2 kauane, joana, rute

690 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
690
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 kauane, joana, rute

  1. 1. Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Grândola<br />TURISMO <br />&<br />
  2. 2. O que é a Biodiversidade ?<br /> Biodiversidade é a diversidade da natureza viva. <br /> Pode ser definida como a variedade e a variabilidade existente entre os organismos vivos e as complexidades ecológicas nas quais elas ocorrem.<br /> Pode ser entendida como uma associação de vários componentes hierárquicos:<br /> Ecossistema; <br />Comunidade;<br /> Espécies; <br />Populações;<br />Genes.<br /> A biodiversidade varia com as diferentes regiões ecológicas, sendo maior nas regiões tropicais do que nos climas temperados.<br />
  3. 3. Biodiversidade<br />Abiodiversidade traduz-se nos diferentes ecossistemas: bosques, pantanais, savanas, selvas, desertos, recifes de corais, montanhas, mares, ou zonas polares.<br />Actualmente, deparamo-nos com três grandes perigos, que requerem uma solução urgente: <br />Alterações climáticas;<br />Desertificação ;<br />Perda da biodiversidade. <br />A perda de biodiversidade tem vindo a aumentar, nos últimos anos a um ritmo sem precedentes. Estudos recentes indicam que, a nível mundial, estão ameaçados ou em perigo de extinção 22% dos mamíferos, 31% dos anfíbios, 13.6% das aves e 27% dos recifes.<br />
  4. 4. Impactos negativos<br /> Existem numerosos sectores de actividade humana que contribuem grandemente para estas mudanças, e um deles é, sem dúvida, o turismo.<br /> O forte crescimento deste sector económico, comporta importantes efeitos na conservação e uso sustentável da biodiversidade, com o consequente perigo de que se transforme num sério impacto a nível ambiental, especialmente pelo consumo desmedido de recursos limitados (como a água potável e a ocupação do território) e pela enorme produção de resíduos, superando as quantidades admissíveis para uma determinada zona.<br />
  5. 5. A situação agrava-se, pelo facto de que a procura turística dirige-se cada vez mais aos destinos de natureza, atraída pelas suas inumeráveis belezas, o que supõe um impacto importante nas populações locais, na sua economia, no seu meio ambiente e no seu património cultural. <br />
  6. 6. Impactos Positivos<br />O contacto com a natureza é importante e, portanto, o turismo deve esforçar-se para respeitar e valorizar a beleza do meio, a partir da convicção de que "muitos encontram tranquilidade e paz, sentem-se renovados e revigorados quando se encontramem contacto directo com a beleza e a harmonia da natureza”. <br />
  7. 7. É urgente e necessário encontrar um equilíbrio entre o turismo e a biodiversidade, em que ambos se apoiem, de modo a que o desenvolvimento económico e a protecção do ambiente não apareçam como elementos opostos e incompatíveis, mas sim, a conciliar as exigências de ambos.<br />
  8. 8. Finalmente, os turistas devem ser conscientes de que a sua presença em alguns lugares nem sempre é positiva. <br /> Com este fim, devem ser informados sobre os benefícios reais que comporta a conservação da biodiversidade, e serem educados demodo compatível com oturismo sustentável…<br />
  9. 9. “A espécie humana depende da Biodiversidade para a sua sobrevivência’’<br />3º TTAR<br />

×