Gripe aviária

322 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gripe aviária

  1. 1. GRIPE AVIÁRIA Vivercoma gripe A epidemiatem-seespalhadodesde1997, mas nãofoi até o verãode 2005 que o vírusda gripe A H5N1 primeirochegouàimprensa.Desde então,opúblicotem-se sidomantidobem informado sobre aevoluçãode umadoençaque está a causar uma preocupaçãocrescente: múltiplossurtos emgranjasavícolasnoExtremoOriente,comoabate generalizadode aves; limitado,masmuitasvezesfatal,oscasosde transmissãoasereshumanos;e propagaçãodo vírus entre avesselvagense migratóriastrazendoaepidemiaasiáticade fronteirasdaUE. O maisgrave de tudo,estaepizootiaestálevantandooespectrodoaparecimentode umvírus mutante que seriatransmissível entresereshumanos.Tudoistolevantaaquestãode saber quaissão as armas disponíveisparaa ciênciaeainvestigaçãoparacombatera ameaça.<br> <br> <br>vírus da gripe tipoA <br>© InstitutoPasteur<br>A doençainfecciosapulmonarque chamamosde 'gripe' tem atormentadoahumanidade longo.Mençãodas epidemiasde gripe pode serencontradadesde oséculoIIIaC,emumtextopor Hipócrates,o pai da medicinaocidental.A partirdoséculo16, um estudodosarquivoshistóricosindicauma médiade trêsgravesepidemiasoupandemias(1) porséculo.Opiorde tudo foi a epidemiade gripe espanholade 1918-19, que matouentre 20 e 40 milhõesde pessoasemtodoomundo (vercaixa).Duasoutras epidemiasmuitogravesatingidoem1857 e 1968, quandoos Estados Unidosforamatingidosde modoparticularmente duro.<br><br>A famíliaestendidagripe <br> <br> <br>Apóso abate dasaves,o celeiroé queimadonaprovínciade LingAn,numa regiãopertode Ho Chi Minh,no Vietnã.<br>© FAO<br>Devidoà destruiçãocausada,esta doençacontagiosafoi objectode extensapesquisaaolongo doséculo20, auxiliadopor desenvolvimentosembiologiamolecularaplicadaàvirologia.Gradualmente,oscontornos destagrande famíliade vírus da gripe foramdefinidos.Alémdosvírusque causam a gripe humanatradicional,e que fazero seutrabalhoa cada inverno - emborararamente fatais, excetoparaos muitofrágeis - vírus da gripe tambémafetamgrande númerode pássaros, assimcomo porcose outrosmamíferos.<br> <br>Na voltade 1930, doisvírus, o homemque afectame porcos,foramidentificadaspelaprimeiravez.Durante adécadade 1940, as vacinas anti-gripe foramdesenvolvidospelaculturade vírusemovosde galinhae,emseguida, inativando-a.Estes'gatilhoinativadocepasvirais&quot;umareaçãoimunológicaque impede ainfecçãopelovírusdagripe reais.Noentanto,estanão oferece àpopulação100% de proteção.<br> <br>Três tiposde influenza<br>Hoje,umgrande vírusda gripe muitosforam identificadas,classificadasemtrêsgrandestipos:A,Be C. <br> <br>A característica distintiva do vírus da gripe influenzaA - o chamadogrupo Orthomyxoviridae- é que elespossuemduas proteínas,haemagglutines(H) e neuraminidases(N).Há15 haemagglutinesdiferentes(H1a H15) e nove neuraminidases(N1aN9).Cada sub-tipode vírus,definidaporum'H (X) N (Y)' combinação,temsuas própriasespecificidades,nomeadamente noque dizrespeito aos anfitriõesinfectadose dagravidade dadoençacausada. Mas essesvírusda gripe A tendem a sofrermutaçõesfreqüentese tambémpode se adaptara um novohospedeirocom patogenicidadeespecífica.Istoexplicaporque umaepidemiade gripe entre osanimaisé visto agora como potencialmenteperigososparaohomem.<br> <br>Foi estabelecidoque todosos vírus consideradosde altapatogenicidade (GAAP) pertencemaoH5 e H7 sub-tipos.Porseu turno,o vírus H5N1, que estána origemdoalarme crescente aolongodos últimosdoisanos, infectamuitasespéciesde avese especificamente tambémfoi encontradorecentementeem
