Ciberescola apresenta

4.095 visualizações

Publicada em

Ciberescola

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.095
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.591
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ciberescola apresenta

  1. 1. Ciberescola da Língua Portuguesa www.ciberescola.com Cursos PLNM por videoconferência no Ensino Básico Apresentação sumária Novembro /2014
  2. 2. O projeto Institucionalização: O projeto foi objeto de protocolo entre a Associação Ciberdúvidas da Língua Portuguesa (detentora da plataforma www.ciberescola.com/www.cibercursos.com ), a Direção-Geral de Educação e os diferentes AEs. Ação: Lecionação em tempo real, através de videoconferência, por professores pós-graduados em Português Língua Não Materna (ver “Equipa”); duas aulas semanais de 60/90 minutos (mínimo) a alunos estrangeiros, devidamente agrupados por nível de proficiência, a frequentar a mesma escola ou não.
  3. 3. Objetivo Suprir a carência verificada de um ensino individualizado, intensivo e especializado a um grupo de alunos falantes não nativos do português e, por esta via, constituir-se como fator decisivo de inclusão social.
  4. 4. Aulas com professores da Ciberescola Modalidade: b-learning, contemplando aulas presenciais (primeira aula, aulas dos testes e última aula) e aulas realizadas por videoconferência. Condições no terreno: os alunos têm estas aulas numa sala de computadores da escola, dispondo individualmente de um computador com ligação à Internet, microfone e câmara. Os alunos são acompanhados por um vigilante (professor ou funcionário ou outro agente educativo).
  5. 5. Dinâmica na aula O aluno precisa apenas de ter duas páginas Web abertas, a página da Ciberescola, onde se encontram todos os recursos necessários para as aulas (textos, imagens, áudios, vídeos, exercícios interativos) e a página do FlashMeeting, o serviço de videoconferência que permite a interação direta professor-aluno, oral, por áudio e vídeo, e escrita, através do chat.
  6. 6. ( Imag. 1- ambiente da sessão da videoconferência no FlashMeeting)
  7. 7. Dinâmica fora da aula 1- Realização de fichas PDF, enviadas por email, semanalmente. 2- Revisão/estudo (releitura de textos e repetição de exercícios) com recurso ao “Manual” (versão PDF das aulas online/exercícios interativos).
  8. 8. CHAVE-MESTRA DO PROJETO: trabalho conjunto entre professores titulares/de português e professores da Ciberescola • Professores da Ciberescola: 1- Dar informação sobre o trabalho desenvolvido e desempenho dos alunos nas aulas da Ciberescola. 2- Elaborar e entregar, para apreciação, o Plano Individual de Acompanhamento. 3- Enviar semanalmente fichas de trabalho em PDF para realização em sala de aula com o professor titular/professor de português. 4- Elaborar o teste diagnóstico e os testes de avaliação, com a colaboração/apreciação do professor do aluno. 5- Elaborar relatório de avaliação qualitativa (1.º período); relatórios de avaliação qualitativa e quantitativa (2.º e 3.º períodos). Obs. A classificação final da disciplina de Português é da responsabilidade do professor/conselho de turma e terá em consideração toda a informação recolhida, concernente ao desempenho dos seus alunos nas aulas da Ciberescola.
  9. 9. Professores titulares de turma/de português/diretores de turma: 1- Dar informação sobre o trabalho desenvolvido nas suas aulas e desempenho dos alunos. 2- Entregar as fichas de trabalho da Ciberescola aos alunos e acompanhar a sua realização durante as suas aulas (as fichas têm soluções, mas elas serão corrigidas também nas aulas da Ciberescola); 3- Incentivar os alunos na realização das tarefas propostas. 4- Comunicar ao encarregado de educação informações relativas ao desempenho dos alunos na Ciberescola.
  10. 10. Trabalho conjunto: Modus operandi? • Comunicação por e-mail. • Comunicação por telefone. • Comunicação por Skype. • Realização de reuniões no FlashMeeting. • Utilização de alguns minutos no início ou fim das aulas da Ciberescola. • Realização de reuniões presenciais na escola, com a presença de pelo menos um professor da Ciberescola. (Cf. contactos; Cf. calendarização de reuniões)
  11. 11. Cursos livres • Pressuposto: todos os professores da escola podem ter chave de acesso à Ciberescola. Pedir a chave para anissimamente@gmail.com • Vantagens: 1- Acesso a uma sequência organizada de aulas (80 a 100 aulas) de um dado nível de proficiência. 2- Possibilidade de o professor consultar os resultados do seus alunos.

×