das qualidades de Chokmah. A Inteligência Absoluta ou Perfeita. 9. Yesod Imagem Mágica Um belo homem nu, muito forte Nome de Deus Shaddai el Chai Arcanjo Gabriel Ordem de Anjos Kerubim, Os Fortes Chakra Mundano A Lua Virtude Independência Títulos A Casa do Tesouro das Imagens Experiência Espiritual Visão da Maquinaria do Universo
  13. 13. Página - 14 Círculo Iniciático de Hermes Cor em Atziluth Índigo Cor em Briah Violeta Cor em Yetzirah Púrpura escuro Cor em Assiah Limão, mosqueado de azul Vício Ociosidade Símbolos Perfumes e Sandálias “O Nono Caminho é Chamado a Inteligência Pura, porque purifica as Emanações, prova e corrige o desenho de suas representações, e dispõe da unidade com a qual estão desenhadas sem diminuição ou divisão.” A Lua. A Base fundamental do mundo Físico. O Reflexo das Energias Superiores. “Tudo voltará do Fundamento de onde surgiu. Toda medula, semente e energia reúnem-se neste lugar. Daqui surgem todas as potencialidades que existem.” – Zohar Ganesha. A Queda dos Obstáculos. Anima Mundi – A Alma do Mun- do. O Inconsciente Coletivo. A Inteligência Pura ou Clara. “A Lua é um corpo morto todavia vivo, cujas partículas estão cheias de vida ativa e destrutiva, de forte poder mágico.” 10. Malkuth Imagem Mágica Uma jovem mulher, corada e em seu trono Nome de Deus Adonai Malekh, ou Adonai Ha Aretz Arcanjo Sandalfon Ordem de Anjos Ashim, Almas de Fogo Chakra Mundano Esfera dos Elementos Virtude Discriminação Títulos O Portal. O Portal da Morte. Portal da Som- bra da Morte. Portal de Lágrimas. Portal de Justiça. Portal de Oração. Portal da Filha dos Poderosos. Portal do Jardim do Éden. A Mãe Inferi- or. Malkah, a Rainha. Kallah, a Noiva. A Virgem. Experiência Espiritual Conhecimento e Conversação do Santo Anjo Guardião. Cor em Atziluth Amarelo Cor em Briah Limão, oliva, vermelho e negro Cor em Yetzirah Limão, oliva. Vermelho e negro, mosqueado com dourado
  14. 14. Página - 15 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa Cor em Assiah Negro, rajado de amarelo Vício Avareza. Inércia. Símbolos Altar de duplo cubo. Cruz de Braços iguais. Círculo Mágico. Triângulo de Evocação. A Terra. O Reino. O Mundo dos elementos. Matéria totalmente Matéria. Nossos cinco sentidos enquanto cristalização das Sephiroth Anteriores. A Virgem ou a noiva. A Esfera do mundo físico da matéria. Neschamoth – O Palácio Divino; onde habita a presença espiritual de Ain Soph, como Herança da Humanidade e lembrança das verdades espirituais. Inteligên- cia Resplandecente. Energia Executiva ou poder de Binah. O Espírito Santo. A Mãe Superior. YOD – HE – VAU – HE
  15. 15. Página - 16 Círculo Iniciático de Hermes As Vinte e Duas Letras Em hebraico não existem números, mas cada letra do alfabeto é utilizada para um número. Cada letra hebraica possui um valor múltiplo 1. sua posição no alfabeto 2. Seu valor numérico 3. Sua atribuição na árvore da vida 4. Sua atribuição no Tarot 5. Seu simbolismo alegórico definido pela escrita “22 letras como base . Ele as desenhou , esculpiu, pesou, e as intercambiou, formando através delas o conjunto da criação, e tudo o que deveria ser subseqüentemente criado.” –Sepher Yetzirah Aleph – Glifo } Aleph. O Boi. O Espírito. Significado Espiritual Ar. Teoria Espírito do Éter. (0 – O Louco) Cores Amarelo Pálido. Azul Celeste. Esmeralda. Caminho 11 Trecho Chokmah – Kether “O Décimo Primeiro Caminho é a Inteligência Cintilante porque é a es- sência dessa cortina que se situa próxima a ordem da disposição, e é uma dignidade especial dada a ele que seja capaz de encontrar-se ante o Rosto da Causa das Causas.” O boi. O reprodutor. A swástica a inteligência cintilante. O elemento ar. O louco. Ar ou espírito.