  2. 2. algumasespéciesde mamíferos.Emprincípio,inofensivasparaasavesselvagens - especialmenteospalmipedsque,semdúvida,sãoasespéciesdoreservatório - que mata galináceosemgrande númeroe pode infectarhumanosque estãoemcontactodirectocom avesinfectadas.Até àdata, muitolimitados,estescasoslevamasérioossintomasdagripe com uma elevadaproporçãode mortes.<br><br>Mais preocupante é a possível mutaçãoou de recombinaçãodovírus que circula atualmente naÁsia.Se doisvírusinfluenzaA infectaro hospedeiromesmo,elespodemtrocaros elementose darorigema umnovo vírus recombinadoque poderiaseraindamaisvirulenta.Essarecombinaçãopoderiaocorrerem suínos,que são sensíveisaambososvírus da gripe aviáriae humana,podendolevarao aparecimentode umnovo vírus que afetao homeme pode sertransmitidodiretamenteentre os sereshumanos.<br><br>Ameaças aos sereshumanos<br>Embora,em1997, o H5N1 já haviaprovadosua capacidade de infectarohomem, até à data não houve maiscasos isolados, que são sempre devidosaocontatopróximocomavesdoentes.Apenasosavicultores, veterináriose trabalhadoresdosmatadourosestãopotencialmente emriscopoispodeminalar o vírus presente nasfezesouexpectorationsde avesdoentesoumortas.É provável que o vírus H5N1 é transmitidoapenasatravésdainalação,e que o cozimentodestrói asaves.<br> <br>No Sudeste Asiático,cercade 120 pessoasforaminfectadascomovírus desde oinícioda epidemiade gripe aviária,e cercade 60 delesmorreram.Assim,enquantooH5N1 representa um perigoreal para o homem,que nãotemdefesaimunológicacontraele,seupoderde infecçãoé muitobaixa,dadaa relativamentepoucoscasosemrelaçãoà densidade populacional nessasregiõese daproximidadeentre humanose animais.<br> <br>Isto significa que não haveráepidemiaamenosque este se adaptavírus da gripe aviáriapara o homem, por meiode mutaçãoou de recombinação.Até àdata,os laboratóriosinternacionaisque estão analisandoovírus retiradasde pássarosou sereshumanosodoente teridentificadonenhum humanizado'tensão.Conseqüentemente,ovírusque pode desencadearumaepidemia aindanão existe.<br><br>linhasde defesaimediata<br> <br> <br>Um líquidopara evitara migraçãode avesdesde odesembarque emuma granjanaTailândia.<br>© FAO<br>A primeiradefesaé tentarerradicaraepidemiaentre asaves.Istoimplicaduasprioridades. &quot;Emprimeirolugar,háa necessidade de fortalecerossistemascientíficosparaa monitorizaçãovirológicae notificaçãoimediatade todososresponsáveisregionais,as autoridadesde saúde nacionaise internacionais&quot;,sublinhaIsabel MinguezTudelade Segurançada DG InvestigaçãodaProduçãode AlimentosUnidade de Sistemas.&quot;Neste domínio,noâmbitodo Quintoe SextoProgramasda UniãoEuropeiaapoiaa investigaçãona recolhae tratamentode dados epidemiológicosemavese suínos,bemcomono desenvolvimentode medidaseficazes,fiáveise rápidostestesde diagnóstico.&quot; <br>Posteriormente,logoque umsurtode gripe aviáriaé relatado,osanimaisemcausa devemserdestruídosde formasistemática,ascanetase desinfectadosemquarentenaas fazendasnasregiõesafetadas.A este respeito,aComissãoEuropeiareforçouoalertae os procedimentosde respostasignificativamente durante 2005.<br> <br>Alémdisso,paraalém da investigaçãode vacinação(verabaixo),umasérie de projetosestãoemandamentoouem fase de negociaçãono âmbitodoQuintoe SextoProgramasde combate à doençaemanimais. Estesincluemainvestigaçãosobre apatogênese,diagnósticoe acompanhamentoepizootia (projetoAviflu),bemcomoodesenvolvimentode tecnologiasde diagnósticoinsitu(nolocal Lab),a recolhade dadosepizootia(avessaudáveis) eagestãoinformatizadadacrise da gripe aviária( Fluaid).Duasredestambémforamcriados:Epizone sobre oacompanhamento
