CURSO: TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES. 
DISCIPLINA: INFORMÁTICA APLICADA. 
PROFESSOR: ANDERSON ANDRADE. 
TURNO: TARDE. 
...
EQUIPE: G9. 
oRUI 
oJEAN 
oLAIZA 
oSAMUEL 
oROGÉRIO 
oJACKSON 
oUBIRATAN 
oMONTEIRO 
| 
IDEZ
OBJETIVO: 
Mostrar que o é um antivírus e como ele funciona. E mostrar que eles não são 100% eficazes, apresentando as fal...
Os criminosos virtuais usam tudo que podem para conseguir realizar roubos virtuais – o objetivo é claro: eles querem o seu...
ANTIVÍRUS 
Antivírus é um software responsável pela detecção, desinfecção e remoção de pragas digitais como vírus, trojans...
Como funciona o Antivírus? 
O antivírus funciona – ou funcionava – assim: quando uma praga era detectada, os “caçadores de...
Quarentena? 
A Quarentena é uma pasta especial onde o antivírus guarda os arquivos maliciosos que não puderam ser desinfet...
Falso Positivo? 
Dá-se o nome de falso positivo a um „alarme falso‟ gerado pelo antivírus, isto é, quando um erro na lista...
Antivírus no smartphone? Qual usar? 
Atualmente os smartphones, principalmente aqueles que são equipados com a plataforma ...
Smartphones equipados com outros sistemas operacionais, como o iOS ou o Windows Phone, não são tão explorados por hackers ...
Vale a pena instalar um antivírus? 
Sim, vale a pena instalar um antivírus no seu smartphone ou tablet. O número de malwar...
Um antivírus irá te ajudar a te proteger destes perigos, ainda mais se for um usuário com pouco conhecimento na área. E ta...
Prevenção é o melhor remédio 
•Procure sempre instalar aplicativos diretamente da Play Store e apps que você já tenha ouvi...
Qual a diferença entre o software gratuito e o pago? 
A base do antivírus é a mesma nas duas versões. O que varia é a quan...
COMPRAS ONLINE 
Na hora de fazer compras pela web, é sempre bom tomar alguns cuidados para não cair em golpes.
•Uma coisa a se fazer é tomar bastante cuidado com e-mails sobre promoções. Datas comemorativas (como o Natal) são excelen...
•FAÇA BUSCAS SEGURAS; 
Hackers usam técnicas para incluir links falsos em sites de busca, assim como algumas vezes até com...
FALHAS 
• Falha na atualização do software 
Ao invés de identificar somente pragas maliciosas e vírus, o software classifi...
PREVENÇÃO 
1.Instalar um bom antivírus que seja atualizado periodicamente. 
2.Não abrir e-mail de pessoas desconhecidas e ...
Antivírus perde relevância, admite indústria. 
•Link do VÍDEO
CONCLUSÃO 
O estudo confirma que os antivírus não são suficientes para proteger os computadores. Devemos tomar cuidado com...
REFERÊNCIAS 
Disponível em: http://www.linhadefensiva.org/faq/antivirus-antispyware 
Disponível em: http://www.oficinada...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminários G9 - Antivirus

514 visualizações

Publicada em

Apresentação utilizada pelo Grupo 9 no Seminário sobre o tema: Antivirus na Faculdade Estácio.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
514
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
200
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminários G9 - Antivirus