  16. 16. Página - 17 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa Beth – Glifo P Beth. Casa. Significado Espiritual Mercúrio. Teoria Mago do Poder. (I – O Mago) Cores Amarelo. Púrpura. Cinza. Violeta Índigo. Caminho 12 Trecho Binah – Kether “O Décimo Segundo Caminho é a Inteligência da Transparência porque é essa espécie de magnificência chamada Chazchazit, o lugar de onde sur- ge a visão dos que vem em aparições.” Casa. Reina em sabedoria. Mercúrio O mago. O B vira V o ponto se omite. A primeira letra da bíblia. A boca. Gimel – Glifo O Gimel. Camelo. Significado Espiritual A Lua. Teoria Sacerdotisa da Estrela de Prata. (II – A Sacerdotisa) Cores Azul. Prata. Azul Claro. Prata rajada de azul celeste. Caminho 13 Trecho Tiphereth – Kether “O Décimo Terceiro Caminho é chamado a Inteligência Unificadora, e é chamada assim porque ela mesma é a essência da Glória; é a Consuma- ção da Verdade das coisas espirituais individuais.” Camelo. O Barco do deserto. A Lua . A Sacertotisa Sem o Dôgish soa como o J inglês
  17. 17. Página - 18 Círculo Iniciático de Hermes Daleth – Glifo : Daleth. Porta. Significado Espiritual Vênus. Teoria Filha dos Poderosos. (III – A Imperatriz) Cores Verde Esmeralda. Azul Celeste. Cereja. Caminho 14 Trecho Binah – Chokmah “O Décimo Quarto Caminho é a Inteligência Iluminadora, e é chamada assim porque é esse Chasmal que é o fundador das idéias de santidade ocultas e fundamentais, e de suas etapas de preparação.” A Porta. Vênus . A Imperatriz. O Desejo e o amor universal. A Inteligência Luminosa Letra dupla. Héh – Glifo U Heh. Janela. Significado Espiritual Áries. O Carneiro. Teoria Filha do Firmamento. Habitante entre as águas (XVII – A Estrela) Cores Escarlate. Vermelho. Vermelho Brilhante. Caminho 15 Trecho Tiphereth – Chokmah “O Decimo Quinto Caminho é a Inteligência Constituinte, assim chama- da porque constitui a substância da criação em puras trevas, e os homens falaram destas contemplações; é aquela obscuridade da qual se fala nas Escrituras, Jó XXXVIII, 9: <<e as densas trevas como cueiros...>>” Janela. A inteligência Costituinte. Áries. Paixão e marcialidade O Imperador. O enxofre alquímico. A Vontade. Harmonia.
  18. 18. Página - 19 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa Vau – Glifo G Vau. Clava ou Falo. Significado Espiritual Touro. Taurus. Teoria Mago do Eterno (V – Hierofante) Cores Vermelho Alaranjado. Índigo Profundo. Oliva. Marrom. Caminho 16 Trecho Chesed – Chokmah “O Décimo Sexto Caminho é a Inteligência Triunfal ou Eterna, assim chamada porque é o prazer da Glória, mais além da qual não há outra Glória semelhante a ela, e é chamado também de Paraíso preparado para os retos.” Clava ou falo. Touro. A vontade mágica. A força reprodutiva Universal. (Jung) O Hierofante. O Filho de Parsival como sacertote real. Zayin – Glifo T Zayin. Espada. Significado Espiritual Gêmeos. Gemini. Teoria Filhos da Voz. Oráculos dos Deuses Pode- rosos. (VI – Os Amantes ou Enamorados) Cores Laranja. Malva claro. Cinza claro. Caminho 17 Trecho Tiphereth – Binah “O Décimo Sétimo Caminho é a Inteligência Disponível que proporciona Fé aos Justos, que são vestidos por ela com o Espírito Santo, e é chamada o Fundamento da Excelência no estado das coisas superiores.” Espada. Gêmeos. a verdade suprema A profunda consciência da Natureza A Inteligência disposta. Os enamorados.