  3. 3. epizootiade gripe emporcos,e Virgílionalutacontra a resistênciaaosagentesant-viral.<br> <br>As vacinastradicionais<br>Asvacinasda gripe foraminicialmentedesenvolvidoshávárias décadas.A técnicautilizadaé reunir,emumovode galinhafertilizados,ovírusda gripe contra as quaisa vacina estásendodesenvolvidae umaestirpe viral desenvolvidonolaboratórioque é inofensivo,masse multiplicamuitorapidamente.Osdoisvírustrocar os seusgenese da formade umvírus recombinante que temacapacidade de multiplicaçãodaestirpe mais neutrodo H e N genesque determinamapatogenicidade dovírusresponsável peladoençano homeme nos animais.<br><br>Esta novaestirpe recombinadaé isoladoe depoisenviada para os fabricantesde vacinaque multiplicá-loemmilhõesde ovosde avesdomésticas fertilizado.Osvírussão entãoproduzidosquimicamente inativadae purificadoantesde entrar na composiçãoda vacina.Este é ummétodoseguroe barato, mas requerváriosmesespara produzirgrandesquantidadesde doses.Épor issoque,naprimaverade cada ano, a OMS define ascepasviraisque possamestarenvolvidosnaepidemiade gripe de Invernoseguinte, de modo a recebera vacinahumanosdisponíveisaté aoOutono.<br> <br>&quot;Esta arma de vacinaçãojá estádesenvolvidae disponível paraajudaracombater a propagaçãoda doença nas aves&quot;,salientaIsabelMinguezTudela.&quot;Noentanto,nocurtoprazo só podemosvacinarumaparte dasavescontaminadasna contaminaçãomuitossitesdaÁsia.Por outro lado,comoos vírus humanosque é provável que aparecemdevidoàepidemiade gripe aviáriada Ásiaaindanão é conhecido,é claramente impossível,nestafase,paraproduzira vacinapara combater a ela.&quot;<br> <br>genéticainversa<br>Odesenvolvimentode formasnovase maiseficientesde produzirvacinascontraagripe como uma alternativaaessa técnicatradicional é agora umaprioridade de investigação.Umadasavenidasmaispromissor a ser exploradoé oda &quot;genéticainversa&quot;,emque arecombinaçãoespontânea inicial é substituídopelo&quot;fabricodirecto» dovírusdesejado.Paraisso,ospesquisadores extrairRNA (material genético) dovírusda estirpe patogénicae converterseusgenesHe N em DNA,uma moléculamaisestávelque oRNA que,conseqüentemente,é maisfácil de trabalhar. <br> <br>Inverse genética,culturade células,bemcomoautilizaçãode vírusinofensivoscomo vetoresparahaemagglutines:desdeofinal dosanos1990, essastecnologiastêmsidoabase dos projectosde investigaçãofinanciadospelaComissãoEuropeianoâmbitodoQuintoe SextoProgramas.Primeiro,háoprojetoFlupan,que estátrabalhandoaestirpe H7N1,com vistaao desenvolvimentode vacinasparasereshumanos.Osensaiosclínicosjáestãosendo realizadasemumasó vacina.Há tambémo projetoNovafluque estáse concentrandono desenvolvimentode tecnologiasde vacinaçãoe estáparticularmenteinteressadaemvírus recombinantes.Enquantoisso,aSRA / projetoFluestáusandoumvírus da gripe do tipo inativadahumanoscomoumvetorpara antígenosderivadosdovírusda SARS,a fimde criar uma vacinacontra as duas doenças.Finalmente,Fluvaccestátrabalhandoemumavacina nasal contra a gripe.<br> <br>Novosprojectosestãodefinidosparaserlançadoem2006 na sequênciadoconvite àapresentaçãode propostasorientadasparaprojectosde investigação sobre a gripe aviária,emitidopelaComissãoemDezembrode 2005. <br> <br>Atacando os novosagentesantivirais<br> <br> <br>Confirmaçãodapresençadovírus da gripe aviáriana maioriadasavesdomésticasemumadeterminadazona,LaboratóriodoCentrode Investigaçãonaregiãode Yogyakarta,na Indonésia.<br>© FAO <br>Embora,desde a épocade LouisPasteure ao longodo século20, a vacinaçãotemsidoa arma principal nalutacontra o vírus patogênicos,hoje existe uminteresse paralelonodesenvolvimentode medicamentos antiviraisque atacamdiretamente osagentes patogênicos - ummétodotradicionalmente