  1. 1. CURSO: TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES. DISCIPLINA: INFORMÁTICA APLICADA. PROFESSOR: ANDERSON ANDRADE. TURNO: TARDE. TEMA: ANTIVÍRUS João Pessoa, 05 de Outubro de 2014 | IDEZ
  2. 2. EQUIPE: G9. oRUI oJEAN oLAIZA oSAMUEL oROGÉRIO oJACKSON oUBIRATAN oMONTEIRO | IDEZ
  3. 3. OBJETIVO: Mostrar que o é um antivírus e como ele funciona. E mostrar que eles não são 100% eficazes, apresentando as falhas e como proteger de maneira mais eficiente o sistema operacional .
  4. 4. Os criminosos virtuais usam tudo que podem para conseguir realizar roubos virtuais – o objetivo é claro: eles querem o seu dinheiro. Os programas antivírus são apenas uma das maneiras de tentar equilibrar o jogo em seu favor. E nessa briga, vale até mesmo antivírus gratuito.
  5. 5. ANTIVÍRUS Antivírus é um software responsável pela detecção, desinfecção e remoção de pragas digitais como vírus, trojans (cavalos de tróia), worms e qualquer outro tipo de código malicioso, não se limitando somente aos vírus como o nome sugere. Alguns antivírus também removem adwares e spywares, tarefa antes reservada apenas aos anti-spywares.
  6. 6. Como funciona o Antivírus? O antivírus funciona – ou funcionava – assim: quando uma praga era detectada, os “caçadores de vírus” coletavam uma amostra desse malware (software malicioso que pode causar algum dano ou roubo de informações) e produziam uma vacina. Essa vacina era disponibilizada no pacote de atualização do antivírus, e baixada para o computador do usuário de tempo em tempo.
  7. 7. Quarentena? A Quarentena é uma pasta especial onde o antivírus guarda os arquivos maliciosos que não puderam ser desinfetados. Cavalos de Tróia e worms geralmente não infectam arquivos, isto é, não vivem como parasitas e portanto não podem ser “desinfetados”. Como o antivírus não consegue determinar isso, ele os move para a Quarentena, onde os códigos maliciosos são desativados.
  8. 8. Falso Positivo? Dá-se o nome de falso positivo a um „alarme falso‟ gerado pelo antivírus, isto é, quando um erro na lista de definição faz com que o programa marque arquivos limpos e seguros como infectados. Falsos positivos são razoavelmente comuns, mas geralmente ocorrem apenas com arquivos obscuros e portanto afetam apenas poucos usuários. Em caso de falsos positivos, a companhia antivírus deve ser avisada para que a mesma verifique a presença de um falso positivo e corrija o problema na próxima atualização da lista de definição, caso o falso positivo seja confirmado.
  9. 9. Antivírus no smartphone? Qual usar? Atualmente os smartphones, principalmente aqueles que são equipados com a plataforma do Google (Android), estão sendo grandes alvos de hackers e desenvolvedores com intenções maliciosas. Até a um tempo atrás, a loja de apps do Android, a Play Store, continha muitos aplicativos de desenvolvedores maliciosos, pois a Google não tinha critério rigoroso de aprovação de novos aplicativos
  10. 10. Smartphones equipados com outros sistemas operacionais, como o iOS ou o Windows Phone, não são tão explorados por hackers ou desenvolvedores maliciosos, pois, o sistema móvel Android é bem mais popular que os outros, ele está em 79% dos smartphone do mundo ─ o que torna seu aplicativo malicioso acessível a maioria dos usuários de smartphones, porém, isso não significa que os outros sistemas não possam conter vírus ou aplicativos maliciosos.
  11. 11. Vale a pena instalar um antivírus? Sim, vale a pena instalar um antivírus no seu smartphone ou tablet. O número de malwares para o sistema está crescendo muito rapidamente e mesmo com atualizações de segurança o Android ainda é bastante vulnerável a estes malwares. Segundo a empresa Juniper Networks, os malwares para Android cresceram cerca de 3.300% desde o seu lançamento em 2007.
  12. 12. Um antivírus irá te ajudar a te proteger destes perigos, ainda mais se for um usuário com pouco conhecimento na área. E também, os antivírus não te protegem somente, eles contam com vários outros recursos para te ajudar a melhorar a segurança e o desempenho de seu smartphone.