  19. 19. Página - 20 Círculo Iniciático de Hermes Cheth – Glifo R Cheth. Vala ou Buraco. Significado Espiritual Câncer. O Caranguejo. Teoria Filho dos Poderes das Águas. Senhor do Triunfo da Luz. (VII – O Carro) Cores Âmbar. Marrom. Vermelho Vivo. Marrom esverdeado. Caminho 18 Trecho Geburah – Binah “O Décimo Oitavo Caminho é chamado a Inteligência da Casa da Influ- ência (pela grandeza de cuja abundância se incrementa o influxo de boas coisas sobre os seres creados), e de seu centro saem os arcanos e os signi- ficados ocultos, os quais moram em sua sobra e aderem a ela, a partir da Causa de todas as Causas.” Vala ou buraco. Câncer. Kepher-rá. A casa celestial da alma. A carruagem A libido. A grande obra. A casa da influência . O Diálogo com o Anjo Guardião Theth – Glifo E Theth. Serpente. Significado Espiritual Leão. Leo. Teoria Filha da Espada Flamejante. Condutora do Leão. (XI – Força) Cores Amarelo Esverdeado. Cinza. Púrpura Pro- fundo. Caminho 19 Trecho Geburah – Chesed “O Décimo Nono Caminho é a Inteligência do segredo de todas as atividades dos seres espirituais, e é chamada assim pela influência difun- dida por ela desde a glória sublime mais alta e exaltada.” Serpente. Leão. A força A sabedoria. O poder unido a misericórdia.
  20. 20. Página - 21 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa Yod – Glifo W Yod. Mão. Significado Espiritual Virgem. Virgo. Teoria Profeta do Eterno. Mago da Voz de Poder. (IX – O Eremita) Cores Verde Amarelado. Cinza esverdeado. Caminho 20 Trecho Tiphereth – Chesed “O Vigésimo Caminho é a Inteligência da Vontade e é chamada assim porque é o meio de preparação de todo e cada ser creado, e por esta inte- ligência resulta conhecida a existência da Sabedoria Primordial.” A mão com seus dedos fechados. O Espermatozóide. O Eremita. A virgem. A pureza e a inocência A busca do oculto. A mão de Deus. A Hóstia. Kaph – Glifo P Kaph. Palma da Mão. Significado Espiritual Júpiter. Teoria Senhor das Forças da Vida. (X – A Roda da Fortuna) Cores Violeta. Azul. Púrpura. Azul Brilhante, rajado de amarelo. Caminho 21 Trecho Netzach – Chesed “O Vigésimo Primeiro Caminho é a Inteligência de Conciliação e Re- compensa, e é chamada assim porque recebe a influência divina que flui adentro dela procedente de sua benção sobre toda e cada existência.” A palma da mão. Júpiter A Inteligência Conciliadora A roda da Fortuna. No final de palavras 500 A poder amoroso e expansivo
  21. 21. Página - 22 Círculo Iniciático de Hermes Lamed – Glifo L Lamed. Chifre de um Boi. Significado Espiritual Libra. Teoria Filha dos Senhores da Verdade. Retentora do Equilíbrio. (VIII – A Justiça) Cores Esmeralda. Azul. Verde-Azul profundo. Verde pálido. Caminho 22 Trecho Tiphereth – Geburah “O Vigésimo Segundo Caminho é a Inteligência Fiel e é chamada assim porque por ela são incrementadas as virtudes espirituais, e todos os que moram sobre a terra estão próximos sob sua sombra.” Um Látego ou Chifre de um Boi. A Justiça. A Filha dos Senhores dos Pilares. A Governanta das Balanças. A Inteligência Fiel. A deusa Maat. Mem – Glifo K Mem. Água. Significado Espiritual Água. Teoria Espírito das Águas Poderosas. (XII – O Enforcado) Cores Azul Profundo. Verde Mar. Verde Oliva. Caminho 23 Trecho Hod – Geburah “O Vigésimo Terceiro Caminho é a Inteligência Estável, e é chamada assim porque tem a virtude da consistência entre todas as numerações.” Água. Elemento Água. As ondas do Mar. Netuno ou Poseidon. A inteligência Estável. O Cálice ou Vinho Sacramental (Soma, o elixir da imortalidade). As plantas aquáticas. O enforcado. Na forma final 600.