  4. 4. poucoutilizadonocaso de influenza.Éa luta contra a Aidse,maisrecentemente,contrao vírus da SARScorona que temdestaque estaabordagemterapêutica.Antiviraispodemser uma arma essencial,quando,porrazõestécnicasousocio-económico,avacinaçãonãoé possível.Alémdisso,nocasodo surgimentocríticade um novopatógenoviral,asituaçãoexige uma respostamaisimediata.<br><br>Na vanguardadas tecnologiasdamedicina,oProjeto IntegradoViral enzimasenvolvidasnareplicação(Vizir) temcomoalvoomecanismopeloqual o vírus RNA - incluindoovírusda gripe humanae aviária - são replicados,de modoadescobrir a estruturatridimensional e,assim, permitirespecífico&quot;projetos&quot;que iráimpedir a replicaçãode agentesvirais.<br><br>No entanto,umdos problemasencontradospela abordagemantiviral estáassociadaàcapacidade dovírus da gripe se transformar,levandoao surgimentode resistência.A vigilânciacontraa resistênciaviral (Virgílio) Redede Excelênciaé o primeirosistemade monitoramentocapazde acompanharo surgimentoeo desenvolvimentodosfenómenosde resistênciaaosmedicamentosantivirais.Concentra-seem trêsfamíliasde vírus (influenzae hepatiteBe C) atravésda aplicaçãode processoscuja flexibilidade,posteriormente,torná-lopossívelpararesolverosproblemasde resistência encontradapor muitosoutrosvírusque são patogênicosparao homem.<br> <br>A rede inclui quatro plataformas.VirgílioModelosestádesenvolvendoinvitroe invivoplataformasde modelagemque ofornecimentode novasferramentas,tantoparacompreenderos mecanismosde defesadesenvolvidopelovíruse para avaliara resistênciaviral atravésda realizaçãode testesemamostrasclínicas.Virgil-Hosté estudarosfatoresgenéticose imunológicospeculiaresaospacientesque desenvolvemresistênciaaotratamento.Virgil- Drugpharme Virgílio-Innotechsãodedicadosaodesenvolvimentoe inovaçõesfarmacêuticas. Finalmente,Virgil-impactoé avaliar,anível europeu,osaspectossociaisdofenômenoda resistênciaantiviral,emtermosde morbidade,custosde tratamentoe controle,bemcomo custos-benefíciosnasaúde e nível de saúde.<br> <br>(1) O termo&quot;epidemia&quot;se aplicapara o surgimentode umgrande númerode casos de uma doençacontagiosae transmissível humanosemumaárearelativamente limitada,enquantoa &quot;pandemia&quot;implicaumagrande área geográfica.Um'epizootiaé uma pandemiaque se aplicaa espéciesanimais.<br><br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> LEIA MAIS <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> Etimologiade umnome <br> <br>Influenza.Uma palavrade origemitaliananoséculo15e que significa'fluxode líquidos&quot;ou&quot; influência&quot;,daío seuuso para expressaracrença no impactodasestrelassobre o aparecimentode epidemias.A palavramaistarde veioadesignar,emtodasas línguas, humanae animal,infecçõespulmonaresresultantesdaepidemiaoupandemiade ataques virais.A gripe é sinônimo maiscomumente usadosemalemão,espanhol e francês.EmInglês, ele é comumente abreviadopara&quot;gripe&quot;.