  13. 13. Prevenção é o melhor remédio •Procure sempre instalar aplicativos diretamente da Play Store e apps que você já tenha ouvido falar; •Verifique as informações do app como o número de downloads, nota dos usuários, número de resenha e até mesmo o número de +1 no Google Plus; •Fique atento a apps com nomes parecidos, estes podem ser maliciosos; •Evite instalar aplicativos de fontes desconhecidas, principalmente apps piratas.
  14. 14. Qual a diferença entre o software gratuito e o pago? A base do antivírus é a mesma nas duas versões. O que varia é a quantidade de camadas de proteção entre o pago e o gratuito. Os novos antivírus pagos têm proteção contra spyware e antispam (arquivos maliciosos que afetam computadores e rede de computadores através de e-mail), firewall próprio e mecanismo de buscas seguras. Já os gratuitos têm menos barreiras de proteção – eles fazem apenas a detecção de vírus.
  15. 15. COMPRAS ONLINE Na hora de fazer compras pela web, é sempre bom tomar alguns cuidados para não cair em golpes.
  16. 16. •Uma coisa a se fazer é tomar bastante cuidado com e-mails sobre promoções. Datas comemorativas (como o Natal) são excelentes para quem quer fazer o mal: basta enviar um e-mail com supostos preços baixos para levar o usuário a clicar em um link falso que ajude crackers a roubar informações, como usuários, senhas e até números de cartão de crédito.
  17. 17. •FAÇA BUSCAS SEGURAS; Hackers usam técnicas para incluir links falsos em sites de busca, assim como algumas vezes até compram espaço nesses mecanismos para atrair usuários desatentos. Ao fazer buscas como “Promoções de Natal”, por exemplo, tenha preferência por sites de lojas conhecidas - ou tenha certeza que a loja com a suposta promoção exista mesmo.
  18. 18. FALHAS • Falha na atualização do software Ao invés de identificar somente pragas maliciosas e vírus, o software classifica muitos arquivos populares de extensão .exe como ameaças. Isso faz com que os usuários apaguem arquivos utilitários como Adobe Update Manager, Google Toolbar, Microsoft Excel entre outros. • Falha de sobrecarga A mesma pode ser utilizada para injetar e executar códigos em arquivos compactados no formato LZH, ou ainda uma divisão por zero em arquivos UPX e TAR que pode fazer com que o software entre em um loop infinito. • Erro no gerenciamento de memória do módulo que processa arquivos CAB. Essa falha pode ser explorada se o atacante construir um arquivo CAB malicioso. Quando o antivírus for examinar esse CAB, o código malicioso poderá ser executado.
  19. 19. PREVENÇÃO 1.Instalar um bom antivírus que seja atualizado periodicamente. 2.Não abrir e-mail de pessoas desconhecidas e de conteúdo duvidoso. 3.Não baixar arquivos de sites com conteúdo duvidoso. 4.Não aceitar disquetes, pendrive e cds de terceiros, pois pode conter algum vírus. Caso aceite passar o antivírus nos arquivos. 5.Fazer varredura no sistema Operacional e nos arquivos de tempo em tempo. 6.Ao abrir e-mail de amigos verificar a presença de Vírus. 7.Fazer varredura no sistema operacional e nos arquivos periodicamente
  20. 20. Antivírus perde relevância, admite indústria. •Link do VÍDEO
  21. 21. CONCLUSÃO O estudo confirma que os antivírus não são suficientes para proteger os computadores. Devemos tomar cuidado com o tipo de arquivo que recebemos ou que baixamos e manter o antivírus sempre atualizado para eliminar essas pragas. Sempre surgirão novos vírus que explorarão as falhas do sistema operacional. O antivírus é somente uma ferramenta para nos auxiliar nessa batalha pela informação.
  22. 22. REFERÊNCIAS Disponível em: http://www.linhadefensiva.org/faq/antivirus-antispyware Disponível em: http://www.oficinadanet.com.br/post/12693-vale-a-pena-ter- um-antivirus-instalado-no-smartphone Disponível em: http://olhardigital.uol.com.br/central_de_videos

×