  22. 22. Página - 23 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa Nun – Glifo H Nun. Peixe. Significado Espiritual Escorpião. Teoria Filho dos Grandes Transformadores. Se- nhor dos Portais da Morte. (XIII – A Morte) Cores Azul Esverdeado. Marrom Escuro. Marrom Índigo. Caminho 24 Trecho Netzach – Tiphereh “O Vigésimo Quarto Caminho é a Inteligência Imaginativa e é chamada assim porque dá um parentesco entre todas as semelhanças, que são cria- das do mesmo modo similar a suas elegâncias harmoniosas.” Peixe. O signo de Escorpião. A Regeneração mediante a Putrefação. A Morte. A Inteligência Imaginativa.A Luz na Obscuridade. Na forma final 700. Samekh – Glifo F Samekh. Apoio. Significado Espiritual Sagitário. O Arqueiro. Teoria Filha dos Reconciliadores. Portadora da Vida. (XIV – A Arte ou a Temperança) Cores Azul. Amarelo. Verde. Azul Escuro. Caminho 25 Trecho Yesod – Tiphereth “O Vigésimo Quinto Caminho é a Inteligência de Prova ou Tentação, e é chamada assim porque é a tentação primária, pela qual o Criador põe a prova a todas as pessoas justas.” Apoio. Sagitário. A Inteligência Experimental. O Cavalo. A Temperança ou a Arte. O Santo Anjo Guardião. A aspiração. Osíris Un-efer.
  23. 23. Página - 24 Círculo Iniciático de Hermes Ayin – Glifo D Ayin. Olho Significado Espiritual Capricórnio. Teoria Senhor dos Portais da Matéria. Filho das Forças do Tempo. (XV – O Diabo) Cores Índigo. Negro. Azul Escuro. Cinza Escuro. Caminho 26 Trecho Hod – Tiphereth “O Vigésimo Sexto Caminho é chamado a Inteligência Renovadora, por- que o Santo Deus renova por ela todas as coisas cambiantes que são reno- vadas pela criação do mundo.” Um Olho. Capricórnio. O Yoni e o Lingam. Baco ou Dionísio. A força espiritual criativa da divindade que, se manifestasse ao homem, faria dele o Aegipan, o Todo. O Deus-Homem. O Conhecedor de sua própria Vontade. O Diabo. A Inteligência Renovadora. Peh – Glifo A Peh. A Boca. Significado Espiritual Marte Teoria Senhor das Hostes do Poderoso. (XVI – A Torre) Cores Escarlate. Vermelho. Vermelho Brilhante. Caminho 27 Trecho Hod – Netzach “O Vigésimo Sétimo Caminho é a Inteligência Ativa ou Excitante e é chamada assim porque através dela todo ser em existência recebe seu espírito e sua moção.” A Palma da Mão. A Boca. Marte. A Inteligência Ativa ou Excitante. A Torre. O Senhor das Hostes do Poderoso. Na forma final 800.