<br><br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> Explicandoagripe espanhola<br><br> <br> <br>O talentosoartistaaustríaco Egon Schiele,que foi vítimade gripe espanholaem1918, na faixaetáriade 28 - Self Portrait,1915. <br>Demorouquase umséculopara resolveromistério viral do que foi,semdúvida,amaiorpandemiamortal nahistóriahumana - que matou dezenasde milhõesde pessoasemtodoomundono final daPrimeiraGuerraMundial.Ovírus responsável foi recentemente reconstituídapelosinvestigadoresnosEstadosUnidosapartir de fragmentospreservadosnotecidode soldadosamericanosque morreramdadoençano momento.Éuma gripe aviáriamuitopatogénicadovírusH1N1 que transformadopara se adaptar ao homeme se tornar transmissível entre sereshumanos.Esse precedenteé uma
  5. 5. ilustraçãoclara a razão para trás os temoresemtornoH5N1 atual,se tal mutação ocorresse de novo- que aindanão é o caso.<br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> alertaderrotasSARS<br> <br>Síndrome RespiratóriaAgudaSevera (SARS),apneumoniaatípicapotencialmente fatal,apareceupelaprimeiraveznaChinanofinal de 2002. Viagemsignificavaque ele se espalhourapidamente,primeironaÁsia(HongKonge outros) e,emseguida,tãodistantescomoo Canadá.Em março de 2003, a OMS emitiuum alertaglobal e acusado de uma rede de laboratórioscoma tarefade identificaroagente responsável.Depoisde umfalsoalarme que indicavaque eraoH5N1 que tinhadoispacientes contaminados,ummêsdepois,oculpadofoi encontrado.Eraumdesconhecidovíruscorona,a espécie de reservatórioparaoqual ainda permanece incerta.A algália,umpequenocarnívoro vendidosemmercadoschineses,foi inicialmente pensadoparasero culpado,masalguns acreditamagora que o vírus foi espalhadopormorcegos.<br>Emjulhode 2003, a epidemia terminoucomoresultadodaquarentenadasregiõesafectadas.Emboraa SARSteve tempo para matar cerca de 800 dos seus8 000 vítimas,o potencial de pandemiafoi beliscadonobud empoucosmeses,pormeiode medidasde contenção,semqualquertratamento oua vacina já estásendousado.<br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> A propagação do H5N1 <br> <br>Descobertona Áfricado Sul em1961, o vírus H5N1 infectouaprimeiraandorinha,umapequenamigraçãode aves marinhas,semefeitosnocivos aparentes.Em1997, chegouàs manchetesdepoisde umadramáticaondade mortesentre avesdomésticasemHongKong.Benignoemseuambiente natural,tornou-sealtamente patogênica,pelomenosparagalináceos.Todasasavesna zona da grande metrópole chinesa foramabatidosrapidamente,oque erradicouaepizootiaporumtempo.Noentanto,18 pessoasforamcontaminadas,dasquaisseismorreram.<br><br>H5N1 reapareceunofinal de 2003, coreanose,emseguida,criaçõesde avesnoVietname.Tornando-se endêmicano Sudeste daÁsia,que resultounamorte de milhõesde avesdomésticas,querdirectamente, querdevidoauma políticade abate preventivo.Suapatogenicidadetambémfoi observadaa afectarvárias espéciesde avesselvagens.<br><br>Esta estirpe altamentepatogénica, consequentemente espalharaolongodas rotasmais importantestomadasporaves migratórias.Se deslocadosul da Ásiapara a ÁsiaCentral,o vírusH5N1 atingiuo Mar Cáspio, no Outonode 2005 e,em seguida,oMar Negroeo DeltadoDanúbio.locaisisoladosda mortalidade apareceunaTurquia,Rússiaocidental,Roméniae Croácia.SegundoaOMS, FAOe OIE, o vírusé provável que chegue logonoMédioOriente e ÁfricaOriental,e osriscosque se estende paraOeste e Norte daÁfricaantesde subirpara a Europa Ocidental napróxima primavera.Asavesselvagensvãosofrerumpesadotributo.Oimpactosobre asaves domésticasdependerádocontatoentre avesde fazendae nasavesselvagens.Osriscossão muitomaioresem Áfricadoque Europa, onde as avessãogeralmente fazendaemgaiolasou confinados.<br><br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br> <br>

×