  24. 24. Página - 25 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa Tsadde – Glifo < Tzadde. Anzol. Significado Espiritual Aquário. O Aguador. Teoria Filho da Manhã. Chefe entre os Poderosos. (IV – O Imperador) Cores Violeta. Azul Celeste. Malva Azulado. Branco e Púrpura. Caminho 28 Trecho Yesod – Netzach “O Vigésimo Oitavo Caminho é chamado Inteligência Natural; por ela se completa e aperfeiçoa a natureza de tudo o que existe abaixo do Sol.” Um Anzol. O Aquário. A Estrela. A Filha do Firmamento. A que habita entre as águas. A Águia. A Inteligência Natural. Na sua forma final 900. Qoph – Glifo N Qof. A parte de trás da Cabeça Significado Espiritual Peixes Teoria Regente do Fluxo e Refluxo. Menino dos Filhos do Poderoso (XVIII – A Lua) Cores Carmesím. Marrom Rosado Claro. Cinza Translúcido. Caminho 29 Trecho Malkuth – Netzach “O Caminho Vigésimo Nono é a Inteligência Corpórea, assim chamada porque forma todo corpo que se forma em todos os mundos, e a reprodu- ção deles.” A parte de trás da Cabeça. A Inteligência Corpórea. Vishnu. Jesus de Nazaré, o Peixe. A Lua.
  25. 25. Página - 26 Círculo Iniciático de Hermes Resh – Glifo B Resh. Cabeça. Significado Espiritual O Sol. Teoria Senhor do Fogo do Mundo (XIX – O Sol) Cores Laranja. Amarelo Ouro. Âmbar Rico. Âmbar com raias vermelhas. Caminho 30 Trecho Yesod – Hod “O Trigésimo Caminho é a Inteligência Coletiva e os Astrólogos dedu- zem dele o juízo das estrelas e signos celestiais, e aperfeiçoam sua ciência de acordo com as regras dos movimentos das estrelas.” Uma Cabeça. O Sol. O ouro. A Inteligência Coletiva. Shin – Glifo V. Shin. Dente. Significado Espiritual Fogo. Teoria O Espírito do Fogo Primário (XX – O Jul- gamento) Cores Escarlate Alaranjado. Escarlate mosqueado de Dourado. Caminho 31 Trecho Malkuth – Hod “O Trigésimo Primeiro Caminho é a Inteligência Perpétua, mas, porque chama-se assim? Porque regula os movimentos do Sol e da Lua em sua devida ordem, cada um na órbita que lhe é conveniente.” Dente. O Fogo (em Hebraico ESH é fogo). O Espírito Santo descendo em línguas de Fogo. A Inteligência Perpétua. O Julgamento.
  26. 26. Página - 27 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa Tau – Glifo Z Tau. Tau ou a Cruz Significado Espiritual Saturno Teoria A Grande Noite do Tempo. (XXI – O Mun- do) Cores Índigo. Negro. Negro com raias azuis. Caminho 32 Trecho Malkuth – Yesod “O Trigésimo Segundo Caminho é a Inteligência Administrativa, e é cha- mado assim porque dirige e associa os movimentos dos Sete Planetass, dirigindo-os a todos em seus cursos apropriados.” Cruz. Saturno. Brahma e Pan. A Inteligência Administrativa. O Mundo. Os quatro animais qerúbicos: o Homem (Mateus), a Águia (João), o Tou- ro (Lucas) e o Leão (Marcos).
  27. 27. Página - 28 Círculo Iniciático de Hermes
  28. 28. Página - 29 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
  29. 29. Página - 30 Círculo Iniciático de Hermes
  30. 30. Página - 31 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
  31. 31. Página - 32 Círculo Iniciático de Hermes
  32. 32. Página - 33 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
  33. 33. Página - 34 Círculo Iniciático de Hermes
  34. 34. Página - 35 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
  35. 35. Página - 36 Círculo Iniciático de Hermes
  36. 36. Página - 37 Curso Breve de Qabalah - Anderson Rosa
  37. 37. Página - 38 Círculo Iniciático de Hermes Bibliografia - Knigth, Gareth - Guia Practica Al Simbolismo Qabalistico, Luís Cárcamo Editor, 1981. Fortune, Dion - A Cabala Mística, Ed. Pensamento, 1984. Mathers, Mac Gregor, La Qabalah Desvelada, Ed. Humanitas, 1995. Regardie, Israel - Un jardin de Granadas, Luís Cárcamo Editor, 1978.

×